quarta-feira, outubro 29, 2014

Eu Li: Onde Deixarei Meu Coração - Sarra Manning


Título:
Onde Deixarei Meu Coração
Autora:
Sarra Manning
Editora:
Galera
Onde Comorar:
Submarino | Saraiva | FNAC

Simples, careta e sem graça. É assim que Bea se vê. Então quando a super descolada Ruby e seu bando de populares passam a se interessar por sua opinião, isso só pode ser uma pegadinha. Certo? Pelo menos é assim que sempre acontece nos filmes... Mas o convite para passarem as férias em Málaga parece pra valer. E com um bônus: Bea pode se afastar da mãe irritante e controladora. No entanto, depois de apenas 48 horas na Espanha, Bea se flagra mudando o itinerário. A menina decide visitar Paris para encontrar o pai que nunca conheceu. Afinal, a cidade luz pode emprestar um pouco de clareza a um período nebuloso de sua vida familiar. No caminho, ela conhece Toph, um estudante americano mochilando pela Europa. Enquanto procuram pelo pai dela nos cafés e boulevards de Paris, ela perde a cabeça em vez disso. Será que Bea é a garota de Toph ou a boa menina que sua mãe espera que ela seja? Ou será esse o verão mágico em que Bea finalmente torna-se dona do próprio nariz?

Primeira coisa a se falar: QUE CAPA LINDA!! Tão..tão! Segunda coisa: tô tão apaixonada pelo livro! Com um cenário lindo como Paris e uma protagonista com a qual eu me identifiquei, "Onde Deixarei Meu Coração" é um livro lindo, fofo e cativante!

Bea sempre foi uma filha maravilhosa, daquelas que toda mãe quer ter, mas a sua própria, apesar de tudo, não parece pensar assim. Por ter engravidado quando tinha apenas dezessete anos, a mãe de Bea acha que se não tomar as devidas precauções, Bea poderá repetir sua história. Quando eu digo tomar as devidas precauções, quero dizer que a mãe de Bea não a deixa sair com garotos, tenta impedir o contato com garotos de todas as formas possíveis, não deixa Bea usar roupas curtas, não a deixa sair com as amigas para festas e etc. 

Bea aceita isso tudo numa boa, raramente discordando de algo, mas em sua cabeça sonha com o dia em que irá a Paris conhecer seu pai, um intercambista que veio, engravidou sua mãe e foi embora. Ela não é popular, mas de repente se vê nas graças de Ruby -  na qual eu nunca confiei, e tinha total razão -, uma estrela no colégio, e surge o convite para ir para a Espanha passar as férias com ela e suas amigas. Feliz com a atenção - ô inocência -, Bea não perde a oportunidade e embarca nessa aventura, só que alguns dias depois se vê em um trem a caminho de Paris, em busca de um pai que nunca conheceu. Pena que por um descuido ela acaba continuando na Espanha, onde conhece Toph e seus amigos universitários que estão mochilando pela Europa. Daí em diante é uma aventura de auto-conhecimento e amadurecimento, descobertas boas e ruins, encontros e perdas.

Bea e Toph são personagens super cativantes de um livro despretensioso. Não são o casal perfeito de um romance perfeito que vai entrar para a história, mas são tão bons quanto em toda sua caracterização de um romance entre jovens que se encontram por acaso e descobrem que o acaso foi muito bom com eles. Bea é uma romântica não assumida e sonha que seu primeiro beijo será em Paris, onde seu sonhado pai mora, uma cidade que ama e da qual sabe quase tudo. É uma inspiração em sua vida. Já Toph é um jovem adulto que no começo não toma muitas atitudes em relação à Bea, apenas sorrisos e olhares, mas que é fundamental em não deixar Bea perder seu encanto por Paris depois que descobre um grande segredo, que a faz se revoltar e questionar tudo o que sempre acreditou sobre si mesma.

Me amarrei muito nesse livro, nos personagens, no cenário. Gente, que cenário, PARIS, ma chérie! Se eu tivesse dinheiro eu já estava em Paris a essa hora. A autora soube mostrar a paixão de Bea através de seu conhecimento sobre a cidade, a cultura, os pontos turísticos. Sério, dá uma vontade danada de sair correndo pra lá e mergulhar na cultura e no idioma (que eu já estudei, o que me deixou com mais vontade ainda de vender um rim e ir pra lá haha).

É um livro tão fácil de ler e tão fofo que em uma noite só eu terminei (três da madrugada, diga-se de passagem). É daquelas leituras leves e que te fazem suspirar e sonhar em viver uma história tão fofa e sincera quanto. Amei muito a leitura e totalmente recomendo para quem está em ressaca literária, ou acabou de ler um livro pesado...essa história é perfeita para afastar a mente de algumas coisas.




segunda-feira, outubro 27, 2014

Chegou Pra Mim #100 + Sorteio de Marcadores

Aeeeee! Chegamos ao 100° "Chegou Pra Mim"!! Imaginem a quantidade de livros que já passaram pelos posts dessa seção?? Muito livro, gente! E tem mais livros para mostrar hoje :D


Bom, semana passada eu mostrei um monte de livros, mas para não deixar o post muito longo eu preferi deixar alguns para mostrar hoje. Os livros abaixo foram comprados em um evento muito importante que aconteceu dia 18 aqui em Belém, a FLIPa - Feira Literária do Pará, que reuniu autores paraenses de todos os gêneros e épocas em um encontro maravilhoso que proporcionou aos leitores conhecer os autores, tietar e claro, comprar livros novos! Eu comprei dois livros novos, ambos de autores nacionais. Zon - O Rei do Nada, é do autor paraense Andrei Simões, com ilustrações da Lupe Vasconcelos, e A Cidade Flutuante, do autor carioca Daniel Dias. 



Vocês sabem o quanto é difícil entrar numa livraria e resistir aos impulsos de se endividar ainda mais, porém no dia da FLIPa eu comprei tantos os livros acima quanto Mundo Novo, do Chris Weitz. Eu vi comentários dizendo que ela era uma mistura de Jogos Vorazes com Gone, que são duas séries que eu A-M-O, então é claro que eu tinha que comprar! Já Ladrões de Sonhos, da Maggie Stiefvater, eu ganhei de presente de aniversário atrasado do meu amigo Acácio. Obrigado amoreco!



Essa semana também chegou meu exemplar de O Desafio de Ferro, primeiro livro de uma série fruto da parceria entre as autoras Cassandra Clare e Holly Black. No sábado dia 18 teve evento aqui em Belém, e eu fiz um post para contar com foi, e em breve tem resenha do livro!



No sábado,dia 25, teve um evento sobre HQs na loja Liga Nerd Geek, aqui em Belém, e eu fui a sortuda que ganhou Bidu - Caminhos!!! Lindo, estou apaixonada pelos traços e pela história! 



E por ultimo, mas não menos importante, comprei dois volumes de uma série de mangá interessantissíma chamada Assassination Classroom, do Yusei Matsui. Em breve eu vou fazer um post ou vídeo para falar dos três primeiros volumes, porque e muito, muito legal!


E agora, para comemorar o centésimo post do "Chegou Pra Mim", que tal sorteio de marcadores??? Adoro sortear marcadores, e dessa vez é um kit com marcadores super legais, como os da série Instrumentos Mortais e As Peças Infernais, Magisterium (incluindo card), Wake, Perdida, Hopeless, Belo Desastre, entre outros, enfim, só marcador legal! 




Alguns dos marcadores do kit 

BOA SORTE!

sábado, outubro 25, 2014

[Resultado] Top Comentarista Julho e Agosto - ATUALIZADO

Nos meses de Julho e Agosto tivemos um Top Comentarista valendo os quatro livros, dois para cada um dos ganhadores, sendo que o primeiro tem o direito de escolher os livros que quer, entre as seguintes opções:

Paperboy - Pete Dexter
Man Repeller - Leandra Medine
Beijada Por um Anjo 6 - Elizabeth Chandler
Por Toda a Eternidade - Kristin Hannah

A regra principal era que os sorteados tivessem comentado em pelo menos 15 dos posts dos meses da promoção. Infelizmente alguns participantes chegaram bem perto, mas não conseguiram alcançar a meta. Porém, depois de muito ponderar, resolvi premiar as pessoas que mais comentaram, segundo a tabela abaixo: 




















Assim, as ganhadoras do Top Comentaristas Julho/Agosto são:


Parabéns meninas! Por favor, enviem seus dados para garotapaidegua@hotmail.com até dia 27/10, segunda-feira.

Agora em novembro teremos um novo Top Comentarista, dessa vez valendo o livro que você quiser (com limite de valor, claro,sou pobre hahaha). E então, quem está animado para participar???


~~~~  ATUALIZAÇÃO ~~~~

Como a Letícia Souza não entrou em contato no período determinado, é necessário "eleger" uma nova segunda ganahdora rsrs, e de acordo com a posição na lista, essa ganhadora é a Mirelle Soares. Parabéns Mirelle! Aguardo seus dados até domingo, dia 02/11, pelo e-mail garotapaidegua@hotomail.com 

quarta-feira, outubro 22, 2014

#MagisteriumDayBelém: Saiba como foi! + SORTEIO

No último dia 18 aconteceu em várias cidade do BRasil o #MagisteriumDay, um dia voltado para comemorar e falar muito sobre o lançamento do mais novo livro de magia da parada: O Desafio do Ferro, das autoras Cassandra Clare e Holly Black. Elas são amigas há anos, e já tinham a ideia para escrever essa série há muito tempo, e durante uma viagem de avião rascunharam o plot de cada um dos cinco livros.

Veja um vídeo onde elas falam mais sobre os personagens, a série, e suas ideias:



No evento de livro, do qual eu fui mediadora junto com a Fernanda Karen (e tendo como fotógrafa a Anne),  falamos sobre o livro, que eu adorei - em breve tem resenha -, mostramos o video acima e também fizemos uma brincadeira para animar o pessoal e distribuir o montão de brindes que a editora mandou. Obrigada Novo Conceito!

Vocês podem conferir as fotos do evento através desse link.

Ah, aproveitando que você está por aqui, que tal concorrer a um kit com brindes de Magisterium, como marcadores, bottom, convite e card colecionável? É só comentar em alguma postagem do mês de outubro (comentários feitos a partir de hoje), inclusive esse post e preencher as informações no Rafflecopter. E aí, teve #MagisteriumDay em sua cidade? Como foi?


segunda-feira, outubro 20, 2014

Chegou Pra Mim #99

Gente, o que tem de livro acumulado para mostrar pra vocês não está no gibi!

Muitos livros chegaram nesses últimos tempos, e eu também comprei outros, então tem bastante coisa. O tempo vai passando tão rápido que chega sábado e eu nem tirei fotos nem nada, aí já está escuro, tenho eventos e clubes do livro para ir/organizar, e acaba que vou deixando para depois. De hoje em diante vou postar tudo que chegar direto no Instagram, o @biahbs, e depois eu reúno as fotos para mostrar aqui ;) Enfim, vamos aos livros.

Os três livros abaixo chegaram em Setembro (/O\) eu acho, mas bem no finalzinho. Estava muito ansiosa por Atrás do Espelho, da A.G. Howard, e acho que ele vai passar na frente de alguns livrinhos hahah. Para quem não sabe, ele é a continuação de O Lado Mais Sombrio, que já tem resenha no blog ;) Aconteceu em Veneza, da Molly Hopkins, é uma romance que será resenhado pela Anne, e Louco Por Você , da Jasinda Wilder, será sorteado em breve! 





Hora de falar dos lançamentos de Outubro do Grupo Editorial Novo Conceito. Para onde ela foi, da Gayle Forman, com certeza é um super aguardado, e já vi muitos surtos e choros por esse livro. Quero muito ler, mas não quero livros tristes por enquanto, porém vou acabar não resistindo! Sonhos Despedaçados, da Ellie James, também é lançamento do mês e promete um enredo cheio de suspense. Para a Fernanda Karen chegaram dois romances super a cara dela: Simplesmente Acontece, da Cecelia Ahern, e O Homem Perfeito, da autora nacional Vanessa Bosso. Li uns trechos e adorei! 

Twittando o Amor, da Teresa Medeiros também parece ser muito fofo, e vai ser resenhado pela fofa da Anne. O Lago Místico é o primeiro livro que eu vou ler da Kristin Hannah (XD) e Superação, do Nick Vujicic, quem vai ler é o meu pai. Isso mesmo! Ele adora o Nick e já fez resenha aqui para o blog também ;)






Os três livros abaixo foram lançamentos de Setembro da Galera Record, e se eu não me engano só foram mostrados pelo Instagram. Bom, os três já tem resenha no blog, e vocês podem conferir o que eu e Fernanda achamos sobre Coroa da Meia-Noite, sequência de Trono de Vidro, da Sarah J. Mass; Medo, quinto e penúltimo livro da série Gone (3>) do Michael Grant; e Invisível, do David Levithan e da Andrea Cremer.



A Promessa do Tigre, da Editora Arqueiro, foi lançado depois dos quatro livros d'A Saga do Tigre, mas na verdade pode ser chamada de prequel, pois conta uma história anterior aos acontecimentos da série, da autora Colleen Houck. Caçadores de Bruxas é uma coletânea de contos com a temática bruxas que a editora Buriti lançou, e tem contos de autores nacionais como Roberta Spindler, Georgette Silen, entre outros. Podem aguardar resenha do livro na II Senana Nacional Pai D'égua, que acontecerá em Novembro ;)


No sábado chegaram três dos lançamentos de Outubro da Galera Record \o/ \o/ Garoto Encontra Garoto é mais uma obra do divo David Levithan e Fernanda já pegou ele para ela! Onde Deixarei Meu Coração, da Sarra Manning, me conquistou pela capa, que é absolutamente linda!! Já Ser Feliz é Assim é um livro da autora Jennifer E. Smith, que me conquistou absolutamente com seu primeiro livro, A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista



Eu tenho mais alguns livros para mostrar e outros ainda vão chegar, mas na semana que vem tem Chegou Pra Mim novo e eu os mostro para vocês! Até :)

sábado, outubro 18, 2014

Eu Li: Real - Katy Evans


Título:
Real
Autora:
Katy Evans
Editora:
Novo Século
Onde Comprar:
Saraiva | FNAC | Submarino

Remington Tate tem a reputação de ser um bad boy, dentro e fora. É conhecido também pelo corpo escultural e pelo poder, sexy e selvagem, que emana de cada gota de suor, levando toda e qualquer mulher que o veja a um verdadeiro frenesi. Em seus olhos, brilha um desejo brutal, devastador e real.
Brooke, uma especialista em fisioterapia esportiva, é contratada para manter aquele corpo funcionando como uma máquina mortal. Esse parecia ser seu emprego dos sonhos, mas, ao circular pelo perigoso circuito de lutas clandestinas com Tate e sua equipe, Brooke passa a ser dominada por um novo sentimento, um fogo e uma necessidade com os quais ela não sabe lidar.
O que começa com um simples flerte pode virar uma obsessão sexual incontrolável. Terríveis segredos serão revelados, e Brooke deverá lutar para manter-se sã, discernindo o que há de real e o que é pura ilusão em seus próprios sentimentos.
Olá novamente amigos bookaholics. Como estamos? Quais os livros estão (parados ou não) na cabeceira de vocês essa semana?

Ando meio inconstante no blog #FATO, mas não abandonei o barco. Voltei justamente para resenhar uma nova aquisição minha, ando tentando conciliar dois amores (os livros que eu mesma compro/ganho e as surpresas que as editoras e a nossa chefinha Biah me mandam), e representando esse primeiro amor, vim compartilhar esse meu primeiro contato com a escritora americana Katy Evans.

Vocês já ouviram falar do livro dela chamado "Real"?

Admito, o que me fez comprar o livro primeiramente foi a capa, estupidamente apelativa, que ele possui (assim como o segundo da série, que também já tem essa tendência para capas), em seguida li a sinopse do livro e achei o Remington muito parecido com um outro esquentadinho literário, já conhecido de você, um tal de, Travis Maddox.

Apesar das similaridades (ambos os livros tem pugilistas ilegais, esquentados, tatuados, sedutores, morenos, e com olhos penetrantes) a meu ver, esse livro é um tanto quanto mais maduro. O Remington "Arrebentador" Tate, possui (justificadamente) muitas dificuldades (exceto o dinheiro, porque isso ele tem horrrrrrrrrores) a superar.

O livro não se atem somente ao seu lado hot, até porque ele não é o enfoque principal na trama, eis mais um bom motivo para ler. E sim a necessidade de pertençer que cada um de nós tem (alguns mais que outros) e a pequenas violências emocionais que passamos.

Gostei muitíssimo do livro em vários aspectos, do casal principal e mesmo dos secundários (aqui fica a dica para a Fernanda Karen). Do fundo cotidiano em que os personagens interagem. A Brooke me aborreceu seriamente em algumas passagens do livro, porque "vai ser ingênua assim na China!", ela acaba colocando tudo a perder, por não se comunicar devidamente, e não pensar no coletivo

Outro ponto positivo do livro foi a linda playlist (quem leu as resenhas que fiz anteriormente, sabe que sou chegada em book´s playlists) que a Kate Evans disponibilizou separadamente do texto. Logicamente baixei as músicas antes de começar a ler o livro. E as escutei quando mencionadas no livro, E FEZ TODA A DIFERENÇA!!!!

PERFIS: 

REM: Apesar de lutador exímio, ele não é um daqueles "brutamontes", que imaginamos quando pensamos em um lutador. Ele é muito atento a tudo e a todos. E quando ele quer algo ele dá tudo de si para conseguir.

BROOKE: Ela é uma ex-ginasta que teve problemas com o joelho e posteriormente se tornou uma preparadora física para atletas. Ela ainda se sente muito presa ao seu passado e mantém certos comportamentos de concentração olímpica. Como, por exemplo, nada de garotos.

Dos personagens secundários mais constantes no livro, prefiro não traçar um perfil, pois assim pode tirar a graça da surpresa durante a leitura....kkkk

A autora fez um trabalho equilibrado no livro, tem cenas hots sem se tornarem o núcleo do livro, tem cenas fofas de reler várias e várias vezes. Tem desgaste físico, mental e emocional. Tem as interações entre Brooke e Tate dentro do avião

E essas interações são fantásticas, o que fazer quando em seu primeiro dia de trabalho o seu chefe/lindo TATE pega seu Ipod e lhe entrega o dele para você ouvir Iris do Goo Goo Dolls, e quando chega a frase ´´And I'de give up forever to touch you`` ele fica te encarando com olhos tão reveladores, e que esperam que você entenda a dica! 

Ou quando a Brooke não aguentada mais de desejo e curiosidade sobre o beijo dele, que colocou ele para escutar: ´´kiss me like you wanna be loved, you wanna be loved, you wanna be loved, this feels like falling in love, falling in love, we're falling in love``, na voz do sedutora e melodiosa Ed Sheeran. Nem preciso dizer que ela conseguiu o que ela queria.

Um momento fofo, e que me surpreendeu foi saber que a Avril tinha uma música tão linda/fofa, quando a Brooke se declarou para o TATE tocando: ´´You're so beautiful, but that's not why i love you. I'm not sure you know, that the reason i love you is you, begin you, just you. Is all that we're been through and that's why i love you.``

Reafirmo, que durante todo o livro eles trocam sentimentos e declarações através de músicas, e isso foi PER-FEI-TO!!!!!

Então fica a dica!

Até a próxima!




terça-feira, outubro 14, 2014

Eu Li: A Promessa do Tigre - A Saga do Tigre #0,5 - Colleen Houck


Título:
A Promessa do Tigre
Autora:
Colleen Houck
Editora:
Arqueiro:
Onde Comprar:
Submarino | Saraiva | FNAC

Medo. Esperança. Dúvidas. Antes da maldição, uma promessa. Mais de 300 anos antes de Kelsey Hayes surgir na vida de Ren e Kishan, uma jovem cruzou o caminho dos príncipes. Seu amor por um deles mudou o curso da história e o destino da família Rajaram. Criada longe dos olhos da corte, isolada do convívio no castelo, Yesubai luta para suportar os maus-tratos do pai e manter em segredo suas habilidades mágicas. Lokesh é um poderoso e cruel feiticeiro que foi capaz de assassinar a própria esposa porque ela lhe deu uma filha em vez de um filho. Ao completar 16 anos, Yesubai é surpreendida por um anúncio do rei. Procurando fortalecer suas relações diplomáticas, o nobre acredita que um casamento entre a filha de Lokesh, comandante de seu exército, e um pretendente de algum dos reinos vizinhos será uma boa estratégia para diminuir os conflitos na região. A jovem recebe a notícia com alegria. Pela primeira vez ela enxerga um fio de esperança, a perspectiva de escapar do controle do pai e de levar uma vida fora do confinamento de seus aposentos. Mas esses não são os planos do feiticeiro. Ele vê no iminente casamento de Yesubai uma oportunidade de conseguir ainda mais poder e não poupará esforços para atingir seus objetivos sombrios. 'A promessa do tigre' conta a origem da história dos príncipes Ren e Kishan e os acontecimentos que levaram às aventuras da aclamada série 'A maldição do tigre'.

A Promessa do Tigre é uma prequel e conta a história de Yesubai, sim, aquela responsável pela grande mágoa existente entre os irmãos Rajaram no início da série, e que tirando o fato de ter se apaixonado pelo outro irmão, é como se fosse uma Kelsey do passado, surgindo na vida dos irmãos e causando uma rusga entre eles rsrsrs.

Yesubai foi mantida afastada de todos desde que era criança, isolada em um palácio, contando com a companhia apenas de sua ama. Sofreu maus tratos do pai e aprendeu desde sempre a se mostrar obediente e pacífica, a manter a cabeça baixa e nunca questionar. Desenvolveu poderes mágicos, e tenta esconde-los de seu pai a qualquer custo, pois um dia eles podem servir para ajudá-la a se libertar de seu opressor. Essa possibilidade de se libertar aumenta quando o rei, durante uma festa, resolve oferecê-la em casamento a fim de melhorar as relações diplomáticas entre os reinos. Yesubai logo imagina que se casará com algum velho que a levará embora para um reino distante, mas seu pai tem outros planos. Planos malignos que envolvem os irmãos Rajaram. Ele só não contava que sua filha ia se apaixonar pelo filho errado, Kishan, e que seria capaz de lutar por esse amor.

Awwwwn. Claro que desde o começo nós já sabemos que vai dar tudo errado, afinal é a prequel de uma série que já lemos e conhecemos o final, mas não dá para deixar de torcer, pelo menos um pouquinho, para o Kishan ser feliz. Coitado, a criatura só sofre, tadinho. Ele nunca consegue ficar com a mulher que ama. Ô sina! 

É um livro bem pequeno, bem rápido de ler, em uma hora eu já tinha terminado. Não é uma leitura imprescindível e não tem muita ação, na verdade não tem quase nada de ação, o que pode deixar a leitura arrastada, mas é tão pequeno que não vale a pena parar por causa disso. Como eu disse, não é extremamente necessário que você leia o livro antes ou depois de ler a série, mas para os fãs é bem legal saber um pouco mais sobre a vida dos irmãos, e as primeiras interações com Lokesh, antes de Kelsey aparecer na vida deles. É bom, não vai afetar seu conhecimento da série se você deixar de ler, mas para os fãs é uma boa pedida ;)


segunda-feira, outubro 13, 2014

Eu Li: Medo - Gone #5 - Michael Grant


Título:
Medo
Autor:
Michael Grant
Editora:
Galera
Onde Comprar:
Submarino | Saraiva | FNAC

Já faz mais de um ano desde que todos os adultos desapareceram. E apesar do terror que assolou as crianças de Praia Perdida, elas foram capazes de sobreviver. No entanto, dessa vez as ameaças são ainda mais aterrorizantes. Rodeados por mutações grotescas e mortes bizarras, uma gravidez sinistra, e o uso dos poderes mentais de uma garota como instrumento de tortura, os habitantes do LGAR veem o sol minguar e a aproximação da Escuridão. As chances de sobrevivências de todos diminuem perigosamente.


A cada livro do Michael Grant eu me surpreendo mais com a capacidade que ele tem de me fazer sofrer juntamente com os personagens. Nem sempre são personagens muito conhecidos ou ativos, mas ele os faz sofrer/morrer de formas tão brutas, descritas de uma forma tão crua, tão simples e direta, que você com um aperto no peito e com o conhecimento de que a vida é cruel mesmo, não da mesma forma que o Michael, mas cruel mesmo assim. E as vezes quem morre é o mais sortudo, pois não precisa mais conviver com a incerteza e o medo, Gente, é tanto sentimento que nunca serie capaz de escrever uma resenha digna!

O medo sempre esteve presente na vida dos habitantes do LGAR. Medo da fome, da praga, dos coiotes, de Caine e suas maldades, de Drake, e agora também do escuro. Manchas negras surgiram na parede do LGAR na altura do chão e estão crescendo em direção ao topo. Não passa luz através das manchas, e logo as crianças deduzem que quando a mancha chegar ao topo não haverá luz. Mesmo os samsóis só servirão para iluminar uns poucos metros, e não serão capazes de auxiliar na fotossintese das plantas das quais tiram seus parcos alimentos. 

O medo de tudo que vimos nos outros livros chega a um ápice, a uma desespero imenso, que afeta até os vilões, pois nem eles são capazes de sobreviver e se proteger dos coiotes sem a luz do sol. E o que vão comer, como controlarão o desespero crescente que pode levar a mais tragédias? 

Quem acompanha a série viu o que o medo e o desespero foram capazes de fazer a alguns dos personagens mais queridos. A Mãe Maria, coitada, não posso nem lembrar. Foi muito triste! E Astrid, que em uma atitude desesperada foi capaz de desprezar todo a sua fé imensa, tudo em que acreditava, buscando salvar as pessoas de mais sofrimento. O próprio Sam, que está cansado de ser herói e só gostaria de não ser julgado, depois, se é que haverá um depois, pelas atitudes que teve que tomar no LGAR.

Esse livro é memorável entre todos da série! Primeiro porque ele nos mostra o que está acontecendo la fora. Sim, sim! Existe um lá fora, e podemos acompanhar um pouco do que está acontecendo através do ponto de vista de alguns pais,na verdade uma mãe em especial. Segundo porque tudo está chegando a um ápice. A falta de esperança é enorme! Até a Astrid, que tinha uma fé inabalável, desistiu de acreditar em um Deus que não se mostra presente, que a fez sacrificar algo importante na esperança de algo que nunca aconteceu. Ela está tão desiludida que é doloroso acompanhar. 

Ah, Michael Grant sabe matar personagens como ninguém! De repente a pessoa está viva, e então, tcharan, morreu. E por mais que você não goste do personagens não deixa de pensar que são só crianças, que não podem morrer, que tem que haver um jeito de escapar, de viver, de sobreviver. UM MIX ENORME DE EMOÇÕES ESSE LIVRO TRZ! O autor sabe misturar o sobrenatural com os paralelos à vida real, com a dolorosa visão do que seríamos capazes de fazer para sobreviver, para ter poder, de uma forma muito perfeita. 

Eu sou muito emotiva para falar dessa série. Não consigo ser muito racional com ela. É uma série maravilhoso, com personagens imperfeitos como todos nós, que passam por tanta coisa e precisam tomar atitudes tão drásticas que as vezes você esquece que são crianças. Nesse livro mesmo eu esqueci, e fiquei de queixo caído quando a Brisa relembrou que só tem 13 anos. 13 anos, cara! 

A busca de Drake por um hospedeiro para o gaiáfago chega ao final, depois de momentos muito tensos, TENSO DEMAIS, para evitar que isso acontecesse. E ai algo surpreendente acontece, envolvendo tanto o mundo externo quanto as crianças do LGAR. Eu não imaginava, nem de longe, o que ia acontecer, e agora meu temor para o próximo e último livro, Light (no original), é enorme! Queria muito poder contar o final aqui só para tecer teorias com alguém mas é contra meus princípios resenhisticos (kkkk, isso existe). Gente, esse final é um desafio! Um contrato, uma aceitação de que nada mais é o mesmo e talvez nunca volte a ser. E eu estou feliz com isso. E aguardando ansiosamente o final. Michael Grant, continue me surpreendendo e dê um grande final a essa série perfeita!

sábado, outubro 11, 2014

Eu Li: Invisível - David Levithan e Andrea Cremer


Título:
Invisível
Autores: 
David Levithan e Andrea Cremer
Editora:
Galera
Onde Comprar:
Submarino | Saraiva | FNAC

Amaldiçoado desde o dia em que nasceu, Stephen é invisível. Nunca viu seu rosto nem corpo. Evitando desaparecer por completo, ele vaga por Nova York, à deriva. Até que sua nova vizinha de apartamento chega e é capaz de enxergá-lo! Logo, ambos se tornam mais que amigos. E tanto Elizabeth como Stephen precisam decidir o quão longe irão para quebrar a maldição que o acomete. Estariam dispostos a enfrentar o maior desafio de todos, a morte?


David Levithan. Só consigo encaminhar amor a esse homem pelo talento incrível. Sabem aquela narrativa maravilhosa que vocês tem vontade de sair para jantar com ela? Pois é. “Invisível” está na categoria: livro para cortejar. No entanto, ele é escrito em parceria. Andrea Cremer (que tive o prazer de conhecer com este livro) é co-autora do livro ao lado de David e, com certeza, veio para somar.

Stephen é invisível.
Ele nasceu invisível e toda a sua vida foi um desafio. Aos 15 anos, perdeu a mãe e ficou sozinho no mundo. O pai não aguentou a pressão e saiu de casa quando ele ainda era pequeno e, convenhamos, o cheque não substitui presença e companhia. 
Portanto, Stephen está só - e invisível - em um mundo cheio de cores, pessoas e possibilidades. 
Porém, um dia, em seu prédio, ele cruza com uma moça atrapalhada com as sacolas de compras. Quando ela enfim consegue derrubar tudo, ela olha diretamente para onde Stephen deveria estar e solta um “você vai mesmo só ficar parado aí?”. 

Choque. Possibilidades.

"Nada na vida real me preparou para isto. Para o cara a cara. Sim, eu tinha minha mãe e, embora fosse invisível para ela, podíamos conversar todo tempo. Mas uma conversa com uma garota? Era inédito.
Em vez disso, eu me dedicara aos livros. E aos programas de televisão. E aos filmes. Às conversas que ouvia por acaso. Por causa disso, os ritmos e os padrões que todas as outras pessoas acham naturais são estranhos para mim. Esse dar e receber das palavras, essa dança verbal de compartilhar e esconder, confiar e obrigar, é algo no qual posso tentar me incluir. Pratiquei por tanto tempo na minha mente, sem nem mesmo saber que estava praticando. Agora estou buscando as palavras e a maneira de dizê-las.
Ela não faz ideia de como essa conversa é surpreendente para mim. Não tem ideia de como é ser um intruso no mundo exterior... e então, de repente, ser convidado a entrar."
Alguém enfim o enxergou. Ele, que nem mesmo se conhece fisicamente, é visto por alguém. Mas Elizabeth é a única pessoa que consegue ver Stephen. Por quê? 

Os autores criaram uma situação fantástica (que pouco tem a ver com amor, para os sem coração de plantão) no desenrolar da história para o leitor desvendar os mistérios da condição de Stephen e Elizabeth. É interessante, genioso e, acima de tudo, dinâmico.

O que mais me chamou atenção é a diferença perceptível da narrativa dos dois autores. Davitd Levithan é quase poético . Ele desperta sentimentos latentes no leitor: empatia, tristeza, amor, agonia. Paralelo a ele, Andrea Cremer (acredito eu) deu o ar de aventura e ação à narrativa. Quem já leu algum livro de David Levithan, o reconhecerá no texto. Sua narrativa é apaixonante! Não li nenhuma obra de Andrea Cremer, mas a curiosidade foi despertada. O livro também aborda outras questões relevantes como o preconceito, medo, dúvidas e certezas, e o modo que os personagens reagem a esses sentimentos são dignos de nota. 

“A solidão vem da ideia de que você pode estar envolvido no mundo, mas não está. Ser invisível é ser solitário sem o potencial de ser outra coisa além de solitário. Por isso, depois de um tempo, você se retira do mundo. É como se estivesse num teatro, sozinho na plateia, e tudo mais estivesse acontecendo no palco.”

“Invisível” é um livro meio triste de forma bonita. Acho que o termo mais adequado seria “agridoce”. Porém, assim como a vida, nem todos os livros são feitos para finais felizes, mesmo que ela (a vida) ou ele (o livro) sejam incríveis.

A narrativa é em 3ª pessoa, alternando a perspectiva de Stephen e Elizabeth. Os personagens são bem trabalhados e muito humanos, mesmo que o livro tenha um elemento fantástico. E o que quero dizer com “muito humanos”? Bem, digamos que eles poderiam ser pessoas reais que conhecemos no dia-a-dia. E mesmo que as situações sejam irreais, suas atitudes para tais situações são muito reais. 

Prezo muito livros que conseguem transmitir os personagens de forma palpável, e “Invisível” tem esse elemento trabalhado maravilhosamente. A edição da Galera Record está muito bonita e bastante chamativa, o que pode deixar passar batido um detalhe sutil na capa. 

“Invisível” tem vários atrativos para todos os tipos de leitores. Constatem, amigos.




Fernanda Karen Estudante de Serviço Social com o coração no curso de Letras. Apaixonada por séries, dramas e café. Bookaholic  irrecuperável e promíscua literária. Eventualmente estou trocando um de meus rins por livros muito desejados. (Qualquer coisa é só entrar em contato). Amo YA, ficção-fantasia, clássicos (brasileiros, portugueses, ingleses, latinos etc), chick-lits... Perceberam que meu preconceito literário é zero? Ops, quase zero; não leio auto-ajuda.

quinta-feira, outubro 09, 2014

Eu Li: Coroa da Meia-Noite - Trono de Vidro #2 - Sarah J. Mass


Título:
Coroa da Meia-Noite
Autora:
Sarah J. Mass
Editora:
Galera
Onde Comprar:
Submarino | Saraiva | FNAC

Celaena Sardothien, a melhor assassina de Adarlan, tornou-se a assassina real depois de vencer a competição do rei e se livrar da escravidão. Mas sua lealdade nunca esteve com a coroa. Tudo o que deseja é ser livre e fazer justiça. Nos arredores do castelo, surgem rumores a respeito de uma conspiração contra misteriosos planos do rei, mas antes de cuidar dos traidores, Celaena quer descobrir exatamente que planos são esses. O que ela não imaginava é que acabaria em meio a uma perigosa trama de segredos e traições tecida ao redor da coroa. Em Adarlan, um segredo parece se esconder por trás de cada porta trancada, e Celaena está determinada a desvendar todos eles para proteger aqueles que aprendeu a amar.

Esse livro é muito melhor que o primeiro, e olha que ele foi bom demais. No primeiro acompanhamos a competição para escolher quem seria o campeão ou campeã do rei, e foi emocionante e cheio de intrigas, mistério e magia, mas é nesse segundo livro que as coisas realmente, realmente, acontecem!

Passamos a acompanhar a vida de Celaena, o desenvolvimento de seu relacionamento com Chaol (shippo muito esses dois gente!), seu relacionamento conturbado com Dorian, suas tarefas para o rei, e no meio disso tudo vamos nos envolvendo nas intrigas de um grupo que quer derrubar o rei. E aos poucos o que poderia ser só uma conspiraçãozinha para tirar um rei tirano do poder se torna uma busca alucinada por respostas, respostas essas que estão escondidas em masmorras de ferro, livros mágicos, mausoléus e árvores genealógicas. E a magia, que o rei baniu dez anos atrás, volta a aparecer onde menos se imagina e tem um papel importantissímo. Todos tem segredos, e o rei pode estar de posse de um poder capaz de escravizar ainda mais o povo de Erilea, e Celaena pode ser a melhor chance de impedir que isso aconteça.

Sacrifícios são necessários, mortes dolorosas presenciadas, traições, novos amores, amizades estremecidas, e tudo isso fazendo parte de uma trama muito bem construída, muito legal, daquelas que te fisga de jeito!

Volto a afirmar: esse livro é muito, muito, muito bom!! É uma fantasia muito bem desenvolvida, que prende o leitor do inicio ao fim, que vai lançando as intrigas e os segredos na medida certa para te deixar ansioso e sedento por mais. Cara, esse livro é digno de figurar entre aqueles que tem milhares de fãs no mudo inteiro! Tenho certeza que muita gente ia ficar viciada na história se lesse. Esse livro realmente me prendeu.

A autora construiu personagens muito bons, muito carismáticos e você fica se importando e preocupado com o que vai ser deles. E é digno de preocupação, por que a autora tem uma veia sanguinária muito ativa.Ele descreve tão bem as cenas de lutas de espadas, punhais... é quase possível ouvir o som da luta, e Celaena é uma heroína (ou anti, melhor dizendo?) e tanto, e junto com Chaol e Dorian vai se meter em uma trama perigosa e que pode custar a vida de quem ela ama. E o final? Caraca, dá para esperar muitas coisas ótimas do próximo livro. Não sei como Chaol vai se livrar da promessa que fez, nem como Dorian vai continuar escondendo seu grande segredo, e nem como Celaena vai enfrentar seu passado, mas tem tudo para ser ótimo.

Adorei o livro, me pegou de jeito, com suas tramas que vão se esclarecendo e já construindo outras que prometem fazer da leitura do próximo livro algo muito empolgante e viciante. Tô me controlando para não ir atrás do livro agora mesmo, mas acho que não vou.me segurar por muito tempo. É realmente tão bom que já vou começar a viciar meus amigos na trilogia!


quarta-feira, outubro 08, 2014

Eu Li: Em Meus Pensamentos - Os Sullivans #8 - Bella Andre


Título:
Em Meus Pensamentos
Autora:
Bella Andre
Editora:
Novo Conceito
Onde Comprar:
FNAC | Submarino | Saraiva



Quantos de nós podemos contar com uma segunda chance? Grayson Tyler enfrentou uma tragédia três anos atrás. Agora, ele está recomeçando sua vida nas montanhas da Califórnia. Talvez a paisagem calma, com céu azul, mar e montanhas, o ajude a se esquecer do passado infeliz. Nesse refúgio, ele também deseja ser esquecido por todos que o fizeram sofrer.
A tranquilidade vai embora para sempre no dia em que a energia vibrante de Lori Sullivan invade a sua vida. Uma bailarina tão linda quanto impertinente, que não costuma levar desaforo para casa e não está nem um pouco interessada em agradar. O magnetismo entre os dois promete tirar, literalmente, o sossego de Grayson, mas o fazendeiro solitário não está disposto a baixar a guarda. Ele não vai deixar essa novata virar sua vida de cabeça para baixo

Acredito que em toda a série dos Sullivans, escrita pela Bella Andre, não foi possível achar um personagem mais surpreendente ou antagônico do que a Lori.

Isso mesmo, a resenha de hoje veio para falar sobre o fim (?) da saga da charmosa família Sullivan, no livro Em Meus Pensamentos.

Durante o desenrolar dos livros anteriores foi possível observar o mistério que cercava a Mazinha sobre um relacionamento secreto, onde só a Boazinha sabia a profundidade da encrenca que a Lori estava se metendo.

Quando enfim Lori resolve dar ouvidos ao que a Boazinha fala, e verificar algumas coisas sobre esse seu não relacionamento, o que ela conseguiu foi presenciar uma cena que por si só já dispensa explicações. E no meio de uma mega-apresentação nossa coreografa/bailarina foge de volta para casa. Mas como explicar para a família o que aconteceu, e encarar a Boazinha e dizer que todo o tempo ela estava certa?

Então no calor das emoções, Lori pergunta para a atendente da companhia de locação de carros o seguinte:

Se você pudesse estar em outro lugar agora, onde você estaria?

Prontamente Lori seguiu a dica da atendente, e foi parar nas montanhas da California, onde o shopping mall é o mais próximo que você pode encontrar de um shopping, e todos sempre se conheceram, e botas, fivelas e chapéus de caubóis são parte indispensável do vestuário.

É nessa comunidade pacata que o furacão Sullivan desembarca de salto agulha, um vestido/blusa de lantejoulas neon, maquiagem noturna e óculos de sol, dirigindo um carro alugado.

O que achei superengraçado é que a Lori se permite uma imersão total nessa vida comunitária, e uma das suas primeiras resoluções é encontrar um emprego que não tenha nada relacionado com a dança. A segunda resolução é não contar para sua família que ela está de volta a California, e a terceira é que tem que ficar longe de homens atraentes, dando uma pausa em sua vida amorosa.

No shopping mall ela acaba encontrando uma anuncio de emprego de serviços gerais em uma fazenda ali próximo. Ela sonda um pouco sobre o dono da fazenda com alguns moradores locais, mas nenhum deles descreveu a principal característica de Greyson, que ele é um caubói super sexy e carrancudo.

Ela chega a imaginar que vai encontrar um fazendeiro idoso, e de chapéu de palha, mas não é isso o que ela encontra. O coração dela assim como sua corrente sanguínea não estavam preparados para encarar um fazendeiro de quase 2 metros de altura, jeans justos, botas, e um tom de pele abençoado pelo sol e por horas de trabalho árduo.

Quando Greyson (gente eu odiei esse nome, não sei porque TT.TT) colocou o anúncio para recrutar um novo faz tudo, jamais imaginava encontrar em frente de sua casa uma mulher deslumbrante de saltos agulhas que dá muita margem para sua imaginação correr solta em dar um outro uso para eles, e uma blusa (não tinha como chamar aquilo de vestido) de lantejoulas, e ainda por cima ela estava lá atrás de emprego.

A graça do livro é imaginar quem vai ceder primeiro...kkk...as disputas deles são engraçadas sem serem eróticas, o que já é uma diferença gritante dos outros livros. As interações da Lori com os animais da fazenda também são engraçadas, tipo ela tinha que cuidar de porcos, então ela deu o nome de cada um de seus irmãos para os porquinhos de acordo com a "personalidade" dos porcos.

Ela também se apegou a uma gatinha que estava em estado terminal de câncer. E depois de tudo o que o Greyson faz para infernizar a vida dela, e que poderiam fazer mulheres chorarem ou sair batendo o pé, ela se acabou de chorar foi pela gatinha, e não pelo que ele fazia.

Lori acaba descobrindo um novo jeito de viver sua vida, e gosta muito da ideia de incluir Greyson nela. Gente, é um livro da Bella Andre, então não tem como deletar as cenas hot do livro. Elas estão presentes, mas assim como o livro da Sophie, este é diferente de algum jeito dos outros. O desfecho do livro é bem a cara do nosso caubói, kkk.

A autora no fim ainda deixou uma ponta solta sugerindo duas possíveis continuações para a série, ou derivações dela. Mas ainda assim ela conseguiu fechar de forma sútil a história LONGA desses irmãos. Eu gostei do final.

Até a próxima e abraços de urso.



segunda-feira, outubro 06, 2014

Eu Li: Tempo de Mudanças - Lisa Jewell



Título:
Tempo De Mudanças
Autora:
Lisa Jewell
Editora:
Novo Conceito
Onde Comprar:
Submarino | Saraiva | FNAC




Em um hospital em Bury St Edmunds, Daniel Blanchard está morrendo. A amiga Maggie May é sua companheira nesta jornada até o fim: senta-se ao seu lado todos os dias, segurando-lhe a mão e ouvindo histórias de sua vida, seus arrependimentos e seus segredos: os filhos que nunca conheceu e que, provavelmente, nunca conhecerá.
Lydia, Dean e Robyn não conhecem o pai e também não se conhecem. Ainda... Todos eles estão passando por uma fase de mudanças e de dificuldades: Lydia carrega as cicatrizes de uma infância traumática e, embora seja rica e bem-sucedida, sua vida é solitária e confusa. Dean é um jovem sobrecarregado por uma responsabilidade imprevista, cuja vida está indo para lugar nenhum. E Robyn começou a faculdade de medicina, mas sente que alguma coisa não está certa.
Três jovens com histórias muito diferentes, mas que se sentem igualmente perdidos e à procura de alguma coisa, como se faltasse um elo para dar sentido às suas vidas.
E então, quando eles percebem que seus caminhos estão se cruzando, tudo começa a mudar...

Oi gente, voltamos as descobertas literárias no rol de livros da editora Novo Conceito.

Lembro de já ter resenhado para este blog outras descobertas, tais como: Os Adoráveis, Segredos Revelados e Adeus a inocência, #CHEGOU PRA MIM mais um desses livros tensos e instigantes, que de romance só tem o titulo do gênero, se bem que eu discordo desse titulo.

Hoje temos o prazer de conhecer um pouco de uma das obras da escritora londrina (a escrito de Os Adoráveis também era britânica) Lisa Jewell. Ela se formou em artes e moda, e tem vários romances publicados, mas o que estamos para entrar em contato é o livro Tempo de Mudanças.

Tempo de mudanças é um daqueles livros que não tem um personagem principal, É principalmente narrado por Lydia, Dean e Robyn, três pessoas que não tem nada a ver um com outro, não poderiam ser mais diferentes entre si, com um único ponto em comum: nenhum deles conheceu seu pai biológico.

Lydia, é uma mulher de seus quase trinta anos, sempre gostou de química e física na escola, e devido a sua alergia/trauma ao cheiro das tintas, resolveu criar um composto que anularia o cheiro forte da tinta. Ficou rica por causa disso, vendendo a fórmula do composto, e posteriormente se tornando uma requisitada consultora industrial. A infância dela foi marcada por violência e maus tratos de seu "pai", após a morte estranha de sua mãe. E podemos dizer que os mistérios que rondam ela são bemmmmmmmmmm mais complicados que isso.

Dean, é um jovem adulto de vinte e poucos anos que é super-relaxado com sua vida. Acabou engravidando sua namorada, que acabou se mostrando ser uma megera indomada e repressora. Ele viveu muito tempo com sua mãe que não acredita que ele vai chegar em algum lugar, e para se distrair das duas mulhres ele usa drogas. Durante uma dessas "curtidas bizarras" dele, sua namorada entra em trabalho de parto precoce, e tudo na vida dele começa a desmoronar, e a única coisa que ele quer é fugir, e se entorpecer para não sentir. Ele só está se afogando na correnteza de sua vida, dia após dia.

Robyn, é a garota perfeita de sua cidade, cobiçada, inteligente sem esforço, egoísta ao extremo, e requisitada. A garotinha perfeita completou seus 18 anos, se livrando de uma coisa que empatava sua vida, sua virgindade! Apesar de não ter sido tudo isso, ela riscou esse item de sua lista e seguiu em frente com sua partida para a universidade para cursar o curso de medicina. Meses depois ela começa a se questionar: será que era tão inteligente assim? Vou conseguir me tornar uma pediatra? Será que eu realmente me conheço? Sair de minha cidadezinha onde todos me veneravam foi uma boa ideia?

Uma mulher rica e sozinha, um viciado perdido, e uma egoísta frustrada. Não tinha como eles serem mais diferentes um do outro, então você pode perguntar: por que a autora colocou eles juntos em uma história?

Eles dentre tantas características, tem dois pontos em comum:

1 – suas aparências físicas, esbeltos, muito brancos, com olhos expressivos e cabelos negros como a noite;
2 – e seu pai biológico.

Sim, você leu corretamente. Eles são filhos do mesmo pai, ou doador para ser mais precisa. As mães deles foram a um banco de esperma e fizeram inseminação artificial. E eles são todos meios-irmãos. O livro tem dois enfoques: o primeiro é desvendar alguns mistérios que rondam cada um deles; e o segundo é a procura de Lydia por outros irmãos, pois segundo consta ela possivelmente tem 3 irmãos, dois meninos e uma menina.

O livro é muito tenso e intrigante, levei aproximadamente 2 meses para digerir a história e sentar para escrever. Quando encontramos algum livro sobre esse tema, inseminação artificial, é mais comum histórias sobre o ponto de vista do doador, mais esse livro foi diferente, pois contou a história dos frutos do ato.

Não chega a ser spoiler, porque está na capa do livro, mas eles encontram o pai doador, e o desfecho do livro não foi um conto de fadas, foi convincentemente real e possível. Eu achei o livro muito interessante, ele instiga você sobre os mistérios, quando no decorrer do livro a autora coloca um capítulo da mãe da Lydia, ou confunde você com os pensamentos de Robyn, e faz você ficar com ódio do Dean por ser covarde.

Para os fãs de histórias assim, que poderiam muito bem ser reais, fica a dica de um livro para ser degustado. Isso mesmo, leia um capítulo, pare, pense e reflita sobre ele para poder passar para o próximo, pois todo detalhe vai fazer a diferença no final.

Até a próxima :)



sábado, outubro 04, 2014

[Resultado] Promoções da I Semana Nacional Pai D'égua

Oi gente!

Demorou, mas finalmente está no ar o post com os resultados das promoções lançadas durante a I Semana Nacional Pai D'égua, que aconteceu de 21 a 27 de Setembro. Durante a semana estavam ocorrendo 09 sorteios, dois de livros e sete de kits de marcadores, mas somente as promoções de livros e uma de marcadores tiveram participantes ativos. Uma pena, achei que mais pessoas gostassem de marcadores... Enfim, aqui vão os resultados:


- Exemplar autografado de A Torre Acima do Véu, da Roberta Spindler:


Parabéns Ketlen Patricio! Estou aguardando seus dados no e-mail garotapaidegua@hotmail.com. Você tem até dia 06 de outubro para enviá-los  ;)



- Exemplar de Imagine Zumbis na Copa, do Felipe Castilho:

Parabéns Victor Rogério! Você tem até dia 06 de outubro para enviar seus dados para o e-mail garotapaidegua@hotmail.com. 


- Dois kits de marcadores:

Parabéns Aline Costa e Ketlen Patricio! Ketlen, você está sortuda hein? rsrsrs Mesmo esquema dos outros: enviem seus dados para o e-mail garotapaidegua@hotmail.com até dia 06 de outubro.

Mais uma vez parabéns aos ganhadores. Quem perdeu a oportunidade de participar, fique de olho que há mais promoções vindo ai e também teremos a II Semana Nacional Pai D'égua.

XO
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo