quarta-feira, novembro 30, 2016

Eu li: Maze Runner: Prova de Fogo - Graphic Novel Oficial



Título:Maze Runner: Prova de Fogo - Graphic Novel Oficial
Roteiristas:Vários
Editora:
Pixel Media

O mundo pensou que tivesse visto o pior depois que explosões solares atingiram a superfície do planeta e milhões de pessoas foram mortas. Mas o desastre aconteceu novamente na forma de uma doença que devastou rapidamente os sobreviventes. Simplesmente conhecida como O Fulgor, a doença parecia incontrolável, até que uma cura foi descoberta. Mas ela veio a um alto preço ao preço de vidas humanas , e agora Thomas, Teresa, Newt, Minho e os demais sobreviventes do programa Labirinto vão descobrir em breve que, embora tenham escapado do labirinto, eles podem ter entrado em uma experiência ainda mais aterrorizante e que jamais poderiam ter imaginado. Diretamente do mundo de The Maze Runner, esta antologia com cinco histórias curtas revelam a história oculta dos personagens do segundo filme da série. Explore como surgiu a aterrorizante organização CRUEL (Catástrofe e Ruína Universal: Experimento Letal), e como o primeiro labirinto foi projetado. Descubra o que é preciso para sobreviver em um mundo pós-Fulgor, contra os violentos Cranks que começaram a dominar o mundo. E, finalmente, descubra que a Clareira pode não ter sido o único Labirinto que CRUEL estava controlando.


Como já falei na resenha do primeiro livro da série (que você pode ler aqui) Maze Runner é uma série meio complicada de classificar como sendo de um gênero ou de outro. Cabe um pouco de distopia, aventura, pós apocalíptico, ação e por aí vai. A série já ganhou duas adaptações para o cinema, ambas muito boas, mas um tanto destoantes do conteúdo do livro. O primeiro filme tem um roteiro bem simplificado, se comparado ao que acontece no primeiro livro e o segundo filme apenas se inspira de uma forma bem leve no segundo livro. Eis que, foi lançada um graphic novel que funciona tanto como prelúdio, quanto como epílogo para os dois filmes. Maze Runner: Prova de Fogo - Graphic Novel Oficial apresenta cinco contos curtos que se passam em partes variadas da linha do tempo da história do filme. Mas, pensando bem alguns contos funcionam até muito bem como expensões do universo do livros.

O primeiro conto é se chama "Correr Sozinho" se passa ainda quando os garotos ainda estão na clareira. Aparentemente Thomas ainda não apareceu e Minho está treinando um novo corredor para auxiliá-lo nas buscas através do labirinto. 
O design dos personagens é inspirado nos rosto do atores dos filmes
Esse é um dos contos que cabem tanto no universo dos livros, quanto no dos filmes.

O segundo conto se chama "Meu amigo George" e traz uma monólogo de Alby (o líder dos clareanos e o primeiro dos garotos a ser enviado à clareira) falando um pouco sobre o segundo garoto que foi enviado para lá. Esse conto também se encaixa na cronologia dos livros.
A arte trás bastante da ideia de como deve ter sido
difícil para Alby permanecer só na clareira, até que
enviassem mais um garoto

"O verdadeiro labirinto" traz alguns personagens que ainda não tínhamos visto que são referentes à clareira onde Aris (personagem do segundo livro/filme) estava preso. 
Ao invés dos Verdugos, são os Icers quem aterrorizam os clareanos desse outro
labirinto
O conto "Braço Direito" apresenta uma pouco sobre o deserto (retratado no segundo filme) e mostra como Brenda e Jorge (personagens de Prova de Fogo) se encontram pela primeira vez.


O último conto é o maior de todos. "Mundo Cruel" mostra pela primeira vez o que exatamente aconteceu antes dos acontecimentos do labirinto, porque o mundo está do jeito como aparece em Prova de Fogo e o que exatamente é o CRUEL (da trama dos filmes).
Definitivamente o que aconteceu não deve ter sido muito legal... 

Esse foi o conto que eu mais gostei da Graphic novel: dá pra finalmente ter uma ideia do que exatamente motiva a Ava Paige (porta voz do CRUEL). Pena que esse conto não faça muito sentido em relação a trama dos livros: como não terminei de ler ainda, não sei exatamente o que é o CRUEL na trama de lá.

Enfim, é uma Graphic Novel muito boa, tem ótimas artes e serve pra se situar melhor no universo de Maze Runner dos filmes. Recomendo para todos.



segunda-feira, novembro 28, 2016

Eu Li: Desejo Insaciável - Kresley Cole

Título:
Desejo Insaciável
Autora:
Kresley Cole
Editora:
Valentina
Série:
Imortais #3

Adicione ao Skoob

A lenda de um feroz lobisomem e uma encantadora vampira – improváveis almas gêmeas cuja paixão testará os limites da vida e da morte.
Um incansável guerreiro mítico. Nada o deterá até que possua a...
Depois de suportar anos a fio torturas constantes comandadas pela Horda dos vampiros, Lachlain MacRieve, líder do clã dos Lykae, fica enfurecido ao descobrir que sua parceira, há tanto tempo profetizada e pela qual espera há mais de um milênio, é uma vampira, assim como seus captores. Na verdade, Emmaline Troy é metade Valquíria, metade vampira. Jovem delicada e etérea que, com seu jeito todo especial de ser, é a única que pode suavizar a fúria que incendeia o faminto Lykae.
Uma vampira prisioneira de sua fantasia mais selvagem...
A doce Emmaline decide sair pelo mundo em busca da verdade sobre seus pais desaparecidos. Em Paris, um poderoso espécime Lykae a encontra, determina que ela será a sua parceira por toda a eternidade e a leva para o castelo escocês dos seus ancestrais. Lá, o pavor que Emmaline sente do Lykae – e da sua insaciável fome de prazer – faz com que ele inicie um lento e envolvente jogo de sedução e ela liberte suas mais sombrias fantasias.
Oi gente, hoje vim compartilhar com vocês mais uma das minhas comprinhas na bienal desse ano!

O que eu não sabia é que já tinha conhecido essa autora e série há uns 3 anos...pois é...em uma outra Bienal em São Paulo, estava eu passeando pela livraria Cultura, e me deparei com o livro ´´Lothaire`` da mesma autora, a versão dele em inglês, li o plot, gostei e ele voltou comigo para Belém. Eis que surge esse livro da Valentina...Bienais depois...e quando vou procurar a ligação deles por causa da autora, descubro que ´´Lothaire`` é o 12º livro da série. Sorte a minha que apesar de ser o mesmo universo, consegui ler o livro sem prejuízo na leitura! Mas, vamos ao início da série...

´´Desejo Insaciável`` é um livro de romance, mistério, intrigas do passado, disputas de poder e clãs antigos que cultivam até o presente momento a sede pela guerra. Historicamente sabemos que Vampiros e Lobisomens nunca foram best friends na literatura, mas, e se o clã dos vampiros tivesse se aproveitado de um mínimo erro da guarda do alfa dos lobisomens e capturado ele? E para a piorar a situação eles o mantem prisioneiro por vários séculos preso a uma rocha em frente a um fogo que queima a pele e as entranhas dele todas as noites, para que durante as manhãs ele se recupere e volte a ser queimado durante a noite seguinte.

Essa é a realidade de Lachlain MacRieve, alfa e líder do clã dos Lykae, vulgo lobisomens Irlandeses. Que por muitos anos teve como sua única referência familiar seu irmão mais novo, então quando este pequeno some do mapa durante uma caçada ao chefe dos vampiros, só o que Lachlain podia fazer era ir atrás do seu irmão, pessoalmente. E foi assim que os vampiros pegaram ele, e o mantiveram prisioneiro sob tortura durante séculos.

Mas, anos e anos mais tarde, quando Lachlain já não tinha mais um proposito real para tentar se libertar e continuar vivendo, ele sente um cheiro único. O aroma dela! Ela, a única coisa que pode voltar a dar vida a carne pútrida dele. Ela, que ele imaginava ser uma lenda entre os pares em seu clã! Ela, finalmente sua parceira de alma. Pausa aqui: imagino eu que você bem sabe que lobos e lobisomens tem uma parceira única para toda a vida, né? E ela estava tão perto de onde ele estava que ele conseguiu juntar forças de onde não tinha para se libertar, mesmo que isso signifique não manter sua integridade física, ou o que restava dela.

Emmaline Troy, juntou coragem de onde não tinha, enfrentou as tias superprotetoras, e viajou para Paris. Para as tias, Emma disse que ia relaxar um pouco, mas na verdade ela foi investigar e ver se descobre quem de fato era seu pai. Emma cresceu dentro de um clã de mulheres extremamente fortes e sanguinárias, conhecidas no Lore (mundo mágico) como Valquírias. Mas, Emma tem uma característica muito peculiar...ela é apenas meio Valquíria...com direito a orelhas pontudas e tudo. Sua outra metade é nada mais, nada menos que Vampira.

A única pista que tem para tentar descobrir quem é seu pai, é que ele conheceu sua mãe em Paris. E em uma noite de investigação dela pelas ruas da cidade, para procurar outros vampiros, um louco todo esfarrapado, sangrando e mancando começa a perseguir ela.

Para as valquírias, Emma é conhecida com Emmaline, a gentil. Uma meio valquíria que não consegue lutar ou se defender.  Então nem preciso dizer que mesmo mancando, cansado e com fome, o Lachlain consegue pegar ela...kkkkk...e se ele não conseguisse não ia ter graça o livro, né gente?

Então... ser sequestrada por um ogro, sujo e horroroso não estava nos planos de Emma. Ele arrasta ela de volta para o hotel onde ela está hospedada e começa a agir de uma forma muito animal, e ela ainda não conseguiu entender o que tanto ele quer dela com urgência. Para Lachlain essa mulher é irritante, será que ela não sabe que finalmente encontrou seu par perfeito? E que época é essa onde os homens montam em animais de ferro, e as mulheres mostram pele demais? Afinal, Lachlain começa a se perguntar em que ano ele está?

Na manhã seguinte aproveitando que Emma dorme profundamente ele vai se adaptar a essa época: tomar um supermerecido banho, atrás de roupas dessa época, se barbear e assim por diante...e quando Emma acorda descobre que se tornou não só refém de um lobisomem, como de um lobisomem perigosamente atraente.

E assim nós temos o início da história de Emma e Lachlain e juntos eles vão enfim descobrir alguns por menores muito importantes sobre o Lore. Nessas descobertas estão os segredos das valquírias, vampiros e lobisomens. Será que o relacionamento deles vai resistir ao pior de todos os mistérios: Quem é realmente o pai de Emma?

Apesar da treta toda que rola no Lore, é lindinho de se ver como o Lachlain coloca esforço em aprender sobre esse século e sobre Emma. E até mesmo quando ele deixa de lado os preconceitos sobre o lado vampira dela. É um romance muito amorzinho...daqueles que a gente termina de ler o livro, e instantaneamente começa a ler de novo!

Os personagens secundários e terciários também vão conquistar o seu coração...e no fim da história você, assim como eu, vai lá no twitter da Editora Valentina cobrar o pessoal sobre o lançamento do segundo livro!

Super recomendo! Então fica a dica... e espero que vocês tenham gostado do livro e da resenha.

Até a próxima!!!!


quarta-feira, novembro 23, 2016

Eu Li: Maze Runner: Correr ou Morrer - Maze Runner #1 - James Dashner

A única editora que percebeu que nós
não queremos capas filmes nos livros.
Título: Maze Runner: Correr ou Morrer 
Autor: James Dashner
Editora: V & R  
Série: Maze Runner 
Adicione ao Skoob
Ao acordar dentro de um escuro elevador em movimento, a única coisa que Thomas consegue lembrar é de seu nome. Sua memória está completamente apagada. Mas ele não está sozinho.
Quando a caixa metálica chega a seu destino e as portas se abrem, Thomas se vê rodeado por garotos que o acolhem e o apresentam à Clareira, um espaço aberto cercado por muros gigantescos. Assim como Thomas, nenhum deles sabe como foi parar ali, nem por quê. Sabem apenas que todas as manhãs as portas de pedra do Labirinto que os cerca se abrem, e, à noite, se fecham. E que a cada trinta dias um novo garoto é entregue pelo elevador. Porém, um fato altera de forma radical a rotina do lugar - chega uma garota, a primeira enviada à Clareira. E mais surpreendente ainda é a mensagem que ela traz consigo.
Thomas será mais importante do que imagina, mas para isso terá de descobrir os sombrios segredos guardados em sua mente e correr, correr muito.

Maze Runner: Correr ou Morrer é um livro de 2009 (chegou no Brasil em 2012) que veio na onda das distopias (apesar de não ser exatamente desse gênero). O livro fez bastante sucesso e ganhou até uma adaptação para os cinemas (legalzinha) em 2014. É meio difícil classificar exatamente em que gênero o livro é classificado. Há um "q" de distopia, misturado com um pouco de terror e aventura.

A primeira cena começa exatamente com o personagem principal, Thomas, subindo por um elevador para a algum lugar. Ele não se lembra de quem é, de onde veio, o que está fazendo ali e muito menos sabe para onde está sendo levado. Quando o transporte chega ao topo, ele descobre estar na Clareira: um lugar totalmente aberto, cercado por muros gigantescos e habitado por vários garotos de idades variadas. Aos poucos Thomas vai descobrindo como exatamente funciona aquela sociedade: cada garoto tem sua função, todos trabalham em conjunto para sua sobrevivência e nenhum deles tem memória de seu passado antes da Clareira. O que eles sabem é que todo mês um novo garoto é enviado através do elevador, junto de vários suprimentos. Além disso, que os muros gigantes que se estendem por toda área possuem algumas portas de pedra que são abertas todas as manhãs. Além delas há um gigantesco labirinto, aparentemente indecifrável e cheio de criaturas monstruosas que os garotos conhecem como verdugos.

Desde o início, Thomas tem a sensação de que é diferente dos outros garotos e, aparentemente, sua chegada ali causou uma grande mudança na rotina deles. Os clareanos, inclusive, começam a estranhar toda a curiosidade de Thomas sobre os mistérios do labirinto e dos verdugos, coisa que não é muito normal para um novato. As mudanças aumentam ainda mais quando, logo no dia seguinte, chega uma nova pessoa na Clareira: uma garota. E ela traz uma mensagem: "Tudo vai mudar". A partir daí é bem difícil prever exatamente o que acontecerá a seguir e inúmeras reviravoltas vão acontecer.

O que pra mim foi mais interessante em Maze Runner é a capacidade de James Dashner em criar um texto extremamente imersivo. Você lê e tem a sensação de estar nas cenas descritas, sentindo todo o pavor e tensão possíveis. A descrição das cenas, dos personagens e, principalmente, dos verdugos é bem detalhadas e completa. O livro é bem denso: tem quase 430 páginas, mas tem tantos acontecimentos, que é bem difícil para de ler.

Todos os personagens são interessantes de alguma forma. Thomas é o personagem principal, sem dúvidas, e acaba recebendo mais atenção do narrador, mas, a dinâmica dele com a garota que surge na clareira, Teresa, é bem interessante. Outros personagens secundários como Alby (o líder dos garotos da Clareira), Newt (segundo em comando), Gally (não gosta do Thomas desde o início e funciona mais ou menos como um "vilão"), Chuck (um dos poucos clareanos que simpatiza com Thomas logo no início) e Minho (um dos corredores responsáveis por tentar decifrar o labirinto) são muito bem descritos e tem personalidades aprofundadas. Todas as ações tomadas pelos personagens são bem resolvidas e fazem bastante sentido.

Fora isso, algumas coisas me incomodarem na trama. Primeiro foi excesso de organização da sociedade da clareira. Achei realmente demais para um monte de garotos o nível de hierarquia que eles possuíam. Quando li a sinopse de Maze Runner imaginei algo caos total quase no nível de Gone (resenha aqui). Mas o que ocorre mesmo é algo até bastante distópico. Há até uma tentativa de explicação no final, mas ela não me convenceu. O outro problema são alguma cenas que ocorrem mais para o meio e final da trama que acabaram sendo abstratas demais para mim e meio confusas de entender. O final é si é um pouquinho confuso e só fui entender melhor quando comecei a ler o segundo livro, Prova de Fogo.

Mas, no final, a experiência de ler Maze Runner é extremamente positiva. O livro é realmente muito bom e recomendo a todos.

Aguardem, em breve vou resenhar os outros livros da série.

terça-feira, novembro 22, 2016

Eu Li: Em Nossa Próxima Vida - Lauren James




Título:
Em Nossa Próxima Vida
Autora:
Lauren James
Editora:
Harper Collins


Adicione ao Skoob


Katherine e Matthew não são um casal comum. Por trás do amor dos dois estão muitas e muitas vidas, repetidas século após século. A cada vez que renascem, a presença deles muda a história para melhor, e embora a paixão entre os dois seja sempre avassaladora, a tragédia também os segue, não importa a época.
Em linhas temporais que vão do século XVIII a um futuro próximo, não tão diferente do nosso presente, Katherine e Matthew sempre se veem sacrificando suas vidas para salvar o mundo. Mas por que eles continuam voltando? Em uma jornada contra o tempo e o destino, Katherine e Matthew precisam desvendar os mistérios que envolvem seu amor antes que seja tarde demais. O que mais eles devem fazer para conseguir viver e amar em paz?
Uma estreia inesquecível, poderosa e épica, Em nossa próxima vida é um romance único, que explora a atemporalidade do primeiro amor utilizando elementos como cartas, diários, recortes de jornal e artigos de internet. A trama, ao mesmo tempo apaixonante e misteriosa, vai cativar os mais diferentes leitores, desde os de romance até os de ficção científica e história.

Oláaaaaaaaaa bookaholics de plantão!

Dizem que a primeira vez a gente nunca esquece! Justamente por isso, vim compartilhar com vocês a minha primeira experiência com um livro da editora Harper Collins. Olá, editora muito prazer!  Recebi ele por intermédio de uma amiga chamada Frini Georgakopoulos, que muitos devem conhecer pelo blog Cheiro de Livros, por seu livro ´´Sou Fã, e agora?``, por seus vídeos no youtube, ou muitos outros grandes feitos na vida dela como bookaholic e fã. Então alguns blogs foram selecionados para viver essa experiência incrível com esse livro, e tive o prazer de receber um! Uhuuuuuuuuuuu...

Tá, mas já chega de enrolação, vamos ao que interessa! Por falta de termos melhores para fazer a essa pergunta, resolvi usar estes: Você já leu um livro de romance de fantasia distópica ou um livro de época, contemporâneo e futurístico? Não? Então tenho o prazer de te apresentar o livro Em Nossa Próxima Vida.

Mas, vamos por partes! O livro é ambientado predominantemente em 3 anos diferentes, nos anos de 1745, 1854 e 2039, porém ele conta 4 histórias diferentes, pois não temos como desenrolar a história dos dois personagens principais sem considerar a história ocorrida em 2019. Vamos tentar desenrolar isso...

CARLISLE - INGLATERRA, 1745:

Katherine Finchley é uma jovem lady que vê sua vida completamente mudada quando sua avó materna e guardiã morre, deixando ela aos cuidados de uma tia que ela nunca viu na vida. E para deixar o clima ainda mais nebuloso, a tia informa que ela terá de deixar a casa da avó, para morar com ela em outra cidade.  Mudanças podem ser assustadoras, porém depois de mudar para a casa da tia, Kate encontra em um jovem cavalariço, Matthew Galoway, um ombro amigo e companheiro de diálogos longos e reflexivos. 

Matthew é um escocês que teve de sair de casa cedo para procurar trabalho em outra cidade para conseguir ajudar a família de alguma forma. O que ele jamais imaginaria, é que nesse novo trabalho como cavalariço fosse conhecer uma lady tão pouco convencional, e com uma língua afiada, como Kate. E muito menos que a relação entre eles fosse sofrer uma metamorfose inesperada de servidão para algo mais inacreditável e inexplicável, assim como inevitável.

EM UMA VIAGEM COM DESTINO AO FRONT DE BATALHA, 1854:

Katherine Finchley é uma jovem sem lar, sem pátria, sem rumo e para conseguir sobreviver precisou esconder sua verdadeira identidade, o que até o presente momento foi fácil, para uma jovem de mais ou menos 16 anos que não tem curva nenhuma. Cortar o cabelo bem curto e se vestir como serviçal não foi nada difícil. Seu patrão é um grande homem do exército e não repara em nada em sua casa, muito menos no serviçal magrelo. Porém, o segredo de Kate se vê ameaçado quando um dos convidados de se patrão possivelmente descobre o segredo dela.

Devido a esse segredo Kate se vê enviada para uma viagem rumo ao front de batalha para servir de secretário a um jornalista que vai relatar tudo que presenciar ao povo por meio do jornal, até mesmo os segredos do patrão de Kate. E no intuito de proteger as informações do patrão, Kate começa a trabalhar como secretário do jornalista Matthew Galoway.

Math é um jovem jornalista que é muito atento a tudo inclusive ao jeito meio desengonçado e estranho de seu novo secretário. O que Math não podia esperar é descobrir no meio da viagem que nunca vai poder tomar banho na sala de banho ao mesmo tempo que seu secretário, pois este afinal de contas acaba se revelando uma mulher.

Em meio a adversidade e ao perigo de não voltar inteiro ou vivo dessa viagem, ambos se tornam cada vez mais próximos, e a proximidade deles vai tomando uma nova forma.

INGLATERRA, 2019:

Katherine Finchley não é bem o estereótipo que se esperaria achar em uma cientista brilhante, afinal como uma Nerd poderia ser tão descolada ou até mesmo bonita? Ou ser brilhantemente engraçada e ter um blog onde escreve de tudo até de ´´Orange is the new black``? Apesar desse paradoxo, Kate trabalha para uma empresa incrível, e gosta muito do que faz. Mas a vida se torna bem mais interessante no laboratório quando ela ganha um novo colega de trabalho. Afinal, deixar o brilhante cientista Matthew Galoway desconcertado se tornou o hobbie favorito de Kate, até que as brincadeiras passam a tomar um novo rumo, algo ainda mais intenso e cativante.

Anos depois a cidade é assolada de notícias alarmantes sobre a possibilidade de estarem inseridos no início de uma nova guerra, onde ser forte e ter táticas de luta não é um bônus, afinal quem pode lutar contra armas biológicas? Os jornais não param de repetir manchetes acusatórias contra o brilhante casal de biólogos Katherine e Matthew Galoway.

NOTTINGHAM - INGLATERRA, 2039:

Ok, estudar as fezes de animais não é uma das tarefas mais entusiasmantes no mundo acadêmico, ou o que se espera fazer quando se está na faculdade, mas essa tarefa significa algo mais para Katherine Finchley, uma estudante de biologia com um Q.I elevado e com um humor genuíno. E tudo ia relativamente bem na vida dela, ela estudava, ia visitar as suas avós, voltava para o campus e continuava estudando, até o dia em que um Nerd muito interessante passa a fazer parte da sala dela.

Matthew Galoway, além de querer se tornar um cientista de nome no meio acadêmico, está especificamente nessa universidade e nessa nova turma com um proposito totalmente diferente. E Kate logo descobre a ponta do iceberg desse motivo quando joga o nome dele no Google, e não consegue entender porque o nome dele tem tantas referências em anos em que Math e ela mesma ainda não eram nem nascidos? 


O livro é fantástico, quem acompanha minhas resenhas no blog sabe que é difícil de me ver saindo da minha zona de conforto, mas esse livro SUPER VALEU A PENA! Gente, vocês têm que ler e vir conversar comigo sobre...eu preciso conversar sobre as teorias que venho amadurecendo do que de fato aconteceu com esse casal para eles terem tantas dificuldades de terem seus finais felizes.

Agradeço a editora Haper Collins Brasil pelo belo trabalho editorial que eles fizeram com esse livro, logo se vê a consideração e o carinho que eles tiveram e tem com os leitores.

Fica a dica!


segunda-feira, novembro 21, 2016

Eu Li: Driven - K. Bromberg

Título:
Drive
Autora:
K. Bromberg
Editora:
Universo dos Livros
Série:
Driven #1

Adicione ao Skoob.

Rylee Thomas está acostumada a ter sempre o controle. Agora, porém, ela estará frente a frente como único homem capaz de convencê-la a abrir mão desse privilégio... Em um mundo cheio de mulheres prontas a fazer qualquer coisa em nome do desejo, Rylee sempre foi exceção à regra. Assim, ela apareceu como um desafio na vida do belo Colton Donavan, um piloto profissional habituado a conseguir exatamente o que deseja. Colton é um bad boy impulsivo, sempre testando limites, uma bomba prestes a explodir. Rylee havia construído um mundo seguro, com disciplina e cuidado, longe de homens como ele. Colton não pode dar a segurança que Rylee precisa, e ela também se sente incapaz de satisfazer um homem tão intenso. Mas Colton balançará a vida de Rylee como uma tempestade: tirando-a do controle, testando sua vulnerabilidade e – sem qualquer intenção –atravessando a muralha que protege o coração abalado da garota. O sedutor playboy também esconde segredos obscuros, que pretende revelar a ela antes que seja tarde demais. Após Rylee e Colton descobrirem que possuem em comum uma impressionante química sexual, será que os dois conseguirão superar a necessidade de controle para se entregarem a uma relação? E na colisão entre esses dois mundos tão distintos, será suficiente apenas a atração para uni-los?
Oi gente, como estamos? Vocês já ouviram falar do livro ´´Driven``?

Esse livro estava na minha lista de ´´To Buy``, e essa lista não para de crescer a cada novo dia, desde o ano passado, e felizmente este ano ele voltou para casa comigo diretamente da Bienal Internacional do Livrode São Paulo, para minhas singelas estantes de livros em Belém do Pará. Amigas blogueiras e fãs de romances hot como eu e como a Renata Pamplona e a Ana Carolina (lindas!) me indicaram este livro, e como eu confio no bom gosto delas, e elas estavam comigo na Bienal, acabei comprando...uhuuuu!

Este livro conta a história da Rylee Thomas, uma mulher naturalmente deslumbrante, empreendedora e com uma linda consciência social. Ela trabalha em uma megaempresa que organiza e gerencia um abrigo para jovens garotos que foram resgatados de suas famílias por estarem em situação de risco. Estes garotos no abrigo vão normalmente para a escola e são acompanhados diariamente por uma equipe multidisciplinar para que possam se sentir seguros, para receber auxilio com os deveres de casa e se quiserem contar o que aconteceu antes de pararem no abrigo, e sabendo que fica a critério deles.

O livro logo de cara te apresenta a Rylee em modo workaholic, ela está organizando um jantar de gala para ricos, endinheirados e famosos com o intuito de arrecadar fundos para a expansão do abrigo dos garotos e expanção da infraestrutura. No meio do jantar, ela precisa ir buscar alguma coisa nos bastidores, e no fim acaba ficando presa em um armário minúsculo. Rylee não conta a ninguém, mas também tem um passado traumático, e ficar em um lugar escuro e trancada faz ela começar a ter uma crise. Ela começa a bater na porta e gritar por socorro, e mesmo assim as lembranças do que aconteceu com ela começam a aflorar do pior jeito.

De repente o armário se abre e ela se vê nos braços de um cara escandalosamente sexy, e começa a pensar que é um crime contra a humanidade ter um cara tão gostoso como ele. Lembrando que mesmo com esses pensamentos lascivos, a mente e o corpo dela ainda apresentam os sintomas de que ela estava surtando no armário, ainda estão presentes mesmo durante a análise dela sobre o deus grego que a salvou. E dá até para entender, tadinha, mesmo em crise, com o corpo e o olhar dele não tem como evitar!

Bem, nem preciso dizer que ela não foi a única que fez uma análise geral do corpo de alguém naquele armário. Colton, nosso salvador, não é bem o que se espera de um cavaleiro que resgatou a mocinha. E quando ele se depara com Rylee descabelada, e ofegante em um lugar escuro e reservado, a mente dele (e o corpo) vai a mil, e quando ele se vê ambos estão entregues em um momento muito íntimo. Quando o encanto é quebrado a Rylee foge, e depois de se recompor, compreende que ela só se deixou levar pois não estava conseguindo pensar direito, e que de outra forma o que aconteceu jamais teria acontecido, e que agora o fato já fazia parte do passado, e tinha muita gente na festa, e que era pouco provável que ela esbarrasse com o Sr. beijador.

Você e eu sabemos que não é assim que acontecem nas histórias!

Simplesmente o chefe dela diz que precisa apresenta-la para um dos maiores colaboradores da causa, e que é um super astro das corridas de fórmula 1, e assim ela vai pensando na chance de conseguir maior suporte ao abrigo dos meninos, porém, para tristeza de Rylee, e alegria geral das leitoras ela é apresentada ao Colton Donavam, também conhecido por ela como: Sr. Beijador.

Nessa mesma festa temos o início de uma caçada alucinante de Rylee por Colton, e ele vai tentar de todas as formar fazer com que ela ceda o controle de sua vida extremamente regrada, e curta um pouco da vida, da companhia dele e da cama dele também! Com o decorrer da leitura vamos percebendo que o Colton também tem um passado pesado e que compartilhar com Rylee vai ser irresistível.

Temos aqui um livro muito bem escrito, por uma autora que eu não conhecia, mas que já ganhou meu respeito por ter conseguido casar um romance com uma crítica social incrível.

Fica a dica!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo