quinta-feira, setembro 20, 2018

Quinta em Outra Língua #73 - City of Ghosts - Cassidy Blake #1 - Victoria Schwab

Título:
City of Ghosts
Autora:
Victoria Schwab
Editora:
Scholastic
Série:
Cassidy Blake

Adicione ao Goodreads!

Os pais de Cassidy Blake são os Inspectres, um (quase inepto) time de caça fantasmas. Mas Cassidy pode REALMENTE ver fantasmas. Na verdade, o seu melhor amigo, Jacob, é um fantasma.
Quando os Inspectres vão para a ultra assombrada Edimburgo, Escócia, para o seu novo programa de TV, Cass — e Jacob — vão juntos. Na Escócia, Cass está cercada por fantasmas, e nem todos são amigáveis. Então ela conhece Lara, uma garota que também consegue ver os mortos. Mas Lara diz a Cassidy que como uma In-Betweener, o trabalho delas é mandar os fantasmas para além do Véu permanentemente. Cass não está segura de sua nova missão, mas ela certamente sabe que a sinistra Corvo Vermellho que assombra a cidade não pertence no seu mundo. Os poderes de Cassidy irão atraí-la numa batalha épica que se estende através do mundo dos vivos e dos mortos para se salvar.

Victoria Schwab não é novidade nesse blog, a gente já resenhou outras séries dela: Monstros da Violência e Um Tom Mais Escuro de Magia. City of Ghosts é o seu novo livro, onde temos Cassidy Blake, uma garota de 12 anos que quase morreu afogada. Cass pode até ter sobrevivido, mas algo dela ficou naquele lago congelado. Quem a salvou foi o seu novo melhor amigo, Jacob, que por acaso é um fantasma. Agora Cass não só pode ver fantasmas mas também cruzar o Véu e ver o mundo dos mortos. Mesmo que ela não queira, os fantasmas e a suas dores chamam por ela. Tudo que Cass quer é um verão tranquilo sem fantasmas (exceto Jacob, é claro) na praia, mas seus pais tem outros planos.

"Nós viramos melhores amigos?" "Yep!"
(Cass e Jacob logo depois de Jacob salvar Cass, provavelmente kk)

quarta-feira, setembro 19, 2018

Master Post: Bloodlines (parte 1)

Olá, leitores!

Hoje vamos conversar sobre uma série relativamente antiga, já toda publicada no Brasil, mas que surpreendentemente aconteceu algo sem sentido: NÃO FEZ O SUCESSO QUE MERECIA! 
Sim, me refiro à série "Bloodlines", de Richelle Mead. 
A série é composta por seis livros e foram lançados pela maravilhosa Editora Seguinte. 
Aos desavisados de plantão que não sabem: sou MUITO fã de Richelle Mead. Tipo, MUITO. 
Amo as histórias dessa mulher e já li a maioria de seus séries (mas ainda faltam e desse ano não passará!). 

Eu lendo Bloodlines
A série Bloodlines é um spin-off de Academia de Vampiros. Significa que: é o mesmo universo só que com perspectivas diferentes. 
E eu esperava algo depois do final de VA. Bem, na verdade eu desesperava!
Entendam, a proposta de Academia de Vampiros foi concluída com louvor, SÓ QUE alguns personagens ficaram com finais inconclusos E EU JAMAIS ACEITARIA UMA COISA DESSAS! 
Crueldade de Richelle-maldita-Mead a parte, estava ansiosa para saber a proposta de Bloodlines e fiquei realmente surpresa com algumas delas. Não me refiro especificamente ao romance, que desde aquela época já desconfiava, mas de outros pontos significantes para a estrutura do enredo. A proposta inicial que invadiu os fãs era de que Richelle iria acabar com todas as dúvidas que ficaram abertas em Academia de Vampiros nesta série: as perguntas sobre o poder do elemento espírito, o funcionamento interno dos alquimistas e ainda outros pontos que ela trouxe para a abordagem. 
Vou ser sincera: Bloodlines é a minha série favorita da minha autora (de ficção-fantasia) (e até agora) favorita. Então aguentem os feels que não serão poucos.

Neste primeiro momento vou expor apenas os dois primeiros livros da série e posteriormente pretendo elaborar um post nesse esquema para falar dos demais, okay? Então okay.

terça-feira, setembro 18, 2018

Eu Li: Princesa Prometida - William Goldman

Título:
A Princesa Prometida
Autor:
William Goldman
Editora:
Intrínseca
Ano: 
2018





Buttercup é uma camponesa que se apaixona perdidamente por Westley, o jovem humilde que trabalha na fazenda do pai dela. Juntos, eles descobrem o amor verdadeiro, mas um trágico acidente envolvendo um navio pirata os separa.
Em poucos anos, Buttercup se torna a mulher mais bonita de todos os reinos e acaba sendo pedida em casamento pelo sádico príncipe Humperdinck. Mas nada, nem um poderoso príncipe amante da caça, é capaz de separar esse amor, e o destemido Westley volta para resgatar sua princesa que foi prometida a outro.
Em uma paródia aos épicos clássicos, William Goldman escreve um divertido romance com direito a tudo que o gênero tem a oferecer: piratas, duelo de esgrima, traições, tramas políticas da realeza e um romance apaixonante. Esta edição de luxo em capa dura traz os textos extras que William Goldman escreveu para as edições comemorativas de 25 e 30 anos da obra original - que misturam ficção e realidade e ajudam a compor o universo emblemático que transformou a obra em um fenômeno.

Quem lembra do clássico da Sessão da Tarde Princesa Prometida? Com piratas, princesas sequestradas, lutas épicas de esgrima  e um amor que conquista tudo... essa história marcou gerações. O clássico cult de 1987 é considerado uma das melhores adaptações de livro, o que não é por acaso, pois o autor é um premiado roteirista e ele mesmo adaptou o livro para as telonas. Mas vamos ao que interessa, a história de Westley e Buttercup!

Vamos lá!

segunda-feira, setembro 17, 2018

#Diferentona 04: Lolita - Vladimir Nabokov


Título: 
Lolita
Autor: 
Vladimir Nabokov
Editora: 
Alfaguara 

Lolita é um dos mais importantes romances do século XX. Polêmico, irônico, tocante, narra o amor obsessivo de Humbert Humbert, um cínico intelectual de meia-idade, por Dolores Haze, Lolita, 12 anos, uma ninfeta que inflama suas loucuras e seus desejos mais agudos.
A obra-prima de Nabokov, agora em nova tradução, não é apenas uma assombrosa história de paixão e ruína. É também uma viagem de redescoberta pela América; é a exploração da linguagem e de seus matizes; é uma mostra da arte narrativa em seu auge. Através da voz de Humbert Humbert, o leitor nunca sabe ao certo quem é a caça, quem é o caçador.

"Lolita, luz da minha vida, fogo da minha carne. Minha alma, meu pecado. Lo-li-ta (...)"
Assim inicia-se a história da desenfreada paixão de Humbert Humbert por Dolores Haze (Dolly - Lô - Lola - Lolita), uma menina de 12 anos.
Essa não é uma história de amor e aborda uma temática polêmica; confesso que fiquei bastante dividida como livro. O autor, Vladimir Nabokov, trata o tema de forma direta, embora... lírica. A narrativa é de uma beleza impressionante; isso significa que o autor consegue nos contar uma história doentia de uma forma bela.

quinta-feira, setembro 13, 2018

Eu Li: A cabeça na cama - Filipe Nassar Larêdo + Convite de lançamento

Título: 
A cabeça na cama
Autor:
Filipe Nassar Larêdo
Editora:
Empíreo
Ano:
2018


Adicione ao Skoob


Romance com pitadas de nonsense e narrativa neofantástica. A trama se constrói em torno da vida de Tomás, rico gerente em uma empresa de investimentos financeiros que vê sua vida entrar em colapso ao receber a notícia de que uma cabeça surgiu na cama de seu quarto. A partir daí, a história aproxima o realismo ao inverossímil e ao lado grotesco e cruel da condição humana. A obra tem referências que vão desde as principais tragédias gregas, de Sófocles e Eurípedes, até Franz Kafka, Adolfo Bioy Casares e Jorge Luis Borges.


"A cabeça na cama" é primeiro livro publicado do autor paraense Filipe Larêdo e que estréia arrebatadora! Minha experiência com a obra foi das melhores pois a conclui em 2 horinhas; assim que comecei a leitura só pude parar no final. 

O conhecemos em um momento de desgaste onde ele compartilha a história de sua vida com um homem chamado Alfredo. Nesse momento é impossível saber que circunstâncias os uniram, o fato é que Alfredo parece escrever a história a ser narrada, aparentemente descobrindo os mistérios de Tomás em companhia de nós, leitores. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo