segunda-feira, fevereiro 27, 2017

Convite a Leitura Coletiva: ´´Confess`` da Collen Hoover


Olá meus amores, que tal um convite inusitado no meio do feriadão?

Pois é, pensou que a gente ia deixar o pessoal que curte passar o carnaval em casa lendo sem novidades? Pensou errado! Os blogs literários Sooda, Jujuba com Pimenta, Pausa para um Capítulo e nós, evidentemente, aderimos a leitura coletiva! Ler pode se tornar uma paixão um pouco solitária as vezes, então pensando nisso e levando em conta o teor do livro que vamos sugerir aqui, os blogs resolveram se unir para realizar a leitura coletiva do novo livro da Collen Hoover: Confess.

Não importa muito como você vai ler: kindle, kobo, pdf, livro físico comprado na Amazon... O que importa é chorar ler com a gente. Renata, Carol, Fernanda, Everton e eu (Anne) estaremos te esperando para conversar sobre a leitura. Criamos uma página de evento no Facebook para podermos debater conforme as semanas forem passando. O cronograma será bem amplo para ninguém ter problemas em acompanhar a leitura: 24 capítulos em 4 semanas.

ATENÇÃO! Vale ressaltar uma questão básica... você tem lencinhos de papel em casa? Não...então você tem até o dia 5 de março para providenciar, pois é quando começaremos a leitura. Olha só como vai rolar:
  • 5 a 11 de Março: Primeiros 6 capítulos.
  • 12 a 18 de Março: + 6 capítulos.
  • 19 a 25 de Março: + 6 Capítulos.
  • 26 a 31 de Março: Últimos 6 capítulos e todo mundo com lencinhos na mão chorando. #SereiDessas
A cada Sexta-Feira do período da leitura abriremos tópico na página do evento para debatermos os capítulos correspondentes àquela semana. Acha que vai se perder? Estaremos pelo Instagram e Twitter com a hashtag #ConfessColetivo

SINOPSE:
Nesse novo romance a autora Best Seller Collen Hoover nos apresenta um novo romance sobre encontrar seu coração ou amor em uma situação entre a verdade e a mentira. Auburn Reed tem sua vida inteira traçada e não há espaço para erros. Mas quando ela entra em um estúdio de artes em Dallas em busca de um emprego, ela não espera desenvolver uma atração profunda pelo artista enigmático que trabalha lá, Owen Gentry. Então Auburn assume o risco de colocar seu coração no comando, apenas para descobrir que Owen tem segredos, o passado dele pode colocar em risco e destruir tudo que é importante para Aurbun, então ela precisa cortar ele de sua vida. Porém a última coisa que Owen quer é perder Auburn de sua vida, mas ele não consegue convencer ela de que as vezes a verdade é tão subjetiva quanto a arte. Tudo que ele tem que fazer para preservar seu relacionamento com ela é confessar. Mas neste caso a confissão poderia ser muito pior que o pecado real.

Sobre a série? A própria Colleen e os atores estão super empolgados pelo processo todo, que está em fase de finalização (as gravações já terminaram). Auburn e Owen serão interpretados por Katie Leclerc e Ryan Cooper e tudo que posso dizer é SIGAM eles! Tem novidades saindo o tempo todo! A série vai ser liberada pelo aplicativo go90, que funciona como Netflix ou Hulu, mas é de graça… de graça para o EUA. Até a publicação dessa matéria, sem previsão de vir para o Brasil. 

Não conhece direito o trabalho da autora? Não tem problema, os blogs estão aqui para te falar um pouco dos demais trabalhos dela, olha só:

Pausa resenhou: 
Talvez um dia (Maybe Someday), Métrica (Slammed 1), Pausa (Slammed 2), O lado feio do amor (Ugly love);

Garota Pai d´Égua resenhou: 
Métrica (Slammed 1), Pausa (Slammed 2), O lado feio do amor (Ugly love), November 9Um caso perdido (Hopeless 1);

Jujuba Com Pimenta resenhou: 
Slammed (Métrica), Novembro 9;

E aí? Vai embarcar nessa loucura com a gente? BOATOS que haverá sorteios de brindes a cada fim de semana para os amantes de leitura. 

Esperamos encontrar todos com lencinhos e leituras em dia...fica a dica!

Doramaniacos #2 - Just One Smile Is Very Alluring (Love 020)

Título: Just One Smile Is Very Alluring/Love 020 Ano: 2016
Total de episódios: 30
Gênero: Romance, Fantasia e Contemporâneo.
Série: ---
País de Origem: China
Ni Hao... Vamos a indicação de hoje? Fiz uma lista de doramas/lakorns que estou super ansiosa para compartilhar com vocês, e este é um deles. Ele caiu de paraquedas na minha vida e sou eternamente grata ao tio Google por isso. 

Admito que desde que comecei a assistir doramas há 12 anos atrás focava muito nos coreanos, porque né gente? Eles são muito amor na causa e tinha certo preconceito com os doramas chineses, até o ano passado quando assisti a Love 020.

Mas atenção a um detalhe muito importante pois Love 020 tem duas versões: uma versão de filme e uma versão de dorama com 30 episódios. Assisti as duas versões, ambas são boas, mas eu prefiro a versão mais longa. O plot é praticamente o mesmo, mas achei que os atores do dorama tiveram mais química.

PERSONAGENS PRINCIPAIS:
                                  Bei Wei Wei                                                         Xiao Nai
                          
                                                    PERSONAGENS SECUNDÁRIOS:
                         Er Xi                                        Cao Guang                                 Zhen ShaoXiang
             (Amiga da Wei Wei)                    (´´Amigo`` da Wei Wei)                 (Ex-marido no jogo) 
                  Yu Banshan                                  Qiu Yonghou                                     Hao Mei
             (Amigo Xiao Nai)                            (Amigo Xiao Nai)                         (Amigo Xiao Nai)

PLOT DA HISTÓRIA:

Bei Wei Wei é considerada no campus como Deusa, é bonita, boa amiga, recatada, educada e se destaca nos estudos. Ela quer ser uma designer/engenheira de jogos... é uma parte da vida dela que se esforça muito para conquistar, a outra parte dela é dedica ao seu personagem no jogo on-line ´´A Chinese Ghost History`` (que para os interessados, existe de verdade e faz grande sucesso na Ásia) ela se torna Lu Wei Wei, uma das melhores Players do jogo. 

Nesse famoso jogo ela é casada com um outro player, Zhen ShaoXiang, e certo dia por causa de fofocas das inimigas da Wei Wei, que ficam dizendo no chat dos jogadores que ela não coloca uma foto no cadastro dela porque na verdade Wei Wei é um homem (Recalcadas), ele decide pedir a separação, ela aceita e cada um vai para o seu lado da plataforma.

Logo após a separação, ela descobre que ele voltou a se casar, só que desta vez com uma das inimigas dela no jogo. O que não poderia esperar é que no dia do casamento dele, ela fosse ser abordada pelo Player #1 do jogo, que a pede em casamento para que possam juntos passar as fases difíceis que são jogadas em casais, ela aceita e juntos eles vão adentrando cada vez mais no jogo. 

As coisas entre eles vão ficando mais intensas, eles começam a conversar muito no chat, e se organizam como um casal de fato. E tudo ia bem, até o dia que ocorre um mega torneio no jogo, só que o Yi Xiao não aparece e ela acaba perdendo por WO assim digamos. Ela fica muito triste e chateada, até que ele aparece dias depois no chat, conta que sofreu um acidente de carro e que estava no hospital e em seguida pede para encontrar com ela na vida real.

Apesar dela nunca ter encontrado nenhum jogador na vida real antes, eles estão tão vinculados como casal que ela acaba topando. E é nesse encontro que ela descobre que Yi Xiao Naihe, seu marido virtual, é na vida real o sênior de seu curso chamado Xiao Nai, o super gênio da universidade que tem sua própria empresa de jogos e está para lançar um novo jogo on-line.

Além de gênio e empresário, Xiao Nai é o cara mais lindo da universidade, e quando ela descobre isso ela fica uma hora feliz por ser ele, e na outra com medo. Feliz pois ele é lindo, cavalheiro, inteligente, e tão dedicado aos estudos e ao jogo como ela. Eles parecem ter sido feitos um para o outro e de longe ele sempre foi o crush dela. Ela sente medo por que as demais garotas da universidade são alucinadas por ele, e ela fica com medo de represálias.  

O legal da história é que você vai vendo o amadurecimento dos personagens dentro e fora do jogo. Eles se habituando a vida real um com o outro, e por vezes é hilária as situações que eles passam e por outras é muito doce. A química entre eles é única. A interação dos personagens secundários também dá um ar cômico a trama, fora as tretas que acontecem envolvendo todos eles. 

OBSERVAÇÕES:

  • As pessoas podem estranhar um pouco um dorama com 30 episódios, mas te garanto que cada um deles vale muito a pena.
  • Os cenários nas cenas que se passam no jogo são incríveis, queria cada uma delas como wallpapper do meu computador.
  • Para você que está acostumado a ver doramas coreanos, pode estranhar um pouco a língua chinesa, mas por favor, não desista do dorama por causa disso.
  • Eu já disse que o Xiao Nai é lindo?
  • Os casais secundários são uns fofos...
  • As cenas de lutas são bem feitas! 
  • O filme tem umas partes bem diferentes do dorama. E abaixo coloquei os personagens do filme ao lado dos personagens do dorama.


Espero que vocês tenham gostado do post, e até o próximo!
Fica a dica...Beijos.

quarta-feira, fevereiro 22, 2017

Nerdice Pai D'égua #17: CCXP 2016 - Eu fui! + Promoção

Foi épico

E aí, pessoal. Tudo bem? Como todos vocês devem ter ficado sabendo, em dezembro de 2016 estivemos marcando presença na Comic Con Experience 2016, em São Paulo. Não ficou sabendo?! Então você perdeu todas as nossas fotos épicas? Para com isso! Segue a gente lá no Instagram. E não perca nossa outra postagem sobre as aquisições de mangás e HQ's da CCXP.

Então, no Nerdice Pai D'égua de hoje, vamos falar sobre a feira de um modo geral e as melhores coisas a se aproveitar num evento nerd gigantesco como esse. Vamos lá?

1 - O Espaço

O que já vale muito dizer de antemão é que o São Paulo Expo melhorou infinitamente do evento de 2015 para 2016. Estive lá na edição do ano retrasado e, como estava tudo em obras, a locomoção estava terrível. Tinha lama para todos os lados e, num dos dias em que mais choveu, acabaram tendo que fechar as portas. Quem estava lá dentro ficou preso até que o vendaval passasse (tipo eu). Em 2016 a reforma já estava concluída e o espaço total foi expandido de 50 mil m² para 110 mil m². 


A única coisa que não foi alterada foi o quanto você tem que andar para conseguir entrar no evento. Em 2015 era preciso dar a volta no complexo inteiro para chegar a entrada e em 2016 não foi diferente. Bem... a não ser que você tivesse dinheiro para desenbolsar num ingresso para a full experience (R$5.999,90). Se fosse o caso, logo saindo do estacionamento você já teria um entrada rápida e confortável, sem filas. Como nós ainda não atingimos esse patamar, o jeito foi encarar a fila mesmo.

2 - Estandes

O que não falta numa Comic Con é coisa para fazer e, na maioria das vezes, é tudo de graça (encarando uma fila antes, claro). São vários estandes das mais diversas empresas do entretenimento nerd e pop que temos hoje. Mas, entre os que eu consegui visitar (algumas horas em filas) vale destacar alguns:

- Warner: Com a exposição de figurinos originais de Animais Fantásticos e Onde Habitam e das séries de TV de super heróis, várias atrações relacionadas à Liga da Justiça e Mulher Maravilha e um auditório 360 em que rolaram várias discussões bem legais.


Uma publicação compartilhada por blog Garota Pai D'égua (@garotapaidegua) em

Uma publicação compartilhada por blog Garota Pai D'égua (@garotapaidegua) em

- HBO: com um atração de Westworld, exposição de figurinos e peças originais de Game of  Thrones, uma réplica oficial do trono de ferro e a exibição da abertura numa versão tridimensional.
Uma publicação compartilhada por blog Garota Pai D'égua (@garotapaidegua) em


Uma publicação compartilhada por blog Garota Pai D'égua (@garotapaidegua) em


     
Passei pelo menos umas hora e meia na fila dessa atração, mas valeu muito a pena.

- Iron Studios: a Iron Studios é a empresa que produz os Action Figures oficiais da CCXP e estava com umas peças exclusivas épicas em exposição.
Uma publicação compartilhada por blog Garota Pai D'égua (@garotapaidegua) em


Uma publicação compartilhada por blog Garota Pai D'égua (@garotapaidegua) em

- Anime Experience: a Anime Experience foi uma parte da feira dedicada exclusivamente a cultura pop oriental e lá estavam a loja da JBC (que eu citei bastante no Nerdice Pai D'égua anterior), as lojas de action figures de animes e a exposição da Armaduras de Ouro de Cavaleiros do Zodíaco. Olha, nunca fui muito fã do anime, mas a exposição estava espetacular!

Eleve o seu cosmo!
3 - Lojas

E essa é a parte triste da coisa. Sério! Não importa quanta força de vontade você tenha, sempre vai aparecer algo que você queira muito comprar. E o dilema as vezes é ainda maior porque você sabe que vai voltar pra casa e aquele item provavelmente não estará mais ao seu alcance ou (pior) até estará, mas a distância fará você pagar um frete extorsivo.

O que falar da Riachuelo especializada em produtos nerds/geeks que estava disponível lá?

Uma publicação compartilhada por blog Garota Pai D'égua (@garotapaidegua) em
Morri numa grana nessa Riachuelo!

Ou o que dizer das lojas de Action Figures que tem para todos os lados?!

Uma publicação compartilhada por blog Garota Pai D'égua (@garotapaidegua) em
Não que desse para eu comprar qualquer coisa dessa vitrine...

Tinha até a própria loja oficial do Harry Potter (que no domingo, infelizmente, já não tinha quase mais nada)...

Uma publicação compartilhada por blog Garota Pai D'égua (@garotapaidegua) em
Ok, levou duas horas de fila para entrar nessa loja... Mas valeu a pena...

Às vezes dá até um alívio ver o preço do item e perceber que você não teria como comprá-lo de qualquer jeito...


Uma publicação compartilhada por blog Garota Pai D'égua (@garotapaidegua) em
Sério isso? 4K?! O.O

4 - Cosplays

Acima de tudo, a CCXP é um carnaval para o mundo nerd. Para todos os lados vemos os mais diversos cosplayers e personagens. Sempre tem aqueles mais elaborados:



Mas também tem aqueles com uma leve tendência ao cospobre...
Macaco louco?!

O grande crossover entre o Mestre dos Magos e o Mumm Ra...


Até esse que vos fala entrou na onda:





Enfim, são quatro dias de evento, mas é uma quantidade absurda de coisas a se fazer. Fora que não citei muita coisa que eu não citei aqui como o Artist's Alley (que eu falei no post anterior), o estande de Assassin's Creed (que eu não consegui ir por causa da fila enorme, mas tinha um salto de fé de 5 metros de altura), o estande da Globo (em que dava para fazer uma gravação em bullet time, estilo Matrix) e por aí vai. 

Fora que, em abril, já teremos um novo evento: a CCXP Tour Nordeste que vai acontecer de 13 a 16 de abril em Recife e nós estaremos lá para mostrar novamente o melhor da cultura pop/nerd.


Maaaaas, espera um pouquinho que não acabou. Temos ainda uma promoção! Trouxemos direto da loja oficial do Harry Potter da CCXP três prêmios para vocês: O Mapa do Maroto, um patch (para quem não sabe é um daqueles bordados adesivos para aplicação em camisas) da Sonserina e um patch do Departamento de Regulação e Controle de Criatura Mágicas. Quem concorrer? É só clicar na imagem abaixo e seguir as regras abaixo.

https://www.sorteiefb.com.br/tab/promocao/619444

Regras

1. Residir ou ter endereço de entrega no Brasil;
2. Curtir a página do blog Garota Pai D'égua no facebook;
3. Seguir o Instagram do blog (https://www.instagram.com/garotapaidegua/)
3. Compartilhar a imagem da promoção (publicamente);
4. Marcar dois amigos nos comentários da imagem da promoção;
5. Clicar no link https://www.sorteiefb.com.br/tab/promocao/619444 e depois em quero participar.

Observações: 

1. Serão três vencedores diferentes;
2. Caso os vencedores não tenham cumprido alguma regra, será escolhido um novo ganhador;
3. O blog tem até 30 dias para o envio dos prêmios para os vencedores;

É isso, pessoal. Não percam a promoção e até a próxima!

segunda-feira, fevereiro 20, 2017

Eu Li: Desejo Concedido - Megan Maxwell

Título:
Desejo Concedido
Autora:
Megan Maxwell
Editora:
Planeta - Selo: Essência
Série:
Guerreiras #1
Ano:
2016

Adicione ao Skoob

Na Inglaterra do século XIV, após a morte dos pais, a jovem lady Megan Phillips, de vinte anos, segue uma vida tranquila, focada na educação e na criação de seus dois irmãos mais novos. Para fugir de um casamento arranjado por sua tia, Megan e a irmã, Shelma, vão para o castelo de Dunstaffnage, na Escócia, onde vive seu avô Angus de Atholl, do clã McDougall. Anos depois, durante o casamento de um de seus primos, Megan – uma mulher aguerrida, pronta a empunhar uma espada pra defender sua família e que não se dobra por nada e nem por ninguém –, conhece o temido guerreiro de olhos verdes Duncan McRae – um homem acostumado a liderar exércitos, mas que nunca esteve preparado para enfrentar o gênio forte de uma mulher. O destino trama contra (ou a favor de) Megan, que, contra a sua vontade, acaba se casando com Duncan. Conseguirão os dois se entender e seguir a vida como um casal feliz? Ou viverão às turras, como se estivessem num campo de batalha?
Mais uma vez agradeço a amiga Aline Miguel por ter me convencido a permanecer na fila de autógrafos da Megan Maxwell há dois anos atrás...e me convencer a comprar os demais livros dela. Essa autora realmente não para de me surpreender, a sensação que tenho é que a cada novo livro ela se reinventa, ou muda completamente, pois eles conseguem ser a cara dela, e ao mesmo tempo ser uma nova ela. Não sei se deu para me entender...?? Mas gente, essa autora é única...ela escreve romances em várias vertentes do hot ao épico ou contemporâneo com histórias inéditas e tocantes.

Esse novo livro conta basicamente a história de duas irmãs a Megan e a Shelma, elas viviam bem com seus pais e o irmão mais novo em Dunhar na Inglaterra, até o dia em que os pais delas sinistramente morreram, e os irmãos tiveram que passar a viver sob a guarda dos horrendos tios paternos, que só queriam desfrutar das riquezas e da casa delas. O pai deles era inglês, e a mãe escocesa. Logo eles eram vistos como bastardos e impuros. Um dia uma delas escutou seus tios planejando junto ao vigário corrupto o casamento delas duas com dois asquerosos nobres que eram conhecidos por tratarem as mulheres com violência.

Elas decidem então organizar uma fuga, e com a ajuda de amigos dos pais conseguem sair deixando tudo para trás e rumando as terras altas, para viver com o avô materno sob a proteção do Clã MacDougall. A família do Laird Axel MacDougall também tinha alguns segredos obscuros então proteger os 3 irmãos não foi um problema tão grande assim. As irmãs Shelma e Megan tinham a mesma idade da irmã dele Guillian MacDouall, e as 3 logo se tornaram inseparáveis, e tudo correu bem...assim passaram 6 anos.

Em um belo dia, depois de muito tempo resolvendo assuntos políticos com outros Lairds, o jovem adulto Axel volta para casa, para a sua família e para seu casamento. E com ele vem outros 2 Lairds: Duncan (Falcão) e Niall McRae e Lolach McKenna que são grandes aliados em campo de batalha e fora dele. E por causa dessa volta para casa com amigos é que nossa história deslancha de fato, mais especificamente quando o Falcão coloca os olhos em Megan. Ele não tinha pretensão nenhuma de investir ou ter nada com Megan, só achou ela intrigante e linda. Mas as vezes a vida te dá uma voadeira e aí já viu, né?

Megan nunca almejou nada demais para a vida, ela só queria terminar de criar seus irmãos e se sentir parte de algum lugar. Na Inglaterra ela era uma bastarda e na Escócia era uma sassenach, e assim ela vivia sua vida, até o dia em que ela conheceu o Laird Duncan McRae, pois aí tudo começou a ficar muito complicado. Primeiro que ele não parava de olhar para ela como se fosse uma presa, e segundo que ela não necessariamente desaprovava isso.

Aos poucos eles foram meio que baixando a guarda e posteriormente por necessidade e por tretas que rolaram, um dia Duncan se vê obrigado a casar com Megan assim como Lolach com Shelma. Eis aqui um ponto sobre o segundo casal presente na história: O livro foca muito em Megan e Duncan, mas no meio da trama urge o casal Shelma e Lolach que super estão afim um do outro e tudo corre bem entre eles. Quando conheci esse segundo casal, pensei que eles teriam sua história contada no livro 2, mas só nesse primeiro livro já temos: Axel e sua esposa, Ducan e Megan, Lolach e Shelma e um quase casal que é Niall e Guillian...mas esse último não rolou nesse livro, talvez no segundo, quem sabe?

Depois desse ocorrido que tem suas particularidades, que não dá para contar pois é spoiler, Megan se vê mais uma vez obrigada a mudar de casa. Dessa vez ela se torna Megan McRae, e ela parte com Duncan para as terras dele... e aí sim começa a batalha dela para se sentir em casa e ganhar o respeito do clã, novamente! Acho que podemos dividir o livro em duas partes, a primeira Duncan estava conhecendo Megan no clã dela, na segunda parte temos Megan conhecendo o passado de Duncan e aprendendo a viver e amar ele no presente.

A história toda deles dois é cheia de segredos, intrigas, venenos e tentativas de separar eles dois! Nem preciso dizer que é uma delícia...nesse momento já estou com vontade de ler o livro novamente...apesar do livro ser longo, achei uma leitura muito fluída com personagens muito cativantes, todos eles, pois mesmo estando mais focada em Megan e Duncan, as histórias dos demais atravessam a vida deles, e isso é ainda mais atrativo para a leitura.

E se você depois de toda a essa adoração ao livro em forma de resenha, ainda assim precisa de um incentivo para ler o livro...bem, você pode colocar em mente que a Megan não é bem o estereótipo de mulher certinha daquela época. Ela é ótima com espadas, uma excelente amazona, uma curandeira única e com um gênio péssimo...o Duncan tem muito trabalho em aprender a viver com sua esposa. Então se você assim como eu adora livros que não tem uma mocinha convencional, se jogue no livro e venha surtar comigo depois, ok?


quarta-feira, fevereiro 15, 2017

Eu Li: Inocência ? - Gail Carriger

Título:
Inocência?
Autora:
Gail Carriger
Editora:
Valentina
Ano:
2015
Série:
O protetorado da sombrinha #3


Alexia Tarabotti enfrenta uma série de atribulações sociais, quiproquós e saias justas (embora compridíssimas) em plena sociedade vitoriana. Ao abandonar a residência do marido e se mudar de volta para o lar de sua terrível família, Lady Maccon se tornou o escândalo da temporada em Londres. Além disso, a Rainha Vitória dispensa Alexia do Conselho Paralelo, e a única pessoa capaz de ajudar a esclarecer os fatos, Lorde Akeldama, inesperadamente deixa a cidade. Como se não bastasse, Alexia é atacada por joaninhas mecânicas assassinas, indicando – como apenas joaninhas são capazes de fazê-lo – o fato de que todos os vampiros londrinos estão muito interessados em vê-la rigorosamente morta. Enquanto Lorde Maccon concentra seus esforços em ficar cada vez mais ébrio e o Professor Lyall se desdobra para que a Alcateia de Woolsey se mantenha coesa, Alexia deixa a Inglaterra em direção à Itália em busca dos misteriosos Templários. Somente eles têm o conhecimento sobre os seres preternaturais que Alexia precisa para entender sua crescente e inconveniente condição, mas eles podem ser piores que os vampiros – e estão armados com molho pesto.

Acho digno começar o post de hoje com a foto da autora que desperta todos os tipos de sentimentos e emoções em mim, porque olha... não é fácil em um momento estar toda feliz com a história e no outro ela vai e te dá uma rasteira. Quando penso que vou ter uma história mais tranquila no próximo livro ela me engana e ainda me vícia a ponto de não conseguir largar o terceiro livro mesmo eu estando P da vida com o Malcon.

E ainda me deixa totalmente arrasada em menos de 100 páginas do livro...sim, senhores e senhoras essa aí ao lado é a Gail Carriger. Lindinha, né?

Bom, após toda essa descompostura vamos aos fatos. No final do último livro Alexia descobre que sua condição física está sofrendo mudanças ocasionadas pelo convívio com o Lorde Malcon, ele por sua vez não acredita nela e a expulsa de casa, colocando ela exposta ao julgamento de toda a sociedade, e pior ainda, ao julgamento da mãe, pois ela se vê obrigada a voltar a morar na casa de sua mãe e padrasto.

Alexia se vê em uma situação muito desfavorável, e não sabe como racionalmente provar sua inocência, junte isso ao ódio mortal que ela está sentindo de Lorde Malcon, e você vai chegar perto de entender o que ela está sentindo. E como eu disse na resenha anterior, desgraça nunca vem sozinha, Alexia agora novamente Tarabotti vê sua vida em perigo quando joaninhas mecânicas assassinas controladas pelos vampiros perseguem ela por toda a cidade.

A pessoa que ela esperava poder ajudar ela, seu melhor amigo vampiro e oldfashion Lorde Akeldama, some sem deixar rastros. Sua melhor amiga agora está casada e virou atriz de teatro parece também não dispor de tempo para ajudar Alexia a entender o que está acontecendo com ela. A única pessoa que parece estar disposta a encara os perigos e ajudar Alexia a entender o que se passa é a nossa excêntrica cientista dona da chapelaria. Que no livro anterior revelou sua real intenção ao rodear Alexia, assim como se provou leal a ela.

Juntas elas partem em uma viagem lunática pela Europa, com o mordomo Floote, e usam os recursos e contatos da OPC - Organização do Polvo de Cobre, a procura de respostas para as mudanças que ainda estão por vir para Alexia. E essa viagem poderia ser bem tranquila, não fosse a questão dos vampiros estarem no seu encalço para tentar matá-la e alguns cientistas da organização quererem usá-la como cobaia em experimentos. Junte isso ao fato dos templários possivelmente serem os únicos a terem respostas, e eles também querem ela do lado deles ou morta. Esqueci de dizer que tem um lobo solitário seguindo ela, e não dá para saber se ele está caçando ou ajudando ela. E ela está fisicamente modificada então fazer toda essa estripulia deveria ser ilegal!

Alexia em meio a todo esse tumulto acaba por conhecer particularidades ainda mais intrigantes sobre seu pai e sobre o que é ser preternatural, e tudo começa a se encaixar e se tornar cada vez mais perigoso. E cada vez que Alexia tenta ficar com raiva de Malcon, ela fica é com mais saudade.

Enquanto Alexia percorre a Europa, o beta da alcateia procura de todas as formas fazer com que o Lorde Malcon pare de beber, se vista devidamente, organize as coisas da alcateia, se retrate perante a sociedade pela ofensa feita contra a sua mulher, e vá atrás dela para deixar de ser um cachorro doido...exatamente nessa ordem. E quando ele acaba o estoque de álcool do castelo, resolve o enigma do que aconteceu com Lorde Akeldama e seus zangões... é isso mesmo que ele faz. Mas será que ele vai conseguir chegar a Alexia antes que os templários descubram o que está acontecendo com ela?

Neste livro finalmente temos o entendimento do porque o nome da série é ´´o protetorado da sombrinha`` e quem outorga esse nome ao grupo de errantes. Essa autora depois de dois livros incríveis ainda conseguiu me surpreender e muito, e isso é meio difícil de acontecer comigo, principalmente quando se trata de continuações. O terceiro livro, assim como os anteriores, não deixa em nada a desejar em aventura, novidades, mistérios e te proporciona novamente um plot twist arrebatador.

Então mais uma vez eu peço, por favor, leiam os livros...preciso de alguém para surtar junto!

Super fica a dica...beijos, e até o próximo post.


terça-feira, fevereiro 14, 2017

6 Livros em Inglês para 2017, por Vivian Cardoso


Olá leitores, estamos hoje chegando no meio de fevereiro desse incrível ano que será 2017 (Assim espero, pelo menos, para os livros), logo nada mais justo que um post onde eu expresso toda a minha ansiedade maníaca por alguns livros (deixando em aberto aqui para qualquer pessoa se expressar nos comentários e me indicar ainda mais livros hehe). Pois bem, essa seleção são de livros que estão com um lançamento para esse ano nos EUA e alguns deles, eu tenho certeza, serão lançados também em 2017 no Brasil.

AUTORES, OBRIGADAAAAAA POR ESSE ANO !!!!
Vamos aos livros:


1. Lord of Shadows (The Dark Artifices #2) – Cassandra Clare – O mundo de que Cassandra Clare criou se expandiu muito nesses últimos anos. Lady Midnight, o primeiro livro de The Dark Artifices foi muito especial pra mim. Eu acredito que os irmãos Blackthorn (incluindo Emma, Cristina e afins. Considero tudo família!) conseguiram criar uma atmosfera incrível e cheia de amor, fazendo a gente querer entender mais a história deles e o relacionamento de um com o outro. Já Emma e Julian (eu não tenho palavras para o Julian) foram um casal tão intenso e puro que nos fez questionar tudo o que já sabíamos sobre Parabatais. A continuação só me leva a criar grandes expectativas com as novas disputas do mundo dos Caçadores de Sombras, um relacionamento que não deveria acontecer e ainda ver algumas interações que eu tenho certeza que vão acabar com meu emocional. P.S. E ESSA CAPA? AHHHHH. Estimativa de publicação nos EUA: 23 de maio.




2. A Court of Wings and Ruin (ACOTAR #3) – Sarah J. Maas – Minha série favorita está chegando com um terceiro livro arrasador (Assim espero!!), e eu sou muito feliz com os rumos que a história de “Uma Corte de Rosas e Espinhos” tomou. Feyre é uma garota que vive coexistindo com fadas e acaba vendo seu mundo de ponta a cabeça depois de caçar uma fada zoomórfica transformada em lobo e é levada como prisioneira para o mundo desses seres nada amistosos. No decorrer desses dois livros, muitas mudanças boas ocorreram, fazendo o leitor questionar o final dos contos de fadas e ter também uma maior fé na personagem principal feminina. Feyre evoluiu tanto que minha ansiedade não tem limites ao pensar no que pode acontecer no terceiro livro e que intrigas e guerras estaremos presenciando na corte das fadas, além de voltar para um romance que me faz querer reler esses livros praticamente toda semana (sem citar nomes). Estimativa de publicação nos EUA: 2 de maio



3. Flame in the Mist (Flame in the Mist #1) – Renee Ahdieh – Renne me conquistou com The Wrath and the Dawn (A Fúria e a Aurora aqui no Brasil), ela mostrou que consegue manter personagens interessantes e cativantes com histórias cheia de mistério, cultura, romance e aventura. A Flame in the Mist conta a história da filha de um samurai (Mulan?????) que está prometida em casamento para o filho da consorte favorita do imperador, mas a caminho da cidade imperial, ela é interceptada por um bando com intensões de matá-la. Ela então se veste como um garoto e se infiltra no bando chamado Black Clan e de pouco em pouco começa a ganhar a lealdade do líder e vice-líder. UAAAUUU, gente é ou não é uma sinopse que grita “EU VOU MATAR VOCÊ DE TANTA ANSIEDADE? ” e claramente grita também “RELEITURA DE MULAN”. Vamos ver muita luta, aventura, romance, imperadores, eeeee samurais (Adoooroo). Renne, eu aplaudo você e aguardo esse livro que eu precisava e nem sabia. Estimativa de publicação nos EUA: 16 de maio



4. Warcross (Warcross #1) – Marie Lu – Legend e Young Elites...duas trilogias incríveis criadas por essa autora que um dia eu espero abraçar. Quando um autor consegue fazer você rir, chorar, se angustiar, torcer e sentir todo tipo de emoção conflitante, é porque esse autor é MUITO bom e até o momento eu não tenho nada para reclamar sobre a diva Marie Lu. Warcross é um jogo (sobre o que, sobre quem? não sabemos) e Emika Chen usa suas habilidades de hacker para caçar aqueles jogadores que fazem apostas ilegais dentro do jogo. Tudo muda quando, por motivos de dinheiro, Emika participa do Campeonato de Warcross e chama atenção do criador do jogo para fazer um trabalho curioso: ser uma espiã para ele dentro do torneiro. O mundo dela então passa a ser o império de Warcross. Estamos lidando aqui com um Sci-fi que promete e Marie lu parece não ter medo de se jogar em histórias diferentes e intrigantes, eu espero nada menos que maravilhoso. Só o que eu digo é: EU PRECISO DESSE LIVRO, pra ontem (E ainda nem tem uma capa, to chorando litros). Estimativa de publicação nos EUA: 3 de outubro


5. Caraval (Caraval #1) – Stephanie Garber – Caraval é uma performance em que a audiência participa do show e o sonho de Scarlett, nossa protagonista (ou pelo menos uma delas), sempre foi receber um convite para participar. Quando isso finalmente acontece, ela está presa em um casamento arranjado pelo pai. Scarlett e sua irmã, Tella, conseguem fugir para participar de Caraval, só que Tella é sequestrada e passa a ser na verdade a caça do Show. Caraval é um jogo em que tudo parece de mentira, mas nada é certo quando se há muito mistério e magia por trás. O ano vai ser dos livros estilo reality show, mas em um nível mais épico e cheio de fantasia. Outro livro com uma ótima premissa e um pouco de sister power na história (nunca faz mal né?). Eu não conheço nenhum outro livro da autora (acho que é o livro de estréia dela, então vamos todos dar uma força), mas eu espero, pela sinopse, que o seja um história que me cative de cara. O livro já foi lançado dia 31 de janeiro nos EUA e logo logo vem resenha dele aqui no blog.



6. King’s Cage (Red Queen #3) – Victoria Aveyard - King’s Cage é o terceiro e último livro da série Red Queen (Rainha Vermelha) e está sendo super antecipacipado, a série está na minha lista de “Para ler”, mas levando em conta tudo o que eu já ouvi de maravilhoso sobre essa série, eu só fico mais curiosa. Eu confesso que estava esperando essa coisa linda ser lançada para então ler a série de uma só vez! (Não sei se foi erro ou não, mas consegui evitar spoilers até agora). Basicamente, o livro tem romance, envolvimentos políticos, magia e tudo que a gente ama e mais um pouco, dividido em um mundo vermelho (Plebeus) ou prateado (Elite) (Fernanda Karen sabe tudooo sobre essa série hehe). Esse é outro livro que já foi lançado nos EUA, dia 7 de fevereiro.






Pra finalizar gente, eu quero dizer que essa é uma pequena seleção dos mais aguardados por mim. Minha lista de livros para ler é sempre enorme, mas eu tento pegar os que são melhores e mais interessantes para mostrar aqui no post, além de também serem os com mais capacidade de tradução aqui no Brasil. 
Eu espero que tenham gostado e comentem outros livros que vocês gostariam que eu tivesse botado, eu to sempre aberta para opções. Até a próxima. 

segunda-feira, fevereiro 13, 2017

[Resultado] Promoção Sábado à Noite

Olá pessoal, vamos a mais uma rodada de resultados?


A promoção do livro Sábado a noite aconteceu nos cometários da postagem a seguir:
Resenha

Tivemos 14 comentários e eles foram numerados de acordo com a lista:
1 - Eduardo Laviano
2 - Renata Pamplona
3 - Pausa para um capítulo
4 - Yamuraiha Jo-Chan
5 - Letícia Souza
6 - Desconhecido
7 - Desconhecido
8 - Everton Assis
9 - Karolayne Nascimento Santos
10 - Isabella Batagello
11 - Giulia Losnak
12 - Daniel Prestes da Silva
13 - Desconhecido
14 - Carla Lobato

Fizemos o sorteio e...

Ou seja, Pausa para um capítulo, parabéns! Envie seu contato para o email garotapaidegua@hotmail.com ou entre em contato através do facebook até o próximo sábado as 23:59.

É isso, pessoal, até a próxima. Recomendo acompanharem nossos posts porque ainda temos muitas promoções legais vindo por aí.

EU li: A Maior de Todas as Mágicas - James R. Doty

O subtítulo do livro já entrega
que é de auto ajuda. 

Título: A Maior de Todas as Mágicas
Autora: 
James R. Doty

Editora: 
Sextante/Arqueiro

Adicione ao Skoob

Jim teve uma infância difícil. Cresceu com o pai alcoólatra e a mãe depressiva numa pequena cidade da Califórnia. Para ele, a vida se resumia a uma sucessão de dias tristes, violentos e sem esperança.
Mas tudo mudou ao completar 12 anos, quando entrou numa loja de artigos de magia e conheceu a misteriosa Ruth. Enxergando todo o sofrimento do menino, a generosa senhora resolveu ajudar e prometeu ensinar a ele a maior de todas as mágicas.
Ao longo de seis semanas, Ruth guiou Jim por diversas técnicas de meditação, ensinando-o a relaxar o corpo, esvaziar a mente e abrir o coração – os passos necessários para qualquer pessoa aprender a lidar com a dor e com as próprias emoções.
Os anos se passaram, Jim incorporou as práticas e se tornou o Dr. James Doty, neurocirurgião proeminente e empresário de sucesso. Mas esqueceu de manter o coração aberto, o que gerou terríveis consequências.
Nesta emocionante história real, Dr. Doty mostra o poder que a compaixão tem de transformar vidas e a força que cada um de nós possui para transformar o mundo.

James R. Doty é um personagem real: ele é um neurocirurgião relativamente famoso nos Estados Unidos e tem um grande trabalho filantropo no setor de saúde (instalando postos de saúde para atendimento gratuito em várias partes do mundo). A Maior de Todas as Mágicas é, basicamente, uma biografia rápida adaptada de Jim Doty, com várias crônicas de sua vida, desde sua infância até tempos recentes.

O foco inicial é em sua infância difícil: seu pai era alcoólatra e sua mãe tinha problemas com depressão. Sua família era completamente desestruturada. A vida seguia totalmente sem esperança até que ele é convidado por uma senhora um tanto misteriosa (que ele conheceu numa loja de mágicas), chamada Ruth, a ser treinado para executar a maior de todas as mágicas, algo que poderia trazer a ele tudo o que desejasse. Ao longo de seis semanas Ruth treinou o garoto com um certo tipo de meditação positivista separada em 4 passos: relaxar o corpo, esvaziar a mente, abrir o coração e decidir suas metas de vida. A ideia é que, a partir da hora em que você saiba exatamente o que deseja de coração, nada o impedirá de obtê-lo.

A outra parte do livro trata da vida de Jim já um pouco mais velho, em várias fases da vida,:terminando o ensino médio, estudando medicina, sua vida adulta como marido e pai e um pouco da história de como iniciou seu trabalho filantrópico. E, ao longo dessas crônicas, se demonstra como ele negligenciou alguns passos da meditação ensinada por Ruth e como isso acabou sendo desastroso em sua vida.
Todos na vida passamos por situações que causam dor.
Eu as chamo de feridas do coração.
Se você as ignorar, elas não ficarão curadas.
às vezes, porém, é ao ser ferido que nosso coração se abre.
Não raro, são as feridas do coração que nos dão a maior oportunidade de crescer.
As situações difíceis.
Dádiva mágica.
A história de vida de James Doty é realmente inspiradora. Ele foi de uma infância difícil sem perspectivas até se tornar uma neurocirurgião respeitado e conhecido (seu maior projeto filantropo tem o Dalai Lama como benfeitor). Ao longo da trama se demonstra como a magia ensinada por Ruth o levou realmente a conseguir tudo o que desejava. Fora isso, o autor se preocupa em dar vários alertas sobre esse tipo de positividade e como negligenciá-la pode tornar a pessoa prepotente e arrogante, como ele mesmo reconhece que foi em certos momentos de sua vida. O grande mérito da mensagem final desse livro é mostrar que nada é inalcançável e, mesmo nos piores momentos, sempre há ao menos um fio de esperança. 

Por outro lado, a construção do texto tem vários problemas. Primeiramente a trama é contada de uma forma extremamente arrastada. Ok, o livro é de auto ajuda e, aparentemente, o autor quis muito mais falar sobre o seu conceito positivista que contar a história que estava por trás dele. O grande problema é que existem trechos em que a história é interrompida subitamente para dar lugar a um capítulo inteiro com reflexões que não estão realmente intrínsecas ao que se estava falando antes. Essa mudança repentina de assunto quebra muito o ritmo da leitura e várias vezes parece ser desnecessária.

Outro grande problema são vários capítulo que se perdem em meio a conceitos de medicina neurológica que são bem difíceis de entender. Tem um capítulo, por exemplo, em que o autor fala sobre experiências de quase morte e cita várias teorias neurológicas relacionadas. Tudo recheado de termos técnicos e conceitos extremamente abstratos para quem nunca estudou medicina. Esses capítulos também acabam trazendo uma quebra muito grande para o roteiro. Fora que, como James Doty acredita profundamente na "mágica" que ele está apresentando, a fala dele acaba soando piegas demais, coisa que inicialmente não é tão ruim, mas lá para o fim do livro estava extremamente repetitivo.

Enfim, apesar de ser um livro relativamente curto, foi uma leitura um tanto demorada. Mas, se você já está acostumado com o estilo de livro da auto ajuda, acredito que vale muito a pena pela história inspiradora apresentada.

sexta-feira, fevereiro 10, 2017

Doramaniacos #1 - The Handsome Cowboy


Título: The Handome Cowboy
Ano: 2016
Total de episódios: 8, com duração de 60 minutos.
Gêneros: Drama, Romance, Comédia
Série: U-prince #1
Produção: G-MM tv
País de origem: Tailândia
Sinopse:
O primeiro ´´príncipe`` da série se chama Sibtis, um Bad Boy arrogante da faculdade IUCA, vaqueiro, estudante do curso de agricultura e muito mulherengo que não sabe o que é perder nada na vida. Prikkang é uma garota realista que não gosta de pessoas narcisistas e arrogantes, então quando ela vira alvo dele durante uma festa, eles definitivamente começam uma caçada muito tentadora e engraçada. Ele é muito arrogante e com um comportamento caçador bem frio e tenta conquistar ela a todo custo. Mas o que ele não sabia é que eles já se conhecem desde a infância. 
Sawasdee Ka... vamos a nossa primeira indicação de dorama? Montei uma lista com aproximadamente 15 doramas ou lakorns que preciso imensamente compartilhar com vocês, e depois de muito ponderar, escolhi começar com um dorama, na verdade lakorn, diferente. Você já ouviu falar da série U-Prince? 

U-prince é uma série Tailandesa que se passa em uma universidade chamada IUCA. Nessa universidade tem vários cursos, e existe um programa transmitido em um aplicativo (LINE TV) onde dois estudantes carismáticos começam a apresentar a universidade através dos embaixadores de cada curso. Eles chamam embaixadores, nós podemos chamar de ´´os colírios`` são lindos 12 rapazes que representam seu curso perante esse programa. 

PERSONAGENS PRINCIPAIS:

                Pitta                                Sibtis                          Prikkang                                 Key
     Ex-namorada P´Sibtis      Cowboy Bad Boy               A mocinha            O bom moço - Rival Lindo  

O PLOT DA HISTÓRIA:

Imagine uma personagem feminina principal que marrenta e respondona, que de manhã é uma estudante da IUCA e de noite e longe da vista do pai dela ela vira a linda, misteriosa e cobiçada DJ PK. Ela é uma pessoa tranquila quando não mexem com ela. Basta não deixar que ela beba nada de álcool que ela fica super de boa. Ela também é a melhor amiga dos apresentadores do programa U-Report que fala sobre os príncipes da universidade. Ela guarda em um colar em forma de coração o segredo de sua infância e sobre o seu príncipe encantado.

Em uma bela noite em que ela está de Dj na boate J, o infame P´Sibtis parece com seus amigos (Hawk seu lindo) e ele coloca na cabeça que tem que ter a Dj como uma questão de honra, já que seus amigos realmente acham que ele não vão conseguir. Então eles apostam sobre isso. E nosso Cowboy vai lá e joga todo o seu charme...só que a DJ PK dá um super fora nele.

O que acontece depois já é meio que esperado, ele foi rejeitado, logo ele começa a perturbar ela na universidade. E nessa corrida de gato e rato, porque ela totalmente não facilita a vida dele... eis que ele descobre algo incrível. Prikkang é a garotinha que ele conheceu na infância e eles foram o primeiro amor um do outro. Aí que ele começou MESMO a perturbar ela.

Prikkang sempre soube quem ele era, e sempre tratou ele mal na universidade porque além dele ter se esquecido dela totalmente, quando ele voltou do período que estava estudando fora, ele se revelou um completo mulherengo e idiota, destruindo assim as memorias da infância dela e as esperanças de estar com ele. 

Ele começa a fazer parte da rotina de Prikkang e quando ela apronta uma coisa em uma noite e seu pai acha de colocar ela de castigo, Sibtis oferece levar ela para a fazenda dele nas férias para que ela trabalhe lá como forma de educação. O pai dela que adora o Sibtis aceita a oferta e manda ela com a ´´raposa`` para a fazenda que também é vinhedo...

Muita coisa acontece com eles no local em que eles se apaixonaram pela primeira vez. E quando Sibtis pensou que eles estavam tendo um momento de se aproximar um do outro novamente, adivinha quem chega na fazenda? A ex-namorada dele que além de ser uma vaca psicótica ainda é crente que eles estão juntos. E ele com todo bom mulherengo não sabe o que fazer com as duas. A única coisa de bom que a Pitta fez de bom foi levar junto com ela o lindo e romântico Key.

Eis aqui um parágrafo só para exaltar o Key! Gente ele é o segundo personagem masculino mais amorzinho do mundo. Ele é tudo o que a Prikkang precisa: compreensivo, zeloso, lindo, amigo, cheiroso, lindo, dedicado, inteligente, lindo bom fotografo e ama ela incondicionalmente. Eu já disse que ele é lindo?

O lakorn tem por ambientação a intercalação da fazenda com a universidade... todos os personagens vão chamar a sua atenção por algum motivo. As cenas românticas do P´Sibtis com a Prikkang são de doer o dente de tão doces, e você vai repetir as cenas várias vezes.

Enfim...ai Key (suspiros)...a história é toda cheia dos clichês que a gente tanto adora em doramas ou lakorns. Posso te falar sinceramente que é o tipo do lakorn que você vai sofrer um pouco, não vai terminar totalmente feliz, vai querer matar um e vai levar um baita susto com o plot twiste do final. 

OBSERVAÇÕES:


  • Infelizmente não achei ainda o lakorn com legendas em português. Primeiro eu assisti sem legenda nenhuma, sim eu faço isso as vezes que não consigo esperar alguém colocar a legenda, e depois em inglês. 
  • A série U-prince é baseada em uma série de mangás com o mesmo nome, o que justifica ter poucos episódios cada temporada assim digamos.
  • U-prince tem 12 ´´temporadas`` somente o primeiro, The Handsome Cowboy, tem 8 episódios, os demais príncipes só tem 4 episódios cada...então a história flui muito rápido.
  • São historinhas com super cara de mangá e divertidíssimas... o vídeo abaixo mostra o trailer do lakorn e fala um pouco sobre a produção.


Espero que vocês tenham gostado da dica...e até o próximo post!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo