quarta-feira, maio 28, 2014

Eu Li: Aconteceu Em Paris - Molly Hopkins




Título:
Aconteceu em Paris.
Autor:
Molly Hopkins
Editora:
Novo Conceito
Onde Comprar:
Submarino Saraiva | FNAC


Evie Dexter quer fazer carreira como guia de turismo. Determinada como é, e cheia de coragem por causa de um ou outro drink, ela logo começa a 'melhorar' seu currículo. E consegue um ótimo emprego - acompanhar turistas por toda Paris. Agora é só uma questão de se firmar como profissional demonstrando o seu melhor. Mas os vinhos franceses são tão gostosos... E seu tutor, Rob, é bonito demais!


Oi gente bonita, voltamos!

Dessa vez vim contar um pouco da minha experiência com esse livro, Aconteceu em Paris, que posso dizer foi um tanto hilária como o próprio livro.

Quem viu o meu Twitter (é gente, peguei esse hábito de escrever algumas coisas sobre o adiantar {surtos literários} de minhas leituras no twitter) viu como em alguns momentos (antes de chegar a página 100 do livro) eu quase falei impropriedades sobre a personagem principal, mas genteeeeeeeeeeee...desculpa não tem como gostar da Evie no início do livro! Calma gente. Por que eu digo isso? No inicio do livro a Evie pode ser descrita como fútil, mesquinha, shopaholic compulsiva, mentirosa, caloteira e quase alcoólatra...kkk

Ainda não conhecia nenhuma obra da autora Molly Hopkins até me deparar com esse livro. Antes eu preciso falar (vulgo: escrever!) o porquê de não ter abandonado o livro (apesar de eu nunca fazer isso ...TT.TT mas, vontade não me falta!), o livro me ganhou pelo ambiente urbano periférico misturado com o clima cinzento de Londres, que você encontra no livro, por ai você acaba se sentindo bem acolhida, como se estivesse lendo o livro em frente a lareira e estivesse bem frio lá fora, e você enrolada em uma manta, tomando chocolate quente. 

Foi assim que me senti, e olha que em Belém é um "forno"! Um amigo até me perguntou: Como pode Aconteceu em Paris se passar em Londres? kkk... O livro se passa entre idas e vindas de Londres a Paris.

Outro dos motivos de permanecer na leitura, são os personagens secundário. Veja bem, a Evie durante o trabalho dela, vai conhecendo as pessoas mais diferentes que você pode imaginar: motoristas parisienses charmosos e parecidos com o Colin Ferrell, um grupo de viúvas ricas muito suspeitas, um casal em que o marido é descrito como uma mistura de Highlander e Viking (morri com essa descrição), ruivo, dentre tantos outros que ela vai conhecendo e enganando. E por causa da lingua solta e imaginação fértil a historia da Evie vai se enrolando.

Logo de cara a Evie conhece o Rob, que é esse lindo aí na capa, mas que ela descreve como um Brad Pitt ( mas a versão dele em Tróia, ok?) a forma que eles se conheceram foi no minimo incomum, e eu não sei porque o Rob gostou dela pelo que ela fez com ele, eu teria ficado assustadíssima no lugar dele. Enfim, tinha que acontecer por causa do desenrolar da história, e posso também dizer que não tem muita enrolação no 'finalmente' também.

Não sei descrever porque, mas para mim o Rob é o tipico londrino, ele é conciso, gosta de assistir jogos e tomar cerveja, possui seu próprio negocio familiar em ascensão. Rob é o motivo principal pelo qual eu não detestei totalmente a Evie. 

Muitas vezes já escutamos que ser um casal é aceitar o outro como ele é, e somar para construir. É clichê, mas foi isso que aconteceu na relação deles, o Rob ajudou a Evie a perceber que ela podia dar conta do recado no trabalho, e ainda assim ser uma pessoa melhor, mas adulta, assim digamos. Ela até arrumou o guarda roupa dela e tirou uma percentagem do que não usava para doar. Para uma compradora compulsiva isso já é uma grande coisa.

Tudo parece tranquilo (exceto a vida sexual deles, tenho de dizer, e isso não é spoiler) na relação deles, até que duas coisas trágicas acontecem com a Evie, e faz ela passar por um longo período de amargura, e refazimento, por sua vez fazendo o Rob passar por muita coisa. A partir desses acontecimentos eu passei a gostar mais da Evie, porque ela se manteve fiel a decisão dela, e tocou a vida em frente, tentando não olhar para trás. Nesse ponto eu me identifiquei com ela (apesar de ela pisar na bola com certas atitudes, como o álcool e acidentalmente certos entorpecentes), se eu tivesse passado pelo que ela passou eu teria mantido a mesma decisão, apesar de não me comportar como ela...kkkk

Lógico que para saber o que aconteceu com ela de tão impactante, e o que aconteceu com o Rob, você tem que ler o livro, assim como para saber que atitude eu teria copiado da Evie. Então... foi por essas e por outras que eu gostei e ri bastante com o livro que no inicio tinha tudo para ser um livro trauma (onde já se viu uma 'mocinha' de romances ser tão ... tão... Evie?!) passou a ser um dos livros que me ganhou, como um romance bem maduro!

Então gente, fica a dica!
Espero que tenham gostado.

XOXO 





Anne Magno Sou uma Assistente Social formada, especializada e apaixonada pelo assunto Família, e que adoro trabalhos voluntários. Na verdade sou uma apaixonada por muitas coisas tipo: doramas (coreanos por favor ^^, o meu favorito é Devil Beside You!!!), filmes, series de TV...mas nenhuma dessas paixões supera o meu amor por livro. Faço parte da comunidade Bookaholic com muito orgulho, e não tenho o habito de desistir de leituras. Os dois gêneros literários que mais leio são: romances (épicos) e/ou sobrenaturais (em especial os de vampiro).

segunda-feira, maio 26, 2014

Eu Li: Desejos - Amanda Bullen


Título:
Desejos
Autora:
Alexandra Bullen
Editora:
Galera Junior
Onde Comprar:
Submarino | Saraiva | FNAC

Para Olivia Larsen, nada poderia mudar o fato de que sua irmã gêmea, Violet, se foi. Até que um misterioso vestido de festa é deixado à sua porta, e ele é capaz de lhe conceder um único desejo. A única coisa que Olivia quer é ter a irmã de volta. Agora, as garotas têm uma nova chance de viver tudo o que sempre sonharam. De quebra, descobrem que existem mais dois vestidos com o mesmo poder, ou seja, mais dois desejos novinhos em folha! Mas mágica não pode resolver tudo e Olivia precisa confrontar os fantasmas de seu passado para aprender a rir, amar e viver novamente.

Desejos, desejos, qual o poder dos desejos? Se você tivesse um vestido mágico capaz de realizar um desejo, o que você pediria? Algo egoísta? Algo para o bem comum?

Olivia sempre foi diferente de sua irmã gêmea, Violet. Enquanto a primeira era mais quieta e menos ligada em moda, Violet era o oposto, sempre agitada, popular. Desde que Violet morreu Olivia têm estado ainda mais solitária, caminhando pela vida sem realmente viver, com pais que não falam sobre o assunto e muitas vezes a magoam com isso. 

Um dia, sob coerção para ir a uma festa do trabalho de sua mãe, Olivia procura um vestido para usar, e sua dolorosa decisão é a e usar um vestido que era de sua irmã. Mas ele está rasgado, e em sua busca por uma forma de consertá-lo, se depara com uma loja estranha, rústica, cuja funcionária se compromete a lhe entregar o vestido antes da festa. Porém o que Olivia recebe é um vestido totalmente diferente, que ela nunca imaginou vestir antes. O que ela não sabe é que é um vestido mágico, e quando, durante a noite, a coisa que mais quer no mundo é ter sua irmã de volta, ela recebe o que tanto deseja. 

Porém, contudo, entretanto...nem tudo pode ser resolvido com mágica, e conforme vai percebendo isso, em situações hilárias, trágicas e dramáticas, Olivia começa a se curar um pouco da dor da perda de sua irmã, começa a viver, a se envolver com outras pessoas, a perdoar seus pais. 

Não é um enredo novo, combinemos, e a falta de inovação foi a causa da estrelinhas perdidas na nota do livro rsrs. Porém é uma leitura muito fácil, muito fluida, feita para emocionar jovens, mostrar os aspectos difíceis da vida, as dores, os conflitos. Eu também me emocionei, mesmo não sendo tão jovem quanto o público alvo do livro. Li em apenas algumas horinhas que passaram super rápido, e para mim a única coisa que faltou foi um pouco mais de inovação, algo mais além do drama, um pouco mais de romance também, alguns detalhes que fizessem diferença. 

É de certa forma previsível, pois as mudanças na personalidade de Olivia já te deixam mais ou menos ciente do que vai acontecer no final, mas toda a transição não deixa de ser emocionante. É um livro fofo, que eu recomendo sim, e acho que é perfeito para o público alvo dele, mas que pode agradar pessoas de todas as idades também.



quarta-feira, maio 21, 2014

Eu li: The 100 - Os Escolhidos - Kass Morgan


Título:
The 100 - Os Escolhidos
Autora:
Kass Morgan
Editora:
Galera
Onde Comprar:
Submarino | Saraiva | FNAC

Desde a terrível guerra nuclear que assolou a Terra, a humanidade passou a viver em espaçonaves a milhares de quilômetros de seu planeta natal. Mas com uma população em crescimento e recursos se tornando escassos, governantes sabem que devem encontrar uma solução. Cem delinquentes juvenis — considerados gastos inúteis para a sociedade restrita — serão mandados em uma missão extremamente perigosa: recolonizar a Terra. Essa poderá ser a segunda chance da vida deles... ou uma missão suicida.

O primeiro pensamento que me vem é: muito diferente da série. E o segundo é: o livro é muito melhor. Pois é, ao contrário de muita gente, eu vi o piloto da série e não achei nada de espetacular, porém comecei a ler o livro e adorei, o que por sua vez me deixou curiosa para saber se a série vai seguir pelo mesmo caminho no futuro.

A história dos cem delinquentes juvenis mandados para a Terra tem tudo para ser interessante. Depois de um longo tempo longe da Terra e vivendo no espaço, como forma de escapar das consequências da contaminação nuclear, o Chanceler Jaha, chefe da grande nave onde todos moram, decide enviar cem jovens que cometeram crimes, e arriscar suas vidas, para a Terra de modo a descobrir se já é possível voltar ou não. 

A história é contada a partir dos pontos de vista de quatro jovens: Clarke, que foi presa por traição; Wells, que é filho do Chanceler e apaixonado por Clarke, motivo pelo qual ele está arriscando sua vida ao ir para a Terra; Bellamy, a única pessoa que tem uma irmã na nave, e por quem ele, mesmo não estando confinado, embarca na nave; e Glass, uma garota que conseguiu escapar e cujo ponto de vista nos esclarece o que está acontecendo na nave enquanto os outros estão na Terra. 

Eu particularmente adorei a divisão entre quatro pontos de vista, e também os flashbacks que acontecem durante as narrativas, pois tudo ajuda-nos a entender a dinâmica da nave, os dramas, como cada um entende o que está acontecendo, como suas atitudes parecem para os outros e como foi a vida dos quatro jovens antes dessa grande aventura. É um modo de prender o leitor e ao mesmo tempo poupá-lo de longas explicações condensadas em um único capítulo, o que pode se tornar muito entediante. 

Eu realmente adorei o livro e não vejo a hora de ler os outros livros. O  final é parecido com final do piloto da série, e te deixa pensando ' e agora!? e agora!?'. O piloto da série não reflete tudo o que o livro possui, no meu ponto de vista, e não me atraiu a continuar vendo a série. Porém o livro me despertou uma curiosidade enorme, me apresentou melhor aos personagens, não precipitou as coisas. Creio que darei uma segunda chance à série para ver se será um pouco mais fiel ao livro, e se não for, vou ficar só com os livros mesmo ;)



domingo, maio 18, 2014

Chegou Pra Mim #89

Domingo bom, dia de dormir o dia todo e...ver o que chegou pra mim! Foram cinco livros!

A Espada de Shannara, de Terry Brooks, chegou semana passada e é um livro de fantasia épica, e minha atual leitura. Veio com um mapa muito lindo, e essa fitinha na capa é um charme só. Posso adiantar que eu estou adorando! 




O livro abaixo eu ganhei de presente de formatura de duas amigas minhas, a Cris e a Ruth ;) Os Garotos Corvos, da Maggie Stiefvater , é um daqueles que promete muitoo! E eu amei tudo o que eu li da Maggie até agora! Estou louca para começar a amar esse novo livro também ;)



Os próximos três livros chegaram da parceria com a Galera Record: Sempre Teremos o Verão, da Jenny Han, é o terceiro e último volume da trilogia. The 100 - os escolhidos, é o livro que inspirou a série Homônima que está sendo exibida pelo canal americano CW. A capa é linda! As fotos por trás das palavras são inspiradas em cenas do livro, nos personagens. Adorei! E Desejos, da Amanda Bullen, é um livro do selo Galera Junior, então é voltado para um público mais jovem, mas a sinopse e a capa me atraíram rsrs 




Pronto gente, esses foram os últimos livros que chegaram para mim! Vocês já leram algum desses? O que acharam?

quinta-feira, maio 15, 2014

Lançamentos de Maio da Arqueiro

Hoje é dia de mostrar mais lançamentos! Com um público diferente dos mostrados ontem, apresento a vocês os lançamentos da editora Arqueiro! #clap #clap #clap

Para começar tem Os Três, livro que PROMETE MUITO! É indicado para fãs de A Passagem (eu aqui!). Quero muito, sim ou claro?

Também está sendo lançado Julieta, da Anne Fortier, em uma nova edição. Já ouvi muitas boas indicações desse livro, então se você não teve oportunidade de ler a edição anterior, não perca a nova chance ;)





Quinta-Feira Negra. O dia que nunca será esquecido. O dia em que quatro aviões caem, quase no mesmo instante, em quatro pontos diferentes do mundo.

Há apenas quatro sobreviventes. Três são crianças. Elas emergem dos destroços aparentemente ilesas, mas sofreram uma transformação.

A quarta pessoa é Pamela May Donald, que só vive tempo suficiente para deixar um alerta em seu celular:

Eles estão aqui.

O menino. O menino, vigiem o menino, vigiem as pessoas mortas, ah, meu Deus, elas são tantas... 
Estão vindo me pegar agora. Vamos todos embora logo. Todos nós. 
Pastor Len, avise a eles que o menino, não é para ele...


Essa mensagem irá mudar completamente o mundo.






Julie Jacobs e sua irmã gêmea, Janice, nasceram em Siena, mas, desde que seus pais morreram, foram criadas nos Estados Unidos por sua tia-avó Rose. Quando Rose morre, deixa a casa para Janice. Para Julie restam apenas uma carta e uma revelação surpreendente: seu verdadeiro nome é Giulietta Tolomei.

A carta diz que sua mãe havia descoberto um tesouro familiar muito antigo e misterioso. Intrigada, Julie parte para Siena. Mas tudo o que a mãe deixou foram papéis velhos – um caderno com diversos esboços de uma única escultura, uma antiga edição de Romeu e Julieta e o velho diário de um famoso pintor italiano, Maestro Ambrogio.

O diário conta uma história trágica: há mais de 600 anos, dois jovens amantes, Giulietta Tolomei e Romeo Marescotti, morreram vítimas do ódio irreconciliável entre os Tolomei e os Salimbeni. Desde então, uma terrível maldição persegue as duas famílias.E, levando-se em conta sua linhagem e seu nome de batismo, Julie provavelmente é a próxima vítima. Tentando quebrar a maldição, ela começa a explorar a cidade. À medida que se aproxima da verdade, sua vida corre cada vez mais perigo.

Repleto de romance, suspense e reviravoltas, Julieta nos leva a uma deliciosa viagem a duas Sienas: a de 1340 e a de hoje. É a história de uma lenda imortalizada por Shakespeare. Mas é também a história de uma mulher moderna que descobre suas origens, sua identidade e um sentimento devastador e completamente novo para ela: o amor.

Para quem gosta de livros de Espionagem (eu também!), está saindo da gráfica Roleta Russa, do Jason Matthews. Já Escravas de Coragem, da Kathleen Grissom, é um livro sobre dramas familiares, erros e acertos e aceitação. 






Desde pequena, o sonho de Dominika Egorova era fazer parte do Bolshoi, o balé mais importante da Rússia. Após ser vítima de uma sabotagem, porém, ela vê sua promissora carreira se encerrar de forma abrupta. Logo em seguida, mais um golpe: a morte inesperada do pai, seu melhor amigo.

Desnorteada, Dominika cede à pressão do tio, vice-diretor do serviço secreto da Rússia, o SVR, e entra para a organização. Pouco tempo depois, é mandada à Escola de Pardais, um instituto onde homens e mulheres aprendem técnicas de sedução para fins de espionagem.

Em seus primeiros meses como pardal, ela recebe uma importante missão: conquistar o americano Nathaniel Nash, um jovem agente da CIA, responsável por um dos mais influentes informantes russos que a agência já teve. O objetivo é fazê-lo revelar a identidade do traidor, que pertence ao alto escalão do SVR. 

Logo Dominika e Nate entram num duelo de inteligência e táticas operacionais, apimentado pela atração irresistível que sentem um pelo outro.





Belle já tinha problemas suficientes preparando a comida da casa-grande e cuidando para se manter longe dos olhos de D. Martha e de seu filho, Marshall. Eles não sabem que, na verdade, ela é filha ilegítima do capitão James Pyke, por isso imaginam o pior com relação à preferência que o capitão demonstra para com a escrava mestiça.

Ser responsável pela menina meio doente que acaba de chegar à fazenda é um tormento do qual Belle não precisava. A garota parece incapaz de reter a comida no estômago, mal fala, não se lembra de nada e, às vezes, é
até meio assustadora, com sua cara de avoada. Além de tudo é branca e tem cabelos cor de fogo. Mas Belle sabe
que, entre as pessoas que a acolheram, a cor da pele não significa nada e por isso acaba recebendo Lavinia de
braços abertos.

Esse é apenas o início da saga de uma família formada por laços que vão muito além do sangue. Uma história de coragem, esperança, força e amor à vida.

E para os fãs de Douglas Adams, chega às livrarias um tributo póstumo ao autor, O Salmão da Dúvida, com uma coletânea de textos inéditos. 




O salmão da dúvida é um tributo póstumo a Douglas Adams e, ao mesmo tempo, uma homenagem aos seus milhares de fãs.

Reunindo escritos encontrados no computador de Adams após sua morte, este livro traz uma coletânea de textos inéditos, divertidos e completamente loucos do cultuado autor de O Guia do Mochileiro das Galáxias. Entre os textos, você vai encontrar:

- Dez capítulos de um novo livro do detetive Dirk Gently;
- Um ensaio filosófico questionando a existência de Deus;
- Comentários sobre a constante evolução da tecnologia;
- Um conto protagonizado por Zaphod Beebleblox;
- Relatos sobre sua infância, sua veneração pelos Beatles e o tamanho do seu nariz.


XOXO

quarta-feira, maio 14, 2014

Lançamentos de Maio da Galera Record


Editoras, editoras..sempre prontas a nos proporcionar muitos bons momentos durante as leituras, mas também a nos falir e encher nossas estantes na vida real e no Skoob kkkkk. Brincadeiras (mas nem tanto assim) à parte, hoje é dia de lotar o blog com os super lançamentos do mês de Maio. Para começar, apresento-lhes os lançamentos da Galera Record!














Pelo selo Galera teremos quatro lançamentos MARA!  Um deles é  *SURTANDOOOOOOOOO* Um Caso Perdido, da Colleen Hoover, mesma autora de  Métrica ♥ e Pausa ♥. O segundo é Inferno, continuação de Abandono, da Meg Cabot. Também será lançado Se Alguma Vez... da Meg Rossof, considerado pelo The Times de Londres como "Um Apanhador no Campo de Centeio dos dias de hoje". E por  último temos Sonho Perigoso, da Kami Garcia novamente em parceria com a Margareth Stohl. Esse livro é uma novela de ligação entre a série Beautiful Creatures  e a nova série das duas, Dangerous Creatures. 



Às vezes, só às vezes, a mentira parece a melhor opção. Em seu último ano de escola, Sky conhece Dean Holder, um estudante que tem uma reputação capaz de rivalizar com a dela. Em um único encontro, ele conseguiu amedrontá-la e cativá-la. Ela tenta manter distância. Mas o rapaz insiste em descobrir tudo sobre Sky. No entanto, a garota logo descobre que o errático comportamento de Holder tem uma explicação. Uma que testará o amor dos dois e a confiança de Sky nesse caso perdido pelo qual se apaixonou. Venha ler o primeiro capítulo da nova série da autora de Slammed.












Nesta continuação de Abandono, Pierce Oliviera está em um lugar entre o paraíso e o inferno. Mas não está lá por escolha própria: John Hayden, senhor do Mundo Inferior, é o responsável por mantê-la naquele lugar, supostamente para protegê-la das Fúrias. Mas mesmo que esteja lá, seus entes queridos não estão. E quando algo suspeito parece acontecer com seu primo, percebem que isso pode acabar custando caro para ambos. Leia mais sobre o livro e sobre a autora.












Ao ser confrontado com a possibilidade de morte, David Case resolve fugir do destino. Para isso, se reinventa e se torna irreconhecível como Justin Case, de guarda-roupa novo e com um galgo cinzento imaginário. Apaixonado perdidamente pela exótica figura de Agnes Bee, Justin agora deve lutar para se manter em sua nova imagem – e sobreviver às artimanhas do destino, que não desistiu de se intrometer em sua vida. Leia mais aqui.














Em breve nas livrarias a novela que liga as sagas Beautiful Creatures e Dangerous Creatures, nova série de Kami Garcia e Margaret Stohl! Acompanhe o casal Link e Ridley enquanto eles finalmente se graduam do ensino médio e estão prontos para deixar a cidadezinha de Gatlin. Após uma discussão com Link, Ridley acaba sozinha em Nova York, e se metendo com um tipo de gente que não parece nada inocente... Clique aqui para saber mais sobre o livro!










 


Não seja notado e não será enforcado. É sob esta lei que os Peculiares, crianças nascidas da união entre mortais e fadas, vivem. Após a invasão do mundo pelos seres mágicos, as fadas foram aceitas, mas os mestiços não têm lugar. E os irmãos Barthy e Hettie vivem com medo. Tudo piora quando Peculiares são encontrados boiando no Tâmisa. Mas os irmãos estão seguros nos cortiços das fadas em Bath, não? Provavelmente... Se não fosse pela misteriosa dama que aparece no Beco do Velho Corvo. Leia mais aqui.                                                                                                                                                                                                                   



                                  

                                                                                                                                                             




Que capa mais fofa! *-*
                                                                                                                                                                                
Katie Sutton é uma treinadora de pais excepcional, e já há um bom tempo aprendeu a manejar o seu adulto – no caso, a sua mãe. Mas, enquanto escreve este manual, começam a aparecer elementos inusitados que podem comprometer o funcionamento do seu adulto irremediavelmente. E este elemento tem um péssimo senso de moda e é metido a ecologicamente correto. Depois de tantos anos órfã de pai, parece que a vida de Katie vai virar de pernas para o ar... Leia mais aqui.














E aí, gostaram das novidades?  ;)

segunda-feira, maio 12, 2014

Eu Li: Mar de Rosas - Quarteto de Noivas #2 - Nora Roberts


Título:
Mar de Rosas
Autora:
Nora Roberts
Editora:
Arqueiro
Onde Comprar:
Submarino | Saraiva | FNAC

Emma Grant é a decoradora da Votos, empresa de organização de casamentos que fundou com suas três melhores amigas de infância – Mac, Parker e Laurel. Ela passa os dias cercada de flores, imersa em seu aroma, criando e montando arranjos e buquês. Criada em uma família tradicional e muito unida, Emma cresceu ouvindo a história de amor dos pais. Não é de espantar que tenha se tornado uma romântica inveterada, cultivando um sonho desde menina: dançar no jardim, sob a luz do luar, com seu verdadeiro amor. Os pais de Jack se separaram quando ele era garoto, e isso lhe causou um trauma muito profundo. Ele se tornou um homem bonito e popular entre as mulheres, porém incapaz de assumir um compromisso. Quando Emma e suas três amigas fundaram a Votos, foi Jack, o melhor amigo do irmão de Parker, quem cuidou de toda a reforma para transformar a propriedade no melhor espaço para casamentos do estado.

“Mar de Rosas” é o adorável livro 2 da série “Quarteto de Noivas”, da autora de maior produtividade que já vi na vida: Nora Roberts.

Eu tive que reler “Álbum de Casamento”, que é o livro 1 da série e... COMO PUDE DAR 4 ESTRELAS PARA O LIVRO? Por favor, insira mais uma estrelinha porque: amor, gente! Nora Roberts nos propõem uma história de amor divertida e inteligente e temos isso em seus livros, portanto merece nota máxima.

“Mar de Rosas” conta a história de Emma, a linda e cativante florista da Votos, a empresa top na realização de casamentos da região. Emma é uma romântica incurável e almeja viver um grande e verdadeiro amor. No que diz respeito aos seus pretendentes... bem, digamos que ela não fica de braços cruzados esperando o príncipe encantado. Emma é linda, encantadora e parece exercer um efeito magnético nos homens. Ela sempre tem encontros e é muito bem resolvida emocional e sexualmente, obrigada. Sua premissa em minhas palavras é: enquanto não encontro a metade da minha laranja, chupo a dos outros. 

Em um dos seus encontros eventuais numa festa na casa de amigos, Emma cruza com Jack. Emma o conhece há muitos anos e ele faz parte do seu circulo de amizades. Jack é melhor amigo de Del, irmão de Parker, sócia e uma das melhores amigas de Emma (e parte integrante do quarteto) desde a faculdade e sua presença na casa sempre foi natural. Como a narrativa é em terceira pessoa, temos a perspectiva privilegiada de Jack. Não fiquei surpresa ao constatar que ele sente atração por Emma. Nada que possa vir à tona, claro, afinal, Del o mataria se Jack sequer pensasse na possibilidade de se engraçar com uma das meninas.

“Amiga era amiga; namorada era namorada. Era possível ficar amigo de uma namorada, mas tentar o contrário era um terreno meio perigoso.”

Jack é um arquiteto bem sucedido e muito charmoso. Ele vive bem sozinho com seus eventuais casos, mas Emma e seu efeito magnético o atrai de forma irresistível. E Emma quer tentar se permitir dessa vez. Por serem tão próximos há anos, eles nunca revelaram a atração que um sentia pelo outro. Depois de algumas oportunidades perdidas deliberadamente em nome da amizade, Jack e Emma decidem tentar um envolvimento casual, afinal, eles são adultos e saberão contornar a relação caso não dê certo.

“Eu me recuso a deixar de ser sua amiga, só porque agora adoraria que estivesse nu, Jack. Você é muito importante para mim.”

A partir daí somos deliciados por diálogos engraçados entre esses dois. Sério, eles são adoráveis! Já que se conhecem há bastante tempo, sabem se provocar. E já como são experientes, sabem flertar como ninguém. Mac, Parker e Laurel se surpreendem com esse envolvimento relâmpago, mas se acostumam bem rapidinho. As provocações entre as quatro amigas são muito divertidas e bem reais. O livro dá vislumbre do que está por vir para Laurel e Parker, já que Emma está num ótimo envolvimento com Jack e Mac laçou o melhor partido literário contemporâneo que li neste semestre: Carter (Vide Álbum de Casamento).

No entanto, como nem tudo são flores (nhá), Emma começa a gostar demais de Jack. E, bem, ele não é conhecido por seus relacionamentos longos. Jack, apesar de ser um homem maravilhoso, não se sente preparado para uma relação séria. Ele sabe o que Emma quer: casamento e família. A moça é praticamente uma princesa de contos de fadas (só que com vida sexual bastante ativa) e Jack começa a ficar confuso.

“Nunca tinha feito planos ou promessas. Planos mudam, não é? Promessas são quebradas. Deixar as coisas fluírem era mais honesto. Ficamos juntos apenas uma noite. Estamos vendo no que vai dar. E deixe-me fazer uma ressalva. Mesmo que tenha namorado muitas mulheres, nunca menti para elas ou as tratei de forma desrespeitosa.”

Awn! No entanto, ele terá que ajustar essa área pessoal de sua vida caso queria manter uma relação duradoura com Emma. Paralelamente a confusão em seu coração, Jack terá que lidar com a reação de Del quando ele descobrir.

Não há nada de apelo ou exagero, no meu ponto de vista. Del convive com Emma, Laurel e Mac desde sempre. Elas são melhores amigas de Parker desde crianças e ele se sente meio responsável por elas. Deve ser no mínimo estranho que o melhor amigo apareça de caso com uma de suas garotas. Posso adiantar que esse fato só vai adicionar mais gargalhadas ao enredo.

Ah, que livro adorável, gente! Queria sair por aí dando de presente de tão amor que é. O livro 2 não perdeu a pegada inicial que a autora deu na série. Ficava super viada quando Mac e Carter apareciam e estou MUITO ansiosa para ver no que vai dar as pistas que Nora Roberts deixou para o futuro de Parker e Laurel.

“Mar de Rosas” é um livro divertido, inteligente e bem coerente. E, particularmente, gosto muito disso. Não há nada de absurdo ou apelativo. As situações, personagens, diálogos e reações são bem palpáveis. Sem falar nas citações fofas e calientes que são desmedidamente jogadas para o leitor.

Amei e óh, não vou economizar estrelinhas como fiz tolamente com “Álbum de Casamento”. Quando cês lerem, não deixem de comentar comigo!






Fernanda Karen Estudante de Serviço Social com o coração no curso de Letras. Apaixonada por séries, dramas e café. Bookaholic irrecuperável e promiscua literária. Eventualmente estou trocando um de meus rins por livros muito desejados. (Qualquer coisa é só entrar em contato). Amo YA, ficção-fantasia, clássicos (brasileiros, portugueses, ingleses, latinos etc), chick-lits... Perceberam que meu preconceito literário é zero? Ops, quase zero; não leio auto-ajuda.

sexta-feira, maio 09, 2014

Eu Li: O Lado Mais Sombrio - A. G. Howard


Título:
O Lado Mais Sombrio
Autora:
A. G . Howard
Editora:
Novo Conceito
Onde Comprar:
Submarino | Saraiva | FNAC

Alyssa Gardner ouve os pensamentos das plantas e animais. Por enquanto ela consegue esconder as alucinações, mas já conhece o seu destino: terminará num sanatório como sua mãe. A insanidade faz parte da família desde que a sua tataravó, Alice Liddell, falava a Lewis Carroll sobre os seus estranhos sonhos, inspirando-o a escrever o clássico Alice no País das Maravilhas. Mas talvez ela não seja louca. E talvez as histórias de Carroll não sejam tão fantasiosas quanto possam parecer. Para quebrar a maldição da loucura na família, Alyssa precisa entrar na toca do coelho e consertar alguns erros cometidos no País das Maravilhas, um lugar repleto de seres estranhos com intenções não reveladas. Alyssa leva consigo o seu amigo da vida real – o superprotetor Jeb –, mas, assim que a jornada começa, ela se vê dividida entre a sensatez deste e a magia perigosa e encantadora de Morfeu, o seu guia no País das Maravilhas. Ninguém é o que parece no País das Maravilhas. Nem mesmo Alyssa...

Que tal relembrar as sensações de quando você se aventurou pela primeira vez no País das Maravilhas através das páginas de um livro? Toda a magia, a curiosidade, e a crença de que em algum lugar, de alguma forma, você poderia entrar em um buraco de coelho e conhece-lo também. Em O Lado Mais Sombrio, a visita de Alice ao País das Maravilhas não foi fruto da mente criativa de Lewis Carroll, mas sim o relato das aventuras de uma garotinha de 5 anos.

Alyssa é a tataraneta da aventureira original, e já sabe que ouvir pensamentos de plantas e animais só vai levá-la a um único lugar: um sanatório. É uma maldição passada de geração em geração para as mulheres da família. Alice fez alguma coisa muito errada quando esteve no País das Maravilhas pela primeira vez, e todas as suas descendentes pagaram por isso, ou com a loucura ou com a morte. 

Só que Alyssa não que ir para um sanatório, nem morrer. Ela só quer ser uma garota normal e talvez assim fazer Jeb, seu amigo super protetor e dedicado, se apaixonar por ela. Talvez a única forma de Alyssa conseguir acabar com a maldição seja ir até o País das Maravilhas tentar consertar os erros que sua tataravó cometeu. Para isso ela contará com a companhia de Morfeu, um personagem muito enigmático e sobre o qual temos sérias dúvidas em várias partes do livro, e Jeb.

E aí você se pega revivendo aquela história famosa, que você já leu uma ou mais vezes antes, só que de uma forma diferente, com personagens que conhecem o lugar, que não se deixam encantar com as "maravilhas", que tem novos planos, sabem usar os itens mágicos de formas diferentes, e etc. A autora soube escrever uma nova aventura do País das Maravilhas, dessa vez mostrando que não são tantas maravilhas assim, ou pelo menos que não é para todo mundo, de uma forma que não resultou na perda da magia, do interesse. Pelo contrário, o interesse só aumenta, pois não é a mesma história, não são as mesmas atitudes, e não é o mesmo final, e a curiosidade sobre o destino de Alyssa - loucura, morte, ou nenhum? -  é inevitável.

E é quase impossível não torcer para o casalzinho Jeb e Alyssa. Ele é tão fofo em sua preocupação com ela!! E ela é tão cega em não perceber que ele também a ama! Mas o medo dela é que ela fique doida igual a mãe e Jeb acabe ficando igual ao pai dela, sozinho em seu amor por alguém insano. Ela não quer isso para ele. 

É um livro ótimo, escrito com muito cuidado, e que tem suspense, romance, aventura, e deixa um gostinho nostálgico. Eu adorei toda a história que a autora criou em torno da aventura original, reescrevendo alguns detalhes, deixando outros, e com uma personagem que não está disposta a ser mais uma 'amaldiçoada'. Fica a dica para você que adorou se aventurar com Alice. Está na hora de acompanhar as aventuras da neta ;)


quarta-feira, maio 07, 2014

Na Tela #5 - Vampire Academy

Oiiiiiiiiiii gente voltei!

Estava eu admirando minha coleção de livros de vampiro, quando percebi que ainda não tinha feito um post do Na Tela para uma das minhas séries favoritas desse gênero de livros. Aproveitando meu surto criativo estou aqui para ´rufem os tambores e segurem a miss fofinha (vulgo: Fernanda Karen)', esmiuçar essa novidade cinematográfica, então PRE-PA-RA pois vamos cair de boca na primeira (e se assim permitirem que sejam feitas também para os outros livros) adaptação de Vampire Academy para as telonas.

Para quem ainda não conhece e surta com a mesma, esta é "A" série de livros: 
1° O beijo das sombras, 
2° Aura negra,
3° Tocada pelas sombras, 
4° Promessas de sangue, 
5° Laços de espirito
e o fim desta temporada de caça ao strigoi, no livro Último sacrifício, que passa a ser um novo começo para alguns personagens secundários que roubam a cena e os sonhos e que cativaram tanto, assim como penaram demais, e que merecem um happy ending, em uma saga que passa a se chamar Bloodlines.

No início tenho de admitir que não era muito favorável a uma série de livros derivadas dessa que eu tanto amo, mas uma certa pessoinha (leia-se: Fernanda Karen novamente, gente ela é a pessoa mais surtada que eu conheço sobre a diva Richelle Mead) que tem uma certa empatia por personagens secundários me convenceu a ler Bloodlines então eu acabei comprando no Book Depository a versão dele em inglês, e não é que eu acabei me enamorando pelo Adrian Ivashikov, e correndo feito louca atrás dos outros livros?

1° Bloodlines
2° The Golden Lily
3° The Indigo Spell
4° The Fiery Heart (que eu ainda não tive coragem de ler...)
5° Silver Shadows

O bom dessa série, além de ser bem escrita, é que você volta a ter contato com os personagens (principalmente com o meu deus russo, lindo, maravilhoso, tesão e guerreiro) de Vampire Academy. Fica a dica, então voltemos para o filme.

#Fichas Técnicas

Filme                                                                                   

Título Original: Vampire Academy - Blood Sisters              
Duração: 104 minutos
Ano de lançamento: 2014
Diretor: Mark Stephen Waters 

Livro
Titulo Original: Vampire Academy - Shadow Kiss
Número de Paginas: 319
Capítulos: 24
Ano de lançamento: 2008
Autor: Richelle Mead

#Personagens

           Rose Hathaway: Zoey Deutch                                             Lissa Dragomir: Lucy Fry             
           Mason Ashford: Cameron Monaghan                                 Ellen Kirova: Olga Kurylenko       
           Victor Dashkov: Gabriel Byrne                              Christian Ozera: Dominic Sherwood   
           Tatiana Ivashkov: Joely Richardson                                 Danila Koslovsky: Dimitri Belikov      
           Sonya Karp: Claire Foy                                      Mia Rinaldi: Sami Gayle


#Trilha Sonora

1. In Your Grave – Jaymes Bullet
2. Red Lips – Sky Ferreira
3. Nice and Slow – Max Frost
4. Thea – Goldfrapp
5. Boys Don’t Cry – Natalia Kills
6. Bounce – Iggy Azalea
7. Sinful Nature – Bear In Heaven
8. Think About It – Naughty Boy
9. Rats – Rainy Milo
10. Spiritual – Katy Perry
11. Crazy – Au Revoir Simon
12. Bela Lugosi’s Dead – CHVRCHES

#Minha Humilde Opinião

PONTOS POSITIVOS:

A introdução do filme ficou muito legal, no sentido visual e nos detalhes importantes, como: o que são dhampir, morois e strigois. A forma como foram levantadas sutilmente as peculiaridades de cada um deles foi boa. O visual da St. Vladimir Academy ficou, na minha opinião, muito real.

Os personagens me surpreenderam um pouco. Gente que Diretora Kirova é essa? De todos os vampiros que apareceram no filme, contando os strigois, ela é a que mais tem cara de vampiro. 

Do quarteto principal: a Rose esta interessante pois conseguiram colocar uma atriz que tem cara de marrenta como a própria personagem, porém, eu sempre imaginei a Rose mais encorpada assim digamos..rsrsrs. A Lissa está como sempre foi...rsrsr...divamente refrescante e meio desbotada assim como no livro, mas eu gostei muito da escolha da atriz, que é linda gente! 

Passemos para os BOYS, se eu não me engano no livro o Christian Ozera tem uma participação um pouquinho maior, e eu nunca o tinha imaginado tão charmoso. 

Guardei o melhor para o final: DIMITRI BELIKOV!



Não tenho palavras para descrever a minha felicidade no dia em que descobri que o ator que ia dar vida ao meu terceiro personagem literário favorito (1° Sr. Darcy e 2° Lestat Lioncourt) era de FATO russo. Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii gente eu pulei, chorei, gritei de emoção. Você pode perguntar, por que? Bem o personagem no livro é russo, e vira e mexe ele xinga em russo, ele tem sotaque descrito no livro, ele é um deus russo e, fala sério ele chamando a Hathaway dessa forma:

 -Roza. (com um mega sotaque russo)

é o tipo da coisa que não dá para ser meramente interpretado! Se você que está lendo já viu o filme sabe o quanto é arrepiante quando ele fala assim.

PONTOS NEGATIVOS:

Desde que vi o teaser, eu meio que já esperava um filme no estilo de meninas malvadas. Não fiquei surpresa depois, quando descobri que os dois filmes possuem o mesmo diretor...aff.

Por mas que eu tenha amado o Danila como Dimitri, o filme nunca vai ser 100% fiel ao que encontramos nos livros. O que é uma pena.

A minha sugestão para vocês é a seguinte: Não assistam ao filme com uma grande expectativa, você pode acabar meio, assim digamos "mordida" (me perdoem o trocadilho, mas foi inevitável) por ter que se deparrar com um filme, a ser considerado regular.

No todo, é sempre instrutivo e maravilhoso ver que algumas pessoas curtiram tanto o nosso livro querido, que se mobilizaram para tornar ele real.

RESULTADO FINAL:

Eu daria o total de 3 estrelas, em uma escala de 5 estrelas.


Então gente, espero que tenham gostado  do post.

Fica a mega dica (com sotaque russo!).

Até mais!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo