segunda-feira, maio 12, 2014

Eu Li: Mar de Rosas - Quarteto de Noivas #2 - Nora Roberts


Título:
Mar de Rosas
Autora:
Nora Roberts
Editora:
Arqueiro
Onde Comprar:
Submarino | Saraiva | FNAC

Emma Grant é a decoradora da Votos, empresa de organização de casamentos que fundou com suas três melhores amigas de infância – Mac, Parker e Laurel. Ela passa os dias cercada de flores, imersa em seu aroma, criando e montando arranjos e buquês. Criada em uma família tradicional e muito unida, Emma cresceu ouvindo a história de amor dos pais. Não é de espantar que tenha se tornado uma romântica inveterada, cultivando um sonho desde menina: dançar no jardim, sob a luz do luar, com seu verdadeiro amor. Os pais de Jack se separaram quando ele era garoto, e isso lhe causou um trauma muito profundo. Ele se tornou um homem bonito e popular entre as mulheres, porém incapaz de assumir um compromisso. Quando Emma e suas três amigas fundaram a Votos, foi Jack, o melhor amigo do irmão de Parker, quem cuidou de toda a reforma para transformar a propriedade no melhor espaço para casamentos do estado.

“Mar de Rosas” é o adorável livro 2 da série “Quarteto de Noivas”, da autora de maior produtividade que já vi na vida: Nora Roberts.

Eu tive que reler “Álbum de Casamento”, que é o livro 1 da série e... COMO PUDE DAR 4 ESTRELAS PARA O LIVRO? Por favor, insira mais uma estrelinha porque: amor, gente! Nora Roberts nos propõem uma história de amor divertida e inteligente e temos isso em seus livros, portanto merece nota máxima.

“Mar de Rosas” conta a história de Emma, a linda e cativante florista da Votos, a empresa top na realização de casamentos da região. Emma é uma romântica incurável e almeja viver um grande e verdadeiro amor. No que diz respeito aos seus pretendentes... bem, digamos que ela não fica de braços cruzados esperando o príncipe encantado. Emma é linda, encantadora e parece exercer um efeito magnético nos homens. Ela sempre tem encontros e é muito bem resolvida emocional e sexualmente, obrigada. Sua premissa em minhas palavras é: enquanto não encontro a metade da minha laranja, chupo a dos outros. 

Em um dos seus encontros eventuais numa festa na casa de amigos, Emma cruza com Jack. Emma o conhece há muitos anos e ele faz parte do seu circulo de amizades. Jack é melhor amigo de Del, irmão de Parker, sócia e uma das melhores amigas de Emma (e parte integrante do quarteto) desde a faculdade e sua presença na casa sempre foi natural. Como a narrativa é em terceira pessoa, temos a perspectiva privilegiada de Jack. Não fiquei surpresa ao constatar que ele sente atração por Emma. Nada que possa vir à tona, claro, afinal, Del o mataria se Jack sequer pensasse na possibilidade de se engraçar com uma das meninas.

“Amiga era amiga; namorada era namorada. Era possível ficar amigo de uma namorada, mas tentar o contrário era um terreno meio perigoso.”

Jack é um arquiteto bem sucedido e muito charmoso. Ele vive bem sozinho com seus eventuais casos, mas Emma e seu efeito magnético o atrai de forma irresistível. E Emma quer tentar se permitir dessa vez. Por serem tão próximos há anos, eles nunca revelaram a atração que um sentia pelo outro. Depois de algumas oportunidades perdidas deliberadamente em nome da amizade, Jack e Emma decidem tentar um envolvimento casual, afinal, eles são adultos e saberão contornar a relação caso não dê certo.

“Eu me recuso a deixar de ser sua amiga, só porque agora adoraria que estivesse nu, Jack. Você é muito importante para mim.”

A partir daí somos deliciados por diálogos engraçados entre esses dois. Sério, eles são adoráveis! Já que se conhecem há bastante tempo, sabem se provocar. E já como são experientes, sabem flertar como ninguém. Mac, Parker e Laurel se surpreendem com esse envolvimento relâmpago, mas se acostumam bem rapidinho. As provocações entre as quatro amigas são muito divertidas e bem reais. O livro dá vislumbre do que está por vir para Laurel e Parker, já que Emma está num ótimo envolvimento com Jack e Mac laçou o melhor partido literário contemporâneo que li neste semestre: Carter (Vide Álbum de Casamento).

No entanto, como nem tudo são flores (nhá), Emma começa a gostar demais de Jack. E, bem, ele não é conhecido por seus relacionamentos longos. Jack, apesar de ser um homem maravilhoso, não se sente preparado para uma relação séria. Ele sabe o que Emma quer: casamento e família. A moça é praticamente uma princesa de contos de fadas (só que com vida sexual bastante ativa) e Jack começa a ficar confuso.

“Nunca tinha feito planos ou promessas. Planos mudam, não é? Promessas são quebradas. Deixar as coisas fluírem era mais honesto. Ficamos juntos apenas uma noite. Estamos vendo no que vai dar. E deixe-me fazer uma ressalva. Mesmo que tenha namorado muitas mulheres, nunca menti para elas ou as tratei de forma desrespeitosa.”

Awn! No entanto, ele terá que ajustar essa área pessoal de sua vida caso queria manter uma relação duradoura com Emma. Paralelamente a confusão em seu coração, Jack terá que lidar com a reação de Del quando ele descobrir.

Não há nada de apelo ou exagero, no meu ponto de vista. Del convive com Emma, Laurel e Mac desde sempre. Elas são melhores amigas de Parker desde crianças e ele se sente meio responsável por elas. Deve ser no mínimo estranho que o melhor amigo apareça de caso com uma de suas garotas. Posso adiantar que esse fato só vai adicionar mais gargalhadas ao enredo.

Ah, que livro adorável, gente! Queria sair por aí dando de presente de tão amor que é. O livro 2 não perdeu a pegada inicial que a autora deu na série. Ficava super viada quando Mac e Carter apareciam e estou MUITO ansiosa para ver no que vai dar as pistas que Nora Roberts deixou para o futuro de Parker e Laurel.

“Mar de Rosas” é um livro divertido, inteligente e bem coerente. E, particularmente, gosto muito disso. Não há nada de absurdo ou apelativo. As situações, personagens, diálogos e reações são bem palpáveis. Sem falar nas citações fofas e calientes que são desmedidamente jogadas para o leitor.

Amei e óh, não vou economizar estrelinhas como fiz tolamente com “Álbum de Casamento”. Quando cês lerem, não deixem de comentar comigo!






Fernanda Karen Estudante de Serviço Social com o coração no curso de Letras. Apaixonada por séries, dramas e café. Bookaholic irrecuperável e promiscua literária. Eventualmente estou trocando um de meus rins por livros muito desejados. (Qualquer coisa é só entrar em contato). Amo YA, ficção-fantasia, clássicos (brasileiros, portugueses, ingleses, latinos etc), chick-lits... Perceberam que meu preconceito literário é zero? Ops, quase zero; não leio auto-ajuda.

2 comentários:

  1. A Nora escreve (como diria minha vó) dia por hora, e todos dos livros são maravilhosos né. Essa série Quarteto de noivas é uma das que mais gosto, pois de certa maneira são histórias independentes, dai não precisamos necessariamente ler o livro anterior para dar continuidade do proximo volume.

    O mais legal dos livros da Nora é isso, ela consegue escrever de forma que tudo aprece real e não fica forçado. o/ Minhas 5 estrelinhas para esse livro tbm *o*

    ResponderExcluir
  2. Oi adorei.. muito obrigado, amei a maneira que vc usou para descrever essa resenha...me fez se interessar pelo livro....mas vc já leu o livro reverso... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura e digite reverso...a capa do livro é linda ela traz o universo em destaque.
    www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?

    ResponderExcluir

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo