sábado, janeiro 12, 2019

Feliz aniversário, Belém! 5 livros na cidade das mangueiras


A cidade de Belém, que já foi conhecida como "Santa Maria de Belém do Pará" ou "Nossa Senhora de Belém do Grão Pará", completa 403 anos de fundação neste dia 12 de janeiro!
O contexto histórico de nossa cidade é incrível e apaixonante, como momentos bons e ruins, claro, e sou completamente apaixonada por minha terra. 

E apesar da alergia a camarão, como mermo.
Pensando nessa paixão, resolvi trazer alguns livros de autores paraenses que tem suas histórias desenvolvidas aqui pela cidade das mangueiras. 
Desde já, peço dicas de leitores que conheçam outras obras para trocarmos informações, tudo bem?

Então, vamos lá!
1. Visagens e assombrações de Belém, de Walcyr Monteiro:

"Visagens e Assombrações de Belém é um livro com a compilação de contos fantásticos e de histórias sobrenaturais e de visagens (fantasmas) que povoam o imaginário amazônico e especialmente da região metropolitana de Belém, capital do Estado do Pará.
A obra é dividida em cinco partes, onde na primeira é a coletânea dos contos, a segunda é a descrição do Culto das Almas, a terceira é a área de pesquisa, a quarta constitui uma abordagem de interpretação dos fenômenos e a quinta as conclusões que chegou o autor, e ainda possui um Documentário fotográfico."

Pode passar pra cá a carteirinha de belenense quem não conhece essa obra. O livro de Walcyr Monteiro é um patrimônio que todo ser humano conhece, mesmo que não tenha lido, com clássicos como "A moça do taxi", "A procissão das almas", dentre outros. 
Um livro que mexe profundamente com o imaginário de nossas lendas regionais quando lembram aqueles "causos" que ouvimos de nossas avós vindas dos interiores e, particularmente, me traz recordações maravilhosas. 

2. Moscow, de Edyr Augusto: 

"Moscow, romance de Edyr Augusto, conta uma história de suspense narrada com uma oralidade singular – a linguagem falada em Belém do Pará. Por seu formato, trata-se de um livro para ser lido de um fôlego só.
Sua narrativa em primeira pessoa é um verdadeiro tratamento de choque. O estilo asfixiante de Edyr Augusto aproxima o texto da realidade. A obra é como um punho que atinge o leitor secamente, sem lhe deixar tempo para recobrar a respiração.
O personagem central de Moscow é um jovem marginal envolvido num mundo repleto de violência, gangues, sexo, drogas e crime. Ambientado na praia do Mosqueiro, no Pará, o livro retrata personagens extremamente cruéis, verdadeiros, sem culpa e que poderiam ser encontrados não só ali, mas em São Paulo, Rio de Janeiro ou em qualquer outro lugar. A força dramática desses personagens impregna todas as páginas do livro.
Em Moscow, Edyr Augusto faz um retrato literário excelente, que incomoda e seduz o leitor, ao mesmo tempo em que propõe reflexões."

A sinopse do livro já é bem expositiva porém tenho algumas obervações a fazer:
Mosqueiro é uma distrito de Belém onde se tem belas praias e é um local de veraneio da região. O povo aqui de Belém se refere muito à Mosqueiro como "Moscow" (quem é daqui e não faz essa fuleragem, nunca vi). Neste livro, Edyr Augusto vai retratar algumas realidades difícieis de digerir mas que existem, apesar dos pesares. A violência é uma constante e ingrata companheira e, infelizmente, também retrata bem o que é viver em Belém. 
Só sei sentir com essa obra. Tem resenha do livro AQUI.

3. A Solteirona, de Saulo Sisnando: 

"Maria Eduarda é uma mulher de quase 30 anos que, na noite de réveillon, decide encontrar o grande amor de sua vida em seis meses. Ao lado de seus amigos envereda nessa louca jornada, passeando por várias boates e marcando encontros por redes sociais. Divertida e atual, uma história que fala a linguagem da mulher moderna."

A Solteirona é uma comedia romântica tragicômica que se passa aqui em Belém! Um achado incrível para quem quer morrer de rir e ainda visualizar todos os locais por onde Maria Eduarda passa seus micos. 
O autor, Saulo Sisnando, baseou a obra em sua websérie de mesmo nome que fez muito sucesso em sua época de transmissão. CONHEÇAM AQUI PELO AMOR DE DEUS. 
O maravilhoso do livro (e também da série) são as situações 100% belenenses que os personagens passam. Desde cruzar com Deus e o mundo nos shoppings até ter o carro (ou a cabeça na vida real) acertado por uma manga! SIM, ISSO ACONTECE! 
"A Solteirona" é divertidíssimo e em breve vou criar vergonha na minha cara e compartilhar a resenha com vocês! Bjs de açaí. Adendo importantíssimo: Saulo Sisnando também é dramaturgo e atualmente tem revirado a cidade com conteúdo teatral na cidade. Acompanhem a companhia Teatro de apartamento para saber das novidades dos espetáculos. 

4. Cabaré dos bandidos, de Salomão Larêdo: 

"Publicado em 1989, Salomão Larêdo traz aquele que pode ser considerado um dos pontos altos de sua narrativa ficcional: o romance Cabaré dos Bandidos (originalmente intitulado Guamares).
Com acuidade, o autor penetra na realidade desigual de um dos bairros mais pobres, violentos e tradicionais da capital paraense, o Guamá. E é a partir de suas vielas e becos alagados, da miséria e da promiscuidade, que Salomão apresenta Herma, Jeones e Tumezão, personagens que, dentre tantos outros, resumem as vivências de um povo excluído e sofrido, mas que encontra, em meio à podridão, a solidariedade necessária para seguir em frente, com esperança em dias melhores.
Nessa nova edição, o leitor encontrará toda a força narrativa que tornou conhecido um dos mais importantes escritores paraenses e verá que, mesmo depois de décadas, as periferias latino-americanas permanecem como palcos de agudas dificuldades, atenuadas apenas quando as músicas começam a entoar os bailes do Cabaré dos Bandidos."

Salomão Larêdo é um dos autores mais publicados da cidade que conheço e "Cabaré dos bandidos" foi republicado recentemente pela Editora Empíreo para a festa dos leitores. A história se passa em um dos bairros periféricos mais populosos da cidade que ainda hoje sofre de muitos estigmas. Em breve também pretendo falar mais sobre ele aqui no blog (me cobrem).

5. A Belém das Mulheres, de Juliana Dias:

"Série de crônicas que busca no olhar feminino que habita em Belém construir um breve retrato da cidade,
registrando algumas peculiaridades do cenário urbano e revelando sensações, costumes, preconceitos, violências e memórias. 
O texto leve e ligeiro da narrativa traz à luz as belezas e mazelas da cidade, bem como os laços afetivos das moradoras, que vivem entre amar e odiar a mangueirosa, assim apelidada por muitas.
A Belém das Mulheres é um projeto experimental que reúne, em 15 crônicas, as impressões da cidade não somente da autora, mas também de outras 16 mulheres belenenses.
As narrativas contidas nesse livro contribuem para registrar a cultura papa-chibé existente e para revelar uma Belém menina e ao mesmo tempo mulher, uma cidade que, apesar dos infortúnios, continua sendo ímpar."

Ainda temos essa indicação preciosa e muito propícia para o aniversário de Belém. A autora Juliana Dias compila em sua obra 15 crônicas sobre (e de) mulheres da cidade de Belém. São perspectivas únicas e, ao mesmo tempo, de todos nós, cidadãos belenenses. A obra foi construída como o trabalho de conclusão de curso e ficou tão incrível que se transformou neste livro muito adorável que vale muito a pena conhecer.


Sim, muitas obras ficaram de fora, no entanto, só quis trazer um gostinho do que temos em obras literárias que tenham Belém como pano de fundo e espero de coração que vocês tenham gostado.
Reitero: me passem mais dicas de livros e autores belenenses ou até de outros municípios do Pará para eu conhecer! Desde já grata. 

Que Belém tenha um feliz aniversário com gestores comprometidos a nos dar sempre o que ela tem de melhor! Seria meu sonho que a violência fosse apenas uma ficção? 
Pensando nisso, e fazendo o mea culpa, nós, como moradores e filhos dessa terra, vamos fazer a nossa parte ao cuidar bem da cidade e a difundir programações culturais e educativas para a sociedade em geral. 
Vamos fazer bem tal qual Leona Assassina Vingativa: superar os obstáculos e balançar essa bandeira! 

Beijos, Leona!

Observação: Os gifs do post foram encontrados no google mesmo então se alguém souber a autoria, por favor, compartilhe aqui para ser adicionada. Obrigada.



Um comentário:

Quer fazer essa equipe de blogueiros feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena!

Muito obrigada por comentar! Volte sempre!

P.S: Comentários ofensivos serão deletados.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo