terça-feira, abril 16, 2019

Eu li: O destino das terras altas - Hannah Howell

Título:
O destino das terras altas
Autora:
Hannaa Howell
Editora:
Arqueiro
Ano:
2019
Série:
Os Murrays #1

Adicione ao skoob


Em O Destino das Terras Altas, primeiro livro da série Os Murrays, Hannah Howell nos apresenta o esplendor da Escócia medieval com uma saga de guerra entre clãs, lealdades divididas e amor proibido.

Quando o destino coloca Maldie Kirkcaldy na mesma estrada que sir Balfour Murray e seu irmão ferido, ela lhes oferece seus serviços como curandeira. Ao saber que tem em comum com sir Balfour um juramento de vingança, decide seguir com ele para cumprir a sua missão.

Mas ela não pode lhe revelar sua verdadeira identidade, sob o risco de ser acusada como espiã. Enquanto luta para negar o desejo que a dominou assim que viu o belo cavaleiro de olhos negros pela primeira vez, Maldie tenta a todo custo conservar o aliado.
Balfour, por sua vez, sabe que não pode confiar nela, mas também não consegue ignorar a atração que nasceu entre os dois. E, ao mesmo tempo que persegue seu objetivo de destruir Beaton de Dubhlinn, promete descobrir os segredos mais profundos dela e conquistar o seu amor. Para isso, não deixará que nada se interponha em seu caminho. - Skoob

Cadê os fãs de romances de época deste blog? Vocês estão sabendo que a nossa queridinha Editora Arqueiro está lançando uma série de romances medievais chamada "Os Murrays" como parte de seu catálogo de romances? Não tá sabendo? Então se você já é leitor assíduo de romances ambientados na Escócia medieval vale a pena adicionar esta curta série a sua listinha de "para ler". E se você ainda não conhece os encantos de um Kilt xadrez ou não está acostumado as leituras medievais ou as de época, vamos logo a resenha para que eu possa te contar um pouco mais do livro, sem spoilers é claro!

Em "O destino das terras altas" somos inseridos na vivência de um clã bem pacato de escoceses chamados Murrays. Eles atualmente são liderados por Balfour Murray, o filho mais velho dentre os três filhos do antigo Laird do clã conhecido por ser um bom líder mas pouco fiel a sua esposa. Os filhos desse Laird foram educados para serem guerreiros habilidosos em vários aspectos e para sempre manterem a família unida, em todos os discursos entre eles é possível ver o amor fraternal sempre presente e a preocupação de sempre manter a família unida acima de qualquer adversidade. É possível ver muita harmonia no clã mesmo depois que Balfou passou a lidera-los.

Os três filhos do antigo Lairde são: Balfour, Nigel e Eric. O primeiro é o líder atual. O segundo é conhecido por ser um grande estrategista e tão belo que as mulheres sempre o desejam logo de cara. Eric é o mais novo de todos e com apenas 13 anos já é conhecido por ser extremamente racional. Este último tem uma história um pouco diferente dentre os irmãos, pois foi encontrado abandonado nos campos próximo as terras dos Murrays, sozinho quando era apenas um bebê destinado a morrer. Todos descobriram posteriormente que na verdade Eric era o filho bastardo do pai de Balfour e Nigel com a esposa do clã rival, os Beatons. Apesar desse começo trágico, Eric sempre foi tratado como Balfour e Nigel, e esses dois sempre superprotegeram e amaram Eric verdadeiramente, até o fatídico dia em que ele saiu com outros homens do clã para uma simples caçada e o menino acabou sendo sequestrado pelos homens Beatons em meio a uma emboscada.

Balfour e Nigel logo descobrem que o chefe do clã Beatons está muito doente e em sua juventude deitou com todas as mulheres que conseguiu afim de gerar um filho, porém nenhum herdeiro homem foi criado em suas incansáveis e devastas tentativas, então agora que está com 'um pé na cova' e já tentou de tudo para descobrir o que tem mas não teve sucesso, ele resolveu convencer seu clã de que tinha se enganado há treze anos atrás ao abandonar uma criança na mata, pois estava cego de ciúmes, e por isso não conseguiu ver que o jovem Eric era mesmo seu filho, desta forma ele sequestrou o menino para que ele herde todo o seu legado. Mas antes disso precisava ensinar a criança a ser tão cruel quanto ele... então começa a 'educação às avessas' de Eric mantendo ele em um calabouço sozinho.

Na primeira tentativa de resgate de Eric o clã Murray acaba sendo massacrado de forma até meio boba, eles tentaram de peito aberto confrontar uma muralha cheia de arqueiros bem treinados, pois foram somente com o ardor da raiva e vingança em suas mentes confrontar os Beatons. Não tinham um plano concreto e por isso Nigel quase pagou com a vida. No momento que Balfour declarou retirada e sairão das terras Beatons para voltar para casa, eles se deparam com uma linda jovem no meio do caminho que declara ser uma curandeira e queria ajudar Nigel pois sem isso ele morreria antes de chegar em casa.

Mesmo arrasado e preocupado com os irmãos, Balfour ficou encantado com a jovem Maldie Kirkcaldy. Só que Maldie não é apenas uma jovem curandeira, ela esconde inúmeros segredos sobre sua ancestralidade que pode fazer com que seja encarada como uma inimiga. Ela aceita ir com Balfour para as terras Murrays pensando que ele é o 'inimigo de seu inimigo'... logo pode ser útil para seu propósito. Mas não consegue negar que Balfour começa a mexer com ela de formas que não estão previstas para os seus planos.

O que Maldie não poderia imaginar é que Balfour tem uma estima muito baixa e se auto sabota com mais facilidade que o normal. Ele não se acha belo ou um líder tão sábio e estulto quanto seu irmão. E essa característica dele por muitas vezes coloca muita coisa a perder. Então Maldie em determinado período da história se vê encrencada quando fica entre a fala mansa de Nigel e as palavras não ditas de Balfour. Junte tudo isso ao fato de Balfour descobrir peças soltas da história de Maldie e ele começar a chegar em conclusões erradas e tudo vira um caos com o sequestro de Eric no meio.

Admito que não conhecia o trabalho da autora Hannah Howell, mas muitas conhecidas minhas já tinham sido apresentadas a autora. O livro tem uma trama intensa sobre mistérios a serem solucionados, e respostas que estão escondidas no enredo. Foi a primeira vez que li um livro em que o chefe do clã não era tão destemido assim... e que suas fragilidades ficaram bem expostas. É um livro de leitura dinâmica e rápida e de aquecer o coração... minha curiosidade está em alta pelo segundo livro que vai contar o que aconteceu com Nigel.

Espero que tenham curtido a resenha e até o próximo post!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo