quinta-feira, novembro 30, 2017

Quinta Em Outra Língua #63 - Kings Rising - Captive Prince #3 - C. S. Pacat


Título:
King's Rising


Autora:
C. S. Pacat


Editora:
Berkley


Damianos de Akielos retornou.
Com a sua identidade agora revelada, Damen deve encarar seu mestre Príncipe Laurent como Damianos de Akielos, o homem que Laurent jurou matar.
À beira de uma batalha monumental, o futuro de ambos os países está em cheque. No sul, as forças de Kastor estão se agrupando. No norte, os exércitos do Regente estão se mobilizando para a guerra. A única esperança de Damen de recuperar seu trono é lutar junto com Laurent contra seus usurpadores.
Forçados a uma aliança incômoda, os dois príncipes viajam para as profundezas de Akielos, onde eles enfrentam os seus adversários mais perigosos. Mas, mesmo que a frágil confiança que eles construíram sobreviva à revelação da identidade de Damen - pode esta aguentar o jogo mortal dos Regentes pelo trono?


Depois de dois livros sofridos, finalmente vamos chegamos ao fim dessa trilogia maravilhosa. No primeiro livro, em Captive Prince, temos os nossos heróis se conhecendo e se aliando a contragosto para sobreviver. No segundo, Prince's Gambit além de se aliar, eles precisam confiar um no outro e aí o ship fica forte. Mas como todo bom segundo livro de trilogia, em Prince's Gambitm dá tudo bem errado no final.
O primeiro tiro que levei desse livro não levou nem 50 páginas. Depois daquele cliffhanger do demônio, um dos meus medos se tornou realidade. Era algo que eu falei na última resenha, e mesmo eu já suspeitando explodiu bem na minha cara. O segredo que o Damen passou agonizando há dois livros para esconder, bem surprise mother fucker o Laurent JÁ SABIA QUE O DAMEN É O DAMIANOS (spoiler está escondido, mas eu precisava colocar ele aqui).

JÁ CHEGA - essa sou eu tentando sobreviver aos tiros que levei nesse livro
Damien voltou a ser Damianos, de volta a Akielos ele se reencontra com um velho amigo, o Nikandros, e nada mais será como antes. Em Prince's Gambit, Damen e Laurent conseguiram construir respeito e admirações mútuas, e agora quando temos Damianos e Laurent? 
PORQUE TUDO TEM QUE SER TÃO COMPLICADO?
PORQUE ELES NÃO PODEM SIMPLESMENTE
SAIR JUNTOS EM DIREÇÃO AO POR-DO-SOL E SER FELIZES?
Entretanto, assim como nos livros anteriores, a melhor chance de sobrevivência um do outro é ainda a aliança. Pouco a pouco os últimos segredos entre eles vão desaparecendo. E mesmo a contra gosto, principalmente de todo mundo ao redor deles, os dois conseguem construir algo novo. Algo que se eles sobreviverem aos seus respectivos usurpadores, talvez sobreviva também. Mas o caminho até esse ponto não é fácil. O passado precisa ser confrontado e ainda o fato de quanto os dois aprenderam a confiar e depender um do outro. É um daqueles casos em que o mundo parece conspirar contra eles, principalmente contra o ship.

A metade do livro temos os dois aprendendo a ser mais do que Damen e Laurent; mais do que dois príncipes de reinos que antes eram inimigos. Agora eles tem um único objetivo: salvar as suas respectivas coroas. A pesar das diferenças, os dois já sabem como trabalhar como uma unidade. Laurent a dois passos de todo mundo e da própria autora, Damen confiando plenamente nele, e inspirando todos ao redor a segui-los. Essa confiança inabalável do Damen é uma das melhores coisas do livro. É bem visível como os dois se complementam, o problema é superar a grande montanha de coisas que os impede de serem aliados.
Nikandros estava olhando para Laurent.
"Ele é bastante..."
"Você se acostuma," disse Damen, rindo dentro de si, porque isso não era realmente verdade.
Depois que superamos toda a dor deles se reencontrarem nos papéis que querendo ou não são deles de nascença, outras dores aparecem. A dor principal está na forma do lixo tóxico que é o tio do Laurent. Ele é o nosso final boss, e como Laurent é a melhor pessoa dessa série toda (desculpa Damen)(mas eu sou sonserina e não consigo ser imparcial), meu bebe me orgulhou ao ganhar do tio no próprio jogo dele. É claro que tudo foi muito dramático e quase acabou comigo.

"você está arrasando, bebê" essa sou eu olhando para os meus dois bebês
confiando um no outro e destruindo as inimiga

Para uma série que tinha tudo para terminar em tragédia o final foi MARA. E esse final feliz dos dois foi algo conquistado com muito suor e muitas lágrimas (principalmente minhas). E para todos aqueles que como eu nunca vamos ter o suficiente dessa história, a autora também publicou três contos. Sendo que um deles se passa logo depois desse livro.

"Estou feliz que você está aqui," disse Laurent. "Eu sempre achei que eu teria que enfrentar o meu tio sozinho."
Ele se virou para olhar para Damen, e os seus olhares se encontraram.
"Você não está sozinho," disse Damen.

esse ship só me mata D:

cinco sambadas que o Laurent deu nas inimigas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo