quinta-feira, maio 19, 2016

[Quinta em Outra Língua #41] Captive Prince - Captive Prince #1 - C. S. Pacat


Título:

Captive Prince

Autora:

C. S. Pacat

Editora:

Berkley



"Esta era Vere, voluptuosa e decadente, um país de doces venenos"
Damen é um herói de guerra do seu reino, mas quando o seu meio irmão toma poder no país, Damen é capturado, despido de sua identidade e mandado para servir um príncipe de uma nação inimiga como escravo de prazer. 
Bonito, manipulador e fatal, o seu novo mestre, Príncipe Laurent é o epítome do pior da corte de Vere. Mas dentro da letal teia política da corte Vereciana, nada é o que parece, e quando Damen se encontra no meio do jogo pelo trono, ele deve trabalhar junto com Laurent para sobreviver e salvar o seu país. Para Damen, só há somente uma regra: nunca, nunca mesmo revelar a sua verdadeira identidade. Por que o único homem que Damen precisa é justamente o homem que mais tem motivos para odiá-lo do que qualquer outro... (Tradução direta do Goodreads).




Damen é o príncipe herdeiro de Akielos, reino vizinho e inimigo de Vere. Quando o seu pai morre, o seu próprio irmão o manda para ser escravo do príncipe do reino vizinho. Vere esteve recentemente em guerra, e Damen teve papel importantíssimo para que Akielos ganhasse tal guerra. Kastor mandou Damen para o único lugar onde revelar a verdadeira identidade dele só pioraria a sua situação e o príncipe nem sequer previu tamanha traição do irmão.

Como eu me sinto toda vez que o Damen é pego de surpresa.
(Sabe, toda hora) (E o Laurent é muito a Cersei)

É através dos olhos de Damen que vemos os fatos se desenrolar, e a partir do seu ponto de vista, um tanto que ingênuo; ele é um homem de honra, traições e conspirações não são o seu forte. Vere tem uma corte cheia de intrigas, o novo mestre de Damen, príncipe Laurent é o centro de várias dessas intrigas. Logo de cara os dois se odeiam profundamente. Damen pelas constantes humilhações e Laurent por desprezar tudo que Damen representa: um escravo com o nome do herói da guerra que Vere perdeu. 

Os dois países, Akielos e Vere são muito diferentes apesar de serem vizinhos. Damen e Laurent, os príncipes herdeiros respectivamente são completamente diferentes também. Damen é um guerreiro, honesto e direto. Laurent é um jovem príncipe sempre ocupado com as intrigas palacianas. Enquanto Damen foi treinado para lutar desde pequeno e já se provou um ótimo guerreiro e general, Laurent é visto como preguiçoso e mimado, mais preocupado com os prazeres da corte de Vere do que com o trono que um dia irá comandar. Os dois são completos opostos.

Esse é o Laurent durante o livro todo. Meu pobre bebê maquiavélico.

Laurent nos é apresentado pela visão de Damen, o nosso narrador que despreza completamente toda a rede de conspirações da corte. As duas culturas são muito diferentes, e os dois príncipes ainda mais. Mas o personagem que mais vemos se desenvolver é justamente Laurent. De início vemos um jovem príncipe sádico e mimado, que tormenta Damen, sendo que este que finge se dobrar aos desejos de seu novo mestre para sobreviver. Com o decorrer da trama, Laurent se mostra ser muito mais do que aparenta ser; mesmo que não deixe de ser exatamente a pessoa, para dizer o mínimo, difícil que é. O príncipe de Vere tem muitas faces, o que mais nos transparece é sua inteligência e a sua habilidade com as palavras. Essas são as principais armas de Laurent. A pergunta que vai se desenvolvendo durante o livro é justamente o quê ele está lutando. Ao decorrer da trama, assim como a de Damen, nossa opinião de Laurent muda, e consequentemente a relação deles. De total desprezo, vamos a uma parceria relutante e um certo grau de respeito. Mesmo que a contra gosto, os dois aprendem a trabalhar juntos, o que dá certo até demais, e irrita ambos.

Você pode odiar pessoas e ainda achar elas gostosas.
(Basicamente o Damen em relação ao Laurent)
(A recíproca é uma dúvida que me corrói)

Em relação ao romance, não há muita coisa nesse livro ainda. Eu já sabia que a relação deles é o foco principal da série, e que o povo shippa os dois loucamente, mas o que acontece no início do livro dá para duvidar muito que realmente vai rolar algo mais entre eles futuramente. O Laurent é um filho da mãe com o Damen. Mas o final me deu esperanças, a relação deles evoluiu tanto. Os dois são tão incríveis juntos, só precisam aprender a não irritar um ao outro. Ou sei lá, não querer se matar todo instante.

Esse livro inspira umas reações bem extremas no tumblr (foi lá que eu primeiro ouvi falar dele). Tem gente que odeia profundamente e tem gente que pira shippando sem medo do amanhã. Realmente o livro tem alguns elementos bem pesados. Temos cenas de estrupo, alusões a pedofilia e descrições gráficas de cenas de sexo público e de açoite. Mas de nenhuma maneira isso é romantizado. Contudo, é algo que pode impressionar e afetar alguns leitores. Esse tipo de conteúdo é mais concentrado nesse livro, nos próximos a autora se afasta um pouco desses elementos. Captive Prince é sem dúvida um livro para leitores mais maduros. Aqui tem listado todos os trigger warnings (aviso de gatilhos) dos três livros.

Como primeiro livro da série Captive Prince tem seus problemas e muita promessa. Admito que o ritmo lento do romance dos dois me enlouqueceu. Sim, eu pulei para dar aquela checada nos próximos livros para ver como o relacionamento deles ia desenvolver. Isso me ajudou a querer ainda mais rápido para chegar na parte em que eles finalmente iam ficar juntos. Esse negócio de romance lento para ficar desenvolvimento em três livros não é muito para mim, não. Até curto série, mas gente, dá uma demorada legal até que eles sequer comecem a considerar um ao outro romanticamente. É para deixar qualquer um louco e principalmente tão bem construído. Ainda não entendo como eu amo tanto esses dois. Principalmente o Laurent que é um filho (daquilo mesmo que você está pensando). Mas eu amo essa desgraça, como proceder? Como?


Eu amo esses idiotas.

Captive Prince terminou com gostinho de quero mais. Teve tanta reviravolta que  não deu para largar, e quando terminei corri logo para o próximo. Ele deixa muita coisa para ser acertada nos próximos livros e muitas perguntas. O ritmo é tão enloquecedor que até tenho pena de quem acompanhava isso no Whattpad. Devia ser tortura ficar esperando pelos capítulos. Só sei que eu quero mais, e mal posso esperar para ler mais sobre Laurent e Damen.

Amei esse livro! Cadê o próximo?!


Um comentário:

  1. Nana que livro é esse?!?!
    Só pela descrição já sinto vontade de shippar, mas é essa vontade de odiar Laurent? Já deve lançar no brasil, precisooooo agora !!!!

    ResponderExcluir

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo