terça-feira, novembro 21, 2017

Nerdice Pai D'égua #21: Fugitivos

Hoje estreia no Hulu (um concorrente do Netflix nas gringa) mais uma série do universo Marvel, os Runaways, Fugitivos em português. EU TO MORRENDO DE EMPOLGAÇÃO.

cada dia uma Britney diferente me representando
 Vamos começar com a minha saga. Há mais de dez anos atrás (sério mesmo, 10 fucking anos), eu era uma jovem inocente que pegou um quadrinho na banca porque a revista tinha um formato estranho: era do tamanho de um mangá; me prometia X-Mens e estava repleta de adolescentes. Foi uma felicidade e uma frustração. Eu consegui comprar o número 1 da revista que era excelente, mas nunca consegui o número seguinte. Depois, por sempre ir em bancas de revistas, consegui comprar outras histórias da mesma galerinha. E mesmo fora de ordem, sem as vezes entender porque teve gente que sumiu e outras pessoas estavam lá do nada. Enfim, felicidades porque aquelas histórias eram MUITO boas e frustração porque demorou anos para eu enfim ir na internet e ler tudo on-line. Essa saga (rs, eu tentei me controlar) demorou anos até chegarmos em 2017.

Esse ano Fugitivos voltou a me assombrar por duas razões: primeiro ia virar série, e dois a revista ia voltar nas mãos de ninguém mais do que a minha musa Rainbow Rowell. Foi um sinal. Finalmente eu ia ler essa história direito para acompanhar tanto a série quantos os quadrinhos novos. Mas vamos ao que interessa, afinal essa série tem anos e muita coisa e aqui está o que vale a pena ler.
Vamos ao que interessa, juro que vou parar de narrar as minhas tristezas
Para quem se interessa nessa dor de cabeça, aqui está a lista de lançamentos desa série no Brasil. E para as pessoas que são virginianas como eu aqui está a ordem completa de leitura. Nos últimos meses eu segui essa ordem e aqui está as melhores coisas com as minhas crianças:

A história que vai virar série se foca nos primeiros volumes de Runaways, escrito pelo Brian K. Vaughan, escritor ganhador de vários prêmios Eisner, o Oscar dos quadrinhos, inclusive por esse quadrinho. 
"Era para ser apensa mais uma das entediantes reuniões anuais promovidas pelos pais de Alex, Nico, Gert, Karolina, Chase e Molly. O que os adolescentes não sabiam é que seus familiares escondem um terrível segredo: eles são supervilões, membros de uma sociedade secreta conhecida apenas como 'O Orgulho', que domina totalmente o submundo de Los Angeles. Agora, os seis precisam fazer algo para impedir os planos malignos de seus pais, fugir da perseguição da polícia e sobreviver nas ruas como... Fugitivos." - Coleção Pocket Panini vol. 3 - Fugitivos

A premissa da série é genial, todos esses adolescentes se reúnem pois os seus pais são amigos e fazem parte de um grupo de filantropos. Acontece que em uma dessas reuniões eles resolvem pela primeira vez espionar nos pais, o que os leva a descobrir que eles são supervilões. Superviolões em Los Angeles, longe da Nova Yorque populada de super-heróis e os Vingadores. Então os garotos se únem não só para fugir, mas para embarcar na missão de acabar com os seus pais. E cada um deles possui uma habilidade única.

Corre atrás de Avengers Arena, é fenomenal 10/10
As nossas crianças são: Alex, o estrategista e líder do grupo. Gert, filha de viajantes do tempo que conta com a conexão mental com um dinossauro chamado de Old Lace (uma princesa maravilhosa, por sinal). Chase, filhos de gênios do mal, mas que não passa de uma atleta meio sem cabeça com um bom desconfiômetro e excelente em fugas. Karolina, que descobre ser filha de alienígenas. Nico, filha de feiticeiros e dona do Cajado do Absoluto. E por último, e não menos importante, a nossa caçulinha Molly, que descobre ser mutante. 

olha como essa capa é linda!! *-*
gente eu não tenho emocional
pra Rainbow escrever Runaways.
Os primeiros dois volumes da série escritos pelo Brian K. Vaughan e depois pelo Joss Whedon são nada mais do que brilhantes. Personagens vão e novos chegam, mas os garotos continuam juntos. Até que as histórias da Marvel os separam.
Nico e Chase estrelam a série Avengers Arena, a Arena Vingadoes. Uma história fenomenal a estilo Jogos Vorazes com vários jovens heróis do universo Marvel. Mesmo que me doa ver as minhas crianças separadas, essa história foi fenomenal. Outra aparição memorável foi a Nico sendo uma das estrelas da revista A Force, uma equipe composta somente por super-heroínas no meio do Battleworld (alguma cagada do universo Marvel que deu preguiça descobrir qual era o papo). A Force teve dois volumes e além da Nico, tivemos a She-Hulk, Captã Marvel, Dazzler e Medusa. 

E agora desde 2009 (sinta essa dor), Runways não só voltou mas como voltou com todo o elenco original. E para quem é fã da Rainbow e não quer ler tudo que eu indiquei antes, dá pra começar pela história da Rainbow sim. Mas é claro vai pegar uns spoilers do que se passou.
O nosso anjo chamdo Rainbow Rowell não só reuniu a banda mas como trouxe de volta gente dos mortos. Um anjo. Uma princesa. Não sei o que o mundo fez para merecer ela. (fangirl, quem eu?!).

Hoje a série estréia no Hulu lá nos EUA, já no Brasil vai sair pelo canal pago Sony mas ainda sem previsão. Os produtores são a dupla Josh Schwartz e Stephanie Savage, os criadores de que nada mais, nada menos, que Gossip Girl. O que significa que essa dupla é mais do que especialista em fazer séries de drama adolescente (adoro!).  E enquanto não estréia no Brasil, confiram o trailer:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo