segunda-feira, fevereiro 25, 2013

Eu Li: Divergente - Veronica Roth


Título:
Divergente
Autora:
Veronica Roth
Editora:
Rocco
Onde Comprar:
Submarino | Saraiva | FNAC

Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto.
A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é.
E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.


Vocês já passaram pela situação de gostar tanto de um livro, de se sentir parte da estória, que mal terminando a leitura já correram para ler o segundo volume, a fim de preservar a sensação de ansiedade, de pertencimento? Então vocês sabem o que eu senti com Divergente. Foi uma leitura tão boa, tão voraz, tão legal que várias vezes eu desejei ser transportada para lá e fazer parte daquele mundo prestes a se rebelar. Todos os leitores têm um seleto grupo de livros em cujas estórias gostariam de viver. Divergente entrou para o meu.

Divergente é a definição dada para aquela pessoa que não se encaixa com clareza em nenhuma das cinco facções presentes nessa sociedade futurista: Abnegação, Franqueza, Audácia, Amizade e Erudição.  Beatrice nasceu na Abnegação, mas sempre soube que seu lugar não era lá. Ao fazer seu teste de seleção, descobre que é Divergente, e que esse é um segredo que ela jamais poderá revelar. É muito perigoso ser divergente, apesar de Beatrice não entender direito o porquê. Ao fazer sua escolha ela decide deixar tudo que conhece e ama para trás e passar a ser quem realmente é, um membro da Audácia. Porém ao mergulhar cada vez mais fundo nessa nova facção descobre o quão perigoso e poderoso é seu segredo, que nem tudo é tão perfeito quanto ela imaginava e que a sociedade em que cresceu pode estar prestes a se rebelar.

Eu surtei muito com esse livro por motivos de tensão. Em alguns momentos eu agarrava ele com tanta força que cheguei a me cortar com o papel. Eu sou uma fã assumida de distopias, é verdade, mas isso não quer dizer que vou gostar de todos os livros do assunto. É necessária grande habilidade para desenvolver uma sociedade distópica sem deixar brechas na trama, e nisso Divergente não decepciona.

Os personagens também são um show a parte. Tris nunca se fez de coitada, e mesmo tendo medo por sua família, nunca negou para si mesma que a Abnegação não era seu lar. Ela tem uma personalidade forte, mas da qual não tem total consciência e que deixa o leitor entrever que é uma personagem que terá muito a contribuir com a trama. Quatro é o instrutor dos iniciandos não nascidos na Audácia, e é intrigante do começo ao fim. Sua personalidade é um mistério, pois há momentos em que ele é um mandão arrogante, em outros um cara gentil, e em outros parece fazer um grande esforço para se controlar. Se eu dissesse que eu tenho uma crush por ele seria muito óbvio? :D

Os personagens secundários também contribuem bastante, pois vieram de outras facções e estão aprendendo a ‘se virar’, às vezes proporcionando alguns momentos de humor, ou para mostrar que não importa qual facção você escolha, se você é mau, um canalha, nenhuma delas poderá controlar esse traço de sua personalidade.

Divergente é mais uma distopia maravilhosamente bem elaborada e cativante, com personagens ótimos e que dá aquela vontade de mergulhar na estória e se tornar um deles, ou apenas desejar que algum olheiro de Hollywood te veja na rua e te chame para interpretar algum dos personagens no cinema, sabem como é? Pois é, Divergente é bem assim. 


9 comentários:

  1. Oi Bia, ainda não li o livro, mas já vi algumas resenhas que falam muito bem!

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito desse livro e estou doida pela continuação. É uma boa história, gostosa de ler e bem feita. Quero ver isso nas telinhas agora! Imaginando como vai ser...

    ResponderExcluir
  3. Este livro parece ser ótimo, e fiquei ainda com mais vontade de ler depois de ler a sua resenha!!

    ResponderExcluir
  4. Ah, a verdade é que eu esperava mais dele... Não sei se é porque eu já estava meio enjoada de romance YA e distopias porque pulei diretamente de Jogos Vorazes para esse, mas eu realmente fiquei achando que foi mais do mesmo. O fato de ser uma trilogia me deixou irritada, também, haha D:

    ResponderExcluir
  5. Quero muito ler Divergente. Ainda estou aprendendo a gostar das distopias, mas com toda certeza este é um dos livros mais recomendados pelo pessoal. A história parece realmente ser intensa, cativante e que te prende de forma inacreditável. Além disto, os personagens parecem muito bem escritos, cada um com suas características particulares. Gostei muito da resenha e estou louca para conhecer a obra.
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Já vi algumas resenhas, mas ainda não li o livro :(

    ResponderExcluir
  7. Nossa Bia a sua resenha me animou viu!
    Já li outras, mas vc se empolgou mesmo com a leitura que até me contagiou, rsrs.

    ResponderExcluir
  8. Também amei o livro e ficava tensa, como você, em algumas partes. Estou muito ansiosa para a continuação.

    ResponderExcluir
  9. Muito bom, parabéns pela resenha, deixou o livro mais interessante do que ele já é. Serio mesmo que vai ter o segundo? Hummm, isso é bom, pois eu adoro ler livros com continuação.
    Parabéns pelo blog.
    Bjs

    ResponderExcluir

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo