Eu Li: Apenas Amigos - Christina Lauren

Título: 
Apenas Amigos
Autora:
Christina Lauren
Editora: 
Universo dos Livros
Ano:
2018



Holland Bakker foi salva de um ataque no metrô pelo musicista irlandês Calvin McLoughlin. Como agradecimento, Holland o apresenta a um grande diretor de musicais e o que era uma tentativa despretensiosa se transforma numa chance inimaginável, pois, antes mesmo de perceber, Calvin foi escalado para um grande musical da Broadway! Ou quase… Até admitir que seu visto de estudante expirou e ele está no país ilegalmente. Sem titubear, e com uma paixão crescente pelo rapaz que só ele ainda não percebeu, Holland se oferece para casar com o irlandês a fim de mantê-lo em Nova York. Conforme a relação dos dois se desenrola de “apenas amigos” a ”casal apaixonado”, Calvin se torna o queridinho da Broadway. No meio de tanto teatro e do gostar-sem-se-envolver, o que fará esse casal perceber que há muito amor verdadeiro em cena?

 

Olá, queridos leitores pai d'éguas!
Hoje trago uma indicação muito gostosinha de leitura. Creio que podemos facilmente colocá-la na pasta dos livros para curar ressaca literária (como foi o meu caso).
Essa história estava na minha lista há tempos pois as gatas do Pausa para um capítulo sempre panfletaram com muito amor em seus eventos. E, de fato, que leitura confortável! Para quem gosta de uma boa história com um toque de comédia romântica, este livro é imperdível.
Holland é uma mulher jovem que está passando por todas as dúvidas da vida adulta, sobretudo no que diz respeito à sua carreira. Apesar de ter até um mestrado em escrita, atualmente ela não consegue pensar em nenhuma história para um livro, ou nem mesmo um artigo.
Ela mora até que bem, num apartamento pequeno, porém bem localizado na cidade de Nova York que só consegue pagar com a ajuda de seus tios, que são o seu porto-seguro na cidade. 
A propósito, os supracitados tios a ajudam tanto que até facilitaram um emprego para ela no teatro onde um deles é regente. 

Nada na vida de Holland parece muito certo e ela verdadeiramente se questiona quando as coisas vão realmente começar acontecer para ela. 
Para completar a cereja do bolo, ela se encantou por um artista de rua que toca violão no metrô. Faz 06 meses que ela tem uma queda por esse músico e até a sua agenda foi modificada para que ela possa vê-lo tocando em certos dias. 

Em uma noite Holland toma coragem para falar com o musico e eles tem uma troca de olhares promissora. Infelizmente neste mesmo evento um bêbado a ataca e ela acaba caindo nos trilhos do metrô. 
Quando acorda, Holland já está na ambulância sendo tratada como uma suicida. 
Alguém ligou anonimamente para pedir ajuda mas não se apresentou para a equipe de saúde para explicar o que aconteceu. 
Claro que Holland ficou com o diabo no couro com o musico pois ele viu tudo mas não a ajudou por algum motivo que ela ainda desconhece. 

Após receber diversos materiais sobre suicídio e voltar pra casa e para sua rotina de conflitos pessoais, Holland se vê numa posição que poderia ajudar seu tio num problema de trabalho. Um dos músicos do teatro irá sair do espetáculo mas não encontraram ninguém certo para substituí-lo. 
Holland lembra então do musico do metrô e deixa claro que, além da queda obvia que tem por ele, o boy também é muito talentoso. 
Quando seu tio o vê, ele concorda. 
Calvin, de fato, é extremamente talentoso e estudou música em umas das escolas mais prestigiadas dos EUA. Mas quando se formou e perdeu o visto, ele achou que conseguiria algo para se manter no país; e isso faz há 04 anos. 
Ou seja, ele é um imigrante ilegal no país mais antipático do mundo com imigrantes. 

E é aí que a história começa a ficar boa pois para ajudar o seu tio com o espetáculo e ajudar Calvin a realizar suas conquistas, Holland vai propor um casamento de mentira para ele conseguir um green card.
E existem mentiras que se tornam verdades, não é mesmo?



"Apenas amigos" é uma história deliciosa, engraçada e sexy. Os personagens são adoráveis e, apesar de eu ficar agoniada pensando "meu Deus, ela nem o conhece, e se ele for um psicopata assassino?!", sempre lembrava que se trata de um livro de romance então claramente daria tudo certo. 
A narrativa é bem rápida, com uma diálogos espertos e espirituosos. Claro que o enredo também vai trazer certas complicações e mal-entendidos para o casal resolver, o que deu um ar um pouco mais pé no chão à história, se vocês querem saber. 

"Apenas amigos" é um bom e velho romance adulto feito sob medida para aquecer nossos corações de leitores românticos. Vou correr para ler mais histórias da autora pois: amey!

conheçam!

Assistente social apaixonada por livros. Militante da transformação social através da literatura.

Recomendado Para Você

Comentários