quinta-feira, abril 11, 2019

Quinta em outra língua #80 - The Risk - Elle Kennedy


Título:
The Risk
Autora:
Elle Kennedy
Série:
Briar U #2
Ano:
2019



Todo mundo diz que eu sou uma garota má. Eles estão apenas parcialmente certos - eu não deixo o medo me dominar, e eu certamente não me importo com o que as pessoas pensam. Mas traço a linha quando se trata de dormir com o inimigo. Como filha do treinador principal de hóquei do Briar, eu seria difamada se me ligasse a um jogador de um time rival.
E é isso que Jake Connelly é. A estrela de Harvard é arrogante, irritante e atraente demais para o seu próprio bem. Mas o destino é cruel - eu preciso de sua ajuda para garantir um estágio muito cobiçado, e o idiota sexy não está facilitando para mim.

Eu preciso que Connelly seja meu namorado falso.
Para cada encontro falso ... ele quer um verdadeiro.
O que significa que esta menina má está em apuros. Nada de bom pode vir de se esgueirar com Jake Connelly. Meu pai me mataria, meus amigos se revoltarão e minha carreira pós-faculdade estará em risco. Mas enquanto está ficando cada vez mais difícil resistir à atração sexual e ao sorriso arrogante de Jake, eu me recuso a me apaixonar por ele.
Esse é o único risco que não estou disposta a aceitar.

Ontem tivemos resenha do primeiro livro da nova série da autora Elle Kennedy, chamada Briar U, e descobrimos como o namoro de Collin Fitzgerald e Summer Di-Lawrenci, enfim, saiu do plano das ideias para a prática após muitos enganos e tensão sexual acumulada. Então hoje, para já deixar um gostinho de quero mais, e porque estou maléfica... resolvi atiçar um pouquinho vocês sobre o próximo livros da série chamado "The Risk", que conta a história de Hunter Davenport... só que não... desculpa cortar a liga de vocês!
Se você leu o livro anterior então entendeu a piadinha sem graça... mas se não leu: feche essa resenha agora mesmo e vá ler o livro "The Chase". Assim que acabar volte aqui que temos assuntos a tratar sobre o segundo livro da série!

Para você que leu: lamento te informar que o segundo livro não conta a história direta de nenhum dos jogadores da Briar, na verdade vamos conhecer melhor quem é Brenna, a melhor amiga de Summer do primeiro livro. Mas vale uma recapitulada rápida sobre quem é essa moça audaciosa: Brenna é a filha do treinador de Hockey da Briar e, além de ser louca pelo esporte, parte pela influência do pai e parte por gostar mesmo do jogo, passa a estudar jornalismo para poder continuar fazendo parte do meio em que tanto ama. No primeiro livro vimos o quanto ela se destacou como uma mulher autêntica, badass e emponderada. Neste livro vamos descobrir um pouco mais da história dela, afinal de contas, todo mundo tem lá seus esqueletos no armário.

A vida dela vai muito bem no seu estilo: tem aulas, está correndo atrás de um estágio em um super escritório de jornalismo que é comandado por um idiota misógino, lida da melhor forma que pode com os silêncios prolongados e cheio de julgamentos do pai, tem um apartamento só seu e tem amigos coloridos com quem contar para momentos necessários para aliviar a tenção de seus dias corridos. 

Ela sempre foi conhecida entre os caras como uma femme fatale, e gosta de ser vista assim, mesmo tendo suas incertezas camufladas pelo batom vermelho que é sua marca registrada. Gosta do controle absoluto de sua vida. E tudo vai bem... até o dia que o capitão do time de Hockey de Harvard, Jake Connely, decide obrigar seu atual amigo colorido, um dos jogadores de Harvard, a terminar com ela por considerá-la uma distração. Ela resolve tirar satisfação com esse capitão de araque e acaba tendo que relembrar que entre eles sempre teve uma tensão mal resolvida e, por vezes, demais ignorada.

Nem preciso dizer que as coisas não dão certo nessa conversa!

Com o decorrer dos dias, Brenna vai tendo sua vida de volta aos trilhos quando é chamada para uma nova entrevista no estágio dos seus sonhos. Acontece que o idiota misógino que comentei antes é louco por um determinado time de Hockey no qual Jake Connely já foi contratado assim que terminar essa temporada junto ao time de Harvard. Então o único jeito que Brenna imaginou para chamar a atenção foi mentir dizendo que era a namorada de Jake. Nem preciso dizer que o cara ficou muito impressionado e convidou os dois para um jantar em sua casa.

Então Brenna tem que fazer uma das coisas mais difíceis de sua vida: pedir que Jake finja ser seu namorado nesse jantar para que ela consiga o estágio. Nem preciso dizer o quanto ele tira com a cara dela quando descobre o pedido e, de cara, nega... mas Brenna sabe ser bem persuasiva quando quer e acaba conseguindo convencer Jake a fazer uma troca. Ele iria no jantar e fingiria e ela faria o que ele quiser, menos espionar o pai!

Acontece que Jake se aproveita da situação para solucionar seus problemas com Brenna e o que ele acaba pedindo em troca, já que ele vai ter que ir em um encontro falso, é que ela vá em um encontro de verdade com ele. Já disse que ela que muito interesse mesmo esse estágio? E é assim que começa a trama entre Brenna e Jake, onde eles vão tirando os esqueletos do armário e se mostrando de verdade um ao outro.

Particularmente gostei muito mesmo desse segundo livro. A história pareceu tão real, principalmente os problemas que Brenna esconde a sete chaves... Essa autora é muito incrível!
Espero que vocês tenham gostado da resenha e que estejam tão ansiosos quanto eu para esse livro ser lançado logo aqui no Brasil... até o próximo post e fica a dica.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo