quarta-feira, janeiro 30, 2019

Eu Li: Um acordo pecaminoso - Lisa Kleypas

Título:
Um acordo pecaminoso
Autora:
Lisa Kleypas
Editora:
Arqueiro
Ano:
2018
Série:
Os Ravenels #3

Adicione ao Skoob


Lady Pandora Ravenel é muito diferente das debutantes de sua idade. Enquanto a maioria delas não perde uma festa da temporada londrina e sonha encontrar um marido, Pandora prefere ficar em casa idealizando jogos de tabuleiro e planejando se tornar uma mulher independente.

Mas certa noite, num baile deslumbrante, ela é flagrada numa situação muito comprometedora com um malicioso e lindo estranho.
Gabriel, o lorde St. Vincent, passou anos conseguindo evitar o casamento, até ser conquistado por uma garota rebelde que não quer nada com ele. Só que ele acha Pandora irresistível e fará o que for preciso para possuí-la.
Para alcançar seus objetivos, os dois fazem um acordo curioso, e entram em uma batalha de vontades divertida e sensual, como só Lisa Kleypas é capaz de criar.

Cadê os fãs de romance de época desse blog?

Estou ouvindo certos rumores sobre possíveis datas do nosso próximo encontro de fãs de romances de época da editora Arqueiro, e por isso resolvi fazer uma revisão no blog para checar quais livros ainda não haviam sido resenhados. Por mais incrível que possa parecer, apesar da minha ausência constante das resenhas ultimamente, só restam dois livros destes romances maravilhosos a serem resenhados e vocês vão ficar atualizados sobre eles essa semana... a começar pelo livro de hoje.

Em sua grande maioria, os romances de época apresentam personagens principais femininas fortes, inteligentes e pouco convencionais em algumas atitudes esperadas de uma Lady do período regencial. E levando isso em consideração me pergunto no que especificamente Lisa Kleypas estava pensando quando criou Lady Pandora pois a protagonista é muito deslocada em seu comportamento geral perante a sociedade. E não consigo acreditar que seus modos, ou a ausência deles, tenham sido consequência de vários anos de período de luto, porque ela tem uma irmã gêmea que é de fato uma Lady. Pandora fala exatamente o que pensa e sente, gosta de se meter em tudo, entende sobre negócios e mercado, lê absolutamente tudo que tem na biblioteca, e seu maior sonho é criar um jogo de tabuleiro que fique bem famoso. 

A junção de todo o comportamento de Pandora é o que a torna tão única e incrível. Junte a isso o fato dela ser forte e destemida. E não possui muitos medos na vida... só tem medo de não conseguir fabricar seu jogo e ser obrigada a se casar, o que acha um desproposito total, já que as mulheres são totalmente capazes de adentrar ao mercado de trabalho. Adorável, não? Sua família já está mais que acostumada a seu jeito, mas ainda assim insistiu em mandar Pandora e Cassandra (sua gêmea) para Londres para serem tutoradas e apresentadas a sociedade. 

Pandora e Cassandra adoram a ideia por motivos bem diferentes. Cassandra por poder conhecer outras pessoas, frequentar outros ciclos e ir a bailes e compras. Pandora adorou, pois toda a pesquisa e procura de material para fabricar seu jogo estão em Londres. Mesmo que isso signifique ter que aguentar sua tutora sempre tentando modificar seu jeito. Pandora também tenta ser uma irmã muito boa para Cassandra, por isso se esforça para poder ir aos bailes com a irmã, mesmo preferindo ficar conversando no lugar de dançar, como Cassandra.

E foi justamente em um desses enfadonhos bailes que Pandora se meteu em sua maior confusão, e nem foi por culpa dela. Tentando ajudar uma amiga casada que se encontrava em uma situação muito escandalosa, que todos meio que sabiam, mas ninguém tinha visto tão explicitamente, Pandora foi até o coreto no jardim da casa em que estava para tentar achar no escuro o brinco de sua amiga que tinha caído lá no "fervor do momento". Quando pandora o achou ela ficou presa em um banco em uma posição pouco confortável, se é que deu para me entender.

Por mais inteligente que fosse, ela tentou muito sair de lá, mas não conseguiu. Até que ouviu uma voz masculina atrás dela que inicialmente riu, depois ficou confuso em como uma Lady conseguiu se manter naquela posição estranha por tanto tempo, e depois se prontificou a ajudá-la... só que para tirar Pandora de lá ele teria que tirar parte do vestido dela. Quando ele explicou, a ela pareceu muito prático a solução.

De fato, foi prática porem escandalosa e para piorar a situação alguém testemunhou a coisa toda e fez um escândalo chamando a atenção de outros convidados e exigindo que o cavalheiro que resgatou Pandora casasse com ela. Mesmo em meio aquele circo, Pandora parou para ver de fato quem tinha lhe resgatado, e era um jovem Lorde muito lindo que depisd descobriu se chamar Lorde Gabriel St Vincent. A partir daí tudo foi por água abaixo pois apesar de Gabriel ter ficado revoltado por ter se metido nessa confusão do nada, ele estava sendo forçado a uma coisa que nem tinha em mente em um futuro tão próximo. 

Ainda assim ele foi à casa dela no dia seguinte fazer o que era necessário: pedir sua mao em casamento para sua família. Mas a surpresa de Gabriel foi que ao invés dele ser desafiado em um duelo pelo primo de Pandora, que é seu tutor, ele chegou com o pretendente e perguntou o que de fato aconteceu. Quando contou, a família de Pandora riu e disse que não o obrigaria a casar com ela, e só aceitaria o pedido se Pandora quiser casar com ele. Achando tudo pouco ortodoxo, Gabriel insistiu em falar com Pandora e ela se negou expressamente a casar com ele.

Para Pandora casar com Gabriel era abrir mão de seu maior sonho mesmo o achando lindo, encantador e muito lógico. Pandora insisti que não vai se casar e sim se tornar uma mulher de negócios. Por conhecer melhor o jeito e gênio de Pandora, Gabriel passa a achar cada vez mais encantadora. Uma mulher que lembra muito sua própria mãe, afinal de contas, seu sonho sempre foi ter um casamento com muito amor como o dos pais. E ele passa acreditar que Pandora pode ser parte de seu maior sonho.

Por isso Gabriel acaba conseguindo convencer Pandora sobre um acordo: ela vai passar alguns dias na casa de praia da família dele, e conhecer a família em questão, obviamente, e se nesse período ele conseguir fazer com que Pandora se apaixone, ela se casará com Gabriel. Se ele não conseguir, Gabriel não insistirá mais na união. Como Pandora é chegada em lógica e jogos ela aceita a proposta a fim de fazer os fofoqueiros da cidade pararem de falar dela, de forma a ameaçar as chances de Cassandra de achar um bom par. E nisso Pandora embarca na viagem que vai mudar sua vida.

Eu amei esse livro e não só porque a Pandora é uma personagem badass mas porque a autora baseou a construção do jogo de Pandora sobre uma história real de como surgiu um famoso jogo de tabuleiro que é muito conhecido até hoje. 

Outro bom motivo para ler o livro é que Lord Gabriel St Vicente é ninguém mais, ninguém menos, que o filho mais velho do casal Vangeline Jenner e Sebastian St Vicent, o casal mais fofo da série "As quatro estações do amor", da mesma autora. E por sinal, como vocês leram acima, Pandora vai conhecê-los na história de "Um acordo pecaminoso" e digo mais: Gabriel tem toda a pegada do pai (KKK) e a astucia, principalmente em acordos, da mãe. Portanto, Pandora se meteu em um acordo que tem tudo para sua derrota.

Será que ficar com Gabriel é realmente uma derrota para seu maior sonho ou os sonhos podem mudar e se tornarem mais ambiciosos? Espero que todos tenham gostado da resenha e que vocês tenham se inspirado para ler o livro. Fica a dica e até o próximo post!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo