terça-feira, setembro 18, 2018

Eu Li: Princesa Prometida - William Goldman

Título:
A Princesa Prometida
Autor:
William Goldman
Editora:
Intrínseca
Ano: 
2018





Buttercup é uma camponesa que se apaixona perdidamente por Westley, o jovem humilde que trabalha na fazenda do pai dela. Juntos, eles descobrem o amor verdadeiro, mas um trágico acidente envolvendo um navio pirata os separa.
Em poucos anos, Buttercup se torna a mulher mais bonita de todos os reinos e acaba sendo pedida em casamento pelo sádico príncipe Humperdinck. Mas nada, nem um poderoso príncipe amante da caça, é capaz de separar esse amor, e o destemido Westley volta para resgatar sua princesa que foi prometida a outro.
Em uma paródia aos épicos clássicos, William Goldman escreve um divertido romance com direito a tudo que o gênero tem a oferecer: piratas, duelo de esgrima, traições, tramas políticas da realeza e um romance apaixonante. Esta edição de luxo em capa dura traz os textos extras que William Goldman escreveu para as edições comemorativas de 25 e 30 anos da obra original - que misturam ficção e realidade e ajudam a compor o universo emblemático que transformou a obra em um fenômeno.

Quem lembra do clássico da Sessão da Tarde Princesa Prometida? Com piratas, princesas sequestradas, lutas épicas de esgrima  e um amor que conquista tudo... essa história marcou gerações. O clássico cult de 1987 é considerado uma das melhores adaptações de livro, o que não é por acaso, pois o autor é um premiado roteirista e ele mesmo adaptou o livro para as telonas. Mas vamos ao que interessa, a história de Westley e Buttercup!

Vamos lá!

Para quem não é familiarizado com este clássico (pelo amor de deus vejam pelo menos o filme!) a história gira em torno de Wastley e Buttercup, e como o resumo do livro já indica, eles estão apaixonados e enfrentaram inúmeras provações para conseguirem ficar juntos. A história na verdade é uma sátira de romances épicos e contos de fadas, e de alguma forma consegue ser tão, mas tão tosca que é muito boa.
para quem não viu esse filme!
Westley e Buttercup tem uma coisa rara: amor verdadeiro. Wastley é um humilde trabalhador de fazenda e quando descobre que Buttercup também o amo sai pelo mundo atrás de sua sorte nas Américas. Mas seu navio é pego pelo Infame Pirata Roberts que é conhecido por não deixar sobreviventes. Assolada de tristeza por perder o seu grande amor Buttercup jura nunca mais amar. Mas a sua beleza somente cresce e atraí a atenção do príncipe Humperdinck que a pede em casamento. Anos depois, Buttercup passou por vários treinos para se tornar princesa de Florin e está pronta para o casamento. Dias antes do seu casamento é sequestrada por um siciliano, um gigante turco e um espadachim espanhol: Vizzini, Fezzik e Inigo. Mesmo considerando "inconcebível" pelo siciliano um pirata os persegue também atrás da princesa. E isso é só o começo das aventuras desse livro...

Naquele dia ela ficou maravilhada ao descobrir
que quando ele dizia "Como quiser"
o que ele queria dizer era, "Eu amo você"
Eu pessoalmente descobri que este livro existia por acaso. Justamente pesquisando listas de melhores adaptações de livros para filmes e fiquei chocada em descobrir que existia um livro de um dos melhores filmes já feitos para Sessão da Tarde (sério, vejam esse filme). O filme começa com o jovem Billy doente não podendo ir para a escola e completamente entediado, então o avô dele o visita e conta a história que o pai dele sempre ouvia quando ficava doente. Durante o filme há interrupções do garoto, dando um quê de metalinguística (é legal porque primeiro ele fica com nojo do romance e dos beijos e depois quer saber todos os detalhes do beijo final de W&B).

"Isso é um livro de beijos?"
O interessante do livro é que esse lado metalinguístico existe de outra maneira. O autor diz que este é o seu livro preferido mas que ele nunca realmente chegou a lê-lo. E ainda, conta como quando ele era criança o pai dele lia uma velha edição do livro quando ele ficava doente. O livro na verdade surge quando o autor, agora já mais velho, resolve revisitar o clássico como forma de se conectar como seu próprio filho, que para sua decepção não curte muito. Ao finalmente ler A Princesa Prometida, o William Goldman percebe o problema. O livro na verdade é baseado na história real de Florin, de onde o próprio pai de Goldman vem e é uma densa sátira de um momento histórico do país. O que o pai do autor lia para ele era uma versão "com as melhores partes" onde ele pulava toda a parte da política e histórica e etc e focava nas lutas de espada... (algo muito mais atrativo para um garoto de 10 anos). Então o autor resolve escrever justamente o livro que o seu pai lia para ele: A Princesa Prometida o clássico de S. Morgenstern - As melhores partes!

"Filho, amor verdadeiro é uma das melhores coisas do mundo!"
(O amor verdadeiro e a sua força é um dos temas desse livro *-*)
Esse contraste da vida do autor e o livro com o seu quê de conta de fadas é incrível. E as notas das edições especiais de 25 e 30 anos só nos atualizam nos dramas do autor. Desde o seus problemas de casamento, as dificuldades em transformas a Princesa Prometida em filme e até a sua relação como seu filho. Mas na verdade tudo isso também é ficção. S. Morgenstein nunca existiu! O incrível é que lendo o livro você jura que tudo aquilo é de verdade (nem a parte sobre a esposa dele é verdade, fiquei bem chocada quando descobri).

Há algo de mágico em ambos o livro e o filme. Acho que um complementa o outro. Essa parte dos bastidores que não tem no filme é incrível, tanto do autor como dos personagens. Mas também a atuação dos atores do filme dão uma vida para as falas. As frases clássicas estão em ambos o filme e o livro, mas admito que os atores dão mais dramaticidade a tudo. Westley, Buttercup, o terrível Príncipe Humperdinck, Inigo o espadachim, o gigante Fezzik... todos eles ganham ainda mais cor nas telonas. 

"Olá, meu nome é Inigo Montoya. Você matou meu pai. Prepasa-se para morrer"
(eu tenho uma camiseta com essa frase que já deixou várias pessoas confusas kkkk)
Essa edição da Intrínseca (que até ganhou um site bonitinho) está um luxo só e ainda conta com as introduções da edição de 25 e a de 30 anos. E ainda tem o conto, o "Bebê de Buttercup" que é o primeiro capitulo de uma possível continuação, que segundo ele deve sair até o aniversário de 50 anos do livro(!!!!)(mas eu não sei se dá para levar a sério). Então para quem curte um bom romance com ação e comédia não pode perder esse livro que já nasceu um clássico.

"Se divirtam invadindo o castelo!"
(Com esse eu digo adeus")
5 pílula de ressurreição cobertas de chocolate!!

Bônus: Trailer do filme dubladão porque é assim que rola na Sessão da Tarde!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo