segunda-feira, agosto 20, 2018

Eu Li: Os segredos dos olhos de Lady Clare - Carol Townend

Título:
Os segredos dos olhos de Lady Clare
Autora:
Carol Townend
Editora:
Harlequin Brasil
Ano:
2018
Série:
Os Cavaleiros de Champagne #4

Adicione ao Skoob


Enquanto investiga a causa do aumento de bandidos em Troyes, sir Arthur Ferrer encontra a misteriosa Clare, uma possível filha ilegítima do conde de Fontaine, da Bretanha. Ele então percebe que ela pode ser a chave para a sua própria salvação. A honra exige que Arthur a leve até o pai para que possa ser reconhecida, mas o desejo prefere que ela fique em seus braços.
Será possível conciliar honra e desejo?

Quem está na vibe de romances medievais levanta a mão? Pois é... se não me bastasse o amor por romances de época regenciais, ainda estou me desbravando nos romances medievais, e sabendo disso a Harlequin Brasil mandou para o blog esse livro lindinho para nossa "degustação", o que agradecemos muitíssimo pois já conhecemos o trabalho da autora Carol Townend e sabemos que vem coisa bom misturada com treta por aí.


Bom para começar uma das coisas que mais achei diferente no livro é que quando penso em romance medievais lembro logo dos nossos amados highlanders, mas esse não é o caso neste livro, desta vez vamos nos aprofundar um pouco na rotina de um cavaleiro medieval, com direito a armadura, cavalo branco e tudo o que tem direito como disputas de "justas", aquelas corridas com cavalo e lanças, donzelas em perigo, lencinhos balançando e mulheres misteriosas que roubam a cena.

Em um lugar chamado Troyes vamos ser ambientados na vida pacata da aldeia e de seus habitantes simples, assim como temos uma breve introdução a hierarquia dentro das paredes do castelo. Do lado de fora vamos conhecer um pouco do lado sombrio e esquivo do comercio, tais como a venda de escravos. Mas vale ressaltar que a autora meio que explica que a escravidão aqui não é baseada na questão de raça e sim na questão de espólios de guerra assim digamos, ou mesmo dentro do caso de sequestro de pessoas para serem vendidas como servos.

E o líder de Troyes se orgulha por ser uma das poucas cidades que é livre dessa pratica abominável e também é responsável pela caça e apresentação de quem pratica a venda de escravos na cidade. E começaram recentemente boatos que perturbaram o líder... pois há quem diga que a cidade está sendo usada como rota para carroças de tráfico. E pensando nisso o líder do castelo delega a seu comandante do exército e cavalaria que investigue essa história que pode colocar o bom nome da cidade em risco.

E foi assim que Sir Arthur Ferrer entra em cena para investigar se procede essa informação. Enquanto ele investiga ocorre na cidadela um torneio de Justa em que ele deve participar, e começa a observar o cenário que se desenvolve ao seu redor. E em determinado momento logo no início da disputa uma dama em particular começa a chamar a atenção dos lordes presentes, pois quem seria a bela dama ruiva sentada dentre as ladys e portadora de olhos tão peculiares. E por que será que Sir Arthur tem a sensação de já conhecer a bela dama?

Na manhã seguinte ao torneio ele vai até a humilde casa onde a jovem mora para investigar melhor de onde ele a conhece e porque ela teve uma reação estranha durante o torneio quando um homem chegou perto dela. Pode parecer coisa de stalker mas não é não... o home que chegou perto dela é possivelmente um dos grandes chefões por trás do tráfico de pessoas na região... e Sir Arthur fica muito intrigado em porque eles, o homem e a jovem, haveriam de se conhecer?

A moça em questão se chama Clare e mora com uma família nobre que passou por um escândalo e acabou na ruína, mas ainda assim é bem vista pelo líder do castelo e protegida pelo exército de cavaleiros. E quando Clare se vê abordada por Sir Arthur na manhã seguinte a Justa todos os seus maiores medos se tornam realidade e ela tem a confirmação que precisava de que o home nefasto que um dia a teve em posse está na cidade e quer a todo custo que ela volte para ele. E é mais ou menos por isso que Clare decide fugir o mais rápido possível, deixando Sir Arthur com a "pulga atrás da orelha".

Quando o soberano do Castelo recebe o relatório de Sir Arthur sobre as suas suspeitas de quem seja a jovem moça que fugiu, ele é mandado imediatamente atrás dela e depois em uma missão com ela até um castelo distante de um lorde que se excluiu do mundo desde que perdeu sua esposa. E assim Sir Arthur vai a procura de Clare e tentar desvendar quem é a mulher com olhos tão peculiares que mexeu com seus sentidos e que esconde um passado tão perigoso assim?

Admito que o mistério por trás dos olhos de Lady Clare teve um enredo bem inusitado e cativante... a narrativa da autora, apesar de um livro curto, é meio pesada em mistérios e detalhes importantes e o foco de nosso cavaleiro muda e é possível enxergar muito bem a transição do herói na história. E nunca poderia ter imaginado o que de fato aconteceu com a jovem Lady e como um plot twiste pode ser tão pouco usual...

Gostei da proposta de história e apesar de não ter um ritmo de leitura tão leve e fluido como estou acostumada em romances de época, mas imagino que isso seja devido à pouca pratica de leituras de romances medievais, gostei da surpresa ao ler o livro... e estou curiosa sobre os demais livros da série... sim porque é inadmissível que Champagne não tenha mais histórias para contar para a gente!

Espero que todos tenham gostado da resenha... e até o próximo post!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo