segunda-feira, julho 09, 2018

Eu Li: O príncipe serpente - Elizabeth Hoyt

Título:
O príncipe serpente
Autora:
Elizabeth Hoyt
Editora:
Record
Ano:
2017
Série:
Trilogia dos príncipes #3

Adicione ao Skoob

Quando o diabo encontra um anjo... Lucy Craddock-Hayes está satisfeita com a vida tranquila no interior. Até o dia em que tropeça num homem inconsciente — um homem inconsciente e nu — e perde para sempre sua inocência. Ele pode levar ao paraíso... O visconde Simon Iddesleigh apanhou de seus inimigos até quase morrer. Agora ele está determinado a se vingar. Mas quando Lucy cuida dele para restaurar sua saúde, a sinceridade da jovem surpreende sua sensibilidade calejada — e desperta um desejo que ameaça consumir os dois. Ou ao inferno. Encantada com a inteligência perspicaz de Simon, com seus modos urbanos e até com seus sapatos de solado vermelho, Lucy rapidamente se apaixona por ele. Embora sua honra o mantenha longe dela, a vingança envia os agressores de Simon à sua porta. Enquanto o visconde entra em guerra contra seus inimigos, Lucy luta pela própria alma, usando a única arma que tem — seu amor...

Oi, gente! O que fazer quando até o "vilão" ganha um final felizes para sempre?

Para você que ainda não conhece a série pode ficar de boas que os livros podem ser lidos fora de ordem sem muito prejuízo na leitura e, vale ressaltar que, a série se chama assim porque sempre há um protagonista que começa a contar a história do príncipe em questão e os capítulos começam com outros pedaços dessa mesma. A história de hoje conta o que aconteceu com o último dos amigos solteiros que apareceram no primeiro livro... e é ele quem conta a história do príncipe serpente, Eis o porquê de ser a história mais melancólica de todas.
Dessa vez a história começa com um corpo de um homem nu em uma vala na estrada... de longe ele já parecia estar ficando roxo... e ali próximo passavam Lucy e seu acompanhante que retornavam de uma ida a cidade mais próxima quando avistaram a situação incomum. Nem preciso dizer que o acompanhante de Lucy começou a ficar com medo do cadáver e queria correr para bem longe dali mas Lucy não achou digno um homem morto continuar com o rosto enfiado em uma vala. E por isso foi até ele e o virou de frente. Foi quando descobriu que na verdade o homem não estava morto... ainda. Sendo assim, mandou seu companheiro correndo procurar ajuda para levá-lo para sua casa e prover os cuidados para com o homem necessitado e sem nome. Em momento nenhum Lucy Craddock-Hayes pensou que o homem poderia ser alguém de má índole. Ela só queria que ele não morresse!

No decorrer do tempo, o moribundo foi recobrando seus sentidos e passando a aparentar mais saúde. Com a recobrada de consciência dele, Lucy descobre que na verdade aquele lindo, fashion e tempestuoso homem se chama Simon e ele é o Visconde de Iddesleigh. Quando Simon se sente forte o suficiente, manda chamar seu valete em Londres e avisa que não está morto. E a partir daí resolve passar seus dias com o anjo que o resgatou na estrada. Para ele, que se considera perdido e impuro e com o único desejo de morte e vingança, ter a companhia de alguém tão angelical como Lucy é se permitir alguns dias no mais límpido céu.

A forma que Simon achou para fazer Lucy passar mais tempo em sua companhia foi contar a ela a história do "Príncipe Serpente" para que faça desenhos que vão compor o livro que ele pretender dar para sua amada sobrinha. Inicialmente Lucy desconfia que a sobrinha seja apenas um artificio para fazê-la ficar, mas mesmo que fosse esse o motivo, ela aceitaria de bom grado pois está encantada com aqueles olhos que não sorriem e com a exorbitância do comportamento de Simon. E assim eles embarcam em certa rotina: ele conta a história e olha para ela enquanto ela desenha com o coração e questiona Simon de cada passagem da história.

Simon sabe que não pode ter nada com Lucy, e o pai dela faz questão de sempre demostrar o quão inconveniente é tê-lo ali, mas ainda assim Simon enfrenta sua guerra interna entre fazer o que é certo e abandonar Lucy e o errado que é desfrutar o quanto pode daqueles roubados momentos. Mas a realidade, certo dia, bate à porta da família Craddock-Hayes e por causa do passado de Simon a vida de Lucy correu perigo. Isso foi o suficiente para fazê-lo correr de volta para Londres e voltar com seus planos maquiavélicos.

Para ele, ficar longe de Lucy seria o suficiente para amenizar seus sentimentos pela angelical mulher. Só que você e eu sabemos que se esse fosse o caso nós não teríamos uma história de romance no livro, não é? Então mesmo com seu plano em ação contra seus inimigos, Simon volta ao campo e arrasta Lucy para Londres pois não consegue mesmo ficar sem ela.

A partir daí é a vez de Lucy começar a desvendar os mistérios de Simon e o porquê dele sumir algumas madrugadas. Só que talvez descobrir a realidade da serpente faça com que toda a sedução e o cativar romântico seja ameaçado. Mas ainda assim Lucy está disposta a correr o risco se o prêmio final for a sanidade e o coração de Simon.

Como eu disse no início do texto, este é o livro mais lúgubre de toda a série, mas ainda assim o final é redentor. Espero ter cativado vocês a darem uma chance a Simon e Lucy.
Fica a dica e até o próximo post!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo