quarta-feira, julho 04, 2018

Eu Li: O príncipe leopardo - Elizabeth Hoyt

Título:
O príncipe leopardo
Autora:
Elizabeth Hoyt
Editora:
Record
Ano:
2017
Série:
Trilogia dos príncipes #2

Adicione ao skoob


A única coisa que uma dama jamais deve fazer... 

Lady Georgina Maitland não quer um marido, embora ela pudesse ter um bom administrador para cuidar de suas propriedades. Ao pôr os olhos em Harry Pye, Georgina percebeu que não estava lidando apenas com um criado, mas com um homem. 
É se apaixonar...
Harry conheceu muitos aristocratas — incluindo um nobre que é seu inimigo mortal. Mas nunca conheceu uma dama tão independente, desinibida e ansiosa para estar em seus braços. 
Por um criado. 
Ainda assim, é impossível ter um relacionamento discreto quando ovelhas envenenadas, aldeões assassinados e um magistrado furioso tumultuam o condado. Os habitantes culpam Harry por tudo. Enquanto tenta sobreviver em meio à desconfiança e manter o pescoço de Harry longe da forca Georgina não quer perder outra noite de amor.

Oi, gente! Vamos de romances de época?

O livro de hoje, apesar de ser o segundo de uma série, pode ser lido fora de ordem sem um prejuízo muito forte na leitura. No primeiro livro, chamado "O príncipe corvo", conhecemos três amigos inusitados que tem em comum a paixão pela terra e por todos os estudos sobre cultivos. E na história vimos o mais arredio dos amigos se apaixonar de forma única.
Neste segundo livro vamos inicialmente conhecer a nada convencional Lady Georgina Maitland. 


O livro começa falando que os personagens estão em uma viagem de carruagem de Londres ao campo. Dentro da carruagem está Lady Georgina e a acompanhando está o seu novo administrador, Sr. Harry Pye, que faz parte do grupo de amigos que mencionei anteriormente. Acontece que Lady Georgi é uma tagarela e vem falando de absolutamente tudo e nada ao mesmo tempo com seu administrador que está aparentando indisposição durante a viagem. E do nada a carruagem faz uma parada brusca e tomba.

Todos ficaram bem e logo Harry Pye manda o cocheiro ir a cavalo à casa senhorial para pedir ajuda e, claro, uma nova carruagem para a Lady. E começa a ameaçar a chover... então ele a guia até uma casa de caça que fica ali perto para que saiam da tempestade para esperar o cocheiro retornar. É aí que nossa história começa de fato. Harry não sabe o que esperar de Georgi, além de diálogos loucos, e ainda não consegue compreender porque do nada ela resolveu ir para sua casa no campo. E o fato deles estarem sozinhos na floresta em uma cabana e com roupas molhadas não parece muito promissor para que mantenha a serenidade.

Ele encontra um cobertor para que ela tire o vestido molhado e coloque perto do fogo para secar... e ela faz o mesmo com ele. Ambos se metem ainda mais em uma situação que normalmente seria constrangedora, mas não para Lady Georgi. Do nada ela começa a dizer que coleciona história e que a última que sabe fala sobre um príncipe leopardo... e começa a contar para Harry! É importante lembrar que ele não é muito sociável mas é implacável nos negócios que envolvam a terra que tanto ama. A maior parte desse episódio da cabana ela passa falando só e é assim nós começamos a conhecer a história do leopardo.

Acontece que Georgi foi chamada a sua casa de campo por sua irmã que se tornou reclusa. Segundo a carta, a comunidade rural tinha fortes acusações contra seu administrador. Acusações como de assassinato de rebanhos de ovelhas e por isso Georgi resolveu ir ao campo para investigar por conta própria. Ela não gosta de pré julgamentos, ela gosta de fatos. E de seguir seus instintos. A propriedade que é dona não é agregada a um casamento pois foi herança de uma tia de Georgi, que devido a rentabilidade alta de suas terras não se vê obrigada a casar para ter status ou conforto econômico. 

Logo de cara Georgi acha pouco provável que seu taciturno e observador administrador seja o culpado pela morte das ovelhas e acaba descobrindo que na verdade Harry tem uma antiga história com os moradores locais. Ela não permite que as opiniões alheias deturpem a sua a respeito dele e passa a frequentar o chalé dele para continuar a investigação do seu jeito. E toda vez que vai visitá-lo, ela conta mais um pedaço da história do príncipe leopardo.

A cada novo pedaço da história Harry vai esculpindo os personagens em madeira e os empilhando junto a lareira. E a cada nova visita de Georgi, mas ele vai ficando atraído por essa mulher excêntrica. 

A trama do início do envolvimento deles é cercada por mistério, conspiração, mentiras e traições mas ainda assim a Georgi consegue surpreender a todos sobre a clareza de seus sentimentos e é capaz de enfrentar até mesmo seus irmãos mais velhos para manter seu novo estilo de vida. Achei bem legal a autora nos apresentar um romance pouco provável com personagens inéditos.

Os romances de época da autora não são de leitura tão rápida pois algo na forma como ela escreve, e eu ainda não consegui descobrir o que é, faz com que a leitura não seja tão fluída, mas ao mesmo tempo é instigante. Às vezes, durante a leitura, eu não sabia se fechava o livro chateada com algo ou se eu precisava dormir a noite ao invés de correr logo para saber como as tretas iriam acabar.

Espero que a história de Georgi e Harry cativem vocês como me cativou. Deem chance ao livro!
Fica aí minha dica e até o próximo post!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo