segunda-feira, maio 28, 2018

Eu Li: Atraída por um highlander - Maya Banks

Título:
Atraída por um highlander
Autora:
Maya Banks
Editora:
Universo dos livros
Ano:
2017
Série:
Irmãos MacCabe#1

Adicione ao skoob


Ewan, o mais velho dos irmãos McCabe, é um guerreiro decidido a destruir o seu inimigo. Agora que o momento é ideal para a guerra, os seus homens estão preparados e Ewan quer reaver aquilo que lhe pertence - até que uma tentação de olhos azuis e cabelo negro se atravessa no seu caminho. Mairin pode muito bem ser a salvação para o clã de Ewan, mas, para um homem que sonha com vingança, as questões do coração são um território desconhecido a conquistar.

Mairin é filha ilegítima do rei e é senhora de propriedades valiosas que a obrigaram a esconder-se e a desconfiar do amor. Os seus piores receios acabam por acontecer quando é salva do perigo mas depois obrigada a casar com o seu salvador, Ewan McCabe, um homem carismático que está habituado a mandar. Mas a atração que sente pelo seu novo marido fá-la desejar o seu toque; o seu corpo ganha vida com a mestria sensual dele. E à medida que a guerra se aproxima, as forças, o espírito e a paixão de Mairin obrigam Ewan a derrotar os seus próprios fantasmas e a entregar-se a um amor que significa mais do que a vingança e a terra.

Oi, gente! Vim compartilhar um vício novo! Ou, talvez, mais ou menos novo pois quem acompanha o blog bem sabe que uma resenha minha sobre livros de Maya Banks não é nenhuma novidade por aqui. Mas a história da leitura desse livro em especial foi um tanto quanto diferente e vale a pena ser compartilhada!

Certo dia estava eu passando por muitas coisas na vida e resolvi dar uma chance novamente às séries de tv ocidentais e deixei um pouco de lado os doramas. E, certa vez, vi nossa amiga Fernanda Luna falando sobre sua saga em assistir a série Reign; para completar, o Arthur também acabou me convencendo a assistir. Nem preciso dizer que maratonei em um domingo a primeira temporada que fala sobre Mary Stuart, a herdeira do trono escocês e noiva do trono francês. No entanto, fiquei chateada com o fim da primeira temporada e, antes de meter a cara na segunda, achei melhor aliviar um pouco a mente em um livro e o escolhido foi o da resenha de hoje que estava estocado em casa desde a feira do livro do ano passado! Só que acabei levando um susto com o plote da história do livro... Eis o porque:

Em um belo dia ensolarado, em um convento afastado da corte, onde freiras e noviças viviam a suas vidas sossegadamente, chegou um grupo bárbaro de homens procurando pela herdeira ilegítima do falecido rei. As freiras se mantiveram caladas, mas acabaram sendo torturadas na frente uma das outras até que Meirin se acusou como a herdeira Stuart, sendo assim levada embora de seu lar. No meio da jornada, onde ela foi muito maltratada e agredida, Mairin começa a traçar um plano de fuga, quando os seus sequestradores acham um jovem ladrãozinho, com não mais que 8 anos, em meio aos cavalos. Logo que vê a criança sai em disparada ao seu socorro e acaba apanhando mais um pouco para evitar que os golpes cheguem na criança.

A partir daí Mairin tem um companheiro de confinamento. Só que o menino não era na verdade um ladrão de cavalos, ele é o filho de um Laird; O Laird com o exército mais poderoso, bem treinado e resistente e conhecido dentre todos os clãs das terras altas. Depois de um pouco mais de tempo, Mairin e seu novo amigo chegaram ao castelo de um Laird lindo e muito asqueroso que só queria casar com ela para ter posse das suas terras e iria se livrar dela logo em seguida. Depois de algumas situações bem inusitadas e de apanhar mais um pouco, Mairin e o garoto conseguem ajuda para escapar do castelo e fogem a cavalo pela floresta.

Enquanto isso, o tio do garoto sai a sua procura e acaba encontrando uma mulher louca e muito machucada. Seu primeiro instinto é afastar a sequestradora de seu sobrinho e interroga-la, mas ele fica sem reação quando o garoto passa a defender a desgrenhada mulher. Depois de muita insistência do sobrinho eles partem com a mulher para o castelo do pai do garoto, o chefe do Clã MacCabe. No meio do caminho o garoto promete duas coisas a Mairin: a primeira é protegê-la a todo custo e a segunda é esconder seu nome de todos.

Após algum tempo cavalgando o pequeno grupo chega ao clã MacCabe e o garoto apresenta o belíssimo guerreiro gigante Ewan MacCabe como seu pai. E conta a ele o que Mairin fez para o defender e como ela estava machucada. Mesmo desconfiando dela, Ewan deixa que ela permaneça no castelo para ser tratada mas o real motivo é poder interrogar a linda e machucada moça. Acontece que Mairin é muito diferente da maioria das moças, e não só por sua beleza estonteante, mas porque ela é uma mulher forte, decidida, inteligente e com um gênio daqueles! Qualidades que vão ganhando a admiração e o coração de Ewan.

E a partir daí nasce a interação entre Ewan e Mairin. Nem preciso dizer que um garotinho de 8 anos que sempre foi criado entre pessoas que o acolhiam, cuidavam e confiavam não conseguiu manter o nome dela escondido por muito tempo e assim o clã descobre quem Mairin realmente é! Ewan, que está com problemas estruturais no castelo devido a um erro cometido por seu irmão mais novo há alguns anos atrás, passa a acreditar que Mairin pode ser a salvação para o seu clã. Desta forma decide se casar com ela. Então o problema passa a convencer Mairin a se casar com ele.

Mairin vê em Ewan um homem integro e leal, que pode ser o que precisava para conseguir, enfim, ter um local que ela possa chamar de lar sem o medo de ser levada a qualquer momento. Mas a ideia de casar com ele, mal o conhecendo, provoca arrepios em Mairin e, ainda assim, ela só não sabe dizer muito bem se estes são de temor ou de ânsia por Ewan. Ele consegue despertar um lado dela que ninguém conseguia antes e pode estar muito interessada em descobrir mais sobre essa sua nova faceta.

Como eu tinha acabado de ver a série Reign, pensa no susto que levei ao me deparar com um plot similar inicialmente a da série. E eu não escolhi o livro por causa disso, foi realmente uma escolha muito aleatória.

Na série de tv a Mary fica com o jovem príncipe herdeiro da França, porém há meio que uma tensão amorosa entre ela e o irmão bastardo do príncipe, o Bash, que é o lindo de olhos azuis aí ao lado!

No livro Mairin fica com um jovem Laird escocês, e como a shipei com o Bash na série (sim, eu shipei errado... fazer o quê? Sempre tem uma primeira vez!) eu conscientemente ignorei um pouco da descrição da autora sobre como era fisicamente Ewan, para me esbaldar imaginado Ewan como Bash e Bash como Ewan. #sorrybutnotsorry

Diferentemente da série, o livro tem uma pegada mais leve e mirabolante com um plot twist digno dos romances de época da Maya Banks. E, na bad que estava, amei ler o livro! Me deixou com aquele arzinho de quero mais e de que as coisas sempre se acertam no final. Enfim, espero que vocês tenham curtido a resenha e deixo aqui a minha história e dica.
Beijos e até o próximo post!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo