quinta-feira, março 22, 2018

Quinta em Outra Língua #69 - The Queen's Rising - Rebecca Ross


Título: 
The Queen's Rising 

Autora: 
Rebecca Ross

Editora: 
HarperTeen



Quando seu sétimo solstício de verão chega, Brienna deseja apenas duas coisas: dominar sua “paixão” e ser escolhida por um patrono.
Crescer no reino de Valenia e na renomada Casa de Magnalia deveria tê-la preparado para essa vida. Enquanto alguns nascem com um talento inato para uma das cinco paixões – arte, música, drama, sagacidade e conhecimento – Brienna demorou para achar a dela até que escolheu o Conhecimento. Entretanto, mesmo com toda sua preparação, Brienna grande temor se torna verdade – O solstício não vai como o planejado e ela fica sem um patrono.
Meses depois, sua vida toma um rumo inesperado quando um lorde oferece a ela para ser seu patrono. Mesmo suspeitando suas intenções, e sem outras opções, ela aceita. Mas existe muito mais dessa história, e Brienna logo descobre que ele a procurar para sua vingança. Daí existe um plot perigoso para tirar do trono o rei de Maevana – O arquirrival do reino de Valenia – e restaurar sua rainha, e sua magia, ao trono do norte. Outros também estão envolvidos – mais perto do que ela pensa. Com a guerra se aproximando das duas terras, Brienna deve escolher de que lado ela vai ser leal – paixão ou sangue. Porque uma rainha está destinada a se erguer e liderar uma batalha para reclamar a coroa. A grande decisão de Brienna é determinar quem será essa rainha.

Resultado de imagem para queen gif
Rainha

Olha eu aqui de novo!!! Estava meio sumida aqui mas foi por falta de tempo mesmo, gente, não esqueci de ninguém. E voltei com um livro fresquinho que acabou de sair da gringa e merece ser trazido pro Brasil (Ok, editoras?).

The Queen’s Rising me chamou atenção pela capa (vocês sabem que eu sou dessas), mas sério, olhem bem para a capa linda com esse manto azul! 

Tudo começa quando Brienna, uma garota metade de Maevana e metade de Valenia, é levada para uma casa de estudos aos 10 anos. Nessas casas a diretora normalmente admite seis meninas que vão treinar em seis ramos diferentes por sete anos. Alguns desses ramos são: arte, música, conhecimento e são chamados de “Paixões”. Brienna é aceita como a sétima menina e tudo porque seu avô conta o segredo de quem seria o seu pai para a diretora; segredo esse que nem mesmo ela sabe. 

Sete anos se passam e depois de trocar várias vezes sua Paixão, no quarto ano Brienna finalmente se encontra no conhecimento, sendo seu mestre um cara sério, comprometido ao seu trabalho e misterioso, O mestre Cartier. 

Por ter estudado por pouco tempo no ramo do conhecimento, Brienna vai ter que enfrentar o desafio de conseguir alguém que a contrate e é assim que ela é levada a se envolver em uma trama política que tem a ver com as suas duas nacionalidades e sobre um rei usurpador e reino governado apenas por mulheres muitos anos atrás. 

“The Queen’s Rising” começa lento, mas de pouco a pouco vai construindo um reino que tinha uma cultura importante muito enraizada onde mulheres reinavam e eram as mais importantes no posto de uma família, até que uma traição fizesse que elas perdessem esse posto. Anos depois, Brienna se envolve de tal maneira nessa história que ela é a salvação de uma rebelião para trazer novamente uma rainha ao trono. 

Acredito que muito ainda poderia ter sido desenvolvido nesse livro, até porque estamos falando de políticas e reinados, de famílias que entraram em uma revolução e pagaram caro por isso no passado. Mas o que foi apresentado ao leitor foi o suficiente para me deixar empolgada, ainda mais que Brienna não é o epicentro de todo a história (uma coisa que eu adorei). Ela poderia até mesmo ser retratada com uma personagem secundaria que fez parte de tudo e agora está contando o que aconteceu para os seus descendentes. 

Outra coisa que eu senti falta no livro foi a falta de capítulos de outros personagens. Em muitos momentos quis saber os pensamentos de Cartier e fiquei só na vontade mesmo. Eu tenho um pouco de problema com livros em primeira pessoa porque eu acho que acabam ficando levemente rasos na construção dos personagens. 

Enfim, Brienna é uma ótima protagonista, ela é engraçada e focada no que quer e o relacionamento dela com Cartier é bem fofo (até porque adoro quando a aluna se relaciona com o mestre kkkkk me julguem). Cartier foi uma verdadeira surpresa porque ele consegue enganar você direitinho (vou parar por aqui pra não dar spoiler). 

No geral o livro é uma ótima fantasia/aventura, com doses certeiras de romance. Perfeito para quem ama "Trono de vidro" ou "A rainha do Terling". Espero que tenham gostado e comentem aqui na resenha. Até a próxima.

Imagem relacionada
É isso por hoje queridos :D




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo