quarta-feira, fevereiro 14, 2018

Eu Li: Sonhos em flor #2 - Estelle Laure



Título:
Sonhos em Flor
Autora:
Estelle Laure
Editora:
Arqueiro
Ano:
2018

Adicione ao Skoob!
Eden Jones tem 17 anos e o futuro todo planejado. Com o apoio dos pais amorosos, do irmão gêmeo que a entende como ninguém e de Lucille, a melhor amiga de todas, sonha em estudar em Nova York e se tornar uma grande bailarina. Então seu mundinho perfeito começa a desmoronar... Além de não se sair bem no primeiro teste para um balé importante, fica sem chão quando Lucille e seu irmão escondem dela que estão namorando. Mas o destino achou que isso não era o bastante. Eden passa por uma incrível experiência de quase morte, porém volta com muitas perguntas e não consegue retomar a vida. As alucinações com flores negras e com a garota em coma na mesma ala do hospital onde esteve internada a levam a Joe, e só aí ela entende que não ter o controle das coisas pode ser libertador.

ATENÇÃO! Pode conter spoilers de Essa luz tão brilhante (resenha aqui!)



Nas páginas finais do livro anterior vemos que Eden sofre um acidente bobo durante uma conversa com Lucille, sua melhor amiga, mas que lhe trouxe consequências que jamais imaginava. Uma garota que já tinha tudo planejado e uma confiança extrema em seu talento, se vê sem chão quando colocada à prova diante de outros bailarinos e percebe que precisa de muito mais do que tem para conquistar seus sonhos. Mas agora isso não é tão importante, e a menina que tinha o mundo nas mãos se vê em um beco sem saída e muito confuso. 

O acidente que sofreu lhe deixou um mês em coma, e nesse período sonhava com flores negras (e continuou as vendo depois que acordou) e uma garota que, após acordar, descobre que está em coma em um dos quartos vizinhos ao seu. Com o tempo vamos conhecer a história da garota, por quem Eden sente uma conexão inexplicável, e do seu único amigo que a visita todos os dias, Joe, que também faz com que sentimentos inesperados atinjam Eden. 

Bipes.Tubos por todos os lados saindo da minha garganta, da minha barriga. Eles bombeiam e gemem. Tem alguma de plástico ou de borracha no meu nariz, e esta coisa também está grudada na pele da minha garganta como uma lesma parasita.Estou toda ligada em um conjunto de aparelhos. Umas pessoas de roupa azul-clara chegam atabalhoadas ao meu redor enquanto eu me debato. Não consigo parar. Tem tanto barulho, tanto chacoalhar e tantos apitos por todos os lados...

Apesar de ter passado apenas um mês desacordada, parece que tudo a sua volta está diferente: sua mãe não é mais a mesma e está mais fragilizada do que nunca, Lucille e Digby parecem partilhar uma vida de casados e vivem grudados, lhe dando a sensação de que perdeu espaço na vida dos dois, tudo o que havia planejado agora trilha um caminho que não está no seu controle, e a sensação de impotência acentua os traumas que ela tem que enfrentar.

Além dos estragos causados em sua mente, Eden precisa lidar com os estragos causados em seu corpo. Como era bailarina, já tinha um biotipo bem magro, e os quilos que perdeu durante o coma a deixaram ainda mais. Sua alimentação é a base de líquidos, e mesmo assim é algo dificultoso. O ballet, sua fuga, agora já não é mais um aliado. Tudo o que ela conhecia, teve que reaprender e olhar sob uma nova perspectiva. Tudo isso a faz refletir sobre o real motivo de ter saído com vida, e junto com seu novo amigo Joe, irá tentar fazer sua nova vida ter um propósito genuíno.

Tudo que Eden vive nesse livro é muito intenso, e olhar sob o ponto de vista dela se torna algo ainda mais especial. No livro passado a conhecemos pelo olhar de Lucille, e eu pelo menos tinha uma visão muito genérica de quem ela era. 

Tudo que acontece após o acidente faz com a personagem precise crescer, e tudo que ela conquista, seja em sua reabilitação ou em seu crescimento pessoal nos faz vibrar. Esse livro se trata de perdas e de o quanto é importante não estar sozinho para enfrenta-las. Sonhos em flor tem um toque de sobrenatural, aquilo que não tem muita lógica ou explicação, mas que é tão bem vivido que nos deixa até na dúvida ás vezes. 

Aqui vemos a importância de alguém acreditar em você, mas também vemos a determinação de alguém que precisa andar com as próprias pernas, em todos os sentidos. A autora novamente nos presenteou com uma belíssima história sobre autoconhecimento e superação. As vezes os muros que construímos são completamente destruídos, e precisamos reconstruí-lo de acordo com o que se tornou o presente, não pensando no que foi deixado para trás.

Sonhos em flor me deixou ainda mais apaixonada com a sensibilidade da autora em tratar assuntos delicados e pude desfrutar um pouco mais da sua escrita viciante. É daqueles livros pra ler em uma sentada e terminar pedindo mais. Todo meu amor e encanto por essa história!

Às vezes, não ter controle é libertador.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo