quarta-feira, agosto 02, 2017

Eu Li: Mil Pedaços de Você - Claudia Gray



Título:
Mil pedaços de você
Autora:
Claudia Gray
Editora:
Agir Now
Ano:
2015

Adicione ao Skoob 

Marguerite Caine cresceu cercada por teorias científicas revolucionárias graças aos pais, dois físicos brilhantes. Mas nada chega aos pés da mais recente invenção de sua mãe — um aparelho chamado Firebird, que permite que as pessoas alcancem dimensões paralelas.
Quando o pai de Marguerite é assassinado, todas as evidências apontam para a mesma pessoa: Paul, o brilhante e enigmático pupilo dos professores. Antes de ser preso, ele escapa para outra realidade, fechando o ciclo do que parece ser o crime perfeito. Paul, no entanto, não considerou um fator fundamental: Marguerite. A filha do renomado cientista Henry Caine não sabe se é capaz de matar, mas, para vingar a morte de seu pai, está disposta a descobrir.
Com a ajuda de outro estudante de física, a garota persegue o suspeito por várias dimensões. Em cada novo mundo, Marguerite encontra outra versão de Paul e, a cada novo encontro, suas certezas sobre a culpa dele diminuem. Será que as mesmas dúvidas entre eles estão destinadas a surgirem, de novo e de novo, em todas as vidas dos dois?
Em meio a tantas existências drasticamente diferentes — uma grã-duquesa na Rússia czarista, uma órfã baladeira numa Londres futurista, uma refugiada em uma estação no meio do oceano —, Marguerite se questiona: entre todas as infinitas possibilidades do universo, o amor pode ser aquilo que perdura?


Depois de muito tempo, eis aqui uma resenha minha para vocês! O livro escolhido para o meu comeback (kpoper feelings) é esse YA da Claudia Gray, primeiro volume de uma trilogia chamada Firebird.

Algumas explicações básicas primeiro. Nessa trilogia trabalha-se com o conceito de que existem diversas dimensões, formadas a partir de cada mínima escolha feita por nós, ou seja, se eu escolhi usar verde ao invés de azul em determinado dia haverá uma dimensão em que eu escolhi vestir azul e a partir de então meu futuro nela pode ser diferente do meu futuro aqui. Imaginem a quantidade de dimensões que podem existir? Parece complicado, mas não é não. Nesse ambiente criado pela autora, Firebird é um aparelho que permite que a alma de uma pessoa viaje pelas diversas dimensões existentes, desde que essa pessoa esteja viva nessa outra dimensão, pois a alma passa a habitar o corpo do seu "eu" da dimensão de destino.

Marguerite é filha de dois cientistas famosos que passaram a vida toda tentando provar a existência dos multiversos, até o ponto em que conseguiram construir o Firebird. Porém todo esse conhecimento levou a um fim trágico, com o pai dela sendo assassinado e a suspeita recaindo sobre um dos assistentes dele, Paul Markov, que ainda apagou todas os dados das pesquisas e roubou o Firebird, utilizando-do para fugir para outra dimensão.

Em sua busca por vingança, Marguerite se une a  Theo, o outro assistente de pesquisa de seus pais, na busca por Paul através das outras dimensões, passando a habitar e conhecer outras "Marguerites" diferentes dela, mas não totalmente; conhecendo dimensões que vão da Londres futurista até a Rússia ainda governada pelos Romanov. A evolução dos personagens é bem clara ao longo da trama, que tem um ritmo bem rápido e não deixa você ter um minuto de paz entre os  momentos de dúvida, as grandes descobertas e a reviravolta do final.

O que eu mais gostei do livro todo é o fato da autora ter criado um ambiente que poderia ser complicado de entender, mas que fica muito compreensível pelo modo como ela apresenta as informações, com alguns flashbacks bem posicionados, detalhes abordados aos poucos, fazendo com que o leitor primeira entenda o básico da teoria para depois ir familiarizando-o com os outros detalhes. A autora não se estendeu na teoria por trás da ambientação do livro mais do que o necessário para nos fazer entender o que ela propôs.

Eu não consegui separar um quote sequer porque fiquei imensamente envolvida com toda a história, ansiando por saber como a próxima dimensão visitada seria e por entender qual a culpa de Paul, se é que havia alguma. Não fiz intervalos durante e leitura, e olha que eu inventei de começar o livro as 23h! Eu terminei as 04h e só não corri para ler o segundo livro em seguida porque sabia que não ia durar muito tempo acordada.

Mil pedaços sobre você não é um livro para aficionados por ficção científica que adoram saber detalhes sobre as teorias e etc. É um livro YA que usa a ficção científica como plano de fundo para o crescimento e auto-conhecimento dos personagens, com um romance jovem e que deixa um gostinho de quero mais, e com uma trama ágil que ainda vai dar muito o que falar nos próximos livros. Estou muito ansiosa pelas continuações!


Um comentário:

  1. OIii Bianne

    Acho que tenho esse livro pendente pra ler há mais ou menos 1 ano. Morria por ler ele, ai não sei bem porquê fui esquecendo dele, dando prioridade à outros... Enfim, quero ver se consigo ler pelo menos essa primeira parte da trilogia até o fim do ano, parece ser uma história que vou curtir bastante.

    Beijos

    aliceandthebooks.blogspot.com

    ResponderExcluir

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo