segunda-feira, julho 17, 2017

Eu Li: Star Wars: Herdeiro do Jedi - Kevin Hearne

Mas eles não acertam essas traduções...

Título:Star Wars: Herdeiro do Jedi
Autor:
Kevin Hearne

Editora:
Aleph

Ano:
2016
Adicione ao Skoob
A Guerra Civil Galáctica segue após a destruição da Estrela da Morte e Luke Skywalker se esforça para aprender mais sobre a Força sem a ajuda de Obi-Wan Kenobi – ou de fato sem nenhuma ajuda. Mas as poucas memórias que ele tem das instruções de Obi-Wan apontam a direção para um maior controle da Força, e ele é encorajado para perseguir isso por um novo amigo na Aliança. Quando Luke, R2-D2 e seu novo aliado recebem a missão de liberarem uma pessoa do Império e entregando-a em um planeta seguro onde ela pode ajudar a Aliança, a jornada deles pela galáxia é cheia de perigos – e oportunidades para Luke descobrir os mistérios da Força.


E vamos entrar nessa série infinita chamada Universo Expandido Star Wars. Desde que a Disney comprou a LucasFilm em 2012 e todas as propriedades intelectuais da mesma, Star Wars vem ganhando um novo universo expandido. Boa parte dos livros que existiam anteriormente foi ignorada (ou se tornou a série legends) e, desde então novos autores (e alguns antigos) foram chamados para compor novas histórias do cânone com personagens conhecidos ou não. No caso de Herdeiro do Jedi, o protagonista aqui é Luke Skywalker e o livro se passa entre os episódio IV e V.

Luke ainda não é um Jedi. Apesar de ter conseguido se utilizar da Força para destruir a Estrela da Morte, ele ainda não sabe bem como ela funciona. De fato, ele não tem certeza nem se ela existe mesmo e se seu falecido mestre, Obi-Wan Kenobi, realmente falou com ele durante a batalha Yavin 4. Apesar disso, Luke é um herói. Ele não só salvou a Aliança Rebelde de uma grande destruição como também está agora a seu serviço e executando diversas missões para conseguir recursos, armas e suporte para os rebeldes. Várias dessas missões ele cumpre junte de seu droide astromecânico R2-D2 e com Nakari Kelen (personagem da capa) que é uma simpatizante da Aliança. Seu pai pesquisa recursos biológicos em planetas distantes, tendo muitos recursos com várias naves, sendo que ela fornece uma delas, a Jóia do Deserto, para que várias missões sejam cumpridas. 
Nós somos o espinho que espeta o dedo do imperador quando ele enxerga a galáxia como seu jardim pessoal.
Herdeiro do Jedi não tem exatamente uma história bem definida. Até a metade do livro mais ou menos, Luke e Nakari estão basicamente cumprindo variadas missões para a Aliança Rebelde, conseguindo recursos para a nave Joia do Deserto e negociando armas. Os dois fazem um bom par de protagonistas. Seria muito fácil colocar Luke como protagonista numa história de Star Wars, mas Kevin Hearne foi além e criou uma personagem completamente nova nesse universo e elevou-a a um personagem principal do livro. Se Luke chega vivo ao final do livro é graças a Nakari que o salva de várias enrascadas. 

Da metade do texto em diante, a trama passa a se focar numa única missão da dupla: resgatar a criptógrafa Drusil Bephorin do Império e levá-la em segurança para os rebeldes. Drusil é outra personagem maravilhosa. Da raça dos Givin, ela é altamente inteligente e sua habilidade criptográfica a faz tanto uma ótima hacker, quanto permite a ela analisar todas as possibilidades de uma situação e ajudar os heróis a escolher a melhor delas. Drusil tem uma mente lógica e isso acaba levando a diversos diálogos hilários com Luke.
Como você bem sabe, ao contrário da cinética, do tempo ou da distância, a idiotice humana é incalculável
A presença feminina no livro, aliás, é um ponto alto. Varias personagens são apresentadas ao longo de toda a trama e todas elas contribuem de alguma forma para as missões. Inclusive, Luke passa por diversas situações de perigo de morte e acaba salvo por elas. A sensação que o livro passa é a mesma de você assistir Rogue One: cada personagem e importante para que as missões sejam cumpridas e caso faltasse qualquer um deles, tudo daria errado.

Aliado a tudo isso, temos uma ótima expansão de universo. Muito se fala sobre o funcionamento da força, sobre o passado de Vader e do Império, vários tipos de planetas e seres são apresentados e, claro, ótimas batalhas espaciais. Há até um cena que eu achei em especial muito boa, onde Luke desmonta um sabre de luz para entender como ele funciona. Para o fã do Universo Star Wars, é um livro espetacular e cheio de detalhes.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo