segunda-feira, junho 19, 2017

Eu Li: O Ceifador - Neal Shusterman

Título:
O Ceifador

Autor:
Neal Shusterman

Editora:
Seguinte

Adicione ao Skoob

Primeiro mandamento: matarás.
A humanidade venceu todas as barreiras: fome, doenças, guerras, miséria... Até mesmo a morte. Agora os ceifadores são os únicos que podem pôr fim a uma vida, impedindo que o crescimento populacional vá além do limite e a Terra deixe de comportar a população por toda a eternidade. Citra e Rowan são adolescentes escolhidos como aprendizes de ceifador - papel que nenhum dos dois quer desempenhar. Para receberem o anel e o manto da Ceifa, os adolescentes precisam dominar a arte da coleta, ou seja, precisam aprender a matar. Porém, se falharem em sua missão ou se a cumplicidade no treinamento se tornar algo mais, podem colocar a própria vida em risco.

Imaginem um mundo perfeito onde não exista mais fome, doenças e morte. Isso mesmo, meus caros, os seres humanos, junto a um programa de computador incrível que organiza absolutamente tudo sobre a terra, alcançaram um nível insuperável. O único problema previsto agora é o índice populacional. E pensando nisso, essa sociedade tem os Ceifadores.
Olhem só que premissa interessante: a ceifa é a única morte aceitável nessa sociedade. Se um ceifador o matar, será a velha e boa morte que conhecemos: para sempre. 

É neste contexto que vamos conhecer Citra e Rowan, dois adolescentes que tiveram um contato atípico com um ceifador e que foram convidados para se tornarem aprendizes. É uma honra, ao mesmo tempo que é assustador. O acordo inicial era que ao final do treinamento o Ceifador Faraday escolheria um dos dois e o outro retornaria a sua vida normal. Pelo menos até onde fosse aceitável a normalidade.
No entanto, um acontecimento faz o acordo mudar. Agora, o aprendiz que o ceifador escolher terá que fazer do outro sua primeira ceifa.

Esse livro é interessante de várias formas. Não apenas pela premissa geniosa, mas também pela forma que o autor vai trabalhar alguns conceitos. A humanidade, mesmo que tenha alcançado a perfeição, sempre conseguirá dar alguns passos para traz. É impressionante como o ser humano pode ser tratante!

Na leitura teremos muito contato com o universo dos ceifadores. Alguns, como Faraday, são centrados e levam sua missão a sério com muito respeito. Mas outros estão com novos ideais. Acham que são deuses que detêm o poder da vida nas mãos. As pessoas dessa sociedade não mais conhecem esse termo mas nós sabemos muito bem: ceifadores são assassinos. A diferença é que a moralidade de alguns é para o dever e o de outros para a diversão. É muito interessante como o autor traça essa pequena parte a margem daquela sociedade e como ele aponta que pessoas possuidoras de um pouco de poder podem ser facilmente corruptíveis.

No mais, o livro é repleto de ação e aventura. Citra e Rowan são treinados com variadas formas para matar e suas próprias moralidades serão postas à prova. Há uma pequena sugestão de romance mas nada comparado aos pontos significantes da história. O enredo também é repleto de mudanças inesperadas. Algumas, confesso, pareceram até que caíram de paraquedas, mas ao final deu para compreender o que o autor planejava.

“O Ceifador” é apenas o inicio de uma trama que promete muitos plot twist para os leitores. É uma leitura fácil e acessível com uma história rica de discussões e acontecimentos. Acredito que tem um potencial enorme e estou animada para a continuação. Um adendo para essa capa linda também, gente. 
Agradeço muito pela cortesia da Editora Seguinte e também terá uma surpresinha em breve para vocês. Fiquem de olho nas redes sociais do blog. 


Leiam! 

3 comentários:

  1. Fernanda Karen como sempre maravilhosa!
    E depois dessa resenha, quanto ao "leiam", sim e com certeza!

    ResponderExcluir
  2. Caramba, preciso muito desse livro. Adoro a escrita de Neil Shusterman, gostei de suas impressões, sino que vou vibrar com essa leitura.
    Também estou participando do sorteio, espero ganhar, pois comprar vai ficar difícil já que estou desempregada. T_T
    Nizete
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  3. Esse autor é mesmo de Fragmentados né? (Outro livro que preciso ler). Já compraria pela capa,e agora sabendo um pouco do que se trata compraria também hahahaha

    ResponderExcluir

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo