quarta-feira, junho 21, 2017

Eu li: Irmãos de Sangue - A Sina dos Sete #1 - Nora Roberts

Irmãos de Sangue
Título: 
Irmãos de Sangue
Autora: 
Nora Roberts
Trilogia:
 A Sina dos Sete
Editora: 
Arqueiro

Adicione ao Skoob


A misteriosa Pedra Pagã sempre foi um local proibido na floresta Hawkins. Por isso mesmo, é o lugar ideal para três garotos de 10 anos acamparem escondidos e firmarem um pacto de irmandade. O que Caleb, Fox e Gage não imaginavam é que ganhariam poderes sobrenaturais e libertariam uma força demoníaca.
Desde então, a cada sete anos, a partir do sétimo dia do sétimo mês, acontecimentos estranhos ocorrem em Hawkins Hollow. No período de uma semana, famílias são destruídas e amigos se voltam uns contra os outros em meio a um inferno na Terra.
Vinte e um anos depois do pacto, a repórter Quinn Black chega à cidade para pesquisar sobre o estranho fenômeno e, com sua aguçada sensibilidade, logo sente o mal que vive ali. À medida que o tempo passa,
Caleb e ela veem seus destinos se unirem por um desejo incontrolável enquanto percebem a agitação das trevas crescer com o potencial de destruir a cidade.
Em Irmãos de Sangue, Nora Roberts mostra uma nova faceta como escritora, dando início a uma trilogia arrebatadora em que o amor é a força necessária para vencer os sombrios obstáculos de um lugar dominado pelo mal.

Titia noraaa :D. Essa mulher, ela não para (Graças!!!) e eu faço questão de ler todos os livros dela. Então ela resolve juntar romance com suspense e AHHH. 

Tudo começa na misteriosa cidade de Hawkins Hollow, aqueles lugares pequenos em nada acontece, exceto que muita coisa começa a acontecer, coisas estranhas. É véspera do aniversário de 10 anos de Caled, Fox e Gage, e esses meninos, amigos desde o nascimento, quase irmãos, decidem comemorar em grande estilo. Isso significa enfrentar um local proibido na floresta: A pedra pagã. 

Quando o relógio dá meia-noite e uma promessa é feita, os três acabam por liberar uma força demoníaca e desconhecida. Desde esse dia, os três estão conectados e a cada sete anos, uma espécie de maldição toma conta da cidade no período de sete dias, onde tudo de ruim pode acontecer. 

Cal é o garoto mais tímido do grupo e o cheio de sensatez, ele preza pra que o segredo continue segredo enquanto os três amigos tentam encontrar uma saída dessa maldição. É por isso que vinte e um anos após os acontecimentos na floresta e ainda poucas respostas, ele resolve aceitar a proposta de Quinn Black para escrever um livro sobre a cidade e seus fenômenos estranhos. 

Ao mesmo tempo em que Quinn é uma esperança de descobrir coisas novas sobre a maldição, Cal também se vê relutante (e com razão) em revelar detalhes demais para uma pessoa que mal conhece, mas que parece saber muito da vida dele. Quinn então começa a se envolver demais na história de horror que Cal vive e também a se envolver com ele. 

Eu gostei muito do fato de que, apesar da Nora ser muito focada no romance, ela ter tido o cuidado de construir uma ótima história ao redor do casal principal. Na verdade, o livro em si não é focado no romance e sim em toda a trama cheia de mistérios e casualidades estranhas. Cal foi uma criança séria e carinhosa e cresceu com um fardo grande demais, somando isso a preocupação que sente com os amigos, faz dele o irmão mais velho da trupe. 

Quinn é uma personagem curiosa, decidida e cheia de opiniões, mas eu vou ser sincera e dizer que em muitos momentos me faltou profundidade nela e ela acabava por me causar irritação. Entretanto ela e Cal funcionaram extremamente bem. Onde ele tinha dúvidas, ela ia lá e soterrava tudo e construía algo concreto em cima. 

Tivemos também relances de Fox e Gage. Apesar de eu estar ansiosa para a história de Fox (que me pareceu ser o mais brincalhão dos três), é Gage quem me mantem em uma curiosidade constante sobre sua vida e sua personalidade (daqueles caras que não se amarrar em nada ou diz não se amarrar em nada nem ninguém). O importante é saber que os três têm um senso de lealdade e justiça digno de palmas. Quero dizer que eles são uns fofos uns com os outros também. 

De pouco em pouco a história foi introduzindo Layla e Cybil, ambas com muito pra revelar ainda. Layla demorou para embarcar na jornada do grupo, já Cybil chega na cidade com a corda toda para desvendar segredos. 

Gostei que o livro foi revelando gradativamente a história por trás da pedra pagã e nos próximos livros da trilogia, esse quebra cabeça vai continuar sendo feito até estar completo. 

Irmãos de sangue traz um estilo mais diferente para a rainhas dos romances, com uma história interessante, personagens intrigantes e muito mais pela frente. Super recomendo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo