terça-feira, junho 06, 2017

Eu Li: Caminho das Sombras - Anjo da Noite #1 - Brent Weeks


Título: Caminho das Sombras
Autor: Brent Weeks
Editora: Arqueiro
Série: Anjo da Noite #1
Adicione ao Skoob
Para Durzo Blint, matar é uma arte... e ele é o artista mais talentoso da cidade. Temido por muitos, Durzo é uma lenda viva com as mãos manchadas de sangue e nenhuma culpa pelas vítimas que deixa pelo caminho.
Esse mundo sombrio também não é novidade para o jovem Azoth. Sobrevivendo entre becos sujos, ele aprendeu que a esperança é uma piada. Pelas regras das guildas, crianças são agredidas e surradas todos os dias.
Tentar contestar essa realidade seria um risco alto demais. Mas quando a morte se torna questão de tempo para ele e seus amigos, Azoth se vê forçado a vencer o medo e agarrar a chance de virar um derramador, um assassino. Ele precisa se tornar discípulo de Durzo Blint.
Para ser aceito, o garoto abandona sua antiga vida e abraça uma nova identidade. Ao se tornar Kylar Stern, ele aprenderá a transitar no mundo dos nobres, sobreviver às magias de seus inimigos e cultivar uma amizade muito especial: a da escuridão.

Meu Deus, quantos plot twists! Brent Weeks com certeza tem alguma inspiração em Shyamalan, só pode.

Caminho das sombras trás aquele universo fantástico bem agressivo. Violência, estupro, morte estão por todos os lados. Não existem heróis: não há maniqueísmo aqui. Todo mundo tem seu lado bom e mal. Alguns mais que outros e, justamente por isso, não confie em ninguém. Não torça por nenhum personagem!

Toda a história é focada em Azoth, um garoto que vive na cidade de Cenária, nesse universo extremamente caótico. Ele não possui família, mas faz parte de uma guilda de crianças que é comandada por Rato, um dos garotos mais velhos que exige dinheiro ou serviços sexuais das crianças que vivem ali. As, vezes, mesmo pagando para estar lá, algumas são espancadas. Eis que, Azoth conhece Durzo Blint, o mais famoso derramador (um tipo de assassino que se utiliza de um certo tipo de magia) daquelas terras. Desesperado, o garoto pede que o derramador seja seu mestre. Blint nunca aceitou um aprendiz antes, mas propõe um desafio ao garoto: se ele matar Rato, Durzo o aceitará e lhe ensinará o ofício de derramador. Entretanto, até que Azoth consiga cumprir esse desafio todos os seus amigos estarão em perigo.
Esperança. Certo. Esperança são as mentiras que contamos a nós mesmos em relação ao futuro.
Brent Weeks sabe criar um mundo em que a esperança é praticamente nula. Caminho das Sombras é dividido, basicamente, em três partes em que se constroem ao mesmo tempo a evolução do personagem de Azoth (que a partir da segunda parte ganha a alcunha de Kylar Stern), uma conspiração para se derrubar o poder em Cenária, e se desenvolvem todos os personagens periféricos da trama. E o que mais fica exposto nessas três partes (detalhe que vai piorando com o tempo) é a desperança que todos esse universo passa. Tudo tem uma camada de poeira e tristeza. Tudo é agressivo e violento.

Fora que, todos os personagens que estão em volta da trama e de Azoth (principalmente Durzo Blint) têm seu arco de evolução e crescimento. Durzo, mesmo sendo um mestre derramador e praticamente invencível, ainda tem traços a serem resolvidos. Ele é, de longe, um dos personagens mais complexos que eu já li até hoje. Mama K, a cortesã que está sempre nas sombras e aparentemente tem olhos em todos os lugares, também. Logan, um dos personagens que cresce junto de Azoth (e seu grande amigo) tem um arco espetacular com um final completamente inesperado.

Mais ainda, todo universo que envolve a trama de Caminho da Sombras parece ser bem grande. Somos apresentados a inúmeras formas de magias diferentes. O Talento é apenas àquela utilizada pelos derramadores de Cenária, mas cada reino e lugar aparenta ter seu modo de utilizar magia. Toda trama política, envolvendo o Saka'ge (uma organização criminosa que comanda o submundo, manda na cidades por trás das sombras e lidera todos os derramadores) e a conspiração aparecem muito nos detalhes e em alguns capítulos que parecem meio perdidos na história. Mas, quando se revela toda a intenção por trás, você passa a entender bem o que estava acontecendo.

E QUE FINAL! Vários personagens que você imaginava serem de uma forma vão enganar absurdamente e virar a trama de cabeça para baixo. Todas as lutas (e são várias) são bem descritas e uma coisa que eu achei o ponto alto da escrita de Brent Weeks são todas as cenas que envolvem ataques furtivos. O ofício de derramador é extremamente bem escrito e você se transporta para dentro da cena a cada missão cumprida por Durzo e outros.

Enfim, Caminho das Sombras foi livro espetacular para mim que sofre apenas por ser levemente arrastado na primeira parte. Mas a história e todo esse mundo espetaculare, compensam.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo