sexta-feira, abril 21, 2017

Eu li: Três coisas sobre você - Julie Buxbaum

Título:
Três coisas sobre você
Autora:
Julie Buxbaum
Editora:
Arqueiro
Ano:
2016 
Adicione ao Skoob 

Setecentos e trinta e três dias depois da morte da minha mãe, 45 dias após o meu pai fugir para se encontrar com uma estranha que ele conheceu pela internet, 30 dias depois de a gente se mudar para a Califórnia e apenas sete dias após começar o primeiro ano do ensino médio numa escola nova onde conheço aproximadamente ninguém, chega um e-mail. Deveria ser no mínimo esquisito, uma mensagem anônima aparecer do nada na minha caixa de entrada, assinada com o bizarro nome Alguém Ninguém. Só que nos últimos tempos a minha vida tem estado tão irreconhecível que nada mais parece chocante.
Existe vida após TCC? EXISTE! E cá estou para provar isso. Vou falar de um livro que deixou meu coração quentinho depois de terminar de lê-lo, e vou começar contando três fatos sobre moi:
1. O primeiro livro que li na vida foi "Lucíola" de José de Alencar, aos 13 anos;
2. AMO brócolis. Poderia viver só de brócolis pelo resto da vida;
3. Meu jeito favorito de tomar café é sem açúcar e com canela. 
Dito isso, vamos ao que interessa: RESENHA!

A vida de Jessie vira de cabeça pra baixo quando seu pai se casa com uma mulher rica que conheceu pela internet, aproximadamente dois anos após a morte de sua mãe. Por ordens da madrasta, ela vai estudar em uma escola que riquinhos em que seu (agora) meio irmão Theo também estuda. A menina, de cara, já percebe que não vai se dar muito bem ali. Foi "arrancada" de sua cidade, sua escola, sua melhor amiga, pra viver em um mundo que ela claramente não pertencia. Uma patricinha aqui, um jogador de futebol acolá, e as chances de Jessie conseguir se enturmar cada vez mais distantes. Até que, uma semana depois do seu ingresso nesse universo paralelo ao seu, ela recebe um e-mail com o remetente "Alguém Ninguém", e o seguinte assunto: "seu guia espiritual no colégio Wood Valley".

ei, Srta. Holmes. nós nunca nos encontramos e não sei se um dia vamos nos encontrar. quero dizer, provavelmente vamos, em algum momento - talvez eu pergunte a você que horas são ou outra coisa igualmente banal e abaixo do nosso nível intelectual -, mas nunca vamos nos conhecer de verdade, pelo menos não de forma significativa... e por isso pensei em mandar este e-mail sob o manto do anonimato.
Essa pessoa, conhecida carinhosamente como "AN", fez um breve resumo do que Jessie iria encontrar pela frente nessa escola que ele denominou como "uma droga de uma zona de guerra". E ofereceu sua ajuda para ser seu guia espiritual virtual nessa luta árdua pela sobrevivência. Ele a deixou à vontade para fazer qualquer pergunta, exceto sobre a sua identidade, claro. Jessie fica desconfiada, acha que pode ser algum tipo de pegadinha, mas responde o e-mail, e esse é o inicio da amizade mais estranha que eu já vi na vida.

Depois de um tempo, e com as dicas de AN, Jessie acaba fazendo alguns amigos, o que também atrai algumas inimizades. Chega um momento em que ela pede para que ele conte três coisas sobre ele que ela ainda não saiba (além do nome), e isso acaba virando uma rotina entre eles, e também dá nome ao livro.

Posso dizer que, além de Jessie, eu também fiquei louca pra descobrir quem era o misterioso AN. E em um determinado momento da trama, não tem como não formar uma certa torcida pra um dos personagens. Junto com ela, nós bolamos teorias, buscamos sinais, uma dica minima, pra tentar desvendar esse mistério, e é muito divertido fazer isso. AN é um personagem sensacional, sarcástico, bem humorado, o tipo de amigo que todo mundo quer ter, exceto pelo fato de que ele, até um certo momento, não passa de mensagens em uma caixa de e-mail. Mas quando sua identidade é revelada, não tem como não ficar feliz.

Paralelo a isso, Jessie vive o drama familiar de uma madrasta totalmente estranha, uma relação com o pai que é quase inexistente, e um meio irmão que não a trata com muita simpatia. No final, nós temos explicações para o comportamento dos personagens, e percebemos que todo mundo tem um drama particular com o qual precisa aprender a lidar. 

No fim das contas, é um livro com uma certa carga dramática, mas muito amorzinho quando se trata de Jessie e AN (alguém duvidava que ia rolar romance?), divertido e viciante. Não dá pra largar até a gente saber de TUDO, e ainda fica querendo mais. A editora apostou tanto nesse livro, que na época do lançamento fez uma ação: quem não gostasse do livro poderia devolvê-lo e ter seu dinheiro de volta. O meu não sairá da estante e já entrou pra lista de favoritos!

Agora é a vez de vocês! De lerem, e de me contarem três coisas sobre vocês. Vou adorar saber! 

Muito amorzinho <3

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo