terça-feira, julho 19, 2016

Eu Li: Você lembra de mim? - Megan Maxwell. (Parte I)

Título:
Você Lembra de Mim?
Autora:
Megan Maxwell
Editora:
Essência

Adicione ao Skoob


Alana é uma mulher independente que não acredita no amor e tem na profissão sua única razão de viver. Jornalista freelancer, é enviada a Nova York para escrever uma reportagem sobre a metrópole, onde conhece o atraente Joel Parker. Quando ela descobre que aquele homem bonito e sedutor que tem lhe feito companhia nos últimos dias é um militar, como seu pai uma lembrança que ainda a assombra , a jornalista desaparece sem deixar vestígios. Apesar de resoluta em sua vontade de se afastar do capitão da Marinha americana para não repetir a história de sofrimento de sua mãe, ela não conseguirá aplacar o desejo de seu coração por Parker. Quem vencerá essa disputa entre razão e emoção? O passado de sua mãe irá assombrá-la ainda mais ou irá ajudá-la a esclarecer muitas questões mal resolvidas?

Oi bookaholics de plantão!

Vamos de Megan Maxwell hoje? Sim ou vamos logo com a resenha? Desde já me desculpem a resenha longa, mas nas próximas linhas vocês vão entender!

Bom, algumas pessoas vão pensar que estou recebendo alguma coisa da Megan porque todas as minhas resenhas dela, até agora, são sempre positivas. Mas gente como poderia fazer uma resenha depreciativa se essa mulher não para me surpreender? Depois que li a série dela Peça-me o que quiser, fiquei chocada com a história da série, e nos demais livros dela a sensação que tenho é de sempre ser uma nova Megan quem está escrevendo. E isso é um SUPER ponto positivo para a autora...sempre se reinventando!

O livro da vez não poderia ser a exceção a regra! Você se lembra de mim? é um livro muito especial para a autora. O livro começa com uma nota bombástica da autora para os leitores em que ela simplesmente solta na sua cara, 4 coisas muito importantes antes de você de fato começar o livro:
1. O Livro é parte verídico e parte fictício;
2. São duas histórias que em algum momento vão se encontrar (por isso resenhas separadas);
3. A primeira história é a história dos pais dela, que ela resolveu imortalizar;
4. A Beta Reader dela foi a própria mãe, e o livro não teria sido publicado se a mãe não tivesse gostado.
Isso tudo você descobre na nota que a autora deixa, e logo em seguida você vira a página surtada para começar a ler a história e descobrir o que é verídico e o que é fantasia!

A primeira história começa a se passar em uma estação de trem na Espanha em 7 de dezembro de 1960, quando Lolita e Carmencita estão se despedindo de seu pai Manoel, que vai permanecer na cidade enquanto elas vão morar e trabalhar na fábrica da Siemens na Alemanha. Elas são duas moças interioranas, conservadoras com personalidades marcantes e totalmente diferentes. Carmem é a irmã mais velha de Lolita, e ambas decidem ir morar em outro país, pois na cidade em que vivem o trabalho é escasso.

Na viagem conhecem a Teresa uma garota inocente que tem um vocabulário bem próprio, e logo fazem amizade por falarem a mesma linguá e por estarem indo trabalhar no mesmo lugar. Chegando na Alemanha elas vão ter um super choque cultural, no clima, na linguá, nas roupas, nos costumes, na liberdade feminina, tais como usar calças coladas e dançar com estranhos nas festas. Elas vão morar em um alojamento da fábrica, e acabam conhecendo Renata uma Alemã do interior que veio a cidade escrever a sua história, acabam se tornando super amigas, apesar delas 4 serem totalmente diferentes uma das outras.

Nossa personagem principal aqui é a Carmen, uma espanhola geniosa e de sangue quente. Ela é a primeira das espanholas a se adaptar as mudanças, começa a usar calças coladas, sair para dançar, e posteriormente começa a andar de carro com Renata.

Elas são amigas e começam a descobrir uma vida mais adulta e independente longe de casa. Renata, a alemã que não se apega não, desdo o início de sua amizade com Carmem e as meninas sempre disse: ´´Flertem, se divirtam, mas fiquem bem longe dos soldados americanos`` que estavam em uma base na Alemanha. E elas fazem isso... até que Lolita é a primeira a ceder, e com medo do que poderia acontecer com a irmã desobediente da regra de ´´nada de americanos`` Carmem começa a ir com a irmã nos encontros com o soldado. 

Mas o que Carmem não sabia é que iria acabar chamando a atenção de um soldado que não estava para brincadeira, Soldado Teddy. 

Soldados tem poucas certezas na vida, e uma das de Teddy é que aquela espanhola marrenta era a mulher da vida dele. Então ele começa, como todo bom estrategista, a dessensibilizar a regra de Carmem de nada de americanos, e vai ganhando território aos poucos. Até que sua presença na vida dela é uma das certezas da vida de ambos.

O amor deles é uma construção linda de confiança e sentimentos, onde duas culturas diferentes aprendem a viver juntas. Neste período do relacionamento deles Carmem já é uma mulher super independente e ciente e livre para viver o que quiser, até ´´os prazeres da carne`` com Teddy.

Só que antes que eles pudessem se casar, explode uma série de combates no Vietnã, e Teddy descobre que vai ser enviado para lá, deixando Carmem por tempo indeterminado. E mandando não tão regularmente assim cartas para ela, e ela para ele. Carmem sempre foi muito antenada sobre tudo, gostava de ouvir o rádio e ler sobre politica e economia, e começa a temer pelo que pode acontecer com o amor de sua vida. Nesse periodo de aflição Carmem volta a escrever em seu diário, e nesses momentos somos imersos em tanto amor e sofrimento ao mesmo tempo, que a angustia dela começa a ser a nossa também.

Um dia as cartas de Teddy param de chegar...assim como a menstruação de Carmem!

O restante da história de Carmem, suas 3 amigas e Teddy você vai ter que ler o livro para descobrir.

Não esqueça de ler a próxima resenha, para saber a segunda parte da história que já é narrada em 2003 pela linda e independente Alana.

Fica a dica...




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo