segunda-feira, julho 11, 2016

Eu Li: Ligeiramente Seduzidos - Mary Balogh

Título:
Ligeiramente Seduzidos
Autora:
Mary Balogh
Editora:
Arqueiro
Série:
Os Bedwyns #4

Adicione ao Skoob


Jovem, estonteante e nascida em berço de ouro. É apenas isso que Gervase ­Ashford, o conde de Rosthorn, enxerga em Morgan Bedwyn quando a conhece, num dos bailes da alta sociedade inglesa em Bruxelas.


Em circunstâncias normais, ele não olharia para ela duas vezes - prefere mulheres mais velhas e experientes. Porém, ao saber que Morgan é irmã de ­Wulfric ­Bedwyn, a quem Gervase culpa pelos nove anos que passou longe da Inglaterra, decide que ela é o instrumento perfeito para satisfazer seu desejo de vingança.


Mas Morgan, apesar de jovem e inocente, também é independente e voluntariosa e, assim que entende as intenções do conde, se prepara para virar o jogo e deixar claro que não se deixará manipular por ninguém.


Em Ligeiramente Seduzidos, quarto livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos brinda com mais uma história fascinante. Em uma trama repleta de traição e vingança, escândalo e sedução, ela mostra que o caminho para o amor pode ser difícil, mas que a recompensa faz cada passo valer a pena.

Olá leitores! Vamos de romances de época? Claro ou com toda a certeza do mundo?!

De cara, gostaria de deixar bem claro aqui que: quando penso que a editora arqueiro não pode mais me surpreender dentro desse mundo de carruagens e Lords e Ladys, ela lança o quarto livro da família ´´Os Bedwys``. Sim, caro leitor, espero conseguir passar a você toda a surpresa que tive ao ler esse livro, em poucos parágrafos. O livro é de tirar o folego e de uma reviravolta brilhante!

Bruxelas, primavera de 1815, lugar de maior movimentação da sociedade londrina nesta temporada. Em outras palavras, é o point do momento! Melhor lugar para ser visto e para se observar quem deve ser observado, e é assim, no meio de toda a nata da sociedade, que nosso querido teimoso, libertino e sagaz Gervase Ashford, conde de Rosthorn avista a flor mais desejada a algumas poucas temporadas, Lady Morgan Bedwyn.

Antes de entrar aqui no mérito da nossa jovem heroína, acho certo colocar um pouco mais de informação sobre nosso, nada doce, Lorde, sendo que é pelo que aconteceu com ele há 9 anos atrás é que temos o motivo sombrio por trás da história do livro. Em 1806, aconteceu uma catástrofe digna de uma novela mexicana na vida dele, ele foi envolvido em uma história em que de inocente ele passou a uma força destruidora da natureza, com um único sentimento motivador: Vingança. Mas não aquelas vinganças contra o mundo, não mesmo! Ele focalizou toda a sua inteligência, sabedoria de mundo e irá contra uma única pessoa: Wulfric Bedwyn.

Voltando ao ano de 1815, lembra da flor mais desejada da temporada que citei lá em cima? Lady Morgan Bedwyn? Pois é, ela é ninguém mais, ninguém menos que a irmã mais nova do Wulfric. Some dois mais dois aqui nesse parágrafo e você vai ter o segundo principal item da trama! Ok, temos já: um exílio auto imposto há nove anos por um escândalo, uma oportunidade única, e a ideia fixa de um conde em desonrar a família de Wulfric.

Gervase de cara arma tudo para ser apresentado a Lady Morgan, e começa uma série de jogadas alucinantes e galantes para despertar a atenção dela. Jogadas com ignora-la no parque e montar um piquenique noturno só para ter alguns minutos roubados dela, só dela...se é que deu para entender...srsrsrsr

Agoraaa sim...vamos a nossa florzinha! Morgan pode até ser alguns anos a menos que Gervase, para não podemos desconsiderar aqui o poder e sabedoria que ela adquiriu ao crescer ao redor dos demais irmãos Bedwyns. Isso faz dela uma jovem com a astúcia de uma mulher de 30 anos. Então você pode imaginar que após descobrir o que Gervase tem em mente ela vai sair correndo e chorando? #SQÑ...

A Morgan foi a #GirlPower da época dela, ela foi muito estrategista e autoconfiante no desenrolar da situação, e achou a pior forma de se vingar dele, pelo que ele tentou fazer com a família dela. Resolveu aceitar noivar com ele e fazer ele se apaixonar por ela, e largar ele no altar. E ela foi muito magnânima na sedução dele...teve horas durante a leitura que até eu fiquei na dúvida se ela estava fingindo ou não.

O mais engraçado foi que ao aceitar o pedido dele de casamento, ela só aceita depois de deixar ele ciente que ela vai deixar ele super na dúvida se ela gosta dele ou não. Então eles visivelmente trocam as posições de poder: Temos Ashford mais velho e um bobo apaixonado, e uma jovem adulta autônoma e com um plano.

E a história tem muitos outros detalhes deliciosos, que vou deixar em suspense para você descobrir quando ler o livro!

Fica a dica...e até a próxima!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo