quinta-feira, maio 12, 2016

[Quinta Em Outra Língua #40] The Rose & the Dagger - The Wrath And The Dawn #2 - Renne Ahdieh


Título: The Rose & the Dagger
Autor: Renne Ahdieh
Editora: G.P. Putnam's Sons Books for Young Readers

Adicione ao Skoob.

Adicione ao Goodreads.

Eu estou cercada pelo deserto por todos os lados. Uma convidada, em uma prisão de arei e sol. Minha família está aqui. E eu não sei em quem confiar.


Em uma terra à beira da Guerra, Shahrzad foi tirada do amor de seu marido Khalid, o caliph de Khorasan. Certa vez, ela acreditou que ele era um monstro, mas seus segredos revelaram um homem atormentado pela culpa e uma poderosa maldição- uma que pode mantê-los separados para sempre. Reunida com sua família, que se refugiaram com os inimigos de Khalid, e Tariq, seu amor de infância, ela deveria estar feliz. Mas Tariq agora comanda as forças que querem destruir o império de Khalid. Shahrzad é quase uma prisioneira, presa entre lealdades para as pessoas que ama. Mas ela se recusa a ser um peão e elabora um plano.

Enquanto seu pai, Jahandar, continua a jogar com forças mágicas que ele ainda não entende, Shahrzad tenta descobrir habilidades que estão dormentes dentro dela. Com a ajuda de um tapete velho esfarrapado e um jovem tempestuoso, mas sábio, Shahrzad tentará quebrar a maldição e se reunir com seu verdadeiro amor.

Tive uma surpresa. Mas tipo foi um super surpresa. Eu, já acostumada com séries grandes, ou mesmo trilogias (tudo é trilogia hoje em dia), fiquei de boca aberta quando descobri que a série de The Wrath and the Dawn continha só dois livros. SIM! Isso mesmo que vocês leram, esse livro é o segundo e último da série e que série! Eu só descobri que era realmente o fim quando cheguei no epilogo do livro, mas bem foi uma surpresa boa, porque vamos encarar, a pior coisa é ter que esperar as continuações serem lançadas. 

Eu não gosto que me deixem esperando. NÃO MESMO!

Eu não quero me estender muito nessa resenha, até mesmo porque não posso falar muito sem revelar spoilers. 

The Rose and the Dagger continua a história de Shahrzad e Khalid que vão fazer de tudo para acabar com uma maldição e poder viver juntos e felizes.

❝She belonged in a palace of marble and stone. A queen, in her own right. With a boy-king who loved her, as she loved him.❞
“Ela pertencia em um palácio de mármore e pedra. Uma rainha, no seu próprio direito. Com um garoto-rei que a amava como ela amava a ele.”

Esse livro envolveu mais personagens e chego a dizer que até mesmo se centrou mais em alguns deles. Os sentimentos de Tariq, primeiro amor da Sharzi ficam tão mais evidentes e apesar do ódio dele pelo Caliph, ele mostra ser uma pessoa honrada e forte. 

Algumas lealdades são testadas e não exatamente com um bom resultado. Quem ganha um forte destaque também é a irmã de Shazi, Irsa e o melhor amigo de Tariq, Rahim que tem um romance bem fofinho e mostram que não nasceram pra ficar só olhando os personagens principais terem destaque, eles queriam o destaque deles também. 

Shazi passa a seguir sua herança mágica e isso leva ela ao “magos” do Tempo de Fogo, onde um dos melhores personagens desse livro se apresenta. Com um humor meio louco e bastante duvidoso, Artan ganhou meu coração e se mostrou um ótimo amigo pra causa do nosso casal favorito. 

Sharz está ainda mais petulante e mais rainha ainda. Khalid continua sendo o cara calado, sombrio e inteligente (muito homem gente), mas ele mostra sempre o lado mais fofo dele pra esposa. Assim, facilmente, ele se mostra um dos personagens mais queridos pra mim. 

Posso ter ele de presente de aniversário?
 (Tipo, ta meio longe, ainda dá tempo de encomendar)
A história se desenrolou muito bem em meio a guerra, magia, romance e traições (algumas bem surpreendentes), se eu tenho uma reclamação é que tudo foi um pouco corrido, acho que se houvesse um terceiro livro, a história poderia ser melhor explorada (sim, nem eu acredito que to pedindo por um terceiro livro, mas tenho que ser sincera aqui). Tirando isso eu gostei de tudo, da nova ambientação, dos novos personagens, das interações entres os outros personagens que eu já queria ver faz um tempo e claro da mitologia desse livro que eu amo. 

The rose and the dagger foi uma ótima conclusão pra essa série que eu li esse ano e me apaixonei, não tão poderoso quando The Wrath and the Dawn, mas uma verdadeira obra prima dessa autora que me mostrou como essa cultura pode ser interessante e ainda mais mística do que eu pensava. Eu to triste que terminou.

P.S. Essa capa é tão bonitaaaa *-*

Sou uma pessoa muito boa e vou dar cinco Khalids pra vocês hehe
(Quem dera fosse verdade gente!)



3 comentários:

  1. Respostas
    1. Olá, o primeiro livro foi traduzido esse ano aqui no Brasil! "A fúria e a aurora" o nome, procura pelo nome que tu acha e não procura pela capa, porque a brasileira é bem diferente. Espero que goste ;)

      Excluir
  2. Eu PRECISO ler esse segundo livro! Não acho em lugar nenhum traduzido! Vc leu traduzido ou em inglês mesmo( pq estou para me aventurar e ler em inglês)!

    ResponderExcluir

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo