quinta-feira, maio 05, 2016

[QUINTA EM OUTRA LÍNGUA #39] Wanderlove - Kirsten Hubbard


Título: Wanderlove
Autora: Kristen Hubbara
Editora: Delacorte Books for Young Readers





Tudo começa com uma pergunta estúpida:

Você é um vagabundo global?

Não, mas Bria Sandoval quer ser. Em uma busca pela independência, sua arte negligenciada, e casos de uma noite, ela se inscreve para uma visita guiada da América-Central - a errada. Turistas de meia-idade com pochetes dificilmente são a chave para a auto redescoberta. Quando Bria conhece Rowan, mochileiro dedicado e instrutor de mergulho, e sua irmã Starling humanitária, ela aproveita a oportunidade para abandonar seu grupo e se juntar a eles em uma aventura.

Bria é uma boa menina tentando ser má. Rowan um menino mau tentando se manter bom um. Viajando através de um panorama de aldeias maias, ilhas de Belize remotas e albergues atormentado com bichos da selva, eles descobrem o que eles têm em comum: ambos buscam deixar para trás as antigas versões de si mesmos. E o segredo para escapar do passado, Rowan descobriu, é seguir em frente.

Mas Bria descobre que ela não pode correr para sempre, não importa o que Rowan diz. Se ela quer ter coragem para se apaixonar por alguém que vale a pena, ela tem que começar a olhar para trás

Kirsten Hubbard empresta sua arte para este romance, tecendo seus desenhos no texto. Sua carreira como escritora de viagens e suas experiências como um vagabundo global da vida real viajando pela América Central estão profundamente semeadas nesta história inspiradora.
Vamos viver uma aventura!!
 Eu, particularmente, sempre quis ter uma aventura. No momento eu me contento com os livros, mas um dia ir em um mochilão para qualquer lugar me serviria e é por isso que eu sou tão atraída por livros com essa temática. 
Wanderlove tem um estilo apaixonante de escrita, onde tudo o que você quer é mergulhar nas imagens vívidas que a autora cria da América Central. Eu queria pular dentro do livro e presenciar todas as maravilhas ali descritas. 

Bria tem 18 anos, recém graduada e está de partida para a América Central e por alguns problemas, ela acaba indo fazer a viagem sozinha. O que fazer quando você se encontra em uma excursão cheia de pessoas de meia idade, com quem você não possui um pingo de afinidade e não tem pra onde fugir, já que seus amigos não estão com você?

É com essa realização que Bria parte em uma aventura própria e acaba conhecendo dois mochileiros, Rowan e Starling. 

Se perca, se descubra!

Os dois são experientes no que fazem e tudo o que Bria vai conhecer com eles, vai ser uma descoberta própria, um modo de aumentar a autoestima e encontrar a si própria (acredito que a melhor coisa de se viajar sem ninguém que te conheça, é que você pode ser sua própria pessoa, sem pensar em críticas.) 

Bria é uma artista que largou o passado e decidiu que era hora de tentar seguir em frente, tentar entender a si mesma, se perdoar e reencontrar. Os locais que ela visita são espectros que ajudam a trazer o passado à tona, nos faz entender o que aconteceu para deixar a personagem tão quebrada emocionalmente. 

Rowan é o interesse romântico de Bria, e apesar de ele ter seus segredos, ele é uma pessoa que permite que Bria se abra. Entre entender o que ela passa e querer saber mais sobre ela, os dois vão se tornando amigos, facilmente levados a se apaixonar um pelo outro. 


“Wanderlust is like itchy feet. It’s when you can’t settle down. But Wanderlove is much deeper than that . . . it’s a compulsion. It’s the difference between lust and love.” 
                                                                                                                            "Wanderlust é como coceira nos pés. É quando você não pode se acalmar. Mas Wanderlove é muito mais profundo do que isso. . . é uma compulsão. É a diferença entre o desejo e o amor. "

O livro flui facilmente e é fácil se envolver com a história e querer saber dos acontecimentos. Os personagens são bem reais e o mais lindo são os pedaços de arte no livro que marcam um caminho de crescimento e descobrimento de novas camadas na personagem principal. Pra quem gosta de viagens e imaginar um lugar diferente, onde possa fazer coisas diferente e conhecer outro tipo de pessoas, esse é o livro certo. Autentico, lindo, cheio de ilustrações e um conhecimento profundo do que é se encontrar, wanderlove é em si mesmo uma verdadeira viagem cheia de aventuras.

Ilustração por Kirsten Hubbard



“Wanderlove is about forgetting the bad things and focusing on the good. Out with the old and in with the new... The only way to escape the past is to keep moving forward.” 

                                                                                                                                     “Wanderlove é sobre esquecer as coisas ruins e focar no que é bom. Livre do que é velho e do que é novo... O único modo de escapar do passado é continuar andando para frente”


Quatro aventuras me esperando pela frente!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo