sábado, abril 02, 2016

Nerdice Pai D'égua 10# - As Adaptações da Literatura de Philip K. Dick


Olá, pessoal. Tudo bem? Nesse novo episódio de Nerdice Pai D'égua vamos falar de um autor que, ao lado de Isaac Asimov, é um dos maiores mestres da ficção científica: Philip K. Dick. Já ouviu falar dele? Não? Tem certeza? Porque boa parte da obra dele já foi adaptada para filmes e séries famosas. Talvez você conheça e nem sabe.... Vamos descobrir?

Antes de começarmos vale citar que os filmes e séries listados aqui são obras baseadas em três livros de Philip K. Dick, todos altamente indicados e publicados no Brasil pela editora Aleph:



Realidade Adaptadas:
Pouco conhecido no Brasil por sua obra literária, Dick é um sucesso entre as plateias de cinema. A fim de lhe prestar o devido reconhecimento, este livro reúne, em uma edição inédita no mundo, os contos do autor que foram adaptados para a sétima arte, levando ao grande público os textos originais que inspiraram roteiristas e diretores a realizar O Vingador do Futuro, Screamers, Impostor, Minority Report, O Pagamento, O Vidente e Os Agentes do Destino.






O Homem do Castelo Alto:
Neste livro que é considerado por muito o melhor trabalho do autor, Dick apresenta um cenário sombrio: a Segunda Guerra Mundial foi vencida pelos Nazistas. O mundo vive sob o domínio da Alemanha e do Japão. Os negros são escravos. Os judeus se escondem sob identidades falsas para não serem completamente exterminados. É nesse contexto que se desenvolvem os dramas de vários personagens. Ao apresentar uma versão alternativa da história, Dick levanta a grande questão: “O que é a realidade, afinal?”







Andróides sonham com ovelhas elétricas?
Rick Deckard é um caçador de recompensas. Ao contrário da maioria da população que sobreviveu à guerra atômica, não emigrou para as colônias interplanetárias após a devastação da Terra, permanecendo numa San Francisco decadente e coberta pela poeira radioativa que dizimou inúmeras espécies de animais e plantas. Na tentativa de trazer algum alento e sentido à sua existência, Deckard busca melhorar seu padrão de vida até que finalmente consiga substituir sua ovelha de estimação elétrica por um animal verdadeiro - um sonho de consumo que vai além de sua condição financeira. Um novo trabalho parece ser o ponto de virada para Rick: perseguir seis androides fugitivos e aposentá-los. Mas suas convicções podem mudar quando percebe que a linha que separa o real do fabricado não é mais tão nítida como ele acreditava. Em 'Androides Sonham com Ovelhas Elétricas?' Philip K. Dick cria uma atmosfera sombria e perturbadora para contar uma história impressionante, e, claro, abordar questões filosóficas profundas sobre a natureza da vida, da religião, da tecnologia e da própria condição humana.

Vamos às melhores adaptações:

1 - Blade Runner: O caçador de Androides/Blade Runner


Adaptado do livro "Androides sonham com ovelhas elétricas?" Blade Runner traz uma Los Angeles distópica no ano de 2019 (o filme é de 82) onde tudo tem um ar sombrio. O consumismo exagerado, a poluição, o imperialismo e a globalização levaram a humanidade a um colapso. Todos os animais estão praticamente extintos e tudo é melancólico e triste. 
Há ainda uma nova raça de humanos engedrados geneticamente, os Replicantes. Eram utilizados nas Terra para os piores trabalhos possíveis, até que, após uma rebelião, foram banidos e são utilizados apenas em outros planetas.
O foco da trama do filme está num grupo de replicantes que recentemente fugiu e está escondido em Los Angeles. Agora caberá a Dick Deckard (um aposentado caçador de androides) a caçada a esse grupos de replicantes.
O filme é um clássico altamente filosófico e reflexivo de Ridley Scott. Na época de seu lançamento não fez tanta bilheteria, mas após isso, passou a ser considerado um filme cult. Em breve vai ganhar uma continuação dirigida novamente por Scott.

2 - O Vingador do Futuro/Total Recall

O título é uma das pérolas da tradução brasileira. Schwarzenegger estava famoso na época da causa do Exterminador do Futuro e calharam de colocar esse título no filme. Adaptado do conto "Lembramos para você à preço de atacado" o filme conta a trama de Douglas Quaid, uma pessoa comum que tem sonhos constantes com o Planet Marte (em 2084, o planeta vermelho já é uma colônia da Terra). Como sua esposa não concorda com uma viagem até o planeta, ele decide ir a empresa Rekall e realizar um implante de uma falsa memória sobre uma aventura em Marte. Entretanto algo sai errado e Quaid começa a ter lembranças de uma outra vida. O que é real? Sua vida normal ou suas novas lembranças a após a visita a Rekall? O slogan do filme, inclusive fazia menção a isso: "Whats is real? Whats is Recall?".
O filme também é considerado um clássico do diretor Paul Verhoeven (o mesmo do Robocop). Foi uma das maiores bilheterias da época (1990) por conseguir unir cenas de ação (o filme, aliás é violentíssimo) com bastante filosofia (ok, não tanto quanto Blade Runner) e crítica social.
Em 2012 teve um remake estrelado por Colin Farrel como Douglas Quaid, mas a história é bem diferente e mais fraca.

3 - Minority Report - A Nova Lei/Minority Report


Adaptado do conto "O Relatório Minoritário", a trama é estrelada por Tom Cruise e dirigida por Steven Spielberg. No ano de 2054 nenhum assassinato é cometido em Washington DC, graças a divisão pré crime que, através de três humanos especiais (os Precogs), consegue prever todos os crimes que acontecerão com prazo hábil para que sejam impedidos. John Anderton (um policial traumatizado com a perda de um filho e secretamente viciado em drogas) é o líder da polícia e um dos controladores do sistema Precog. Entretanto ele perde completamente a confiança no sistema, quando uma das visões prevê que ele matará um completo desconhecido no prazo de 36 horas e passa ser perseguido. Daí o maior questionamento do filme: afinal, uma pessoa pode ser presa acusada por um assassinato que nunca aconteceu?
Não é um filme tão famoso nem tão filosófico. Inclusive, suas resposta para a pergunta principal são bem diferentes da resposta que Philip K. Dick dá no conto. 
Recentemente o conto foi novamente adaptado para um série com o mesmo nome pela Fox.

4 - Os Agentes do Destino/The Adjustment Bureau


Adaptado a partir do conto "Agentes do destino" o filme é estrelado por Matt Damon e Emily Blunt traz a história do congressista David Norris e a bailarina Elise Sellas. Eles se conhecem por uma coincidência e acabam se apaixonando a primeira vista. Entretanto, no dia seguinte, David chega ao prédio de seu trabalho e descobre que todos estão paralisados por um grupo de pessoas engravatadas. Ao questioná-los, eles explicam que são Os Agentes do Destino, sempre que necessário eles alteram as pessoas e suas vidas sem que essas percebam, em prol de um plano maior. Avisam também que se ele quiser continuar sua vida sem problemas, deve esquecer o que viu e esquecer Elise. A trama então se desenvolve em cenas de fuga e correria com David tentando descobrir uma forma de manter sua relação com Elise apesar dos agentes.
Nesse filme a discussão filosófica foca muito na ideia de liberdade e destino. Entretanto, bem diferente do conto, é direcionada para o romance e não é tão bem desenvolvida. 
É talvez o menos filosófico dessa lista, mas também vale muito a pena ser visto.

5 - O Homem do Castelo Alto/The in the High Castle:



Série produzida pela Amazon e baseada no livro "O Homem do Castelo Alto" é uma distopia que analisa o que teria acontecido se a Alemanha Nazista tivesse ganho a Segunda Guerra Mundial. Alguns fatos ocorrem de maneira diferente fazendo com que os EUA que entram na Segunda Guerra estejam enfraquecidos e a União Soviética tenha caído sob ataque do Terceiro Reich. O Eixo vence a guerra e divide o território do EUA em 3 partes: a área leste como o Grande Reich Nazista, uma área central neutra e a área oeste como os Estados Pacíficos Japoneses.
Em 1962, as pessoas que moram nessas áreas tentam se adequar a cultura oriental imposta e/ou ao Reich Nazista. Vários personagens são interligados a um obra proibida pelo governo Alemão (O Homem do Castelo Alto) que retrata a vitória dos Americanos na Guerra e é o foco de uma resistência ao Reich.
A série foi criada pela Amazon Prime e a primeira temporada possui 10 episódios. A segunda temporada já foi confirmada. Recomendo a todos, a reflexão sobre os acontecimento é muito boa e a pesquisa histórica é impecável.

E aí? Curtiram? Espero que aproveitem as recomendações, tantos dos filmes e séries, quanto dos livro. Até mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo