sexta-feira, março 25, 2016

Eu Li: Um beijo Inesquecível - Os Bridgertons #7 - Julia Quinn

Título:
Um Beijo Inesquecível
Autora:
Julia Quinn
Editora:
Arqueiro
Adicione ao Skoob


Toda a alta sociedade concorda que não existe ninguém parecido com Hyacinth Bridgerton. Cruelmente inteligente e inesperadamente franca, ela já está em sua quarta temporada na vida social da elite, mas não consegue se impressionar com nenhum pretendente. 

Num recital, Hyacinth conhece o belo e atraente Gareth St. Clair, neto de sua amiga Lady Danbury. Para sua surpresa, apesar da fama de libertino, ele é capaz de manter uma conversa adequada com ela e, às vezes, até deixá-la sem fala e com um frio na barriga.


Porém Hyacinth resiste à sedução do famoso conquistador. Para ela, cada palavra pronunciada por Gareth é um desafio que deve ser respondido à altura. Por isso, quando ele aparece na casa de Lady Danbury com um misterioso diário da avó italiana, ela resolve traduzir o texto, que pode conter segredos decisivos para o futuro dele.


Nessa tarefa, primeiro os dois se veem debatendo traduções, depois trocando confidências, até, por fim, quebrarem as regras sociais. E, ao passar o tempo juntos, eles vão descobrir que as respostas que buscam se encontram um no outro... e que não há nada de tão simples – e de tão complicado – quanto um beijo.

Oi gente linda do meu coração!

Genteeeee está acabando :((((

Sim, este é o penúltimo livro sobre a nossa querida família Bridgertons. E é quando estamos chegando no final, que paramos para observar como foi, e como está sendo nossa vida de leitoras vorazes dessa série. Essa semana andei ponderando um pouco sobre os livros e tentei ser o mais imparcial possível. Quem acompanhou desde o início talvez consiga ver um pouquinho dessa forma também! 

No início tínhamos a Daph, uma garota até certo modo com um pensamento mais aberto do que as mulheres da época em que se passa o livro, e que de certa forma foi obrigada a casar com um homem que nem queria casar com ela, e juntos (se estranhando de vez em quando) foram construindo um amor bem escandaloso.

E nesse livro novo temos a última filha do clã (calma que ainda tem o livro do Gregory) a Hyacinth, e sinceramente até hoje ainda penso no nome dela como alguém espirrando. Não aprendi a pronúncia direito! Mas ainda assim é um dos livros mais cheios de aventuras e suspenses que você pode encontrar na série.

Bem, desta vez temos um livro que conta a história de como a Hyacinth cresceu e não era considerada por toda a sociedade como uma beldade, mas uma mulher perigosa pela língua afiada, e por gostar de sempre ter a última palavra sobre tudo.

Para terror geral, e da família dela, ela acabou se tornando BFF da Lady Danbury, a mais cínica, poderosa, irritante, assustadora - com um humor único - mulher da sociedade. Essa personagem aparece desde o primeiro livro e vem roubando nossos corações desde então. Eu sempre gostei dela, é uma daquelas personagens secundárias que roubam a cena facilmente, e já chegam chegando nos capítulos, sempre causando um impacto na história!

Antes de conhecermos Gareth, encontramos na história uma Hy que já estava ficando meio que entediada com a sociedade atual e sua monotonia, e seus únicos momentos de lazer acabam sendo as tardes de terça-feira que ela passava com Lady Danbury lendo romances questionáveis e viciantes. 

E por causa dessa mulher poderosa, Lady Danbury, e a facilidade com que ela tem de manipular as situações e as pessoas, nós passamos a conhecer o nosso queridinho cavalheiro encantado da vez. Só que de cavalheiresco ele só tem em nome, pois ele é conhecido como o devasso da temporada, e por onde passa as viúvas e mulheres experientes comentam suas ´´determinadas`` proezas.

As únicas coisas que as pessoas sabem sobre ele é que é um libertino de nome e que ele não tem um bom relacionamento com o pai, e que devido a isso vive modestamente. Nosso queridinho Gareth St. Clair, esconde um enorme segredo que pode colocar toda a sua vida em risco e se ele se permitir chegar próximo da Hyacinth também pode arruiná-la totalmente!

Até que um belo dia, o charmoso e encrenqueiro Gareth aparece na porta da casa de Lady Danbury em uma terça-feira, e lhe apresenta a um diário que foi deixado pelo irmão falecido dele, endereçado a ele, com um mistério mais que curioso. O diário está todo em italiano, e por possuir uma avó (Danbury) com tantos contatos na sociedade ele pensa que ela poderá ajuda-lo a traduzir. O que ele não esperava era receber a ajuda da Srta. Hyacinth. Ele já tinha ouvido falar dela, e conversado com ela em poucas ocasiões, e depois de alguns encontros nada armados pela Lady Danbury, Hy começa a tomar conta dos pensamentos de Gareth.

Pensando que nunca seria merecedor de estar ao lado de Hy devido ao seu passado, ele se mantem afastado, o quanto ele pode durante o processo de tradução do diário, mas em uma noite ele acaba encontrando seu pai em um baile, e no meio de uma ´´DR`` o pai diz que Hy nunca será de Gareth.  O que o pai dele não sabia é que nessa mesma noite Gareth se decide por um plano infalível para contrariar a opinião do pai. Então como feitiço ele decide que não há motivos para não gostar da Hy, e que ele ´´deve`` estar gostando dela.

Então ele acaba arruinando ela, por que um dia ele colocou na cabeça que os motivos que o mantinham longe dela de fato não existiriam se ninguém soubesse do segredo devastador dele, ou não importaria muito esse segredo se ele se casasse primeiro com ela. Então ele coloca seu plano em ação para conseguir arruiná-la e tê-la para sempre. E isso seria muito ´´lindinho`` se ele não tivesse colocado esse plano mirabolante na cabeça por indução do pai e em um momento de raiva. Se ele realmente gostasse dela logo de início era outra história, mas nesse caso foi por motivos totalmente egoístas.

O engraçado dessa cena em especifico é que ele é todo romântico e galante, e libertino, tudo junto e misturado, e a Hy está totalmente fixada no misterioso diário da falecida avó italiana de Gareth e no que diz a última parte dele para que eles possam encontrar o tesouro escondido e ajudar a melhorar a vida de Gareth, sem que ele tenha que esperar o pai dele morrer para herdar o título e as dívidas, então constantemente ele fica na mão por causa dela...kkkkk...em situações super envolventes, apaixonadas e românticas, em que a Hy tinha que estar de corpo e mente (se é que deu para entender...kk) e ele fica as vezes se questionando se ele está fazendo as coisas direito para conquista-la. #tadinho

A avó italiana falecida era louca por mistérios e charadas, então além de deixar um diário em italiano, ela ainda deixa varias pistas ao tesouro escondido na casa do pai de Gareth. E por causa desse misterioso diário a se resolver em italiano, eles vão se jogando um na vida do outro, e aí já imaginamos onde isso vai dar...srrsrsrsrrsrsrs...ou não. Esse é um livro de mistérios irresistíveis, com direito a joia perdida e invasão de propriedade. E aqui entre nós, a Hy quase mata o Gareth em uma dessas investigações.

Então, espero ter aguçado a curiosidade de vocês, e que todos estejam com vontade de ler o livro agora!

Beijos e até a próxima!


Um comentário:

  1. Como assim já tá acabando? Ai Céus. Pior que to super atrasada nas leituras dos livros, o último foi o do Colin! :O Mas depois dele a Hyacinth era a Bridgerton que eu mais tinha curiosidade de saber heheheh

    ResponderExcluir

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo