quinta-feira, janeiro 28, 2016

[Quinta em Outra Língua #28] - The Wrath and the Dawn - 1# - Renée Ahdieh



Título:
The Wrath and the Dawn
Autora:
Renée Ahdieh
Editora:
G.P. Putnam's Sons Books for Young Readers

Uma vida para um amanhecer
Em uma terra governada por uma assassino menino-rei, cada amanhecer traz horror a uma nova família. Khalid, o Caliph de 18 anos de Khorasan, é um monstro. Cada noite, ele toma uma nova noiva só para ter um cordão de seda envolvido em torno de sua garganta na manhã seguinte. Quando a amiga mais querida de Shahrzad, uma garota de 16 anos, é vítima de Khalid, Shahrzad jura vingança e se voluntaria para ser sua próxima noiva. Shahrzad está determinada não só para se manter viva, mas para acabar com o reinado terrível do Caliph de uma vez por todas.

Noite após noite, Shahrzad cativa Khalid, criando histórias que encantam o mesmo, garantindo sua sobrevivência, embora ela saiba que cada amanhecer pode ser o seu último. Mas algo que ela nunca espera começa a acontecer: Khalid não é nada parecido com o que ela tinha imaginado que ele fosse. Este monstro é um menino com um coração atormentado. Incrivelmente, Shahrzad encontra-se apaixonanda. Como isso é possível? É uma traição imperdoável. Ainda assim, Shahrzad vai entender que nem tudo é o que parece neste palácio de mármore e pedra. Ela resolve desvendar qualquer segredo que se esconde e, apesar de seu amor, estar pronta para tirar a vida de Khalid como retribuição para as muitas vidas que ele roubou. Pode o amor deles sobreviver neste mundo de histórias e segredos?

Inspirado nas Mil e Uma Noites, The Wrath e da Dawn é um apaixonante livro que nos incita a ler do começo ao fim.


Essa semana eu resolvi entrar de cabeça em um livro super falado no goodreads e que já tinha chamado minha atenção há bastante tempo. The Wrath and the Dawn é o primeiro livro de uma trilogia e não só tem uma das melhores avaliações que eu já vi, como também tem uma ótima e diferente premissa. 

Estamos falando de uma cidade diferente, estilo Agrabah em Aladdin. Khorasan é liderada por Khalid, um Caliph (uma espécie de Rei) jovem e cruel. Todas as noites ele escolhe uma nova esposa e ao amanhecer essa esposa morre. O porquê? Ninguém sabe. 

Shahrzad é uma garota forte, decidida, que promete vingança depois de sua melhor amiga, Shiva, ser umas das vítimas do Caliph. Ela então se voluntaria como futura esposa de Khalid na esperança de matá-lo. 

Shahrzad entretanto tem um plano, uma forma de mantê-la viva por mais tempo e concluir sua vingança. Todas as noites ela começa uma história, algo que capture a atenção de Khalid e ao chegar do amanhecer ela deixa o conto suspenso, frustrando e intrigando o marido curioso. 

A cada amanhecer que ela sobrevive é uma noite passada com o Caliph e uma descoberta do quão diferente ele é do que ela pensava. 

Esse livro foi incrível, prendeu minha completa atenção com um mundo completamente diferente do que nós leitores conhecemos. São palavras novas (Glossário no final do livro), são personagens cheios de força junto de uma história cheia de personalidade, muito obrigada! 

Shahrzad é meu tipo de garota, fala o que precisa falar com classe, não é facilmente intimidada por outros, ela é uma garota de 16 anos que se porta como uma mulher forte em uma sociedade machista e mostra que veio ao mundo para ser rainha. E isso, mais do que tudo, chama atenção de Khalid, ou seja, o fato de ela se impor e mostrar que pode governar ao lado dele. 

Já Khalid, ai ai.... Um menino-rei, um governante, um homem quieto e intenso, um guerreiro que claramente carrega um fardo invisível nos ombros. Eu amei tanto esse personagem que fica até difícil de explicar, mas é algo na presença dele, alguém que você sabe que está lá mesmo quando não fala nada. 

Os personagens secundários têm um ótimo desenvolvimento no livro também e se eu for falar de cada um, vou ficar por horas aqui. 

Mistério, magia, contos, cultura diferente e um romance incrível e intenso e acima de tudo, real. O que mais você pode querer em um livro? The Wrath and the Dawn pode tomar diversos rumos em sua continuação e eu sinceramente, só posso tentar adivinhar e ficar na expectativa de uma conclusão épica para essa história que foi tão maravilhosa para mim nesse início de 2016. 

O segundo livro sai em maio desse ano (to chorando por dentro) e se chama “The Rose and The Dagger” e eu estou super animada. Espero que minha empolgação contagie vocês.


 

10 comentários:

  1. VAI COMEÇAR, NÉ, VIVIAN!
    Tu sabes que não me controlo com essas tuas dicas! Já amei. Já quero!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Te prepara Fernanda! Esse ano tua lista vai aumentar hehe. Amo/sou esse livro

      Excluir
  2. É uma trilogia? gente essa história parece muito boa mesmo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma trilogia sim! A história é bem diferente, por isso que eu amei :D

      Excluir
  3. Parece MARAVILHOSA! Vou ja aprender a ler em ingles!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A vantagem de ler em inglês é não esperar muito pro lançamento! Mas vamos torcer pra que esse livro venha em português também, pra aumentar o fandom hehe

      Excluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. VIIIIIIVS!!!!! É aquele livro que falamos um dia desses, né? Impossível outro livro ter a mesma descrição que essa... Eu ainda to morrendo de vontade de ler esse livro, afinal, quem não ama As Mil e Uma Noites???

    Parabéns pela resenha, ahazasse :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada lucaaas :D e sim é aquele livro que a gente tava comentando!

      Excluir

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo