terça-feira, setembro 29, 2015

Eu Li: A Música do Silêncio - A Crônica do Matador de Rei #2.5 - Patrick Rothfuss


Título:
A Música do Silêncio
Autor:
Patrick Rothfuss
Editora:
Arqueiro
Onde Comprar:
Submarino | Saraiva | FNAC

Debaixo da Universidade, bem lá no fundo, há um lugar escuro. Poucas pessoas sabem de sua existência, uma rede descontínua de antigas passagens e cômodos abandonados. Ali, bem no meio desse local esquecido, situado no coração dos Subterrâneos, vive uma jovem.
Seu nome é Auri, e ela é cheia de mistérios.
A música do silêncio é um recorte breve e agridoce de sua vida, uma pequena aventura só dela. Ao mesmo tempo alegre e inquietante, esta história nos oferece a oportunidade de enxergar o mundo pelos olhos de Auri. E nos dá a chance de conhecer algumas coisas que só ela sabe...
Neste livro, Patrick Rothfuss nos leva ao mundo de uma das personagens mais enigmáticas da série As Crônicas do Matador do Rei. Repleto de segredos e mistérios, A música do silêncio é uma narrativa sobre uma jovem ferida em um mundo devastado.

'A Música do Silêncio' é um livro intermediário e bem curtinho escrito e lançado para diminuir um pouco da ansiedade dos fãs da trilogia pelo último volume da série. Comigo não funcionou, pois eu estou é mais ansiosa ainda. 

Este livro conta um pouco mais sobre como é o mundo de Auri, a garota misteriosa. E é um mundo tão único quanto ela. Auri é a imagem da delicadeza, ela tem algo de fada abandonada no mundo real. Ela tem manias muito peculiares, como sentir que os objetos não estão felizes nos lugares onde estão e mudá-los até sentir que estão felizes. Ela é peculiar de um jeito que dá vontade de colocá-la num potinho. 

A escrita continua maravilhosa e envolvente. Poética, cativante. Uma das coisas mais marcantes dos livros do autor é o modo como ele conta a história, o modo como você passa a acreditar no mundo que ele cria, em seus personagens e suas histórias. Há toda uma magia que transpira dos livros, e foi isso que conquistou tantos fãs.

O objetivo de amenizar a ansiedade não funcionou comigo, como eu já disse. Não acho que uma história tão curta seja suficiente para conseguir isso. Além do mais, apesar de ter adorado a oportunidade de mergulhar novamente no mundo criado por Patrick, não acho que a história de Auri seja tão importante assim para ter um livro único. Na verdade pode até ser importante pois não sei o que o autor reserva para o próximo livro, porém muitas vezes me pareceu uma história muito arrastada, sem objetivo. Claro, Auri é peculiar de um jeito bom, mas senti falta de mais ação. 

Enfim, estou mais ansiosa que antes, o livro deixou um gostinho de quero mais que já tinha diminuído desde que li o segundo livro da trilogia, e foi bom conhecer um pouco mais desse mundo calmo e silencioso onde Auri vive. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo