sábado, agosto 01, 2015

Eu Li: After: Depois Da Verdade - Anna Todd


Título:
After: Depois Da Verdade
Autora:
Anna Todd
Editora:
Paralela
Onde Comprar:
Saraiva | Fnac | Submarino

Depois de bater a marca de um bilhão de acessos na plataforma de leitura Wattpad, a série After vira o novo fenômeno editorial. No segundo livro, Tessa tenta esquecer Hardin, o jovem caótico e revoltado que partiu seu coração em vários pedaços. Mas ela está prestes a descobrir que alguns amores não podem ser superados. Como apagar da memória as noites apaixonadas em seus braços, ou a eletricidade de seu toque? Hardin sabe que cometeu o pior erro de sua vida ao ter magoado Tessa tão profundamente. Ele não acha que merece tê-la de volta, mas se recusa a deixá-la partir. Neste livro, Hardin vai lutar com toda a sua força para reconquistar o grande amor da sua vida. Ao longo do caminho, os seus mais profundos segredos serão revelados. Depois da verdade, será que o amor de Tessa e Hardin resistirá?
Hey babys...como estamos?

Mais uma resenha quentinha para adoçar (ou nesse caso amargar de vez) as nossas estantes e nosso dia a dia. Acho eu que a autora Anna Todd tem o dom divino de montar livros gigantescos no drama e fisicamente bem providos. Vocês já viram como eles são avantajados? E olha que era para ser uma fan fic. Imagina só! Oremos para que ela não resolva fazer como certas autoras amadas nossas que escreveram diversos derivados da mesma história, senão vou ter que comprar uma estante só para comportar a saga #AFTER...KKKK

Hoje passaremos direto para a resenha de mais um livro tenso da fofa da Anna Todd. Quem viu minha resenha do livro After #1, se deparou com a sofrência desmedida e sem precedentes na minha lista de livros lidos. Acho que muitos se surpreenderam com a forma que a escritora encontrou de nos apresentar o Hardin e a Tessa...e como aconteceu a construção desse ´´relacionamento`` do lindo e impactante Hardin, com a desengonçada e inteligente Tessa.

Pois é! O final do primeiro livro foi absurdamente intenso, e eu fiquei penalizada pelo absurdo ao qual a Tessa foi exposta! Mas ainda assim, fiquei pensando o que ia acontecer com o Hardin. Porque ao que deu para entender ele é uma pessoa (leia aqui personagem) com sérios problemas, no quesito de fazer besteiras colossais. E a autora esclarece bem o porquê dele ser assim. Então para balancear o jogo no livro, a autora nos mostra o amadurecimento gradativo da Tessa.

Recapitulando para quem não lembra, ou para quem está com preguiça de ir procurar a resenha...kkk...o Hardin é o típico punk bad boy, lindo, mas não bombado, inteligente demais para o gosto dele, com direito a tatuagens e piercings, assim como o bom gosto para livros. E melhor que tudo: ELE É BRITÂNICO! A Tessa é a garota toda certinha, ganhando independência na faculdade e longe da mãe opressora dela. Melhor descrição para ela, não há!

Para os leitores que estão com medo de encontrar mais drama ainda, sinto informar que isso é um fato em abundância nessa continuação, e acho que as coisas só vão melhorar a partir do próximo livro, ou assim eu espero. Mas pelo menos foi um consolo saber que nesse segundo livro os personagens amadureceram algumas coisas. Altamente necessárias. Tendo em vista que apesar da Tessa ser a certinha da história, ela também precisa amadurecer algumas coisas ainda muito infantis ou ingênuas em sua vida. Tal qual o Hardin, que pode ser considerado maduro em alguns aspectos é muito travado em outros.

Para quem lembra o Hardin no final do primeiro livro pensava que o relacionamento entre eles, era somente a Tessa que tinha que fazer concessões, e ele podia continuar agredindo o mundo com os punhos. E sendo o idiota que ele quer mostrar ao mundo. Ele teve que enfrentar uma barra para compreender o que ele podia fazer para conseguir a Tessa de volta. E isso inclui a família dele ficando contra ele, e do lado da Tessa. O Hardin é o típico caso de ´´só valoriza o que tem, quando perde!``

Acredito que podemos dividir esse segundo livro em duas partes. A primeira, separados e cada um no seu canto tentando se recuperar. E ainda assim se importando muito um com o outro. O Hardin na Inglaterra com a mãe. E a Tessa com a família "americana" do então namorado dela. Hardin, apesar de longe, não tem uma recuperação das melhores, podemos até dizer que ele regride muito no seu comportamento agressivo e autodestrutivo. Enquanto que a Tessa apresenta uma melhora nas dores dela, por momentos nessa primeira parte eu pensei que ela nunca mais iria voltar para o Hardin.

Acho que não chega a ser considerado spoiller quando digo que na segunda parte, quando a Tessa se permite ficar perto do Hardin, ajudando ele com a mãe dele, ela começa a rever se quer ou não voltar com ele. É como se ela deixasse o estado de negação de lado, e aceitasse que sua sina é ficar com o Hardin e ponto final, e só ela que pode enfim controlar ele.

E como se as coisas já não estivessem ruins o suficiente a Tessa ainda tem que lidar com a mãe dela tratando ela como uma criança especial, e escondendo as coisas dela. Na segunda parte desse livro, vamos ser jogadas em meio as bombas do passado da Tessa, e adivinha quem vai estar lá do lado dela para segurar a barra? Lógico que o nosso cretino britânico.

Sinceramente, não sei se eu gosto ou não do Hardin. Gostei muito da forma como a autora escreve. E todas as intrigas entrelaçadas são muito legais e tal, mas esse Hardin é um caso sério de ou ame ou odeie.

Um dos pontos que eu amei nesse livro, foi uma carta que o Hardin escreve para a Tessa, em que ele começa com os primeiros parágrafos da carta do senhor Darcy para a Elizabeth Bennet em orgulho e preconceito. Foi lindo!!! Quando ele resolve pedir perdão sem fazer alguma loucura, ele prefere escrever.

Então, no todo esse livro continua uma torturinha básica para os leitores, mas o final te dá certa esperança que o próximo livro da série vai ser menos dramático.

Fica a Dica, até o próximo post!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo