terça-feira, julho 21, 2015

Eu Li: Predestinadas - As Crônicas das Irmãs Bruxas #3 - Jessica Spotswood

ATENÇÃO! A SINOPSE PODE CONTER SPOILERS



Título:
Predestinadas
Autora:

Jessica Spotswood
Editora:

Arqueiro
Onde Comprar:

Submarino | Saraiva | FNAC | Buscapé

Cahill acabou de ser apagada da memória de Finn, o grande amor de sua vida. A responsável por essa traição foi Maura, uma de suas irmãs, e Cate está certa de que nunca vai conseguir perdoá-la. Enquanto isso, Tess, a caçula, está às voltas com visões cada vez mais assustadoras.Como se não bastasse, a Nova Inglaterra vem sendo tomada por uma febre mortal sem precedentes. Preocupada, Cate quer ajudar a todos, mas é impossível fazer isso sem revelar seus poderes e, assim, aumentar a fúria dos Irmãos da Fraternidade, os implacáveis caçadores de bruxas.Em meio a desavenças com suas aliadas em potencial, Cate terá que se desdobrar para conseguir prestar o auxílio que deseja, proteger Tess e Finn e lutar por uma nova ordem que permita que as bruxas sejam representadas no governo de sua cidade e não precisem mais se esconder.Predestinadas é o desfecho de uma saga permeada de delicadeza, cores, magia e fortes emoções. As irmãs Cahill terão que enfrentar os maiores desafios de sua vida, e o amor que sentem uma pela outra será fundamental nessa jornada.

Demorei três semanas para escrever essa resenha simplesmente por que não sabia o que dizer. O primeiro livro da serie eu comecei a ler por causa da capa (que é muito linda), confesso, porém eu não podia ter ficado mais surpresa, pois um enredo que poderia muito bem ter sido encaminhado para um clichê mal elaborado se transformou em uma super história e logo nas primeiras páginas me envolvi de um jeito que não previa. Obrigada por isso, destino!

E agora, três livros depois, me vejo diante do final de uma história que me conquistou sobre maneira, tanto por seu enredo, quanto por seus personagens principais E secundários. Todos tem papeis importantes, contribuem para o desenrolar da trama e crescem aos nossos olhos, ou não. Maura, por exemplo, é um personagem que só me desperta raiva e antipatia.

Não sei se essa é a primeira resenha sobre a trilogia que vocês lêem, mas resumindo o principal da história, Cate, Maura e Tess são três irmãs bruxas que descobriram que podem ser a três bruxas de uma profecia que diz que uma delas terá o dom da magia mental e será a bruxa mais poderosa a nascer em muitos séculos, tendo o poder de fazer ressurgir o poder das bruxas, perseguidas pela Irmandade, ou então suscitar um novo Terror, uma nova caça às bruxas.

Maura é a irmã ambiciosa de um jeito ruim, manipulável e cruel. Elas fez muitas coisas as suas irmãs que eu não perdoei, mesmo co mm desfecho de seu personagem neste último livro. Cate teve uma paciência e altruísmo de jó durante a maior parte do tempo, mas adorei o modo como ela se revoltou em determinado momento e se permitiu sentir raiva e desprezo por sua irmã. Já Tess é uma coisinha linda que desperta cuidado, como se pudéssemos realmente cuidar dela e confortá-la.

Ao longo dos três livros acompanhamos o desenrolar do relacionamento entre as irmãs e também o modo como reagem ao poder que tem, o que pretendem fazer com esse poder, e todas as consequencias das ações tomadas por elas, algumas pensando no bem comum, outras por puro egoísmo disfarçado. É uma dinâmica frenética! Não é possível dar uma pausa na leitura e voltar depois de um dia ou algo assim. É simplesmente difícil largar a leitura porque sempre está acontecendo alguma coisa ou sempre estamos na expectativa iminente de algo acontecer.

É algo maravilhoso o que essa autora conseguiu escrever. É um romance que envolve bruxas em um tempo parecido com o final do século XIX, ainda envolto na ideia de que mulheres não devem aprender, não devem ter meios de questionar, precisam ser submissas aos seus familiares homens. Em meio a todo o teor fantástico a autora conseguiu mostrar o que foi e o que continua sendo a luta das mulheres para serem notadas e respeitadas como devem ser.

Finn e Cate são um atrativo a parte. Eu adoro romances em livros exceto quando não são o objetivo principal e acabam atrapalhando o resto. Não é o caso de Cate e Finn. Eles são dois personagens importantíssimos cuja história é fundamental para o desenvolvimento da trama. É algo que acontece a Finn que faz com que Cate desperte em relação a sua irmã Maura e veja o quanto ela é mesquinha, e a partir disso Cate toma atitudes mais fortes em relação à irmã. Eu mesma fiquei com um ódio mortal de Maura pelo que ela fez. E o desfecho da história para o casal não é daqueles estilo felizes para sempre dificeis de acredita, mas sim algo palpável e muito lindo

Eu não tenho dúvida alguma de que essa trilogia é uma das melhores que eu já li. A história te conquista pelos personagens, pelo enredo, pelo modo com a autora desenvolve a trama, pelos altos e baixos e pelas supresas. Fica na mente e ão te deixa pensar em muita coisa que não o livro até terminá-lo. Há  muitos livros ótimos que não te prendem desse jeito, então isso é um "algo a mais". Vai ficar no coração.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo