quinta-feira, julho 23, 2015

Eu Li: Conquista - J C Reed


Título:
Conquista
Autora:
J. C. Reed
Editora:
Única
Onde Comprar:
Saraiva | FNAC | Submarino

Encontrar Jett foi um verdadeiro azar. Perigoso, imprevisível. Um cara que era melhor evitar. Nesse jogo, porém, as apostas são altas. Vale a pena o risco?

A continuação da história de Brooke e Jet mergulha de vez nas armadilhas do amor e da sensualidade.

Brooke Stweart sempre achou que esquecer é algo muito difícil. Entretanto, perdoar é impossível. Quando o homem em que ela confiava a traiu, a única opção que ela tinha era seguir em frente. Brooke está determinada a começar uma nova vida, até que reencontra Jett: aqueles olhos verdes, sexy como o pecado. O homem que ela desejava. O homem que jogava sujo. O homem que a enganou.

Lindo e arrogante, Jett Mayfield sabe que cometeu erros. Ele poderia ter qualquer outra mulher que desejasse, mas era Brooke que ele queria. Quando uma segunda chance colide com os segredos da alma e Brooke precisa confrontar seu passado, ele se vê determinado a protegê-la. Ela aceita sua ajuda não só porque precisa dele, mas também porque não resiste a seus encantos. Desta vez, porém, o jogo será do jeito que ela quiser.
Oi gente...voltei depois de um tempinho sumida!

Bom... sumida, sim! Parar as leituras, nunca!

E como o esperado, os romances continuam a chegar e eu continuo a surtar com eles. Ainda mais quando furtivamente encontro alguma sinopse de livro que seja um tanto quanto diferente do que estou acostumada, para não dizer, uma sinopse que foge um pouco dos clichês que tanto fazem suspirar nossos corações.

Hoje vim compartilhar uma novidade que chegou para mim. Agora que estamos com parceiria com a editora única, estou pertubando direto nossa chefinha Biah para conseguir algumas coleções que só a editora tem, como a triologia ´´Devoção`` da fofa da J C Reed.

Quem leu minha resenha do primeiro livro, bem sabe que me derreti toda com a trama, e com o charmosíssimo do Jett. Mas, nem só de abdomens sarados e tatuagens tribais masculinas vive uma leitora de romances compulsivos, então a autora fez o favor de colocar algumas colheres de mistério e suspense nesse livro. E deu tão certo que temos hoje o segundo para destruir de vez o (nosso) meu coração.

No primeiro livro tivemos um final digno de novela mexicana, com direito a amaeças e bater de portas no escritório, um final meio que esperado na minha humilde opinião. Mas então quando eu penso que já vi de tudo, a autora começa o segundo livro com uma perseguição ao coração da amada, intercontinental que me deixou chocada. Mas as novidades não param por aí, dessa perseguição ainda vai rolar muitas coisinhas no livro.

Esse livro conta (ou deveria contar) a história de como a Brooke, nossa heroína, consegue dar a volta por cima e ainda fazer cara de rica (literalmente), mas quando temos um personagem masculino na história como o Jett, altamente possessivo, (com uma boa pegada) carinhoso e apaixonado, mesmo quando ele não sabe disso, o que temos é uma reação química fadada a explosão de suspiros, que você leitor vai soltar.

A Brooke está desolada pelo o que ela descobriu no final do primeiro livro, e como se não fosse um choque suficiente, ela ainda descobre que tem que fazer uma viagem urgente para a Itália (Ôoooo vida difícil) com todas as despesas pagas. Como ela está curtindo o fim de um relacionamento, o que pode ser melhor do que viajar para lá com a sua melhor amiga, que foi demitida e também foi chutada?

Regada a muita margarita e festas com italianos lindos, o que ela menos esperava era a reviravolta da vida dela nesses instante e ainda ter que aturar o Jett correndo atrás dela com direito a detetive/hacker e tudo. E ainda ter que verificar quem tem a razão: sua razão, por não confiar mais no Jett, ou seu coração, que insiste em amar a um mentiroso, que tem uma vida tão diferente da dela, e que não está acostumado a desistir das coisas de que gosta, ou mesmo das pessoas?

Mas se não fosse assim não teria história, então, eles se encontram mas quando eu pensei que o romance ia decolar de fato, caiu uma bomba relógio no colo da Brooke e ela se vê em meio a uma organização secreta de gente muito poderosa que quer só...e simplesmente...ver a herdeira morta.

Esse segundo livro é muito cheio de charadinhas, e fiquei batendo cabeça na metade do livro, para ver se acertava o final dele e desvendava o mistério, porém, eu não contava que ao final ia descobrir que a autora é uma terrorista psicológica de primeira mão, e me deu esse final para querer correr atrás do terceiro e saber que diabos de seita é essa que ela, a Brooke, tá enrolada.

Quando estava me acostumando com os mistérios em que o quarteto se envolveu, a Brooke faz o favor de soltar uma bomba no final da história...

Já deu para sentir que fiquei meio empolgada e frustrada com esse livro, e pior que isso é ter que esperar o terceiro livro chegar TT.TT mas, fazer o quê, o importante é que a editora linda de mamãe, vai mandar para a gente, assim que a chefinha pedir o livro...kkkkkkkkkkk... né Biahhhhhhhhhhh?

E um outro motivo que dá vontade de morder o livro de tão fofo que foi, é o novo relacionamento da Sylvie, a melhor amiga da Brooke, que se apaixona por um Hacker bad boy...que fofo! Mas é meio difícil chipar um casal secundário, e a Fernanda (miss fofinha para os íntimos) bem sabe disso, né amadinha? kkkkk

Enfim, fica a dica, e eu super curti o mistério do livro, acompanhado com o suspense!



Um comentário:

  1. http://designnmania.blogspot.com.br/
    Faça um Orçamento com a Gente, não vai se arrepender!

    ResponderExcluir

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo