Eu Li: No Mundo da Luna - Carina Rissi



Título:
No Mundo da Luna
Autora:
Carina Rissi
Editora:
Verus
Onde Comprar:
Submarino | Saraiva | FNAC

A vida de Luna está uma bagunça! O namorado a traiu com a vizinha, seu carro passa mais tempo na oficina do que com ela e seu chefe vive trocando seu nome.
Recém-formada em jornalismo, ela trabalha como recepcionista na renomada Fatos&Furos. Mas, em tempos de internet e notícias instantâneas, a revista enfrenta problemas e o quadro de jornalistas diminuiu drasticamente. É assim que a coluna do horóscopo semanal cai no colo dela. Embora não tenha a menor ideia de como fazer um mapa astral e não acredite em nenhum tipo de magia, Luna aceita o desafio sem pestanejar. Afinal, quão complicado pode ser criar um texto em que ninguém presta atenção?
Mas a garota nem desconfia dos perigos que a aguardam e, entre muitas confusões, surge uma indesejada, porém irresistível paixão que vai abalar o seu mundo. O romance perfeito — não fosse com o homem errado. Sem saída, Luna terá que lutar com todas as forças contra a magia mais poderosa de todas, que até então ela desconhecia: o amor.
Com seu estilo ágil e fluido, Carina Rissi criou em No mundo da Luna uma leitura viciante, permeada de humor, magia e paixão, que vai conquistar você do início ao fim.

Vamos falar sobre amor?!

Yay! Então sentem aí que vamos falar sobre o mais recente livro de Carina-diva-Rissi!

Já disse pra vocês como eu amo Carina Rissi? Se vocês ainda não sabiam disso, constatem aqui nas resenhas de Perdida e Encontrada.

Carina Rissi é conhecida por escrever livros adoráveis no gênero chick-lit. Ou seja, são livros que mostram a vida de mulheres adultas e seus percalços em um tom meio cômico. São basicamente as comédias românticas literárias. E, acreditem, Carina tem muito talento nisso aí.

Luna tem 25 anos e acabou de se formar em jornalismo. Ela achou que tinha conseguido seu emprego dos sonhos, mas no final sua função ficou como recepcionista da revista Fatos&Furos e  Luna odeia isso. Mas, acima de tudo, o que Luna mais odeia é seu chefe, Dante. Ele é arrogante, grosseiro e ainda se veste extremamente mal.

Azar no emprego e sorte no amor? Não com Luna. Ela acabou de romper com seu namorado de anos porque o babaca a traia com uma peituda por aí. Nada na vida de Luna parece estar nos eixos quando, de repente, uma vaga de colunista na revista surge e ela é cotada para preenchê-la. Ok, cuidar da seção de horoscopo da revista não é o que ela tinha em mente, mas dá para o gasto. Ela vai provar que é uma profissional competente e vai ascender de cargo (é o que ela deseja de todo o coração). Sua ascendência cigana talvez possa ajudá-la a passar por isso sem muitas dificuldades. Talvez!

Enquanto Luna tenta escrever algo para sua nova coluna, ela o vê. Ele é moreno, alto, bonito e sensual. E é o novo fotografo freelance da revista. Vini e encanta de primeira e parece que o negócio vai dar certo! Ele a chama para jantar e tudo. Mas quando enfim chega o dia, com Luna que está linda de morrer para seu encontro, Vini fura e para piorar (acreditem, tudo que está ruim sempre pode piorar) ela dá de cara com seu ex-namorado e sua atual noiva. Tudo que Luna quer é sumir mas ela encontra seu supracitado chefe babaca, que também está visivelmente chateado, e senta para beber com ele.

E adivinhem quem acordou nua na cama do chefe no dia seguinte e com uma ressaca federal?!?!

A partir daí, a vida de Luna vai só virando mais e mais de ponta cabeça e o leitor vai se deliciando, e rindo, e se emocionando (sim, porque eu chorei) com essa história divertidíssima que Carina Rissi escreveu. Ele escreve uma cenas românticas tão adoráveis. E as calientes são ~sexy sem ser vulgar~. Eu gosto disso, sabe. 

Todas as personagens femininas de Carina são loucas de pedra e eu sempre quis entrar em seus livros para dar na cara delas gritando “ÉGUA, MANA, TE TOCA!!” e Luna não escapou disso. Algumas atitudes dela me faziam revirar os olhos, socar paredes, jogar o livro no chão gritando “AAAAAAARGH, NÃO AGUENTO!” mas tão legal o livro, gente. 

E o que dizer dos personagens masculinos?? Hm.

Uma ilustração aqui para vocês entenderem a situação:

totalmente isso

Os homens de Carina são completamente apaixonáveis. Quero todos. Acho que nenhum chega ao patamar perfeito de Ian Clarke *insira suspiros apaixonados*, mas Dante faz muito meu tipo esteticamente então, né. Pois é.

A narrativa é muito gostosa e extremamente fácil. Encontrei alguns errinhos de revisão, mas eu tenho a 1ª edição então é provável que a editora já tenha cuidado disso com as edições mais recentes. Carina Rissi é tão amor, gente. Para quem quer uma leitura agradável, rápida e ainda por cima feliz, os livros da autora são a pedida certa. Sempre fico feliz depois que termino os livros de Carina Rissi. Aí depois fico triste porque vou ter que esperar sair outro e vou reler todos os livros dela de novo (quem se identifica dá oi).

Guardei essa resenha especialmente para a semana nacional pois a autora é uma das minhas favoritas no gênero e acho que todos vocês precisam conhecê-la urgentemente.

Leiam, leiam e depois venham surtar comigo! 

♥♥♥♥♥♥♥ 

Assistente social apaixonada por livros. Militante da transformação social através da literatura.

Recomendado Para Você

Comentários