quinta-feira, fevereiro 05, 2015

Eu Li: Por Lugares Incríveis - Jennifer Niven


Título:
Por Lugares Incríveis
Autora:
Jennifer Niven
Editora:
Seguinte
Onde Comprar:
Submarino | Saraiva | FNAC

Dois jovens prestes a escolher a morte despertam um no outro a vontade de viver.
Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família.
Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.


“Por lugares incríveis” é um daqueles livros fabulosos que são bonitos e tristes. Preciso ser franca com vocês, a autora Jennifer Niven criou uma linda história sobre amor e esperança, mas não teve consideração pelo leitor no quesito: realidade. Já comentei isso aqui antes e vou repetir: nem todas as histórias que são tristes precisam ser postas de lado e “Por lugares incríveis” comprova isso. A leitura desse livro me fez bem, mesmo que tenha terminado um pouco dolorido. Jennifer Niven despertou algo em mim. Não apenas questionamentos, mas novas perspectivas. E isso é mais que o suficiente para fazer desse livro especial.

Theodore Finch e Violet Markey se conheceram no topo da torre da escola. Eles tinham vontade de morrer e estavam lá em cima cortejando a possibilidade. Mas, surpreendentemente, eles salvam um ao outro naquele dia. Quando seus olhos se cruzaram, tudo mudou; mesmo que eles ainda não soubessem disso.

Violet Markey é uma sobrevivente. Ela escapou com vida de um acidente de carro que matou a sua irmã mais velha e 9 meses depois, ela ainda convive com as circunstancias atenuantes. É difícil superar quando ela não consegue se perdoar por estar aqui e sua irmã, não. Violet não consegue mais escrever, não anda mais de carro e só quer que os dias acabem para ela terminar o ensino médio e fazer... o quê? Theodore Finch está desperto, e pretende continuar assim. Ele não quer ter a sensação de não ter controle sobre sua vida. Então, ele a provoca. Finch vive no limite. Ele é intenso em tudo porque quer sentir o que é estar vivo. Então, numa tarefa de Geografia que consiste em conhecer lugares interessantes de Indiana, Finch e Violet vão se aventurar e partir rumo a “lugares grandiosos, pequenos, bizarros, poéticos, bonitos, feios, surpreendentes. Como a vida. Porém, absolutamente, incondicionalmente e decididamente nenhum lugar comum.” E nessa caminhada, Finch e Violet vão conhecer mais do que lugares incríveis. Conhecerão um ao outro e um pouco mais do que a vida tem a oferecer.

A narrativa alterna entre a perspectiva de Finch e Violet, em primeira pessoa, e como é interessantíssimo esses pontos de vista! O leitor vai desvendando aos poucos as personalidades dos protagonistas através de seus pensamentos conturbados, suas ideias loucas e seus instintos estranhos. Theodore Finch é completamente fora do comum. O amei de todo o coração. Mesmo com todo o bullying que ele sofre na escola, nada o desmorona, exceto ele mesmo. Ele é um personagem incrível, com ótimos argumentos e com a melhor visão de mundo, o que é meio paradoxal, no final das contas. Finch se apaixona por Violet Markey e, para ele, ela é Ultravioleta Markante. 

“Ela é oxigênio, carbono, hidrogênio, nitrogênio, cálcio e fósforo. Os mesmos elementos que estão dentro de todos nós, mas não consigo parar de pensar que ela é mais que isso e que tem outros elementos dos quais ninguém ouviu falar, que a tornam diferente de todas as outras pessoas. Sinto um breve pânico enquanto penso: O que aconteceria se um desses elementos desse pane ou simplesmente parasse de funcionar? Me obrigo a tirar essa ideia da cabeça e me concentro na sensação da pele dela até não ver moléculas, mas Violet.”

E Violet se apaixona por Finch, mesmo contra todas as probabilidades. Anteriormente, quando ela era popular isso sequer era cogitado mas, agora que tudo mudou, Ultravioleta Markante vai descobrir que a vida é cheia de possibilidades.

O livro é repleto de citações e referências de outros livros, como de Virginia Woolf, Ernest Hemingway, Emilly Brontë e isso é incrível, porque casa perfeitamente com o contexto da história e com a personalidade de Finch e Violet. Acredito que o título do livro tenha sofrido influência de “Ah, os lugares aonde você irá!”, de Dr. Seuss. Há uma parte adorável que os protagonistas nos apresentam diretamente a essa obra, que também foi lançada no Brasil pelo selo infantil da Companhia das Letras. Como se não bastasse o livro ser ótimo, ele ainda é da categoria de livros que indicam livros.

“Por lugares incríveis” é inteligente, instigante, doloroso e belo. Tem uma narrativa envolvente (de verdade!) e uma história maravilhosa. É um livro que, mesmo sendo agridoce – ou talvez por isso mesmo -, merece ser conhecido e compartilhado.

Muitos feels


Fernanda Karen Estudante de Serviço Social com o coração no curso de Letras. Apaixonada por séries, dramas e café. Bookaholic  irrecuperável e promíscua literária. Eventualmente estou trocando um de meus rins por livros muito desejados. (Qualquer coisa é só entrar em contato). Amo YA, ficção-fantasia, clássicos (brasileiros, portugueses, ingleses, latinos etc), chick-lits... Perceberam que meu preconceito literário é zero? Ops, quase zero; não leio auto-ajuda.

6 comentários:

  1. Só por essa capa fofa, já quero ler, mas pressinto ressaca literária com esse teu "...mesmo que tenha terminado um pouco dolorido.".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A ressaca é braba, amg. Fiquei meio catatônica quando terminei. Sentimentos conflitantes, sabe.
      Mas, óh, o livro é incrível!!!!!!!
      Queria ser ryca para presentear todos com ele!
      Espero que tu gostes <3

      Excluir
  2. A premissa está um pouco longe da originalidade, mas, pelo que vi, a autora conseguiu fazer desse clichê uma ótima trama que nos traz reflexões bastante interessantes. Confesso que sempre prefiro os livros mais leves e que me tragam leveza e, me parece que esse não termina tão bem assim. Mesmo assim, acho que deve ser legal.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querido!
      Por mais que pareça clichê, juro que não é. Tipo, inspira um romance clichê, mas os fatores envolvidos são mais... latentes.
      Nossa, é incrível como a autora desenvolve a história desses dois personagens também incríveis nesse livro incrível.
      Espero que dês uma chance ao livro.
      Beijo.

      Excluir
  3. Oi Fernanda,
    A história parece ser triste, no entanto, belíssima. Tratar do bullying dessa maneira é muito bacana, espero poder me encantar com esse livro porque ele parece muuuito lindo.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É lindo. É belo. É profundo.
      E a abordagem não é sobre o bullying propriamente dito, mas sobre algo mais profundo.
      Nossa, vocês precisam na vida.
      Se eu der mais pistas, pode surgir spoilers e não quero estragar a experiência de ninguém (a não ser que vocês peçam. Se quiserem vão lá no meu twitter @FernandaKaren). hahahhahahaha
      Bem, quero tanto que todas as pessoas conheçam esse livro.
      Espero que tenhas oportunidade, Larissa.
      Beijos.

      Excluir

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo