segunda-feira, dezembro 08, 2014

Eu Li: Inquebrável - Legião #1 - Kami Garcia



Título:
Inquebrável
Autora:
Kami Garcia
Editora:
Galera Record
Onde Comprar:
Submarino | Saraiva | FNAC


Kennedy Waters sempre achou que espíritos vingativos fossem coisa de cinema, até a morte de sua mãe. É quando os gêmeos Lockhart invadem sua casa para lhe livrar de um destino igual que descobre que o véu entre o mundo dos vivos e dos mortos é frágil. Ele deve ser protegido pelos caçadores de fantasmas da Legião da Pomba Negra, que atualmente só tem uma geração de jovens para lidar com seus inimigos, e da qual a mãe de Kennedy outrora fez parte. E agora os gêmeos devem convencê-la de que herdou o seu poder...


A Legião da Pomba Negra é um grupo de cinco membros criado pela Igreja há mais de 200 anos para combater os Iluminatti, e todas as forças sobrenaturais negativas, como Poltergeists e demônios. Desde então, cada membro sempre escolhe um sucessor para tomar seu lugar no grupo no futuro. O problema de Kennedy Waters é que ela nem sabia que sua mãe era um membro da Legião, quanto mais que era sua sucessora.

Depois da morte de sua mãe, na noite antes de ir embora para um internato, ela é atacada por um poltergeist e salva pelos irmão Lockhart, gêmeos idênticos e lindos, obviamente. São eles que contam para ela a história da criação da Legião da Pomba Negra. Kennedy não acredita nenhum pouco que sua mãe tenha sido parte da legião e nem que ela deve assumir essa posição agora, pois enquanto todos os outros membros foram claramente preparados e treinados para isso, ela nunca nem tinha ouvido falar deles. Porém, diante da possibilidade de ser atacada novamente ela acaba seguindo com o grupo. 

Esse grupo é bem clichê, mas não deixa de ser interessante: um nerd que entende tudo de mecânica, física e armamentos (contra fantasmas e etc.); uma garota durona, e mal encarada a princípio; um garoto simpático, bonito e gente boa; um garoto sério, fechado, com um gênio difícil e segredos escondidos; e Kennedy, a "perdida" do grupo, talentosa de um jeito ainda não descoberto, e motivo de conflito entre os dois irmãos. Sim, um pseudo triângulo amoroso que me irritou de cara, apesar de isso não ter me impedido de seguir com a leitura de modo satisfatório.

Eu gosto muito da proposta do livro. Essa mistura de Supernatural com Os Caça-fantasmas, só que tendo jovens como protagonistas, é muito legal. Eu gosto bastante de imaginar algo assim acontecendo de verdade, ia ser super legal e eu ia querer participar hahahaha, então ler sobre algo assim é interessante. Como eu falei o grupo assim tem características bem clichês, mas eles interagem bem, e tirando o triângulo amoroso (não gosto de triângulos amorosos) eu gostei bastante de tudo.

Quero muito ler a continuação, já que meu ship passou por uma situação difícil e deixou o final em aberto, e agora eu quero saber o que vai acontecer com eles, com o resto do grupo, com todos. 

Quem gosta de livros que mexem com o sobrenatural (fantasmas, demônios, etc) inseridos no contexto real, como algo que poderia estar acontecendo fora da vista do mundo, e que não se importe com triângulos amorosos, vai gostar bastante do livro.



Um comentário:

  1. Parece ser bem legal, mas será que, devido ao romance ser meio meloso não fica muito chatinho não?

    ResponderExcluir

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo