quarta-feira, setembro 24, 2014

Eu Li: Por que Indiana, João? - Danilo Leonardi


Título:
Por que Indiana, João?
Autor:
Danilo Leonardi
Editora:
Giz
Onde Comprar:
Submarino | Saraiva | FNAC


Você pode pensar que, aos quinze anos, João já deveria estar acostumado com provocações, apelidos e humilhações. Afinal, ele é um típico adolescente deslocado e tímido. Alvo perfeito para a ira dos valentões e para o desprezo das garotas. Mas sua vida muda completamente quando reage a um ataque de seu maior algoz. O golpe de sorte que derruba o valentão é gravado e vira hit na internet. João se vê finalmente admirado, respeitado e seguro. Mas tudo tem seu preço e João vai aprender qual o peso que suas escolhas podem ter não só sobre sua vida, mas sobre as vidas de todos ao seu redor. “Por que Indiana, João?” é o livro de estreia de Danilo Leonardi, editor do canal “Cabine Literária” e parte de uma história quase comum para falar sobre algo que não deveria ser tão comum assim e que faz parte da vida de muitos adolescentes, jovens e até de adultos: o bullying.


A estreia de Danilo Leonardi com “Por que Indiana, João?” precisa de um lugar ao sol em nossa Semana Nacional Pai D’Égua. Li o livro em pouco menos de 4 horas de tão fluída que a narrativa é, e de tão interessante que é o tema. Vamos por as cartas na mesa: “Por que Indiana, João?” fala sobre o bullying.

É deprimente ter a perspectiva de um adolescente legal que precisa passar por situações terríveis na escola. João Vitor é um cara tímido que só quer levar uma vida normal, mas que é agredido de diversas formas em seu meio escolar. O professor e os colegas acham engraçado mas, sabe como é, pimenta no olho do outro é refresco. Mas um dia, João reage e tudo muda.

Seu amigo grava a ~investida~ contra seu agressor e o vídeo vira febre na interwebs. A partir daí, João vai lidar com questões interessantes sobre o tema bullying. Claro que sua popularidade vai crescer e ele vai deixar de ser um alvo fácil, porém há outros alvos em sua escola e nada pode mudar esse fato. O bullying é tratado nesta obra do ponto de vista da vítima e achei muito sóbrio da parte do autor a perspectiva que ele nos dá. Não há nada fantasioso ou fora do lugar.

Sempre tive uma opinião formada a respeito de bullying, que é: se impor é preciso. Mas, através da leitura de “Por que Indiana, João?” percebi que não é fácil reagir (mesmo sendo lógico) quando o mundo parece estar contra você.O ponto de vista de João Victor é triste, porém esclarecedor. São levantadas diversas abordagens de como combater o problema do bullying na escola, ou até mesmo em casa, no contexto da narrativa e, claro, há os agredidos que não concordam com uma solução pacífica.

É interessante ter esse olhar de dentro ao mesmo tempo que vemos o panorama completo. O livro não traz uma mensagem de paz e amor, nem tão pouco de ódio ou intolerância, mas traz numa história fictícia uma perspectiva realista sobre um problema muito real. Com todo o sucesso que João Vitor faz na internet, ele acaba se tornando uma referência para os que sofrem bullying e estar em evidência implica em várias mudanças de atitude. Como será estar do outro lado agora?

Mesmo depois de tudo que aconteceu, continuo com um forte sentimento de inferioridade, porque eu sinto que todos querem que eu seja algo diferente de mim mesmo.
Ser uma pessoa calma e tímida não é bom o suficiente, eu preciso ser agressivo pra ser respeitado pela matilha. Lendo uns versos de Augusto dos Anjos no livro de literatura da escola, me identifiquei bastante: ‘O homem, que, nesta terra miserável, mora, entre feras, sente inevitável necessidade de também ser fera.’

A narrativa é em 1ª pessoa e, como supracitado, super fluída. É um livro simples e fácil com uma capa chamativa bem legal que tem muito a oferecer no conteúdo ao leitor. Os personagens são adolescentes sem nada mais fora do normal do que de costume e, como jovens da atualidade, trocam mensagens com palavras encurtadas. Preciso constar que detesto isso, mas é uma opinião totalmente particular, visto que é normal, sim, fazer o quê?

O trabalho da editora Giz é minucioso. O livro tem uma ótima diagramação e não encontrei nenhum erro na edição. Eu já conhecia o autor, Danilo Leornardi, do blog Cabine Literária. Adoro os vídeos deles, inclusive. E também podemos encontrá-lo no Twitter.

“Por que Indina, João?” é um livro muito bem trabalhado e uma ótima pedida nacional para os leitores. Ah, vou deixar o mistério do título a cargo dos bookaholics.

Leiam e me contem o que acharam!





Fernanda Karen Estudante de Serviço Social com o coração no curso de Letras. Apaixonada por séries, dramas e café. Bookaholic  irrecuperável e promíscua literária. Eventualmente estou trocando um de meus rins por livros muito desejados. (Qualquer coisa é só entrar em contato). Amo YA, ficção-fantasia, clássicos (brasileiros, portugueses, ingleses, latinos etc), chick-lits... Perceberam que meu preconceito literário é zero? Ops, quase zero; não leio auto-ajuda.


Sorteio de Marcadores

- O formulário abaixo é válido somente para os comentários feitos nas postagens do dia 24/09/2014.
- Todos os dias as postagens virão acompanhadas de seus próprios formulários.
- No domingo, dia 28/09/2014, serão sorteados dois ganhadores para cada formulário, e cada ganhador receberá como prêmio um kit de marcadores;
- O comentário precisa ter conteúdo e relação aos posts do dia;
- O prêmio é intransferível e não pode ser convertido em dinheiro;
- O prêmio será enviado em até 30 dias úteis;
- O ganhador precisa ter um endereço de entrega nacional;

a Rafflecopter giveaway

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo