quinta-feira, julho 03, 2014

Eu Li: Quero Ser Seu - Bella Andre


Título:
Quero Ser Seu
Autora:
Bella Andre
Editora:
Novo Conceito
Onde Comprar:
Submarino | Saraiva | FNAC


Ryan Sullivan sempre gostou muito de Vicki, a quem conheceu na adolescência, quando ela lhe salvou a vida: no estacionamento da escola, um carro desgovernado só não o atropelou porque Vicki o empurrou para longe. Desde então, eles se tornaram melhores amigos — pelo menos, melhores amigos até onde um homem e uma mulher lindos e sedutores conseguem ser...
O tempo passou, Vicki casou-se e se separou, e Ryan seguiu sua vida de solteiro. Até o dia em que Vicki pediu-lhe um favor: será que Ryan poderia fazer as vezes de seu namorado para afastá-la de um homem mal-intencionado e pegajoso?
Ryan não negaria esse favor a sua amiga, de forma alguma... Não só pelo carinho que nutre por ela, mas também por uma característica de sua personalidade: Ryan faz o tipo protetor (o tipo de homem com que toda mulher sonha em algum momento da vida). Agora, depois de brincarem de namorados, será que os dois conseguirão manter a amizade de sempre?
Oi gente voltamos!

Então, mais uma resenha minha de um livro da Bella (para quem não sabe, eu curto muito os livros dela, principalmente por curar certas ressacas literárias minhas), o que não é nenhuma novidade...kkk...novidade será o coadjuvante da história/resenha dessa vez. 

Antes de mas nada, aos comentaristas/leitores vorazes do blog (gente, às vezes não parece, mas nós lemos os comentários de vocês) um muitooooooooo obrigada! Andamos um tanto sumidas, mas faz parte! rsrsrs Um segundo aviso aos navegantes literários, e para aqueles que não conhecem os livros da Bella Andre, esse É um livro do universo dos romances eróticos, nada como 50 tons, maaas... então aviso logo aos não tãooooooooo simpatizantes/conhecedores desse gênero ^^.

Então, nossa chefinha Biah, chamou minha atenção a um detalhe importante esse mês, perguntou por onde andavam as resenhas dos últimos livros da Bella, já que 'não' oficialmente sou eu quem resenha estes livros, e lembrei que elas (resenhas) estavam há muito guardadas, então resolvi ´´jogar para o limpo``, nesse finzinho de mês. A série esta chegando ao fim, a autora já esta até publicando outras, então lá vamos nós ao jogo.

Para começar a resenha, eu pergunto: Você já teve uma paixão de ensino médio, que vira e mexe invade seus pensamentos?

O Ryan sim! Mexe tanto com os pensamentos dele que, mesmo no contexto atual do livro, onde já se passaram muitos anos, e agora ele é um jogador profissional, milionário, lindo e tudo mais, ele não consegue esquecer a Vicki. Eu achei a história dele particularmente divertida, porque em sua família Ryan possui 8 irmãos, e praticamente todos (só faltam 3) já estão se arranjando amorosamente. 

Achar personagens/vozes femininas dentro do livro, preocupadas com essas coisas (todo mundo se juntando, menos eu!) é meio que comum em livros Chick lit por exemplo, mas encontrar uma voz masculina no livro, que se preocupe um pouquinho com isso, além de um tanto irreal e diferente, é divertido.

Invejinha branca a parte, o Ryan adora ver sua família nesse climão caloroso, que só famílias podem proporcionar, porém, por mais que ele tenha uma vida agitada como jogador e como filho, a pergunta que perfura seus pensamentos é: Por onde anda Vicky?

O livro parte daquela filosofia: O que tiver de ser, será! E como ainda precisamos correr com a história, ele por motivos bem louquinhos acaba encontrando a Vicky, e no enrolar do momento ele se encontra fingindo ser o que ele sempre quis: o namorado dela. Gente calma que isso não é spoiler. E como bom jogador (literalmente, ele não é safado!) ele se agarra a essa partida contra o tempo e a mente da Vicky, que não quer se amarrar com ninguém.

Da Vicky, não tenho muito o que falar que não seja muito clichê, tipo ela é bonita, inteligente, se veste muito casualmente e é sedutora, porém, a característica dela que mas gostei é que ela é uma artista plástica que não se enxerga direito, nem o seu potencial (me identifiquei com isso, um tantinho assim!). Em um determinado tempo do livro ela começa a "usar" o Ryan (de novo) como muso inspirador!

Simplesmente amei a forma que o Ryan achou de "forçar" ela a sair de cima do muro. Basicamente, é a história de um cara que corre contra o tempo para conseguir ficar com a mocinha e fazer com que o placar desse relacionamento saia do "fingindo para ajudar uma amiga" (0x0), para o "namorando de verdade com tudo que tem direito" (kkk) (Ryan 10 x 0 Vicky) ambos se rendendo aos sentimentos e sensações.

O livro é mais um dos títulos que indico para curar aquela ressaca literária nossa de cada mês, para passar uma tarde livre, ou uma viagem de ônibus longa, pois é uma leitura bem rápida, sem muita enrolação, pois posso dizer que a Bella Andre não se prende muito a um contexto pesado, ela é muito detalhista e sensorial, ela pega pesado nesses pontos, o que eu curto, pois gosto de livros sensoriais.

E para concluir, pergunto: Se você tivesse a oportunidade do Ryan, de hoje conquistar aquela paixonite de ensino médio que não foi esquecida, você entraria no jogo?

Fica a dica, espero que tenham gostado da resenha.

Abraços de urso...^^





Anne Magno Sou uma Assistente Social formada, especializada e apaixonada pelo assunto Família, e que adoro trabalhos voluntários. Na verdade sou uma apaixonada por muitas coisas tipo: doramas (coreanos por favor ^^, o meu favorito é Devil Beside You!!!), filmes, series de TV...mas nenhuma dessas paixões supera o meu amor por livro. Faço parte da comunidade Bookaholic com muito orgulho, e não tenho o habito de desistir de leituras. Os dois gêneros literários que mais leio são: romances (épicos) e/ou sobrenaturais (em especial os de vampiro).


Um comentário:

  1. Olá Anne!
    Eu quero ler esse livro a um tempo, mesmo não tendo lido nada da Bella eu já gosto dos livros dela de tanto ler resenhas sobre eles e esse é um dos livros. Gostei bastante do enredo e quero muito descobrir no que esse namoro de mentira vai dar.
    Respondendo a sua pergunta: eu não entraria no jogo pois já deveria ter superado a paixonite do ensino médio hahah
    Gostei muito da sua resenha, achei ela bem sincera e divertida.
    Beijos

    ResponderExcluir

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo