quarta-feira, abril 09, 2014

Eu Li: Jogos do Prazer - Os Rothwells #3 - Madelaine Hunter


Título:
Jogos Do Prazer
Autora:
Madelaine Hunter
Editora:
Arqueiro
Onde Comprar:
Submarino | FNAC | Saraiva




A bela Roselyn Longworth já aceitou seu destino. Depois que o irmão fraudou o banco em que era sócio e fugiu do país levando o dinheiro dos clientes, suas finanças ficaram arruinadas, assim como suas chances de conseguir um bom casamento.
Por isso foi fácil acreditar nas falsas promessas de amor de um visconde. Mas a desilusão não demorou a chegar: quando Rose não se sujeitou a seus caprichos na cama, o nobre se vingou leiloando-a durante uma festa em sua mansão.
Ela acredita que o destino lhe reserva um fim trágico. Ainda mais ao ser arrematada por Kyle Bradwell, um homem que venceu na vida pelo próprio esforço, mas não é bem-vindo nos círculos mais exclusivos. Mas a jovem é surpreendida pela atitude dele, que a trata com um respeito e uma gentileza que ela não recebia desde antes do escândalo envolvendo o irmão. Quando Rose finalmente descobre o que está por trás do comportamento de Kyle, é tarde demais: já foi fisgada pelo homem que conhece seus segredos mais íntimos.

Gente, quanto tempo?

Ando meio enrolada com a vida pessoal, e morrendo de saudades de resenhar. Provavelmente, estou um pouco enferrujada. Mas, vamos lá! Acredito que já deu para perceber que eu sou ''meio" louca por romances de época, e que para nossa alegria eles estão em alta no mercado editorial ultimamente. Uhuuuuuuuu!

Hoje eu vim falar da continuação da série escrita pela Madelaine Hunter, chamada Os Rothwell. Os nomes dos livros já são bem sugestivos a respeito do que você vai encontrar neles: Lições do Desejo; As Regras Da Sedução e o novo livro lançado pela Editora Arqueiro, Jogos Do Prazer, então nem dá para alegar que comprou mas não sabia do que se tratava...rsrsrs.

Tenho que admitir que eu surtei com a chefinha Bianne via InBox para ela conseguir o livro para mim, mais por ser dessa autora (gosto muito da forma que ela escreve), do que por saber do que se tratava...rsrsrs...e pela capa que é linda. Esses romances da Editora Arqueiro, são ótimos, são rápidos de ler, tem desenvoltura, tem continuidade, são de época e curam uma ressaca literária em dois dias.

Para minha surpresa esse livro é um tanto diferente dos demais, em muitos aspectos. A começar pela capa (que só lembrando: É LINDA!) e por que ela me fez pensar que fosse outra série da mesma autora, com um contexto diferente...rsrsrs. O livro conta as desventuras que aconteceram na vida da "bela dama da sociedade" chamada Roselyn Longhwoth. Para quem leu os livros anteriores, sabe que ela já teve sua participação desde o primeiro livro, mas posso alegar que ela mudou muito desde então, e não ficou ofuscada pelas artimanhas do irmão.

Nos livros anteriores, eu não tinha uma boa imagem dela não, e quando eu descobri que o livro ainda era dessa série, eu esperava que fosse contar a historia do Lorde Eastbrook, masssss...apesar de ele também aparecer no livro e me encantar ainda mais com seu humor sórdido e suas artimanhas para com a sua tia "Hen" (para os íntimos) não foi com ele que essa "tigresa" (é, eu acho que esse animal é cabível com a personalidade dela) marrenta, se enrolou.

Para a época em questão, uma mulher perder sua virtude da forma que ela perdeu (isso não é spoiler, esta na capa do livro...kkk), ensina a ela duas coisas: 

1° - ela vai virar uma solteirona.

2° - no caso dela, que frequenta as mais altas rodas da sociedade londrina, vai ficar mal falada para sempre.

Mas, nem só de tragédia vivem os romances, então em meio a um leilão onde ela era o artigo a ser arrematado (aí sim, seria spoiler contar como ela foi para lá!), ela encontrou um homem misterioso, alto, de ombros largos, sem barriga (o que já era grande coisa para a sociedade masculina da época!), cabelos negros e olhos azuis (gente, eu "piro" quando essas autoras combinam cabelos negros e olhos azuis) que além do porte, se destacava pela sobriedade, e desde então ela ficou curiosa sobre ele. 

Kyle Bradwell, jamais poderia imaginar que por ser obrigado a ir atrás do filho de seu bem feitor, um filho ingrato chamado Norbury, ele acabaria passando por um episódio muito particular de sua vida, e decisivo. Todos os momentos que Kyle passava com Norbury eram tensos, e ele não tolerava a infantilidade dele, porém quando o mesmo cai de paraquedas em meio a uma festa muito diferente para a época (leiam aqui orgias), e adentra o salão em meio ao leilão da mulher que ocupou por muito tempo seus pensamentos, a única atitude que poderia ter era acabar com o leilão, e resgatar ela.
  
Tem gente que acredita em amor (ou paixão também) a primeira vista, não foi esse o caso. Uma das coisas que mas gostei no livro é que entre os dois personagens isso não acontece, eles vão CONSTRUINDO o relacionamento deles, e usam muito da sinceridade (aquelas sinceridades de falar tudo, e depois perceber o que foi que falou), o que eu achei muito válido. Em momento nenhum (praticamento só na ultima pagina, e nem foi assimmmmmmmmm uma decalaração) vocês observam um quase se declarando ou se questionando se o outro já o ama. Achei esse romance diferente dos outros, por essa maturidade dos personagens, que tem uma pitada de personagens de romances históricos. 

Outra qualidade do amadurecimento da história, é o final dela, que não é um final de contos de fadas, mas um final adulto e com perspectivas futuras boas, levando em consideração que ambos os personagens já deixaram o muro do orgulho e da vaidade no chão.

Ler essa resenha pode fazer você se perguntar se vale a pena ler? Mas, gente apesar de eles parecerem frios um pouco, eles vão cativar muito vocês. Eu gostei muito do livro, pelas diferenças entre eles. E no final você vai dar frouxos de risinhos por não ter esperado o que de fato aconteceu para unir ainda mas os dois. Porque como disse a própria Rose no livro, o amor as vezes não é bem expresso por palavras e sim por gestos e atitudes.

Então, fica a dica.
Espero que tenham gostado.
Até a próxima. 





Anne Magno Sou uma Assistente Social formada, especializada e apaixonada pelo assunto Família, e que adoro trabalhos voluntários. Na verdade sou uma apaixonada por muitas coisas tipo: doramas (coreanos por favor ^^, o meu favorito é Devil Beside You!!!), filmes, series de TV...mas nenhuma dessas paixões supera o meu amor por livro. Faço parte da comunidade Bookaholic com muito orgulho, e não tenho o habito de desistir de leituras. Os dois gêneros literários que mais leio são: romances (épicos) e/ou sobrenaturais (em especial os de vampiro).

Um comentário:

  1. Nossa, parece ser realmente bom.

    Romances de época são tudo de bom, tem aquele mistério, o romance em sua forma máxima e linda, e sem contar que os mocinhos sempre são lindos né <3

    O livro me parece um pouco com um que eu li a muuuito tempo (No Jardim das Tulherias), e me interessei muito pela história, pois é bom deixar um pouco de lado aqueles amores malucos que são escritos hoje em dia.

    ResponderExcluir

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo