segunda-feira, agosto 05, 2013

Eu Li: As Violetas de Março - Sarah Jio


Título:
As Violetas de Março
Autora:
Sarah Jio
Editora:
Novo Conceito
Onde Comprar:
Submarino | Saraiva | FNAC

Emily Taylor é uma mulher jovem e escritora de sucesso, mas não gosta muito de seu próprio livro. Também tem um casamento que parece ideal, no entanto ele acabará em divórcio.Sentindo que sua vida perdeu o propósito, Emily decide fazer as malas e passar um tempo em Bainbridge — a ilha onde morou quando menina — para tentar se reorganizar.
Enquanto busca esquecer o ex-marido e, ao mesmo tempo, arrumar material para um novo — e mais verdadeiro — livro, um antigo colega de escola e o namorado proibido da adolescência tornam-se seus companheiros frequentes. Entretanto, o melhor parceiro de Emily será um diário da década de 1940, encontrado no fundo de uma gaveta.
Com o diário em mãos, Emily sentirá o estranhamento e a comoção causados pela leitura de uma biografia misteriosa que envolve antigos habitantes da ilha e que tem muito a ver com sua própria história.
Assim como as violetas que desabrocham fora de estação para mostrar que tudo é possível, a vida de Emily Taylor poderá tomar um rumo improvável e cheio de possibilidades.

Depois de um longo e tenebroso inverno sem tempo para viver (e se caso estudes numa Federal, cê sabe do que estou falando) enfim consegui concluir uma leitura para compartilhar com vocês. “Violetas de Março” chegou na hora certa. É o tipo de leitura leve que podemos engatar facilmente e terminamos em um suspiro.

Emily é uma escritora que está no seu momento sem inspiração. Há vários anos ela escreveu um romance de sucesso, porém não conseguiu avançar. Juntando isso ao rompimento de seu casamento, ela decide passar um mês em Bainbridge Island, uma ilha muito especial da sua infância e adolescência, para se curar. A ilha guarda muita beleza e vários mistérios e Emilly vai se envolver numa história que, ela sente, está intrinsecamente ligada a sua vida.

O livro se divide em duas histórias paralelas. A de Emilly e seus problemas pessoais e a de Esther, a misteriosa mulher do diário que Emilly encontra. Todas as pessoas da ilha capazes de responder as perguntas referentes ao diário, não se mostram nada receptivas, portanto ela terá que consegui as respostas sozinha.

A narrativa é bem fluída e direta, e os mistérios, de fato, serão revelados ao seu tempo. As críticas que tenho a respeito se diz unicamente à minha perspectiva sobre conceitos de amor; conceitos esse que o livro atropelou completamente. Porém, o romance é doce (do tipo água com açúcar mesmo!) e quem curte o gênero, não vai ser tão chato quanto eu.

“As violetas de Março” é um livro muito bonito esteticamente. No rodapé de todas as páginas tem flores desenhadas e a diagramação é ótima. São 300 páginas que passam muito rápido. Tenho certeza que o livro vai ser adorado por pessoas que gostam de romances doces e fofos, mas não me identifiquei com as personagens e, confesso, quis entrar no livro algumas vezes pra dar na cara delas. Mas a história acabou surpreendentemente bem. Venha descobrir como! ;)




Fernanda KarenEstudante de Serviço Social com o coração no curso de Letras. Apaixonada por séries, dramas e café. Bookarolic irrecuperável e promiscua literária. Eventualmente estou trocando um de meus rins por livros muito desejados. (Qualquer coisa é só entrar em contato). Amo YA, ficção-fantasia, clássicos (brasileiros, portugueses, ingleses, latinos etc), chick-lits... Perceberam que meu preconceito literário é zero? Ops, quase zero; não leio auto-ajuda.

4 comentários:

  1. Sem dúvida é um livro esteticamente lindo! mas sei lá... a história em si não me animou, talvez eu não esteja no clima para livros desse gênero, mas tá anotada a dica.
    ótima resenha fernandinha :)

    ResponderExcluir
  2. Adorei esse livro! Foi uma grata surpresa! O diário é uma história que se entrelaça com a história de Emily e dá um toque a mais à leitura!
    AS personagens secundárias são adoráveis: Bee e Evelyn. Achei as surpresas ao longo da narrativa tão gostosas de ler e descobrir!

    ResponderExcluir
  3. Oii!!
    Como sou super fã de romances melosos vou gostar desse livro!
    Será uma das minhas próximas leituras!
    E você tem razão com relação a estética do livro, a Novo Conceito tá de parabéns, pois está lindo!
    Beijos

    Elidiane Ferreira

    ResponderExcluir
  4. Sabe que eu tive que olhar 3 vezes para a capa para perceber que a REAL capa do livro é toda a foto acima...porque de 1° achei que fosse o livrinho verde mesmo...rsrrss

    ResponderExcluir

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo