segunda-feira, julho 08, 2013

Eu Li: Will & Will - John Green e David Levithan


Título:
Will & Will
Autores:
John Green, David Levithan
Editora:
Galera Record
Onde Comprar:
Submarino | Saraiva | FNAC

Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra... Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome. E, aparentemente, apenas isso os une. Mas mesmo circulando em ambientes completamente diferentes, os dois estão prestes a embarcar em um aventura de épicas proporções. O mais fabuloso musical a jamais ser apresentado nos palcos politicamente corretos do ensino médio.

Eu aprecio Tiny Cooper. Sim, aprecio muito. Aprecio sua coragem de subir em um palco e contar para uma plateia lotada tudo sobre sua vida, sobre sua homossexualidade, sobre o preconceito, sobre seus ex-namorados. Sim, por que Will & Will é sobre dois Will Grayson que se encontram, mas também é sobre o modo como esse grande encontro e Tiny Cooper mudam a vida dos dois.

Will Grayson é amigo de Tiny Cooper desde que eram crianças, e sempre soube e aceitou o fato de Tiny ser gay. Will possui meio que um lema de vida, que é ficar calado e seguir as regras. Ele não contesta as coisas, não age, não se impõe. Ele deixa as coisas seguirem e quem sabe levarem-no a algum lugar.

“Somo amigos há tempo demais para escolher, mas, se pudéssemos escolher, eu escolheria você.”

Will Grayson 2 (doravante mencionado como WG) tem depressão profunda e toma remédios para isso. Nunca admitiu ser gay, não mantém relacionamentos duradouros com as pessoas, e nutre uma paixão profunda por um rapaz que conheceu na internet e se chama Isaac. Nunca viu Isaac antes, mas o encontro que marcam o deixa em polvorosa, e é durante esse encontro que sua vida vai mudar, pois o destino acontece, e Will Grayson e Tiny Cooper entram em sua vida para mudá-la para sempre.

Tiny Cooper rouba a cena por onde passa. Ele é grande, tipo 1,98 m, e grande para os lados também. E é gay, nas palavras de Will Grayson “a maior pessoa do mundo que é muito, muito gay, e também a pessoa mais gay do mundo que é muito, muito grande”. Ele está totalmente envolvido na produção de um musical escolar para contar sobre sua vida, o Tiny Dancer, onde ele será ator-cantor-produtor-diretor. Claro que ele vai envolver e encantar muitas outras pessoas, como eu, uma simples leitora, na produção “do mais fabuloso musical a jamais ser apresentado nos palcos politicamente corretos e tediosos do ensino médio“.

Eu demorei um pouco para me envolver na estória, isso porque eu achava que ela ia por um caminho quando na verdade ia por um caminho totalmente diferente. Mas depois eu entrei na estória e me deixei levar. Os capítulos são alternados entre os pontos de Will Grayson e WG, e cada autor escreveu sobre um deles. E é possível notar as diferenças de escrita e como cada um conseguiu mostrar com habilidade as personalidades dos dois Will.

Will & Will é um livro repleto de amor e aceitação, e não é à toa que a gente se apaixona por ele. E ri muito no processo! E se emociona também. E eu termino essa resenha com um quote de Tiny Cooper:

“Talvez haja alguma coisa que vocês tenham medo de dizer, ou alguém que vocês temam amar, ou algum lugar aonde têm medo de ir. Vai doer. Vai doer por que é importante. (...) Mas acabei de cair e ir ao chão, e ainda estou aqui de pé para lhes dizer que é preciso aprender a amar a queda, porque o importante é a queda. (...) se deixe arrebatar pelo menos uma vez. Deixe-se arrebatar!”


8 comentários:

  1. Adorei a sua resenha, e esse livro é uma questão de puro gosto. Talvez o leia, gosto de livros que tratam de assuntos específicos.
    Beijos, Ana.

    ResponderExcluir
  2. Um livro diferente das últimas propostas de Jonh Green, pela resenha, é de uma profundeza e densidade imensa e é necessário que se enxergue além do comum para deixar se apaixonar pelo enredo. O livro tem um "astral" muito diferente do que eu imaginava, mas gostei. Parabéns pela resenha! bjs

    ResponderExcluir
  3. Nossa nem sei o que dizer..Posso afirmar que vi com olhos preconceituosos esse livro e pensei diversas vezes se estava preparada para algo desse tipo...Ainda não li nada do Green e nem sei se lerei...seus livros são sempre tão profundos que fico com aquela sensação que quando o livro acabar terei mais do que um livro a mais de leitura..
    Acho que Will e Will segue esse contexto..parece que é livro que faz mais do que nos distrair do nosso cotidiano..nos faz pensar..e pensar e pensar.

    ResponderExcluir
  4. o livro parece ter uma estoria interessante... inclusive conheço um menino que todos chamam de Will que se encaixa muito bem ao personagem, pelo que li na resenha....rsrs
    Confesso que não tenho muita vontade de ler, mas quem sabe um dia né... tem livro que a gente acha que é chato, mas acaba tornando um dos livros em que mais gostamos...

    :)

    ResponderExcluir
  5. eu ainda nem li esse livro e já estou apaixonada por ele hahaha. faz tempo que quero ler um juvenil que envolva a aceitação e a sexualidade de uma forma John Green de fazer - sutil, leve, e ao mesmo tempo escancarada. Por todas as resenhas que li, já me envolvi com os personagens e com o que vou encontrar na história. mal vejo a hora de por minhas mãozinhas nesse livro haha

    beijocas
    http://nossosromancesadolescentes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Geeeenteee, é muito fofo! Adorei essa parceria, ficou bem bacana o livro e gostoso de ler. Quem não adoro John Green que se dê uns tabefes, é bom demais as tramas dele. E o outro autor não deixa a desejar, é muito bom também. Super fofo esse livro *-*

    ResponderExcluir
  7. Fiquei bastante curiosa com a capa do livro, mas a resenha me ganhou. Amei!

    Beijos
    @_RayPereira
    http://porredelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Biah!
    meu, esperei tanto tempo pelo lançamento desse livro e agora que ele finalmente está aí pra nós, cadê a vontade?
    Mas é um problema comigo (não com o livro), me enrolei nas leituras, como de costume, e só poderei pegar Will & Will mais lá pra frente.
    Gostei da resenha, esclareceu algumas dúvidas que eu tinha. Assim, não espero nada OMG e tals... parece ser um livro muito legal e divertido, porém não tenho graaaaaandes expectativas, melhor assim.
    A capa desse livro é muito linda, parabéns pra Galera Record *-*
    beijão!

    ResponderExcluir

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo