quarta-feira, março 06, 2013

Eu Li: A Hospedeira - Stephenie Meyer


Título:
A Hospedeira
Autor(a):
Stephenie Meyer
Editora:
Intrínseca
Onde Comprar:
Submarino | Saraiva | FNAC

Nosso planeta foi dominado por um inimigo que não pode ser detectado. Os humanos se tornaram hospedeiros dos invasores: suas mentes são extraídas, enquanto seus corpos permanecem intactos e prosseguem suas vidas aparentemente sem alteração. A maior parte da humanidade sucumbiu a tal processo. Quando Melanie, um dos humanos "selvagens" que ainda restam, é capturada, ela tem certeza de que será seu fim. Peregrina, a "alma" invasora designada para o corpo de Melanie, foi alertada sobre os desafios de viver dentro de um ser humano: as emoções irresistíveis, o excesso de sensações, a persistência das lembranças e das memórias vívidas. Mas há uma dificuldade que Peregrina não esperava: a antiga ocupante de seu corpo se recusa a desistir da posse de sua mente. Peregrina investiga os pensamentos de Melanie com o objetivo de descobrir o paradeiro dos remanescentes da resistência humana. Entretanto, Melanie ocupa a mente de sua invasora com visões do homem que ama: Jared, que continua a viver escondido. Incapaz de se separar dos desejos de seu corpo, Peregrina começa a se sentir intensamente atraída por alguém a quem foi submetida por uma espécie de exposição forçada. Quando os acontecimentos fazem de Melanie e Peregrina improváveis aliadas, elas partem em uma busca incerta e perigosa do homem que ambas amam.

Eu adiei muito, muito a leitura desse livro. Eu o tenho desde seu lançamento, em 2009, mas na única vez em que tentei, não consegui prosseguir com a leitura além das 30 primeiras páginas. As primeiras páginas são muito maçantes, motivo pelo qual a leitura não fluiu para mim, porém com a aproximação do lançamento do filme e os elogios vindos de alguns membros do PA Book Club (nosso clube do livro aqui de Belém) eu resolvi tentar mais uma vez e, SURPRESA! SURPRESA!, não larguei mais e ainda me pergunto por que eu não li antes!

Eu realmente me surpreendi com a estória. Mesmo, mesmo. A autora não criou um universo muito complexo, e por isso mesmo não deixou 'furos' na estória. Simplesmente as almas, formas de vida alienígena que já pacificaram vários planetas, resolveram pacificar a Terra e para isso se infiltraram nos corpos dos humanos, extinguindo a alma que vivia ali e tomando suas lembranças. Alguns humanos conseguiram evitar os alienígenas. Entre eles estão Melanie Stryder e seu irmão Jamie, e é numa busca por alimentos para seu irmão que Melanie encontra Jared pela primeira vez. Eles se unem para sobreviver e logo se apaixonam. 

Depois de alguns anos vivendo sozinhos, eles resolvem seguir pistas de um possível abrigo para humanos, e é durante a tentativa de resgate de um parente de Mel que ela se vê encurralada por buscadores e, para não ser capturada, pula no fosso de um elevador. Seu corpo sofre danos, mas é resgatado por buscadores e tem uma nova alma colocada nele: Peregrina, uma alma que já viajou por muitos países. Pena que Peregrina não se adapta muito bem, pois Melanie não quer deixar seu corpo, e assim as duas passam a conviver, e nessa convivência Peregrina aprende a amar Jared e Jamie como se fosse a própria Melanie. Que opção resta a não ser partir em busca dos dois? 

É uma aventura, com direito a perseguições, roubos, fugas, amor platônico, tensão, uma certa dose de violência, auto conhecimento e aceitação por parte dos personagens, preconceito contra o que é diferente e por aí vai. Não é um livro voltado para a reflexão, mas você acaba imaginado o que faria naquela situação, como reagiria a Peregrina se fosse um humano, como reagiria a violência de ações e sentimentos dos humanos se fosse um ser pacífico...

Alguns citaram que era um triângulo amoroso em dois corpos, mas eu interpretei como um 'quadrado' amoroso em três corpos, já que a relação entre Jared, Melanie, Ian e Peregrina é bem complexa...Peregrina não consegue deixar de amar Jared, mas isso por que o corpo é de Mel e esta sempre reage de forma arrasadora a Jared, mas Peg tem sentimentos por Ian, e ele por ela. Entendem a confusão? 

Eu adorei o livro, tirando a parte maçante do começo, que junto com o preconceito em relação a autora, deve ter afastado muitos leitores. Não siga o mesmo caminho. Se leu e não gostou, acontece, mas pelo menos você não deixou de tentar ;)

O livro é interessante em sua ideia, tem questionamentos (e leves críticas) bem legais, personagens em conflito, um amor difícil de se concretizar (ei, eu gosto, dá licença?) e me prendeu. Agora é esperar que o filme seja bom - a esperança é a última que morre rs.



7 comentários:

  1. Eu dei 5 estrelinhas para o livro, rsrs. Afinal, opinião é opinião. Eu adorei a história. Eu tentei ler sem pensar em que era a autora, e deu certo, felizmente.

    clicandolivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Eu não entendi a confusão do "quadrado" amoroso, kkkkkk


    Sempre achei a capa desse livro meio sinistra, rsrs.


    Vamos ver se o filme vai agradar, né"

    ResponderExcluir
  3. Espero que o filme seje tão bom quanto o livro, que por sinal, eu amei!

    http://leituramagnifica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Aeh \o/
    Uma resenha que resume muito bem o livro e a minha opinião também sobre ele =)

    ResponderExcluir
  5. Vi o trailer do filme e realmente não faz meu estilo, tanto no cinema, quanto na literatura. Mas tem sido tão comentado que me bateu uma pontinha de curiosidade. E isto só quer dizer que se um dia o livro cair na minha mão, eu leio! rs
    Mas não sei se compraria.
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Esse livro parece ser bacana, tem uma historia legal e eu curti a capa. Mas não faz muito meu estilo esse tipo de historia sobrenatural, eu gosto mais da realidade, sabe como é né?! Mas eu até tiraria um tempinho para dar uma olha, mas como o livro é da Stephenie Meyer (autora de crepúsculo), então eu tenho certeza que eu não vou gostar. Mas parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo