quinta-feira, dezembro 02, 2010

Eu Li: A Carícia do Vento - Janet Dailey


Título:
A Carícia do Vento
Autor:
Janet Dailey
Editora:
BestBolso

Onde Comprar:
Submarino | Saraiva | FNAC

Livro que marcou a estreia de Janet Dailey na lista dos mais vendidos do The New York Times, A carícia do vento consagrou a autora como uma das maiores romancistas do gênero. A protagonista é a jovem milionária Sheila Rogers, bela, impulsiva e mimada que vivia em Austin, no Texas. Sheila contraria as expectativas de seus pais e foge para Juarez, no México, com Brad Townsend, um homem bonito e envolvente, mas que nada mais era senão um caça-dotes. A lua de mel do casal converte-se num verdadeiro inferno quando seu marido é brutalmente assassinado e ela é sequestrada e levada por um bando de pistoleiros para um esconderijo nas montanhas. É ali que Sheila conhece Ráfaga, homem corajoso e idealista, e logo o ódio se transforma numa paixão arrebatadora.


Sheila Rogers é uma estudante universitária de 20 anos, filha de pais ricos, e que namora um cara pobre, Brad Townsend. Brad trabalha em um hotel, e ele e Sheila pretendem se casar, mas não contam com o apoio dos pais dela. Depois de vários conselhos do tipo " você pode conseguir tantos rapazes melhores, querida" , os pais de Sheila aceitam o casamento com uma condição: que eles esperem mais um ano pra se casarem. Brad não aceita essa imposição e depois de uma seduçãozinha básica, convence Sheila a fugir para o México a fim de se casarem escondidos. Eles fogem e se casam, e logo Sheila percebe que Brad só queria mesmo seu dinheiro, apesar de ter negado isso veementemente durante todo seu namoro com ela. Durante a noite de núpcias Sheila, até então virgem, é tratada de forma brutal e se arrepende de não ter ouvido os conselhos de seus pais. 

No dia seguinte Brad decide que quer ir esbanjar o dinheiro dela em outro lugar e durante a viagem de carro eles se perdem e são encontrados por um grupo de cavaleiros mexicanos . Brad tenta se comunicar com eles mas não consegue, e ao tentar suborna-los mostrando todo o dinheiro que carregava é assassinado em frente de Sheila. Sheila também ia ser assassinada, mas disse que seu pai tinha dinheiro e pagaria resgate, sendo então levada com os cavaleiros. Esse grupo de cavaleiros é liderado por Ráfaga, cujo nome significa 'rajada de vento'. Durante sua estadia com Ráfaga , Sheila passa por situações bem humilhantes, como ter que limpar a casa e se tornar amante de Ráfaga, entre outras coisas. E quando ela menos espera descobre que está apaixonada por ele.

Eu gostei muito desse livro, de verdade. Não é um romance muito meloso, mas surgido de uma situação e forma totalmente inesperadas. Sugiro que antes de iniciar esse livro você se afaste um pouco de todos os seus conceitos e encare a leitura de mente aberta. Há situações que muitos considerariam humilhantes demais e totalmente imperdoáveis. Mas tenham em mente o local da trama e a situação em que todos se encontram. Um livro que eu gosto muito já foi criticado por algumas pessoas por conter uma cena muito parecida com a de Carícia do Vento, pois foi considerada inaceitável, digna de abandono. Mas digo e repito: é preciso que você se afaste um pouco de suas idéias já formadas e leia o livro de mente aberta.

A única coisa que não gostei nesse livro foi o final. Acabou muito rápido e de forma repentina, mas o resto é ótimo. Recomendo =D

7 comentários:

  1. Eu li esse livro há alguns anos atrás e para ser sincera só lendo a resenha inteira foi que eu consegui lembrar dele. Eu gosto de livros assim e concordo que temos que ter a mente aberta mas há alguns livros que é impossivel entender como a mocinha após ser humilhada consegue se apaixonar pelo agressor. Não gostei do livro justamente por isso, não consegui gostar do Ráfaga e por tabela não gostei da Sheila por aceitar ele.
    Foi uma ótima resenha!

    ResponderExcluir
  2. Pois é, eu fiquei chocada com o que aconteceu, mas entendi que era necessário (?) rsrsr

    e Obrigada =D

    ResponderExcluir
  3. Essa capa desanima, né? Fala sério! heheh
    Estou adorando o blog...
    Beijão

    ResponderExcluir
  4. Pois é .. sou da mesma opinião da Déborah.
    Gostei do livro, a trama não me deixou desistir da leitura. Porém ... tbm não gostei do Ráfaga, e muito menos da Sheila. Fiquei pensando no final se o que levou ela a escolher ficar com ele foi realmente paixão ou se foi um pura conseguência da Síndrome de Estocolmo rsrs. Mas valeu a pena ler esse livro, a história é muito bem contada.
    Também adorei a resenha!:)
    Renata

    ResponderExcluir
  5. Ah meu deus!
    Jura!?
    Estou chocada com a história, mas fiquei curiosa! vaientender.

    Quero ler!?
    BJS

    ResponderExcluir
  6. Eu li este livro há algum tempo, qdo tinha uns 15 anos, confesso q não lembro de mtos detalhes, mas na época eu gostei bastante...
    Bj.

    ResponderExcluir
  7. Fique curiosa com esse livro , espero um dia lê-lo =P

    ResponderExcluir

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo