terça-feira, outubro 12, 2010

Meus Trechos Preferidos #1

             Enquanto estava lendo o livro Morte de Tinta hoje (em breve terá resenha) eu procurava, mentalmente, um lugar adequado pra mostrar alguns trechos de livros que eu adoro, que me identifico e me fizeram pensar. Aqueles que falam da paixão pelos livros, declarações de amor lindas que uma vez eu li, entre muitos outros. Então pensei que não havia lugar melhor pra mostra-los do que o blog. E aqui estou eu com meu primeiro post a respeito deles. E pra começar eu vou citar trechos do livro que estou lendo, Morte de Tinta, da Cornelia Funke. São três trechos , dois do próprio livro, e um que foi colocado no início de um capitulo pela Cornélia, mas de um livro que pertence a outro autor, e que eu adorei.


"Afinal, era exatamente isso o que as pessoas  procuravam nos livros: grandes sentimentos nunca vividos, dor que, se se tornasse muito forte, era possível deixar para trás apenas fechando o livro. Morte e destruição que pareciam deliciosamente verdadeiras se alguém  as evocava com as palavras certas, e que se podia provar e abandonar entre as páginas sem perigo algum.
Cornelia Funke, "Morte de Tinta", pág. 108


"Orfeu não teria como contar as bofetadas que recebera por causa do prazer proibido da leitura. A cada dez páginas recebia um bofetada, mais ou menos isso, mas o preço nunca lhe pareceu alto demais. O que era uma bofetada em troca de dez páginas de ajuda para fugir, dez páginas longe de tudo aquilo que o fazia infeliz, dez páginas de vida real em vez do tédio que os outros chamavam realidade? "
Cornelia Funke, "Morte de Tinta", pág. 321


"Não é possível ler de verdade um livro sem estar só. Mas é justamente por causa dessa solidão que acabamos nos relacionando intimamente com pessoas que talvez jamais houvessemos conhecido, seja porque estão mortas há séculos, ou porque falam idiomas que você não entende. Porém, elas se transformam nos teus mais intimos amigos, nos teus mais sábios conselheiros, nos magos que te hipnotizam, nas amantes com quem você sempre sonhou."
Antonio Munõz Molina, "El poder de la pluma"



E aí, o que acham desses trechos? Comentem ^^

4 comentários:

  1. Ai, esta trilogia "Mundo de tinta" é tudo de bom, não é?! Você sente toda a paixão da escritora por livros em cada página... Eu adoro! Ainda não iniciei a leitura do terceiro livro, mas pretendo começar a lê-lo em breve!

    O link do meu blog mudou:
    http://omundodetinta.blogspot.com/

    Bjo.

    ResponderExcluir
  2. Tudo de bom mesmo! Você sente vontade de ser lido pra história também!

    =D

    ResponderExcluir
  3. adorei os trechos de 'mundo de tinta',
    já estou louca para ler ele.
    beijos.

    ResponderExcluir
  4. Adoro anotar meus trechos favoritos, uso o skoob direto pra
    isso. Tem vários livros que eu lembro de um trecho especifico, como o Rei do
    Inverno, que tem a declaração de amor mais linda que eu já li. Não li Morte de
    Tinta mas adorei os trechos que escolheu principalmente o primeiro.

    ResponderExcluir

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo