sexta-feira, fevereiro 27, 2015

Eu Li: Ouro, Fogo & Megabytes - Felipe Castilho


Título:
Ouro, Fogo & Megabytes
Autora:
Felipe Castilho
Editora:
Gutenberg
Onde Comprar:
Submarino | Saraiva | FNAC

Ouro, Fogo & Megabytes - Como esconder uma suspensão escolar dos pais, resgatar uma criatura mágica das garras de uma poderosa e mal-intencionada corporação e ainda por cima salvar o país de um desastre sem precedentes?
Anderson Coelho, um garoto nada extraordinário de 12 anos, divide sua vida entre a pacata realidade escolar e uma gloriosa rotina virtual repleta de aventuras em Battle of Asgorath, jogo de RPG online em que jogadores do mundo todo vivem num universo medieval, cheio de fantasia. Lá, Anderson – ou Shadow, nome de seu avatar – tem vida de estrela: é o segundo colocado do ranking mundial. E são justamente suas habilidades que chamam a atenção de uma misteriosa organização, que o escolhe para comandar uma missão surpreendente junto com um grupo de ecoativistas nada convencionais.

“Ouro, Fogo & Megabytes”, lançado pela Editora Gutemberg, é o livro 1 da série “O Legado Folclórico”, de Felipe Castilho.

Queria sentar com vocês em um café para poder explicar o quão fantástico esse livro é. Felipe Castilho misturou mitologia brasileira e tecnologia em uma aventura incrível e de tirar o fôlego! A obra abriu as portas para o que ainda não tinha visto nos livros de fantasias nacionais: destaque para os nossos mitos. 

Aqui, no Pará, é muito comum ouvirmos “causos” sobre diversos mitos. Nossos interiores são repletos de magia e contações de histórias. Não sei como funciona pelo resto do país mas, aqui no Norte, os mitos dão muito o que falar. Posto isso, fiquei super interessada quando @robertaspindler me deu a dica desse livro (as dicas dessa mulher, gente, affo ♥). E foi mais do que eu espera! A proposta é super interessante e o autor levanta questionamentos importantes sobre a natureza, em geral. Gosto quando um livro nos tira da nossa zona de conforto e nos faz olhar além, e Felipe Castilho inspira isso.

A história contada em 3ª pessoa nos apresenta Anderson Coelho. Ele é, aparentemente, um garoto comum que mora em Rastelinho, uma cidade de Minas Gerais, com a família. No entanto, Anderson não é apenas um garoto comum. Ele também é Shadow Hunter, o 2° lugar mundial de Battle of Asgorath, um jogo de MMORPG (para os  noobs como eu, é um jogo de RPG online). Anderson vive uma vida pacata em sua cidadezinha e uma vida cheia de aventura como Shadow Hunter em seu game, até que um dia tudo muda.

Primeiro um esquisitão invade o jogo no meio de uma batalha para fazer perguntas à Anderson. Logo em seguida, um telefonema esquisito. Depois uma visita inesperada. E é aí que entra em cena a Organização, uma ONG que luta pelo meio ambiente. Na casa/sede, que fica em São Paulo, a Organização faz diversos tipos de ações, como a “coleta”, que consiste em conscientizar as pessoas nas ruas em prol da natureza. (O quão duro será quando eu for em SP e não ver esse pessoal com colete marrom. Ai, ai.)

Quando Anderson é contratado para fazer uma missão para a Organização e viaja para São Paulo, ele começa a interagir com essa outra realidade que ele sequer imaginava que existia. As lendas são reais. O saci-Perepê, o boitatá, o lobo-guará, o caipora... as criaturas folclóricas são reais. E a missão de Anderson envolve coisas grandes a respeito de uma empresa que quer, não apenas ganhar dinheiro, mas também prejudicar o meio ambiente. Com seu conhecimento tecnológico, Anderson vai tentar ajudar a Organização a resgatar uma das lendas folclóricas que está em extinção e, se mal sucedido, poderá pode causar sérios problemas a todo o país.

Expondo dessa forma, parece muito louco. E de fato, é. E interessante. E inteligente. E instigante. Felipe Castilho escreveu um livro de fantasia com todos os ingredientes necessários: aventura, adrenalina, conflitos, mistérios e adicionou elementos importantes e atuais, como: a influência nociva da mídia, a perspectiva de ética, questões ambientais e outros questionamentos que inspiram o leitor a novos pontos de vista.  

 “Acho que uma sociedade equilibrada seria um lugar onde cada um de nós soubesse o seu papel no mundo... Onde todos tivessem o conhecimento e o utilizassem em consenso para que a sociedade inteira melhorasse. Não um grupo seleto. Não alguém. Melhorar o mundo, para que todos tirem o melhor dele.”

“Ouro, fogo & megabytes” é uma passagem sem volta para uma fantasia surpreendente e muito brasileira. Os personagens são interessantes e, estranhamente, reais demais. As lendas que conhecemos darão margem a outros contextos e histórias envolventes, adicionando ainda mais o fantástico do todo que o livro é. O começo é um pouco lento, mas quando o livro pega ritmo, fica super dinâmico e termina rápido demais. O livro também é recheado de ilustrações super bonitas que chamam bastante atenção. Quanto ao trabalho da editora Gutemberg: sou fã. Seus livros são sempre muito bonitos e bem feitos.

A continuação, “Prata, Terra & Lua Cheia”, já foi publicada, mas ainda não consegui ler, infelizmente. Em breve resolverei isso e, quem sabe, terá resenha do livro 2 para a próxima semana nacional. 

O autor Felipe Castilho já divulgou o título do 3° volume, que se chama “Ferro, Água & Escuridão”. Ele ainda está em produção e podemos ter notícias em primeira mão em sua página no facebook: O Legado Folclórico. Estou muito feliz por poder conhecer e compartilhar essa história incrível como vocês. Anotem no caderno de dicas preciosas!

Comentem aqui o que vocês acharam da proposta e, caso já tenham lido, me digam o que acharam!



Leiam, leiam, leiam!
Fernanda Karen Estudante de Serviço Social com o coração no curso de Letras. Apaixonada por séries, dramas e café. Bookaholic  irrecuperável e promíscua literária. Eventualmente estou trocando um de meus rins por livros muito desejados. (Qualquer coisa é só entrar em contato). Amo YA, ficção-fantasia, clássicos (brasileiros, portugueses, ingleses, latinos etc), chick-lits... Perceberam que meu preconceito literário é zero? Ops, quase zero; não leio auto-ajuda.

Um comentário:

  1. Que ótimo que um autor abordou nossa Mitologia. Sempre vemos muitos livros com Mitologias grega, romana, indiana, nórdica, mas brasileira, nunca! Achei um máximo essa mistura dos nossos mitos com assuntos mais reais e atuais. E, pelo que vi, o Felipe escreveu um ótimo exemplar de livros do gênero, com direito a todos os ingredientes possíveis. Fiquei super curioso pra ler.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir

Quer fazer um blogueira feliz? Então deixa um comentário neste post! Você vai fazer todo o trabalho valer a pena rsrs
Mas tem um porém: Comentários ofensivos serão deletados.

Muito Obrigada por comentar! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garota Pai D'égua - Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianne Souza.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo